Motocar lança triciclo para coleta de lixo domiciliar

Modelo foi desenvolvido para chegar a locais de difícil acesso

Da Redação (Publicado no Diário do Comércio – Edição: 12/05/2017)

Vei1

Foto: Motocar / Divulgação

A Motocar, primeira indústria do Brasil especializada em veículos motorizados de três rodas, apresentou um novo modelo para limpeza dos centros urbanos, desenvolvido em parceria com a Tufann – empresa especializada em equipamentos de limpeza, com 20 anos de mercado.

O triciclo foi lançado durante o 34° Congresso Mineiro de Municípios, que aconteceu em Belo Horizonte, nesta semana, no Expominas.

A coleta domiciliar das grandes cidades brasileiras é feita, quase que na integralidade, com caminhões de lixo tradicionais. Em Belo Horizonte, o serviço da Superintendência de Limpeza Urbana (SLU) atende 96% das vias asfaltadas e urbanizadas. No entanto, levando em conta as vilas, favelas e conjuntos habitacionais, esse indicador cai para 76%.

“Parte das ruas consideradas sem atendimento corresponde às vias internas de condomínios fechados, às ruas sem moradores ou sem pavimentação e/ou sem quaisquer condições de tráfego”, diz a Prefeitura em nota.

“Com veículos menores, é possível chegar a lugares de difícil acesso e melhorar esses índices”, disse Carlos Araújo, diretor comercial da Motocar. “Além disso, nossos custos são mais baixos e podem viabilizar projetos de coleta seletiva, que estão previstos na Lei de Resíduos Sólidos, mas ainda estão longe de contemplar a totalidade das cidades brasileiras”, completou.

Com o objetivo de apresentar o novo modelo de triciclo, a Motocar e Tufann participaram pela primeira vez do Congresso. “Estamos muito felizes em participar de algo tão grande como esta feira. Esperamos levar inovação com o nosso produto para Minas Gerais” diz Carlos Araújo.

“Para criar uma solução de limpeza com baixo custo de manutenção e agilidade, optamos por unir a nossa marca com a Motocar. A companhia é a única indústria do País com homologação do Denatram e Ibama”, explicou Ricardo Nogueira diretor financeiro da Tufann.

O modelo MCA Tufann tripulado é equipado com um sistema de aspiração de grande potência, motor de aspiração independente de 5,5cv e guincho elétrico para carga e descarga do contêiner de acúmulo do material recolhido, possibilitando a descargas em compactadoras, por isso é indicado para áreas urbanas, parques e ruas.

O triciclo  da Motocar com a Tufann está concorrendo ao prêmio projeto inovação do Higiexpo, uma das maiores feiras de produtos, serviços para limpeza e conservação ambiental do país, que acontece em agosto.

Os veículos da Motocar são fabricados na Zona Franca de Manaus. A empresa é pioneira e está no mercado de triciclos desde 2009 com modelos econômicos e de preço acessível para as empresas públicas e privadas.

 Entre os modelos estão os destinados ao transporte de pequenas cargas, MCA-200 e MCF-200, e o de passageiros MTX-150. Por seu preço acessível, são utilizados principalmente por micro e pequenos empreendedores.

 

 

Audi lança a perua A4 Avant no Brasil…e nós avaliamos o modelo

José Oswaldo Costa  (Publicado no Diário do Comércio)

GEDSC DIGITAL CAMERAO mercado automotivo nacional passou por um fenômeno. Se, nos anos 1980 e 1990, o veículo “ideal” que toda família buscava eram as peruas, já há algum tempo passou a ser os utilitários esportivos (SUV). Basta verificar que os principais lançamentos das montadoras, nos últimos anos, têm sido voltados para esse segmento.

Porém, ainda existem algumas peruas – ou station wagons, se você preferir – que merecem um olhar mais atencioso e, por que não, com mais carinho. A Volkswagen, por exemplo, tem a Golf Variant e, a Audi, a A4 Avant.

Hoje falaremos da belíssima A4 Avant. Primeiro foi o sedan. Cinco meses após o seu lançamento, a montadora alemã apresentou a nona geração da sua perua familiar. O motor utilizado nos dois modelos é o mesmo: 2.0 16V turbo de 190 cv (32,6 kgfm de torque).

Completa o powertrain a transmissão automatizada S-Tronic de 7 marchas e dupla embreagem. Casamento perfeito. Recebemos uma A4 Avant, na versão Ambiente (única comercializada no Brasil), para avaliações e percorremos mais de 1.000 quilômetros por estradas do interior de Minas Gerais.

GEDSC DIGITAL CAMERAConforto a bordo, desempenho do motor, conjunto da suspensão e toda tecnologia à disposição fazem dela um automóvel acima da média. O veículo responde prontamente ao pedal do acelerador, trazendo aquela gostosa sensação de ser “jogado” de encontro ao banco. As retomadas de velocidade são muito eficientes.

O conjunto da suspensão é tão bem calibrado que, na maior parte da nossa viagem, simplesmente esquecemos que dirigíamos uma perua. Não parece, rodando, ser um veículo de suas proporções (ver Ficha Técnica). Curvas de alta e baixa velocidade são percorridas com a mesma (grande) eficiência.

Em parte, essa eficiência foi obtida com a utilização, nas suspensões independentes, de cinco braços por eixo – anteriormente eram quatro. A estabilidade foi melhorada sem prejudicar o conforto. Importante informar que a tração é somente dianteira.

De acordo com a Audi, o uso de alumínio e aços de alta resistência na construção tornou o modelo120 kg mais leve do que a geração anterior. E esse é um fator que se reflete no desempenho e na economia de combustível.

GEDSC DIGITAL CAMERAPorta-Malas – O porta-malas teve o volume aumentado em 15 litros, de suma importância para um veiculo com proposta familiar. Agora, tem a capacidade para 505 litros. Com os bancos traseiros rebatidos, ela passa para 1.510 litros.

Outra novidade no que diz respeito ao porta-malas é a tampa no interior do veículo, que protege a carga (além de escondê-la dos “amigos do alheio”), com acionamento elétrico automático, tanto para fechar quanto para abrir.

GEDSC DIGITAL CAMERANo interior, além do acabamento impecável, digno da marca, o maior destaque é adoção do painel digital, que recebe o nome de Virtual Cockpit. Mostradores como velocímetro e conta-giros são projetados em uma tela de 12,3 polegadas no quadro de instrumentos.

Além disso, o motorista pode optar, em maior ou menor tamanho, por informações do sistema multimídia ou do GPS, por exemplo. A A4 Avant conta, ainda, com Head-Up Display, que projeta informações, como a velocidade, no para-brisa para que o condutor não tire a atenção do caminho.

O motorista pode selecionar o modo de condução (Audi Drive Select): Individual, Efficiency, Dynamic ou Comfort. O mais divertido, com certeza, é o Dynamic. A perua fica bem mais arisca, com as trocas de marchas sendo feitas em rotações mais altas. Você também percebe que o volante, com assistência elétrica, fica mais “pesado”, o que traz mais segurança nessas condições de condução.

GEDSC DIGITAL CAMERADentre outros, a Audi A4 Avant é equipada com 6 airbags (frontais, laterais e de cortina), controles de tração e estabilidade, sensor de estacionamento traseiro, assistente de partida em rampa, encostos de cabeça e conto de três pontos para todos os ocupantes, faróis de xenônio, ar-condicionado automático, ajuste elétrico do banco do motorista, sistema start-stop para dar a partida, bancos revestidos em couro, “borboletas” atrás do volante para trocas de marchas manuais e sistema multimídia.

Na tabela da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), o preço da Audi A4 Avant Ambiente 2.0 16V TFSI S-Tronic é R$188,86 mil.

Ficha Técnica:

  • Velocidade Máxima – 238 km/h
  • Potência – 190 cv
  • 0 a 100 km/h – 7,5 segundos
  • Consumo Cidade – 9,5 km/l (gasolina)
  • Consumo Estrada – 11,8 km/l (gasolina)
  • Entre-Eixos – 2,82 metros
  • Comprimento – 4,73 metros
  • Altura – 1,43 metro
  • Largura – 1,84 metro
  • Capacidade do Porta-Malas – 505 litros / 1.510 (bancos rebatidos)
  • Capacidade do Tanque – 54 litros
  • Pneus e Rodas – 245/40 R18 / Liga Leve de 18 polegadas

GEDSC DIGITAL CAMERA

Fotos: José Oswaldo Costa