Curvelo está fora da temporada 2018 da Stock Car

José Oswaldo Costa

330002_762681_dudabairros_54662

Foto: Duda Bairros / Vicar / Divulgação

A Vicar Promoções Desportivas, responsável pela organização e promoção da Stock Car, divulgou hoje o calendário para 2018.

Infelizmente, o Circuito dos Cristais, construído na cidade mineira de Curvelo, está fora este ano. Lembrando que o autódromo fez parte das temporadas de 2016 e 2017.

Em contato com o departamento de comunicação da Vicar, fomos informados que “a princípio, não terá mesmo corrida em Curvelo”.

Porém, ressaltaram queos calendários da Stock sempre sofrem algumas alterações ao longo da temporada”. Dessa forma, há a possibilidade de Curvelo ser incluída, visto que duas etapas (7ª e 11ª) estão com suas cidades/autódromos em aberto, além da famosa “Corrida do Milhão”.

Mas a verdade é que, hoje, essa possibilidade é remota.

Uma pena, já que o Circuito dos Cristais foi aprovado pelos pilotos da principal categoria do automobilismo nacional, além de ter sido construído de acordo com as normas da Federação Internacional de Motociclismo (FIM) e da Federação Internacional de Automobilismo (FIA).

Não menos importante, recebeu a certificação que homologa o primeiro autódromo mineiro para competições nacionais de automobilismo, em novembro de 2016 e, em junho do mesmo ano, a homologação da Confederação Brasileira de Motociclismo.

Vamos aguardar.

330002_762686_arte_stockcar_calendario2018_vertical_v3

Honda revela primeiras imagens do City 2018

Da Redação

City_ambientadas_lancamento_frontal_F02_2A Honda revelou as primeiras imagens do novo City 2018. O modelo chegará às concessionárias da marca em fevereiro, com design reformulado e novos equipamentos.

O City 2018 recebeu novos para-choques, na dianteira e traseira, que trazem linhas mais horizontais e esportivas.

A grade frontal apresenta design que destaca o logotipo Honda e avança sobre os novos faróis com luzes diurnas de rodagem em LED.

Dependendo da versão, o modelo será equipado com faróis e lanternas traseiras em LED, além de novas rodas em liga leve.

Honda_CITY_2018_Camera_Farol_A_DRL_F01Todos os detalhes do novo Honda City 2018, versões, equipamentos e preços serão anunciados no momento de seu lançamento, em fevereiro.

City_ambientadas_lancamento_traseira_F02

Fotos: Honda / Divulgação

Vendas globais de automóveis tiveram saldo positivo e superaram as expectativas

Rogério Machado*     (Publicado no Diário do Comércio – Edição: 12/01/2018)

As estatísticas de vendas de automóveis de passeio e comerciais leves no mundo superaram as expectativas em 2017.

O aquecimento adicional da economia no Primeiro Mundo, somado a alguns países emergentes, ajudou a acelerar os números no final do ano fazendo com que o total de unidades vendidas atingisse os 94,5 milhões de veículos, superando as estimativas com um incremento de 2,2% em relação a 2016.

Analisando as cinco marcas mais vendidas globalmente, a primeira colocada foi a Toyota, que vendeu 8,7 milhões de unidades, quase 2 milhões a mais que a Volkswagen, a segunda colocada com 6,8 milhões.

Essas duas gigantes vêm se revezando, nos últimos anos, em uma batalha frenética. Em seguida aparece a Ford, com 6,2 milhões, sendo a única das cinco a apresentar queda de 1,2% em relação ao ano anterior.

A próxima da lista é a Honda com 5,2 milhões de unidades vendidas e, também, a que mais cresceu entre as cinco (incremento de 8,2% nas vendas em relação a 2016). Na quinta posição ficou a Nissan,  com vendas globais de 5,1 milhões de unidades.

Lembrando ao leitor que estamos falando de automóveis e veículos comerciais leves, estes últimos pesando até 3,5 toneladas. Estão fora desta estatística os ônibus e caminhões.

Outro ponto que merece atenção é que os fabricantes podem pertencer a grupos ou alianças que, eventualmente, reúnem mais de uma marca. O Volkswagen Group, por exemplo, produz automóveis e veículos comerciais leves com as marcas Volkswagen, Audi, Skoda, Seat, Bentley, Lamborghini, Bugatti e Porsche.

O ranking que informamos anteriormente apresenta cada marca individualmente, sem somar as outras do mesmo grupo. As estatísticas são da empresa focus2move, cujo banco de dados reúne órgãos oficiais e, também, associações de fabricantes de veículos no mundo todo.

As cinco primeiras marcas da lista foram responsáveis por 34% dos carros vendidos no mundo em 2017. Cada uma delas, além de apresentar sua visão própria do futuro da mobilidade, também é protagonista das mudanças que vem por aí.

Estamos às portas da segunda década do segundo milênio e, embora ainda exista por parte da sociedade, principalmente nas Américas, uma certa inércia a respeito do uso da eletricidade nos automóveis, as líderes do mercado não tem dúvidas de que as mudanças acontecerão.

Diante deste compasso, os chineses partiram na frente e se lançaram ao desenvolvimento de veículos elétricos em larga escala. Já se tornaram os maiores consumidores deste produto no mundo e tudo indica que irão liderar.

Começaram com as bicicletas que chegaram aos milhões. Isto fez com que as fábricas chinesas despejassem pequenos motores elétricos no mundo todo. O governo chinês, em busca de reduzir sua dependência na importação de petróleo e, simultaneamente, diminuir a poluição do ar que compromete as grandes cidades, esta incentivando esse boom.

Este fato está atraindo fabricantes ocidentais e General Motors, Ford, Volkswagen e Daimler já estão estabelecendo suas estratégias para desfrutar do mercado chinês.

Enquanto isso, os esforços para tornar os motores convencionais menos poluentes continuam em andamento e a atenção sobre os motores Diesel indicam que é bem provável que eles serão as primeiras vítimas desse processo.

*Colaborador

 

                   Marca                     Vendas 2017            Variação para 2016

1               TOYOTA                         8.713.629                            +2,4%

2          VOLKSWAGEN                  6.832.840                            +4,7%

3                  FORD                           6.165.704                            -1,2%

4                HONDA                         5.162.598                            +8,2%

5                NISSAN                          5.142.398                            +4,4%

6              HIUNDAY                         4.400.042                            -9,0%

7            CHEVROLET                        4.136.061                            -0,1%

8                   KIA                               2.816.802                            -8,4%

9              RENAULT                         2.681.392                            +10,5%

10      MERCEDES-BENZ                  2.551.374                           +10,1%

Honda GL 1800 Gold Wing também tem recall do airbag

Da Redação

A Moto Honda da Amazônia está convocando os proprietários do modelo GL 1800 Gold Wing para comparecerem a uma das concessionárias Honda Dream, a partir de 22 de janeiro de 2018, para a substituição gratuita do airbag.

Em caso de colisão, primordialmente frontal de intensidade moderada ou severa, situação em que o acionamento do sistema de airbag é esperado, poderá haver o rompimento da estrutura do insuflador e, eventualmente, ocasionar a projeção de fragmentos metálicos.

Em situações extremas, o defeito pode causar, além de danos materiais, lesões graves ou até mesmo fatais aos ocupantes e/ou terceiros.

Para mais informações, os clientes podem entrar em contato com a central de atendimento, no 0800-055-2221 (segunda a sexta-feira, das 09h às 17h – horário de Brasília) ou consultar o site http://www.honda.com.br/recall.

Veja aos chassis, não sequenciais, envolvidos na campanha de recall:

 

Honda convoca proprietários do Fit e do City, ambos, ano/modelo 2013

Da Redação

A Honda Automóveis do Brasil está convocando os proprietários dos automóveis Fit e City para comparecerem a uma das concessionárias autorizadas da marca para a substituição gratuita do insuflador do airbag do passageiro.

Em caso de colisão, primordialmente frontal de intensidade moderada ou severa, situação em que o acionamento do sistema de airbag é esperado, poderá haver o rompimento da estrutura do insuflador e, eventualmente, ocasionar a projeção de fragmentos metálicos no interior do veículo.

Em situações extremas, o defeito pode causar, além de danos materiais, lesões graves ou até mesmo fatais aos ocupantes e/ou terceiros.

A substituição do item é gratuita e deverá ser realizada em qualquer concessionária autorizada da marca a partir do dia 22 de janeiro.

A consulta à necessidade do reparo deve ser feita no link www.honda.com.br/recall.

O agendamento pode ser efetuado pelo mesmo endereço eletrônico ou pela central de atendimento: 0800-701-3432 (segunda a sexta-feira, das 08h às 20h e sábado, das 09h às 14h – horário de Brasília).

Veja os chassis, não sequenciais, envolvidos na campanha de recall:

CNH digital deve estar disponível, em todo o Brasil, até fevereiro

Da Redação

cnh-e-e-novidade-para-motoristas-do-brasil-1503938784694_1621x849A partir do próximo mês, todos os estados brasileiros devem estar obrigatoriamente aptos a disponibilizar a Carteira Nacional de Habilitação Eletrônica (CNH-e).

A resolução, que foi publicada pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) em agosto do ano passado, afirma que o documento digital terá o mesmo valor jurídico da versão impressa, que continuará sendo emitida.

O novo formato do documento funcionará como um aplicativo de celular e estará disponível nas lojas oficiais da Apple e do Google (para aparelhos Android).

De acordo com Rodrigo Mourad, sócio da Cobli – startup especializada em controle de frotas, telemetria e roteirização – o novo modelo trará diversas vantagens.

“Além da economia de papel, os condutores mais esquecidos também terão uma boa economia no bolso, já que a multa para quem dirige sem o documento é de R$ 88,38. Donos de empresas que possuem frotas também terão mais tranquilidade na operação, sem a preocupação de ter o veículo da empresa retido até a apresentação do certificado”, disse Rodrigo.

Como obter a CNH-e?

A CNH-e só poderá ser solicitada por quem já possui o documento com o QR-Code, um código que possibilita a leitura das informações por aparelhos eletrônicos que já está fixado no verso de carteiras impressas desde maio do ano passado.

CNH-Digital_

Foto: José Cruz / Agência Brasil

Os demais condutores terão acesso à CNH-e quando renovarem o documento.

Após baixar o aplicativo, o motorista terá que escolher entre usar um certificado digital (pago), que permitirá fazer todo o processo pela internet, ou procurar um posto do Detran para se cadastrar.

Também será necessário fazer um cadastro no Portal de Serviços do Denatran. Depois disso, o condutor deve realizar o login no aparelho em que desejar utilizar a CNH digital. No primeiro acesso, será necessário criar um PIN de segurança.

Somente esse código possibilitará acesso às informações. Todos os dados serão criptografados, para garantir a segurança.

Ainda não há definição com relação ao custo do documento digital, já que esta determinação fica a cargo Departamentos Estaduais de Trânsito (Detrans).

Nova geração do BMW X3 estreia no Brasil no 1º semestre

Da Redação          (Publicado no Diário do Comércio – Edição: 12/01/2018)

Preço do modelo parte de R$309,95 mil

Vei1 - Uwe Fischer - BMW - DivulgaçãoA terceira geração do BMW X3 chegará no primeiro semestre em toda a rede de concessionários da marca no Brasil.

Reformulado visualmente e com 100% das versões equipadas com um chip de conexão à internet, o modelo já é oferecido em pré-reserva no mercado nacional em duas opções: BMW X3 xDrive30i X Line, com preço público sugerido de R$309,95 mil e BMW X3 M40i, a partir de R$397,95 mil.

Apenas como curiosidade, a BMW denomina o X3 como um SAV (Sports Activity Vehicle ou Utilitário para Atividades Esportivas) e, não, como um SUV (Sport Utility Vehicle ou Veículo Utilitário Esportivo).

Design – A tradicional grade da BMW está maior na nova geração. Além disso, ainda na dianteira, o grupo óptico foi remodelado e o modelo passa a contar com faróis Full-LED de formato hexagonal. O para-choque dianteiro exibe novo desenho, mais robusto e envolvente, com destaque para os contornos e pelas amplas entradas de ar na parte inferior.

P90281772_highRes_the-new-bmw-x3-m40i-Nas laterais, chamam a atenção a linha da cintura elevada, mais alta em comparação ao modelo anterior, e as fendas das saídas de ar, instaladas próximo às rodas dianteiras.

Na traseira, as lanternas mostram novo formato, mais amplo e horizontalizado. O para-choque traseiro também foi redesenhado e passa a contar com duas saídas de escapamento independentes, instaladas nas extremidades, além de um novo spoiler instalado na parte superior da tampa do compartimento de bagagem.

Vei2 - Uwe Fischer - BMW - DivulgaçãoO X3 xDrive30i é equipado com rodas em liga leve de 20 polegadas enquanto, o M40i, traz rodas de 21 polegadas.

O interior utiliza materiais de acabamento de alta qualidade, como alumínio acetinado. O painel de instrumentos apresenta display totalmente digital multifuncional de 12,3 polegadas. Já o ar-condicionado é automático digital, com controle de três zonas.

P90281798_highRes_the-new-bmw-x3-m40i-

P90281800_highRes_the-new-bmw-x3-m40i-O sistema Comfort Access permite a abertura e o fechamento das portas sem a necessidade de tocá-las com as mãos, incluindo a tampa do porta-malas.

As medidas do novo BMW X3 são as seguintes: 4,72 metros de comprimento (4,71 metros na versão M40i), 2,86 metros de entre-eixos, 1,89 metro de altura (1,90 metro na versão M40i) e 1,68 metro de largura. O porta-malas tem capacidade para 450 litros, que pode ser ampliada para 1.600 litros com os bancos traseiros rebatidos.

Vei3 - Uwe Fischer - BMW - Divulgação

Motores 2.0 (252 cv) e 3.0 (360 cv)

O modelo é equipado, na versão xDrive30i X-Line, com um motor 2.0 de quatro cilindros capaz de entregar 252 cv de potência (entre 5.200 e 6.500 rpm). Segundo a BMW, ele é 68 cv mais potente que o da geração anterior. O torque é de 350 Nm entre 1.450 e 4.800 rpm.

A versão M40i traz um bloco M Performance TwinPower Turbo, de seis cilindros em linha, 3.0, com 360 cv de potência (entre 5.500 e 6.500 rpm). Ou seja, 54 cv a mais que o antecessor. O torque é de 500 Nm entre 1.520 e 4.800 rpm.

Ambos contam com câmbio automático de oito marchas, com paddle shifts atrás do volante para trocas manuais, e tração integral BMW xDrive.

P90281828_highRes_the-new-bmw-x3-m40i-

Fotos: Uwe Fischer / BMW / Divulgação

Na versão xDrive30i X Line, a aceleração de 0 a 100 km/h é feita em 6,3 segundos e a velocidade máxima é de 240 km/h. Já a versão M40i, alcança a velocidade máxima de 250 km/h, enquanto os 100 km/h são atingidos em 4,8 segundos. Números fornecidos pela montadora.

Tecnologias – A nova geração do X3 passa a ser equipada com o BMW Driving Assistant, capaz de oferecer recursos de condução inteligente em situações de congestionamentos ou longas viagens, como prevenção de colisão traseira, alertas de tráfego cruzado, de aproximação lateral e de saída involuntária de faixa.

O novo ConnectedDrive completa o pacote tecnológico, oferecendo um conjunto de funcionalidades acessível por meio de um SIM Card – o mesmo utilizado em telefones celulares – conectado à internet.

Esta tecnologia possibilita obter informações sobre condições de trânsito em tempo real, serviço de alerta de manutenção de componentes (BMW Teleservices), serviços de concierge, como reservas de hotéis, cotações de moedas e recomendações sobre restaurantes, e chamada de emergência inteligente.

Outra função adicional é a preparação para Apple Car Play. Por meio dele, o usuário pode transferir a interface de algumas funcionalidades do iPhone para o sistema de infotainment do veículo com a ajuda de conexão sem fio.

Dentre os itens de segurança, destaque para o sistema de monitoramento da pressão dos pneus, para os freios a disco ventilado com ABS, os controles de estabilidade e tração, além dos seis airbags (duplos frontais, laterais dianteiros, de cortina dianteiros e traseiros) e os com tecnologia Run-Flat.