Harley-Davidson apresenta a LiveWire, sua motocicleta elétrica

Da Redação

012a1443-2A Harley-Davidson apresentou sua próxima geração de transporte em duas rodas na Consumer Electronics Show (CES), em Las Vegas (Estados Unidos), revelando a especificação completa e a conectividade da LiveWire, a primeira motocicleta elétrica da Harley-Davidson.

A motocicleta LiveWire representa o futuro da Harley-Davidson, trazendo propulsão elétrica de alto desempenho, design surpreendente e conectividade celular para o motociclista atual.

A primeira de um novo portfólio de motocicletas que oferece uma experiência totalmente nova sobre duas rodas, a motocicleta elétrica LiveWire oferece aceleração emocionante, manuseio ágil, materiais e acabamentos premium e um conjunto completo de suporte e interfaces eletrônicas para uma experiência completamente conectada, informou a HD.

O lançamento da LiveWire faz parte dos objetivos estratégicos da Harley-Davidson de revigorar seus negócios nos EUA até 2027, acelerar o ritmo de crescimento internacional, construir a próxima geração de motociclistas em todo o mundo e estabelecer a empresa como líder na eletrificação do transporte em duas rodas.

012a1978_wide_5“Estamos em um momento histórico da evolução dos transportes e a Harley-Davidson está na vanguarda”, afirmou o CEO da Harley-Davidson, Matt Levatich. “A inovação que move o corpo e a alma sempre esteve no centro da nossa marca, e este próximo capítulo da nossa história é sobre a criação de produtos e oportunidades para pilotos e futuros pilotos de todas as idades e estilos de vida”, concluiu.

Acessível a novos motociclistas e uma emoção para os mais experientes, a motocicleta LiveWire é a combinação entre potência, desempenho e tecnologia.

012a2240

Suas características incluem:

  • Aceleração: de 0 a 100 km/h em menos de 3,5 segundos. O torque instantâneo fornecido pelo motor elétrico H-D Revelation pode produzir 100% de seu torque nominal no momento em que o acelerador é acionado e 100% desse torque está sempre disponível.
  • Facilidade de uso: o motor elétrico não requer embreagem nem troca de marchas, simplificando enormemente a operação para os novos pilotos. Todos os pilotos apreciarão o efeito de frenagem com o modo de regeneração de energia, uma vez que adiciona carga à bateria, especialmente em trânsito urbano intenso.
  • Serviço H-D Connect: A motocicleta LiveWire é equipada com H-D Connect, que conecta motociclistas com suas motos por meio de uma unidade telemática (TCU) habilitada com um moderno padrão de comunicação sem-fio LTE e serviços na nuvem usando a versão mais recente do Harley-Davidson App.

Essa tecnologia faz da LiveWire a primeira motocicleta elétrica conectada por celular do mercado de massa norte-americano. Com o H-D Connect, os dados são coletados e transferidos para o aplicativo para fornecer informações ao smartphone do piloto sobre:

Status da motocicleta: As informações disponíveis por meio do H-D Connect incluem o status da carga da bateria e a autonomia disponível em qualquer local onde haja sinal de celular suficiente. Isso permite que o piloto verifique remotamente o status da carga, incluindo o nível total e o tempo de recarga. Os motociclistas poderão localizar uma estação de carregamento com facilidade graças a um localizador integrado ao aplicativo.

Alerta de violação e localização do veículo: o H-D Connect indica a localização onde a motocicleta foi estacionada e alertas podem ser enviados para o smartphone do motociclista se a moto for adulterada ou movida. O rastreamento de veículos roubados com GPS proporciona tranquilidade uma vez que a localização da motocicleta pode ser rastreada (Requer assistência de segurança pública. Disponível em mercados selecionados).

Lembretes e notificações de revisão e serviço: Lembretes sobre os requisitos das próximas revisões e serviços do veículo e outras notificações de atendimento ao veículo serão fornecidos ao motociclista por meio do aplicativo H-D. Além disso, os proprietários receberão lembretes automáticos para realização revisões.

  • Desempenho e alcance otimizados para o motociclista urbano: Capacidade de percorrer cerca de 180 quilômetros de vias urbanas com uma única carga completa.
  • Dirigibilidade e controle: O chassi da LiveWire foi projetado para ser ágil e confiável em vias urbanas e proporcionar um passeio emocionante em curvas nas estradas. O motor H-D Revelation fica na parte inferior da motocicleta para baixar o centro de gravidade, ajudando na agilidade da moto em todas as velocidades e tornando mais fácil o controle quando parada. A LiveWire também possui tecnologia premium – o ECC (Controle Eletrônico de Chassi) é padrão e possui um sistema de freios ABS com atuação otimizada em curvas e Controle de Tração. Os sistemas são totalmente eletrônicos e utilizam a mais recente unidade de medição inercial e tecnologia de sensor ABS.
  • Som diferenciado da Harley-Davidson, vibração mínima: a motocicleta LiveWire apresenta o motor elétrico H-D Revelation, que produz vibração, calor e ruído mínimos, que aumentam o conforto do motociclista. O modelo foi projetado para produzir o novo som característico da Harley-Davidson conforme acelera e ganha velocidade.

012a2258_v1

012a1313

Fotos: Harley-Davidson / Divulgação

Toyota realiza recall do Prius por risco de perda de potência

Da Redação

Malagrine

Foto: Malagrine / Toyota / Divulgação

A Toyota do Brasil informou, hoje (4 de janeiro) sobre a abertura da campanha de chamamento preventiva do modelo Prius.

Esta campanha abrange um total de 432 unidades do modelo.

Abaixo, o comunicado, na íntegra, divulgado pela montadora:

Defeito apresentado: Os veículos envolvidos na presente campanha são dotados de um dispositivo de segurança que é automaticamente acionado caso ocorra alguma falha no sistema híbrido.

Em raras situações, o dispositivo de segurança do veículo Prius poderá não acionar o modo de segurança da forma como projetado, caso em que ocorrerá a redução da potência do motor e da velocidade com a parada total do veículo durante a condução.

Riscos e implicações: Conquanto a direção e frenagem permaneçam ativas, poderá ocorrer a perda de potência e redução total da velocidade (parada) do veículo durante a condução e caso o veículo esteja sendo conduzido em alta velocidade, o que implica em riscos de acidentes, danos materiais e físicos, aos ocupantes do veículo e/ou a terceiros.

Medidas corretivas: A partir de 14/01/2019, a Toyota reprogramará o módulo de controle do sistema híbrido do veículo. O tempo estimado para o reparo poderá variar de 1:30 hora a 3 horas.

Locais de atendimento e agendamento: Os proprietários deverão entrar em contato com a Rede de Concessionárias Autorizadas Toyota, para agendamento prévio. A relação de concessionárias autorizadas para atendimento está disponível no site http://www.toyota.com.br.

Modelo Data de fabricação Chassis envolvidos
Código alfanumérico Últimos 7 dígitos do chassi
Prius 09/07/2011 a 26/09/2013 JTDKN36U** 1392952 – 1703224

Ranking dos veículos mais vendidos em 2018 no Brasil

José Oswaldo Costa

Com a virada para 2019, é chegada a hora de verificarmos quais foram os veículos (0 km) mais vendidos no Brasil no ano passado.

A elaboração desse ranking leva em conta os números fornecidos pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

Em relação aos AUTOMÓVEIS, a lista ficou da seguinte forma:

1º) Chevrolet Onix – 209.211 unidades (média de 17.434 unidades/mês)

2º) Hyundai HB20 – 104.963 unidades (média de 8.746 unidades/mês)

3º) Ford Ka (hatch) – 102.619 unidades (média de 8.551 unidades/mês)

4º) Volkswagen Gol – 77.205 unidades (média de 6.433 unidades/mês)

5º) Chevrolet Prisma – 71.268 unidades (média de 5.939 unidades/mês)

6º) Volkswagen Polo – 69.230 unidades (média de 5.769 unidades/mês)

7º) Renault Kwid – 66.480 unidades (média de 5.540 unidades/mês)

8º) Fiat Argo – 62.701 unidades (média de 5.225 unidades/mês)

9º) Jeep Compass – 59.949 unidades (média de 4.995 unidades/mês)

10º) Toyota Corolla – 58.739 unidades (média de 4.894 unidades/mês)

Todos sabem que os utilitários esportivos (SUV) vêm ganhando terreno no mercado nacional ano após ano. Tanto que, hoje, as station wagons (populares “peruas”) estão praticamente extintas no nosso mercado.

Então, verificar o ranking desses modelos, separado dos demais, é extremamente necessário e importante.

UTILITÁRIOS ESPORTIVOS (SUV):

1º) Jeep Compass – 59.949 (média de 4.995 unidades/mês – 9º ranking geral)

2º) Hyundai Creta – 48.669 (média de 4.055 unidades/mês – 13º ranking geral)

3º) Honda HR-V – 47.676 unidades (média de 3.973 unidades/mês – 14º ranking geral)

4º) Nissan Kicks – 46.459 unidades (média de 3.871 unidades/mês – 15º ranking geral)

5º) Jeep Renegade – 45.965 unidades (média de 3.830 unidades/mês – 16º ranking geral)

6º) Ford EcoSport – 34.249 unidades (média de 2.854 unidades/mês – 20º ranking geral)

7º) Renault Captur – 26.312 unidades (média de 2.192 unidades/mês – 27º ranking geral)

8º) Chevrolet Tracker – 25.962 unidades (média de 2.163 unidades/mês – 28º ranking geral)

9º) Renault Duster – 23.408 unidades (média de 1.950 unidades/mês – 31º ranking geral)

10º) Honda WR-V – 14.730 unidades (média de 1.227 unidades/mês – 41º ranking geral)

Quanto aos chamados COMERCIAIS LEVES, a lista do ranking ficou da seguinte forma:

1º) Fiat Strada – 66.869 unidades (média de 5.572 unidades/mês)

2º) Fiat Toro – 58.066 unidades (média de 4.838 unidades/mês)

3º) Volkswagen Saveiro – 45.674 unidades (média de 3.806 unidades/mês)

4º) Toyota Hilux – 38.864 unidades (média de 3.238 unidades/mês)

5º) Chevrolet S10 – 31.543 unidades (média de 2.628 unidades/mês)

6º) Ford Ranger – 20.386 unidades (média de 1.698 unidades/mês)

7º) Volkswagen Amarok – 18.663 unidades (média de 1.555 unidades/mês)

8º) Renault Oroch – 13.321 unidades (média de 1.110 unidades/mês)

9º) Fiat Fiorino – 13.061 unidades (média de 1.088 unidades/mês)

10º) Chevrolet Montana – 13.032 unidades (média de 1.086 unidades/mês)