Caminhões 100% elétricos para coleta

Da Redação  (Publicado no Diário do Comércio – Edição: 24/08/2018)

Modelo da chinesa BYD já está no Brasil e possui autonomia estimada de 8 horas de operação

Vei1 - Corpus - Divulgação

Foto: Corpus / Divugação

Já estão, no Brasil, os primeiros seis caminhões BYD 100% elétricos, de um total de 200 unidades encomendadas pela Corpus Saneamento e Obras, para serem utilizados no serviço de coleta e transporte de resíduos.

Os veículos foram embarcados no início de junho, na cidade de Changsha, na China, e fazem parte do primeiro lote de 21 unidades com entrega programa para este ano.

Os caminhões 100% elétricos BYD, do modelo eT8A, adquiridos pela Corpus, foram desenvolvidos para a aplicação de coleta e transporte de resíduos. Não emitem gases de escapamento ou qualquer fumaça na atmosfera, possuem manutenção simplificada e são bem mais silenciosos do que os veículos tradicionais utilizados na limpeza urbana.

Os veículos utilizam como fonte de energia uma bateria especialmente desenvolvida para a eletrificação veicular, com tecnologia exclusiva de Fosfato de Ferro Lítio (reciclável e com vida útil de até 30 anos).

Têm PBT técnico de 21 toneladas na versão 4×2 e autonomia estimada de oito horas de operação por recarga (cerca de 200 quilômetros).

“Antes de entrar em operação, os novos caminhões passarão por uma revisão de entrega e receberão o compactador de resíduos com sistema eletro-hidráulico, desenvolvido em parceria com a Danfoss. Esse sistema substitui as tradicionais alavancas e garante maior eficiência energética e redução do nível de ruído no funcionamento do equipamento”, explicou Charles Fioravante, gerente de manutenção de frota da Corpus.

Essa inovação também dá maior eficiência às operações de coleta e compactação de resíduos e contribui para o conforto dos profissionais, por substituir o esforço natural para a movimentação das alavancas por uma simples pressão no botão de acionamento, com redução do nível de ruídos e vibrações do sistema e do consumo de energia elétrica.

Energia – Os caminhões BYD contam, também, com modernos sistemas one pedal drive e KERS, de recuperação de energia elétrica pela energia cinética obtida no uso dos freios. Sem o pedal de embreagem e com transmissão de quatro marchas, o sistema permite ao motorista conduzir o veículo utilizando apenas o acelerador.

Nas frequentes reduções de velocidade para a coleta de resíduos, o freio motor provocado nas desacelerações contribui para o acúmulo de energia do conjunto de baterias, ampliando a autonomia do veículo. De acordo com a Corpus o uso do one pedal drive pode ser feito em 90% do percurso.

“O eT8a é o caminhão de lixo mais silencioso e confortável do mercado, garantindo o bem-estar e a satisfação da população. Diferente dos caminhões movidos a diesel, sua transmissão está diretamente ligada ao motor, sem embreagem. Para facilitar as partidas nas mais íngremes rampas, possui torque máximo de 1.500 Nm a partir de zero rpm, o maior da categoria, uma revolução em relação aos convencionais, que possuem menos torque e somente a rotações bem mais elevadas”, disse Carlos Roma, diretor de vendas da BYD do Brasil.

“Com a emissão zero, deixamos de emitir aproximadamente 14 toneladas de CO2/mês/veículo (Combustão de 1 l de diesel produz aproximadamente 4 kg de CO2, o consumo de um caminhão é de aproximadamente 10 l/h, o mesmo trabalha aproximadamente 360 h/mês), que é o maior responsável pelo efeito estufa. Passamos a gerar maior conforto aos colaboradores e à comunidade, pela melhor dirigibilidade, segurança e baixo nível de ruídos (menor estresse).O desempenho é bem superior em todas as condições de operação, chegando a ser sete vezes mais eficiente”, enfatizou Fioravante.

Vantagens e diferenciais do caminhão BYD eT8A:

– Emissão zero: Bateria de Fosfato de Ferro Lítio não contém metais pesados e o eletrólito é atóxico, com nenhuma emissão de poluentes da produção ao uso final;

– Eficiência energética incomparável (significativa economia em custo de combustível);

– Menor Custo Total de Propriedade (TCO): custo de manutenção reduzido por conter menos partes móveis;

– Transmissão automatizada de quatro marchas: reduz a fadiga e o stress do condutor devido à ausência do pedal de embreagem e alavanca de câmbio;

– Segurança: com a transmissão automatizada, o motorista pode manter as duas mãos ao volante e atenção total na operação do veículo;

– O caminhão de coleta de resíduos mais silencioso do mercado;

– Maior disponibilidade do caminhão;

– Frenagem regenerativa

ACorpus Saneamento e Obras foi fundada em 1987. No início, a empresa atendia apenas ao segmento de limpeza urbana e, com o decorrer dos anos, investiu também na ampliação do seu campo de atuação.

Hoje, a empresa é especialista em coleta, transporte e destinação final de resíduos (de origem domiciliar a perigoso), gerenciamento total de resíduos, implantação e gerenciamento de aterros sanitários, limpeza de prédios públicos e privados, compostagem e produção de fertilizante orgânico, manutenção de áreas verdes, entre outros.

A Corpus conta com mais de 9 mil colaboradores e sua sede está localizada em Indaiatuba (SP). Além de diversas cidades do interior de São Paulo (como Campinas, Salto e Tietê), a empresa presta serviços em várias regiões do País, como no estado do Espírito Santo, onde atua na cidade de Vitória.

BMW X1 ganha novos equipamentos para a linha 2019

Da Redação

P90318622_highRes_bmw-x1-2019-08-2018O BMW X1 está estreando sua linha 2019 na rede de concessionárias autorizadas do País, com novidades. A principal delas é a oferta de novos equipamentos.

A versão sDrive20i GP segue sendo comercializada por R$191,95 mil, mas passa a vir equipada com sensor de estacionamento dianteiro, sistema de assistência de estacionamento (Parking Assistant) e bancos dianteiros com novo design.

O BMW X1 sDrive20i X Line, por sua vez, vem com as mesmas novidades da GP, sendo que os bancos dianteiros desta versão são esportivos.

bmw-x1-2019-brasil-04

O X1 sDrive20i X Line, que também agrega itens de design externo, como grade dianteira com aletas cromadas, rack em alumínio, para-choque dianteiro X Line e rodas de liga leve de 18 polegadas com raios em ‘Y’, continua com preço sugerido de R$206,95 mil.

De acordo com a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), o BMW X1 registrou 4.137 unidades vendidas em 2017, fechando ano na liderança do segmento de utilitários esportivos premium nacional; mantendo esta mesma posição neste ano, com 2.324 veículos emplacados de janeiro a julho.

A segunda e atual geração do BMW X1, que é produzida na fábrica do BMW Group em Araquari (SC) desde 2016, traz mais uma novidade na linha 2019: a mudança da posição do emblema com a inscrição X1. Antes, ele ficava posicionado do lado direito da tampa do porta-malas. Agora, ele passa para a parte inferior da porta, sendo exibido logo abaixo da lanterna esquerda.

P90318620_highRes_bmw-x1-2019-08-2018“O BMW X1 é o modelo mais vendido da marca no país e a oferta de novos equipamentos na linha 2019 está em sintonia com a nossa estratégia de aumentar o apelo do modelo entre os consumidores e, consequentemente, potencializar sua competitividade no mercado brasileiro”, explicou Nina Dragone, diretora de marketing e produto da BMW do Brasil.

O SUV traz, sob o capô, o motor de quatro cilindros, dotado de tecnologia TwinPower Turbo ActiveFlex, apto a aceitar gasolina e etanol, de 1.998 cm³ e capaz de entregar 192 cv de potência e 280 Nm de torque.

O conjunto motriz conta, ainda, com tração dianteira e transmissão automática de 8 marchas. Ele é capaz de levar o veículo à velocidade máxima de 225 km/h e impulsioná-lo de 0 a 100 km/h em 7,7 segundos, informou a BMW.

Entre as tecnologias embarcadas no veículo, os destaques ficam para o sistema de gerenciamento do motor Driving Experience Control, com Eco Pro; faróis Full-LED, com sensor de chuva e acionamento automático dos faróis baixos; e sistema de navegação com tela de 6,5 polegadas.

P90318618_highRes_bmw-x1-2019-08-2018Esse último é equipado com novo BMW ConnectedDrive, que incorpora serviços de Concierge, informações de trânsito em tempo real, chamada de emergência inteligente e preparação para Apple CarPlay.

O modelo agrega equipamentos de segurança de série, como seis airbags, controles de estabilidade e tração e pneus Star Marking com tecnologia Run-flat.

O BMW X1 ostenta 4,44 metros de comprimento, 1,82 metro de largura e 1,61 metro de altura, com 2,67 metros de distância entre eixos. O porta-malas tem capacidade para 505 litros de bagagens, mas pode ser ampliado para 1.550 litros com o banco traseiro rebatido.

Fiat Toro tem nova versão topo de linha, que recebeu o nome de Ranch

Da Redação

Toro Rach 10

Toro Rach 1A Fiat Toro ganhou uma nova versão para acompanhar a Volcano no topo de gama: a Toro Ranch Diesel 2.0 Turbodiesel 4×4 AT9.

A nova versão traz itens de série exclusivos, como os bancos em couro marrom. O visual externo tem nova cor prata “lunar” nas rodas da liga leve de 18 polegadas, na barra do teto e na parte inferior do para-choque dianteiro (skid plate).

Toro Rach 4Já os retrovisores, estribos laterais, gancho de reboque removível e o santantônio são cromados. A versão ainda oferece protetor do vidro traseiro, soleira metálica exclusiva, para-barros dianteiro e traseiro e protetor do tanque de combustível.

Toro Rach 3O interior do veículo tem como destaques o exclusivo revestimento dos bancos em couro marrom, com o logotipo Ranch gravado nos encostos dianteiros. A marca visual da versão também está presente nos tapetes de carpete, no console central e nas portas dianteiras.

Toro Rach 7Já a cor marrom ainda é vista nos painéis de porta e apoio de braços e na costura da coifa do câmbio, do freio de mão e do volante. O tom também foi aplicado na moldura do rádio, saídas de ar e alças da porta.

Toro Rach 5Além disso, o interior foi escurecido no revestimento do teto e colunas, alça de segurança, porta-óculos, para-sol, comando de luzes interna, parte inferior do painel e console.

A versão é equipada com ar-condicionado dual zone e central multimídia com tela sensível ao toque de 5 polegadas, que inclui comandos de voz, porta USB, viva-voz bluetooth e função GPS e quadro de instrumentos com display em TFT de 7 polegadas, colorido.

Toro Rach 9A Fiat Toro Ranch também tem faróis de neblina cornering (que acompanham as curvas), faróis principais com DRL (LEDs de segurança diurnos), descansa-braço traseiro e porta-objetos abaixo do banco do passageiro.

Toro Rach 2A versão ainda é equipada com o sensor de chuva, câmera de ré, sensor crepuscular, retrovisor interno eletrocrômico e interação com os comandos no volante, além de ajuste elétrico do banco do motorista, com oito posições disponíveis.

Há refrigeração no porta objetivos do console central. O acesso à Toro Ranch é pelo sistema Keyless (sem utilização da chave) e a partida é elétrica, através do botão no console. A partida também pode ser realizada remotamente pelo controle.

Toro Rach 11O motor do novo Toro Ranch é o 2.0 turbodiesel combinado ao câmbio automático de de 9 marchas e à tração nas quatro rodas. A nova versão da Toro tem o preço sugerido de R$149,99 mil. Ela poderá ser encontrada na rede de concessionárias Fiat a partir da última semana de agosto.

Toro Rach 8

Fotos: FCA – Fiat Chrysler Automobiles / Divulgação

Mercedes-Benz lança dois novos SUVs de alta performance no País

Da Redação

Mercedes-AMG GLC 63 S 4MATIC+, 2017A Mercedes-AMG anunciou a chegada, ao Brasil, dos utilitários esportivos de alta performance GLC 63 4MATIC+ e GLC 63 S 4MATIC+ Coupé. Os novos veículos contam com motor V8 biturbo.

O motor AMG 4.0 V8 gera 476 cv para Mercedes-AMG GLC 63 4MATIC+. Já para a versão coupé do modelo, são 510 cv. Para esse último, a aceleração de 0 a 100 km/h é feita em 3,8 segundos, informou a montadora.

Os novos SUVs também trazem suspensão com molas pneumáticas com amortecimento ajustável adaptativo, tração AMG Performance 4MATIC+ nas quatro rodas privilegiando a traseira (para comportamento mais esportivo), com distribuição de torque totalmente variável, diferencial traseiro com deslizamento limitado e um sistema de freios de alta performance.

foto-glc-63_01

17C165_089

17C165_090-1600x937O GLC 63 4MATIC+ apresenta transmissão esportiva AMG SPEEDSHIFT MCT, de 9 marchas. O condutor é beneficiado por tempos de troca e respostas extremamente curtos. de acordo com a Mercedes.

Uma embreagem banhada a óleo substitui o conversor de torque. Ela economiza peso e otimiza o tempo de resposta à movimentação do acelerador pelo motorista, especialmente na aceleração e durante mudanças de marcha.

O GLC também conta, agora, com a tração integral AMG Performance 4MATIC+. Esse sistema apresenta distribuição totalmente variável de torque entre os eixos dianteiro e traseiro, garantindo uma ótima tração até o limite físico. O condutor também consegue alta estabilidade de direção e segurança em todas as condições, seja com a pista seca ou molhada.

17C165_092-1600x833

Mercedes-AMG GLC 63 S 4MATIC+; (X253), 2017Na maior parte do tempo, a força do motor é concentrada prioritariamente nas rodas traseiras. Quando necessário, porém, a transição entre a tração nas rodas traseiras e nas quatro rodas – e vice-versa – acontece sem intervalos, pois o controle inteligente está integrado à arquitetura geral de sistemas do veículo.

Uma embreagem controlada eletromecanicamente conecta o eixo traseiro, que tem tração permanente, de forma totalmente variável com o eixo dianteiro. A melhor distribuição de torque possível é calculada continuamente de acordo com as condições de direção e a intervenção do motorista.

O Mercedes-AMG GLC 63 4MATIC+ é dotado de um diferencial traseiro com deslizamento limitado mecanicamente, enquanto a versão coupé, conta com diferencial traseiro com deslizamento limitado controlado eletronicamente.

Ambos reduzem o escorregamento da roda interna nas curvas sem recorrer a intervenções do sistema de freios. Desta forma, o condutor pode acelerar mais cedo na saída das curvas, graças à maior tração disponível.

O veículo permanece mais estável nas frenagens em alta velocidade e o diferencial blocante também contribui para melhorar a tração na arrancada.

O sistema de controle de estabilidade (ESP) de três estágios, com as funções ESP ON, ESP SPORT Handling Mode e ESP OFF, funciona em sintonia com o diferencial blocante e é acertado de forma a proporcionar um comportamento extremamente dinâmico.

No Brasil, o Mercedes-AMG GLC 63 4MATIC+ traz, de série, rodas de liga leve de 21 polegadas pintadas de cinza titânio com acabamento em alto brilho e pneus tamanho 265/40 R 21 (dianteira) e 295/35 R 21 (traseira).

amg_mercedes-glc-63-s-4matic-plus-coupe-c253-2017_r12 NOVA

2018 Mercedes-AMG GLC 63 S Coupe 4Matic

2017-mercedes-amg-glc-63-4matic-coupe-14-990x557 ESSAJá o Mercedes-AMG GLC 63 S 4MATIC+ Coupé é equipado com pneus tamanho 265/40 R 21 (dianteira) e 295/35 R 21 (traseira), montados em rodas de cinco raios de liga leve com 21 polegadas, pintadas de cinza titânio fosco com acabamento em alto brilho.

Os quatro programas de condução diferentes do AMG DYNAMIC SELECT, (Comfort, Sport, Sport Plus e Individual) permitem que o condutor determine amplamente as características de comportamento do modelo.

Eles modificam os parâmetros mais importantes, como a resposta do motor, transmissão, regulagem da suspensão e da direção, o ESP e o sistema de tração integral.

Independentemente dos programas de condução DYNAMIC SELECT, o motorista tem a opção de pressionar a tecla M para mudar diretamente para o modo manual, no qual as mudanças de marchas são executadas exclusivamente utilizando as “borboletas” posicionadas no volante. As regulagens de suspensão também podem ser selecionadas especialmente, caso desejado.

Mercedes-AMG-GLC-63-4MATIC-Coupe-14-e1491359961316

merc_amg_glc_63_c_06 GRANDEO Mercedes-AMG GLC 63 S 4MATIC+ Coupé conta com o programa adicional RACE, no qual os parâmetros são configurados para máximo desempenho. Nesse modo, o condutor pode acionar também o Drift Mode, que permite realizar derrapagens controladas.

O sistema de freios conta com discos de 390 milímetros perfurados e ventilados internamente na frente e atrás.

No interior, o motorista e o passageiro da frente são envolvidos por bancos esportivos de série em material sintético, combinado com microfibra, que reúnem excelente apoio lateral com funcionalidade ergonômica. O teto solar é panorâmico.

O painel de instrumentos é revestido em material sintético preto, com costuras pespontadas contrastantes. A sofisticação ganha um toque a mais com os frisos em alumínio. O condutor pode escolher entre 64 cores para a iluminação interna.

A versão coupé vem com um pacote de equipamentos ainda mais amplo, incluindo o volante Performance em couro napa e microfibra, distintivos AMG nos encostos de cabeça dianteiros em combinação com detalhes em couro e painel de instrumentos AMG com destaques em vermelho. Ele também conta com o exclusivo Driver’s Package, que inclui detalhes internos em fibra de carbono.

O Mercedesd-AMG GLC 63 4MATIC+ já está disponível em todos os concessionários do país com preço sugerido de R$512,90 mil. Já a versão coupé do utilitário esportivo, Mercedes-AMG GLC 63 S 4MATIC Coupé, chega a partir do mês de setembro, com preço sugerido de R$587,90 mil.

GLC 63 4MATIC

17C165_040-1600x755

2018 Mercedes-AMG GLC63 Coupe

Mercedes-AMG GLC 63 S 4MATIC+ Coupé, 2017

Fotos: Daimler AG / Mercedes-AMG / Divulgação

 

Chery Tiggo 2 passa a oferecer câmbio automático

Da Redação

foto_01Após o lançamento do Tiggo 2 com câmbio manual no mercado nacional, em abril, a CAOA Chery apresentou o modelo equipado com transmissão automática de 4 marchas.

O Tiggo 2 automático já chegou às concessionárias da marca e, assim como a opção manual, é oferecido nas versões Look e ACT. Os preços sugeridos são de R$66,90 mil e R$69,99 mil, respectivamente.

As versões equipadas com câmbio automático chegam ao mercado com mais itens de comodidade.

“O veículo está ainda mais atrativo ao consumidor com alto valor agregado. A nova transmissão automática agrega mais conforto e prazer ao dirigir ao Tiggo 2, com troca de marchas suaves e sem solavancos”, garante Márcio Alfonso, CEO da CAOA Chery.

caoa-chery-tiggo2-brasil-07A versão Look automática conta com central multimídia, câmera de ré, volante multifuncional, piloto automático, ar-condicionado automático e volante em couro.

Já a ACT vem com todos esses itens mais opções de banco em couro ou material sintético, teto solar, controle de tração, controle de estabilidade e assistente de subida.

Com a chegada do modelo automático, a família Tiggo 2 passa a contar com quatro opções de configuração: R$59,99 mil (Look manual), R$66,49 mil (ACT manual), R$66,90 mil (Look automático) e R$69,99 mil (ACT automático).

chery-tiggo-2As quatro versões são equipadas com motor 1.5, com 4 válvulas por cilindros e comando de válvulas variável, com potência de 110/115 cv (gasolina/etanol).

O modelo tem três anos de garantia para o veículo completo e cinco anos para motor e câmbio

O Tiggo 2 está disponível em cinco cores, sendo duas sólidas (branco e preto) e três metálicas (prata, azul e marrom). No caso da versão ACT, existe a opção de teto pintado em preto para as cores prata, branco e azul.

Chery-Tiggo-2 (13)

Fotos: CAOA Chery / Divulgação

Nissan March e Versa 2019 trazem novidades no sistema multimídia

Da Redação

Nissan March e Nissan Versa 2019 chegam com novidade no sistemaA linha 2019 dos compactos Nissan March e Nissan Versa chega às revendas da marca japonesa de todo o País, a partir desta semana, com novidades. Os modelos passam a contar com CarPlay e Android Auto na central multimídia Multi-App.

O CarPlay e Android Auto estão disponíveis para todas as versões do March e do Versa, menos para a 1.0 S equipada com câmbio manual – as versões SV 1.0 e 1.6 dos dois modelos passam a ter a opção do sistema pela primeira vez desde a sua introdução na linha, em 2015.

Outra mudança do multimídia é o tamanho da tela, que aumentou para 6,75 polegadas. Além disso, o sistema multimídia que equipa os dois carros fabricados em Resende (RJ) agora conta com a Multi-App Store, uma loja de aplicativos dentro do carro.

Nela é possível baixar aplicativos de bares, restaurantes, posto de gasolina, compra de ingressos, música e também Waze, Spotify, TuneInRadio, WeatherChannel, Skype, entre outros.

Nissan March e Nissan Versa 2019 chegam com novidade no sistemaO sistema mostra, ainda, as imagens da câmera de ré integrada na tela do painel. Outro diferencial é a possibilidade de transferir arquivos digitais de música e fotografia para o equipamento, que conta com mais espaço para armazenamento no aparelho: 12Gb.

Além disso, conta com navegador por GPS, que poderá ser atualizado via internet.

Os preços da linha do Nissan March 2019 começam em R$46,49 mil e vão a R$62,99 mil, enquanto os do Nissan Versa ficam entre R$50,49 mil e R$69,99 mil.

Nissan March e Nissan  Versa ganham Android Auto e Carplay na liMarch – A linha do modelo oferece itens como aerofólio com brake light integrado, comandos de áudio e telefone no volante, rodas de liga-leve 16 polegadas, acabamento black piano no painel central, alarme perimétrico, ar-condicionado digital automático, câmera traseira com imagem integrada ao display do carro, faróis dianteiros e traseiros com máscara negra, e sistema de navegação integrado ao painel.

Isso tudo combinado com o câmbio CVT. A linha conta com duas opções de motor: 1.0 12V de 3 cilindros e 1.6 16V, que desenvolvem 77 cv e 111 cv, respectivamente.

Nissan March e Nissan  Versa ganham Android Auto e Carplay na liVersa – A linha do sedan compacto dispõe de painel de instrumentos fine vision para melhor visualização, comandos de áudio e telefone no volante, quatro alto-falantes, bluetooth, banco traseiro rebatível, sistema Isofix para cadeiras infantis, revestimento de tecido das portas e rodas de alumínio de 16 polegadas.

O modelo também oferece o câmbio CVT. As opções de motores são as mesmas do hatch March.

 

Fotos: Nissan / Divulgação

Cayenne, da 3ª geração, chega ao Brasil

Da Redação

Utilitário esportivo da Porche apresenta novas opções de motores turbo e sistemas ativos de chassi

Porche Cayenne 1A Porsche Brasil apresentou, nesta semana, a terceira geração do Cayenne, equipado com novos motores, chassi e maior conectividade. O design também foi aprimorado, seguindo o DNA da empresa alemã.

“Estamos muito otimistas com a receptividade deste modelo também no Brasil. A nova geração do Cayenne traz muitas novidades, como motores mais fortes e mais rápidos, suspensão ainda mais equilibrada e que, ao lado de um novo chassi, irá promover uma experiência única de dirigibilidade e esportividade a bordo de um Porsche”, declarou Andreas Marquardt, diretor-presidente da Porsche Brasil.

O preço do novo Cayenne começa em R$423 mil. O Cayenne S tem preço inicial de R$523 mil, enquanto o modelo Cayenne Turbo, topo de linha, tem o preço sugerido de R$733 mil.

“Ao lado do Macan, o Cayenne é o grande líder de vendas da Porsche. A chegada dessa nova geração faz parte da estratégia para conquistarmos ainda mais espaço no mercado brasileiro, e uma oportunidade de atingir resultados que superem os patamares de 2017, ano recorde da marca”, afirmou Werner Schaal, diretor de vendas da Porsche Brasil.

Porche Cayenne 2Motores – A nova geração do Cayenne chega com motores mais potentes. A versão inicial possui motor turbo de seis cilindros em V. Trata-se de um 3.0 com 340 cv de potência e torque de 450 Nm. Já o Cayenne S, é movido por um motor 2.9 V6 biturbo. Ele desenvolve 440 cv e 550 Nm de torque.

O motor do Cayenne Turbo, versão topo de linha, gera 550 cv, superando o motor de seu antecessor em 30 cv, enquanto o torque máximo de 770 Nm representa um aumento de 20 Nm.

No quesito desempenho, o Cayenne acelera de 0 a 100 km/h em 6,2 segundos (em 5,9 segundos com o pacote Sport Chrono). A velocidade máxima é de 245 km/h, de acordo com a Porsche.

Já o modelo Cayenne S faz a mesma aceleração em 5,2 segundos (4,9 segundos com pacote Sport Chrono) e tem velocidade máxima de 265 km/h.

Na versão Cayenne Turbo, a aceleração da imobilidade aos 100 km/h se dá em apenas 4,1 segundos (3,9 segundos com Sport Chrono) e o modelo alcança a velocidade máxima de 286 km/h, informou a montadora.

O câmbio é um tiptronic de 8 marchas e a tração é ativa nas quatro rodas em todas as versões.

Porche Cayenne 6Novo chassi – O Cayenne possui, agora, sistemas ativos de chassi, que são analisados e sincronizados pelo Porsche 4D Chassis Control. Esse sistema trabalha em tempo real otimizando continuamente o comportamento de pilotagem.

Assim como no 911 e no Panamera, o Cayenne pode ser, agora, equipado com o eixo traseiro direcional. Ele melhora a agilidade nas curvas e a estabilidade nas mudanças de faixa com velocidades mais altas. Além disso, o diâmetro de giro reduzido facilita o manuseio do carro no dia a dia.

A suspensão a ar adaptável, opcional com nova tecnologia de três câmaras, aumenta a amplitude entre uma conexão rígida-esportiva e oferece conforto de viagem equiparável ao de um sedan, segundo a montadora.

Esse sistema permite ajustar a altura do solo em terrenos fora de estrada. Com a estabilização de rodagem opcional Porsche Dynamic Chassis Control (PDCC), os motoristas esportivos beneficiam-se da troca do sistema hidráulico para o sistema elétrico. Uma rede de bordo de 48 volts de potência possibilita esta conversão.

Tempos de reação mais curtos permitem maior precisão da dinâmica de direção, além do adicional conforto com direção mais moderada.

Porche Cayenne 3SUV está maior no comprimento e no porta-malas

Os modelos possuem entradas de ar maiores na dianteira em virtude do aumento de potência nos motores. As lanternas de canto horizontais conferem ao SUV um visual mais largo.

A nova geração do Cayenne chega 63 mm maior em comprimento do que o modelo anterior, mas mantém a mesma distância entre eixos (2,90 metros). Em altura, são 9 mm a menos em relação ao modelo anterior, o que passa uma silhueta mais alongada e elegante ao modelo. O volume do porta-malas é de 770 litros – aumento de 100 litros.

A versão inicial do Cayenne conta com rodas de 20 polegadas em sua configuração padrão para o mercado Brasileiro. Entre as lanternas traseiras, o SUV possui um novo design tridimensional das luzes e a faixa luminosa contínua de LED estende-se à inscrição Porsche.

Nos faróis, um novo conceito de iluminação em três níveis: cada Cayenne é equipado, de série, com faróis de LED. Além destes, no nível seguinte de expansão é disponibilizado para escolha o Porsche Dynamic Light System (PDLS), que possui diferentes modos de iluminação, tais como luz de curva e luz para estrada.

O sistema mais sofisticado é o novo farol principal de LED Matrix com PDLS Plus. São 84 diodos luminosos, controláveis individualmente, e que possibilitam distribuição e intensidade totalmente variáveis da luz.

Porche Cayenne 4Com esta nova geração, o Cayenne dá início a um capítulo da interação entre motorista e o carro: o Porsche Advanced Cockpit é integrado em um ambiente esportivo luxuoso.

O elemento central do novo conceito de display e de operação da marca, que foi introduzido no ano passado com o novo Panamera, é a nova tela touch Full HD de 12,3 polegadas da última geração do Porsche Communication Management (PCM).

Nele, inúmeras funções digitais podem ser operadas de modo intuitivo e também por comando de voz. Outras teclas são integradas na superfície touch vitrificada, semelhante à de um smartphone, emitindo uma resposta sonora e tátil adicional quando operados.

Seguindo o estilo da Porsche, do seu assento o motorista enxerga um tacômetro analógico centralizado. Este é ladeado por dois displays Full HD de sete polegadas, que exibem todos os demais dados de direção relevantes e informações personalizadas que podem ser selecionadas através do volante multifuncional.

Os sistemas de assistência mais importantes incluem um assistente de visão noturna com câmera termográfica, um para ponto cego, um de controle de troca de pista com reconhecimento de sinalizações de trânsito e o ParkAssist com Surround View.

Porche Cayenne 5

Fotos: Leo Sposito / Porche / Divulgação