Porsche apresenta o novo Cayenne Coupé

Da Redação  (Publicado no Diário do Comércio – Edição: 29/03/2019)

Integrante da família de SUVs da montadora alemã deve chegar ao Brasil ainda em 2019

01-2020-porsche-cayenne-coupe-oemA Porsche está ampliando a família Cayenne. A montadora adicionou, à terceira geração da sua linha de utilitários esportivos, o Cayenne Coupé.

“O Coupé inclui todos os diferenciais tecnológicos do Cayenne atual, mas tem um design ainda mais dinâmico e novos detalhes técnicos que o tornam mais progressivo, atlético e emocionante”, afirmou Oliver Blume, presidente do conselho executivo da Porsche AG.

Design – Os destaques do novo modelo Cayenne incluem linhas mais marcadas, com uma seção traseira totalmente única, um defletor traseiro adaptativo, bancos traseiros individuais e dois conceitos diferentes de teto: um teto panorâmico de vidro fixo, como equipamento de série, ou um teto opcional de carbono.

“A linha de teto significativamente mais inclinada, que cai para a traseira, faz o Cayenne Coupé parecer ainda mais dinâmico e o posiciona como o modelo com aparência mais esportiva em todo o segmento”, disse Michael Mauer, vice-presidente de estilo da Porsche.

05-2020-porsche-cayenne-coupe-oemO efeito é reforçado por um defletor aerodinâmico no teto, que marca a silhueta diferenciada do Coupé. O para-brisa dianteiro e a coluna A são mais baixos do que no Cayenne, graças ao rebaixamento da borda do teto em torno de 20 milímetros.

As portas traseiras e para-lamas redesenhados alargam os ombros do veículo em 19 milímetros, contribuindo para a impressão muscular do conjunto. A placa traseira é integrada ao para-choques, fazendo o veículo parecer mais próximo do chão.

Com seu defletor adaptativo, o atual Cayenne Turbo foi o primeiro SUV a trazer esse tipo de aerodinâmica ativa. O novo Cayenne Coupé aproveita essa iniciativa e dá continuidade a ela.

Em todos os modelos Cayenne Coupé, o defletor de teto é combinado a um novo defletor traseiro adaptativo, como parte da Porsche Active Aerodynamics (PAA – aerodinâmica ativa). O defletor se estende 135 mm em velocidades acima de 90 km/h, aumentando a pressão de contato sobre o eixo traseiro, ao mesmo tempo que a PAA aumenta, simultaneamente, a eficiência.

high_cayenne_turbo_coupe_2019_porsche_ag-2

2020-porsche-cayenne-coupe-23

P19_0115_a4_rgb-1-1200x800Teto Panorâmico – O Cayenne Coupé vem, de série, com um teto panorâmico fixo de vidro com 2,16 m². A área transparente de 0,92 m² proporciona a todos os passageiros uma melhor sensação de espaço, enquanto a persiana retrátil integrada protege contra a exposição ao sol e o frio.

Um teto de carbono estruturado é oferecido para o Coupé como opcional, a pedido. A costura central dá a esse teto o visual característico de um carro-esporte, similar ao Porsche 911 GT3 RS.

O teto de carbono é oferecido como parte de três pacotes esportivos com baixo peso. Esses pacotes também incluem itens Sport Design e novas rodas GT Design de 22 polegadas com peso reduzido, centro dos bancos em tecido com padrão clássico xadrez e detalhes interiores em carbono e Alcantara.

Para o Cayenne Turbo Coupé, o pacote também inclui um sistema esportivo de escapamento.

08-2020-porsche-cayenne-coupe-oemInterior – O novo Cayenne Coupé oferece espaço a bordo para até quatro pessoas. Na frente, os novos assentos esportivos com oito regulagens com apoios de cabeça integrados oferecem conforto e apoio lateral.

Na traseira, o Coupé vem equipado com um banco com características típicas de bancos individuais. Como alternativa, bancos conforto tipo 2+1 – um equipamento familiar do Cayenne – pode ser especificado sem custo adicional.

Os passageiros de trás sentam-se 30 milímetros mais baixo que no Cayenne, o que garante amplo espaço para a cabeça, apesar da silhueta esportiva rebaixada do veículo.

A capacidade do bagageiro, segundo a Porsche, é de 625 litros e pode ser elevada até 1.540 litros quando os assentos traseiros são rebatidos (no Cayenne Turbo Coupé, de 600 para 1.510 litros).

high_cayenne_coupe_2019_porsche_ag

09-2020-porsche-cayenne-coupe-oemMotores turbo de 340 cv e 550 cv – São disponibilizados para o Cayenne Coupé duas opções de motores. O Cayenne Coupé com motor turbo de seis cilindros e três litros de deslocamento tem potência de 340 cv e desenvolve 450 Nm de torque.

O pacote Sport Chrono que equipa os veículos de série permite realizar a arrancada de 0 a 100 km/h em 6,0 segundos, tempo que pode cair para 5,9 segundos com os pacotes esportivos de peso leve opcionais. A velocidade máxima do veículo é de 243 km/h, informou a Porsche.

O topo de linha, Cayenne Turbo Coupé, chega ao mercado com um motor V8 de quatro litros com duplo turbocompressor, que garante ao modelo 550 cv de potência e torque máximo de 770 Nm.

Com esse propulsor, a versão acelera da imobilidade até os 100 km/h em 3,9 segundos e tem velocidade máxima de 286 km/h.

high_cayenne_turbo_coupe_2019_porsche_ag-3Brasil – O novo Porsche Cayenne Coupé estará nas concessionárias da Europa no final de maio. Na Alemanha, os preços começam em 83,71 mil euros para o Cayenne Coupé e 146,66 mil euros para o Cayenne Turbo Coupé, incluindo o imposto de valor adicionado (VAT) e equipamentos específicos para o país.

A linha de equipamentos de série inclui a direção Power Steering Plus, sensível a velocidade, rodas de liga de 20 polegadas, Park Assist à frente e atrás, incluindo câmera reversível, Porsche Active Suspension Management (PASM – gerenciamento ativo da suspensão) e o pacote Sport Chrono.

No mercado brasileiro, a expectativa de chegada do novo SUV Coupé é até o final deste ano. Os preços e os pacotes de opcionais ainda estão sendo definidos pela montadora.

high_cayenne_turbo_coupe_2019_porsche_agFotos: Porsche AG / Divulgação

Em fase de pré-venda, Jeep Compass ganha série especial S

Da Redação  (Publicado no Diário do Comércio – Edição: 29/03/2019)

imagemCampeão de vendas entre os utilitários esportivos nos últimos dois anos, e o automóvel que menos desvaloriza no Brasil, segundo levantamento da Agência AutoInforme, o Jeep Compass ganha agora a série especial S.

A novidade entrou em fase de pré-venda, que vai até o dia 4 de abril.

Disponível nas cores Branco Polar ou Deep Brown (exclusiva na linha do modelo), o Compass S tem como maior destaque a sua lista de itens de série. O pacote é formado por controle adaptativo de velocidade (ACC), aviso de colisão frontal com frenagem automática (FCW+) e monitoramento de mudança de faixa com correção ativa (Lane Sense).

imagem(1)Além do estacionamento semiautomático (Park Assist), que já equipa todo Compass 2019 nas versões Limited e Trailhawk.

Outros recursos de segurança importantes são o monitoramento de ponto cego (BSM) e o controle automático de farol alto. Também estão presentes os ajustes elétricos (8 posições) para o banco do motorista, partida remota, sistema de som Beats de 506 Watts com 8 alto-falantes e subwoofer e tampa do porta-malas com abertura e fechamento elétricos.

O Jeep Compass S é equipado com motor 2.0 turbo diesel de 170 cv, câmbio automático de 9 marchas e tração 4×4.

imagem(2)O design tem detalhes exclusivos da série como o acabamento grafite das rodas (de 19 polegadas), logotipos e contornos dos faróis de neblina e das fendas da grade dianteira.

Por dentro, as molduras das saídas de ar e da alavanca e o revestimento de teto são pretos.

O preço sugerido é de R$ 187,99 mil e quem reservar um exemplar na pré-venda ganhará uma mochila personalizada do modelo, da marca Jeep Gear.

imagem(3)Fotos: FCA – Fiat Chrysler Automóveis / Divulgação

Para tanto, é preciso pagar a reserva de R$ 5 mil, por meio do site: https://compass-s.jeep.com.br/prevenda.html.

As entregas começarão a partir de abril.

Novo recall da Honda para o airbag do Accord envolve modelos já reparados em 2014

Da Redação

A Honda Automóveis do Brasil está convocando os proprietários do modelo Accord a comparecerem a uma das concessionárias autorizadas da marca para a substituição gratuita do insuflador do airbag do motorista.

Em caso de colisão primordialmente frontal de intensidade moderada ou severa, situação em que o acionamento do sistema de airbag é esperado, poderá haver o rompimento da estrutura do insuflador e, eventualmente, ocasionar a projeção de fragmentos metálicos no interior do veículo.

Em situações extremas, o defeito pode causar, além de danos materiais, lesões graves ou até mesmo fatais aos ocupantes e/ou terceiros.

A substituição do item é gratuita e deverá ser realizada em qualquer concessionária autorizada da marca a partir do dia 08 de abril.

A consulta à necessidade do reparo deve ser feita no link www.honda.com.br/recall.

O agendamento pode ser efetuado pelo mesmo endereço eletrônico ou pela central de atendimento: 0800-701-3432 (segunda a sexta-feira, das 08h às 20h e sábado, das 09h às 14h – horário de Brasília).

Importante: Esse recall se aplica aos veículos Accord, modelo 2003 a 2007, já reparados na campanha do insuflador do airbag do motorista, anunciada em dezembro de 2014. Foi verificado que as peças instaladas na ocasião poderiam apresentar uma falha no processo produtivo.

Para conferir os endereços das concessionárias Honda, o cliente deve acessar o seguinte site: www.honda.com.br/concessionarias.

De acordo com a Honda, o recall envolve 1.920 veículos, relacionados abaixo:

unnamed(2)

Volvo mostra o novo S60 em São Paulo

Da Redação

New Volvo S60 Polestar Engineered exteriorA nova geração do sedan-médio S60 está sendo exibida pela Volvo em um shopping da cidade de São Paulo (SP).

Os visitantes que passarem pela Plug-in Hybrid Concept Store, no JK Iguatemi, até o próximo domingo (31), poderão conhecer de perto o novo modelo premium da fabricante sueca, que estará exposto na versão Polestar, com motorização T8 híbrida plug-in.

O S60 T8 Polestar também marca a primeira aparição, no Brasil, de um veículo da divisão elétrica de performance da Volvo Cars, por meio do pacote de desempenho Polestar Engineered, que atua nas rodas, freios, suspensão e unidade de controle do motor, aumentando a potência combinada do veículo para 415 cv.

New Volvo S60 Polestar Engineered interior“O Novo S60 é um dos carros mais empolgantes que a Volvo já desenvolveu, por isso estamos oferecendo aos consumidores brasileiros este primeiro contato com o modelo”, afirmou Leandro Teixeira, diretor de marketing da Volvo Car Brasil.

“O S60 nos coloca numa posição forte no segmento de sedans, criando ainda mais oportunidades de crescimento para a marca, que já vem num ritmo muito acelerado de emplacamentos desde o ano passado”, completou Teixeira.

Apresentado mundialmente em outubro de 2018, o novo S60 será o primeiro veículo Volvo sem uma oferta de motor diesel.

New Volvo S60 Polestar Engineered exterior detailO sedan é produzido na mais nova fábrica da marca, em Charleston, na Carolina do Sul (EUA), nas motorizações a gasolina T5 (254 cv), T6 (320 cv) e híbridas T6 (340 cv), T8 (407 cv) e T8 Polestar.

A chegada do novo sedan premium está prevista para o 2º semestre deste ano, mas ainda não foram confirmadas as versões e preços disponíveis no Brasil.

New Volvo S60 Polestar Engineered exteriorFotos: Volvo Cars / Divulgação

Honda inaugura sua 2ª planta no Brasil

Da Redação

honda_strip_354857_0_fullFoto: Honda Automóveis do Brasil / Divulgação

A Honda Automóveis do Brasil realizou, hoje, a cerimônia oficial que marcou a inauguração de sua nova fábrica de automóveis no País, localizada na cidade de Itirapina, interior de São Paulo.

Localizada a aproximadamente 200 km da capital, e 100 km da planta de automóveis de Sumaré (SP), a fábrica iniciou suas operações no dia 27 de fevereiro, com o faturamento do primeiro Fit produzido no local.

“É um grande orgulho inaugurar a segunda fábrica de automóveis da Honda no Brasil. Essa nova unidade, mais eficiente e produtiva, é fruto do investimento para fortalecer nossa estrutura de produção e demonstra o compromisso de longo prazo da marca com o país, orientado para a criação de um valor sustentável aos clientes, parceiros de negócio e toda a sociedade. Contar com o prestígio e a confiança dos consumidores brasileiros é o que nos motiva a seguirmos investindo para contribuir com o desenvolvimento social e econômico da nação”, afirmou Issao Mizoguchi, presidente da Honda South America.

Fluxos mais seguros, processos otimizados, tecnologias mais avançadas e ganhos em sustentabilidade, tais quais vistos nas mais modernas fábricas de automóveis Honda no mundo, são realidade na fábrica de Itirapina e fortalecem a operação.

A linha de montagem foi projetada para atender a produção de modelos diversificados e permitir modificações tecnológicas futuras.

A Honda aproveitou a ocasião para também anunciar a expansão das operações da Honda Energy, subsidiária da Honda Automóveis do Brasil dedicada à geração de energia eólica.

Com a construção de uma torre adicional, a Honda Energy passará a contar com dez aerogeradores e suprirá a demanda energética da nova fábrica.

Nova estrutura de produção – A Honda anunciou, em abril de 2018, o plano de reestruturação de seu sistema produtivo de automóveis no País, com o objetivo de fortalecer e maximizar a competitividade de seu negócio.

Nessa nova estrutura, a produção de automóveis será transferida por completo da fábrica de Sumaré para a nova planta.

Com investimento total de aproximadamente R$ 1 bilhão, incluindo a aquisição do terreno de 5,8 milhões m², compra de equipamentos e construção do prédio administrativo, a fábrica de Itirapina tem capacidade nominal de 120 mil unidades ao ano, em dois turnos, devendo empregar cerca de 2 mil funcionários.

O primeiro modelo a sair da linha de montagem foi o Fit, cuja produção diária alcança 90 unidades. Gradualmente, os demais automóveis fabricados no país também passarão a ser produzidos na unidade. A conclusão dessa transferência está prevista para 2021.

Em Sumaré, permanecem atividades que receberam investimentos recentes: produção do conjunto motor, incluindo fundição e usinagem; injeção plástica; ferramentaria; engenharia da qualidade; planejamento industrial e logística.

A unidade também mantém a sede administrativa da Honda South America, o centro de pesquisa e desenvolvimento de automóveis, a divisão de peças e o centro de treinamento técnico para concessionárias.

Com a atuação integrada das unidades de Sumaré e Itirapina, a Honda Automóveis mantém no Brasil um ciclo produtivo completo, desde a ferramentaria, passando pela estamparia, solda, injeção e pintura de componentes plásticos, pintura da carroceria, produção de motores, incluindo fundição e usinagem, linha de montagem e inspeção final.

De acordo com a Honda, a empresa tomou a decisão de transferir os colaboradores das áreas de produção de Sumaré para a nova fábrica e conduziu entrevistas individuais com os colaboradores elegíveis à transferência.

Ainda segundo a montadora, cerca de 90% demonstraram-se engajados com a perspectiva de atuar na planta de Itirapina.

Toda a condução do processo ocorre em etapas, de acordo com o início de produção de cada modelo.

BMW convoca recall por falha no airbag do condutor

Da Redação

A BMW do Brasil está convocando os proprietários dos modelos X5 xDrive30d, X5 xDrive30i, X5 xDrive48i, X6 xDrive35i e X6 xDrive50, fabricados de 1º de novembro de 2006 a 20 de dezembro de 2008, a contatar uma concessionária autorizada da BMW para efetuar o agendamento e substituição gratuita, caso necessário, do airbag do condutor.

O procedimento é necessário visto que foi verificado o risco de os veículos afetados apresentarem falha de funcionamento do airbag do condutor, em decorrência de contato prolongado do gerador de gás do airbag com umidade e/ou da própria fabricação do gerador de gás.

Em caso de falha, ao ser acionado, o airbag do condutor pode apresentar aumento da pressão interna do gerador de gás causando rompimento da bolsa de ar e, consequentemente, lançamento de peças de metal através do airbag.

Nesta situação, é possível a ocorrência de danos físicos e materiais ao condutor, aos demais ocupantes do veículo e a terceiros.

A BMW do Brasil destacou, ainda que, até o presente momento, não tem conhecimento de nenhum acidente no Brasil envolvendo os veículos da marca BMW objetos desta campanha de recall por consequência de falha de funcionamento no airbag do condutor.

O recall envolve 902 veículos BMW importados.

Os códigos de chassis, não-sequenciais, afetados são:

MODELO DE ATÉ
X5 xDrive30d WBAFF41010L125244 WBAFF41068L100075
X5 xDrive30i 5UXFE43548L034073 WBAFE410X9L241980
X5 xDrive48i 3AVFE81009RA17606 WBAFE810X9L097855
X6 xDrive35i WBAFG41009L192802 WBAFG410X9L195593
X6 xDrive50i WBAFG81009L280689 WBAFG810X9LJ37961

Os atendimentos podem ser agendados imediatamente e os serviços de verificação e substituição do componente têm duração estimada de 30 minutos.

Para obter outras informações sobre este recall, o cliente pode acessar o site www.bmw.com.br/recall.

O contato também pode ser feito pelo Serviço de Atendimento ao Cliente BMW, exclusivo para recall, pelo telefone 0800 019 7097, de 2ª a 6ª feira, das 8h às 19h.

Tracker Midnight vem bem equipado de fábrica, mas não conta com opcionais

Amintas Vidal*  (Publicado no Diário do Comércio – Edição: 22/03/2019)

Avaliamos o utilitário compacto da Chevrolet na versão temática que é baseada na Premier

_DSC6731As montadoras lançam séries especiais de seus carros, normalmente, em duas situações: para dar sobrevida aos modelos veteranos, e que já estão prestes a ganhar uma nova geração, ou para aproveitar uma oportunidade de demanda que, na maioria das vezes, resulta em uma variante diferenciada e com valor acima da versão na qual ela se baseia.

A Chevrolet aproveitou as duas oportunidades para lançar a série especial Midnight do SUV compacto Tracker. Incorporou a moda do All Black ao modelo, assim como vez na picape S10, também com este nome, e no sedan médio-compacto Cruze, com a alcunha Black Bow Tie.

O segundo motivo é promover as vendas do atual Tracker, que ganhará nova plataforma na próxima geração e passará a ser produzido no Brasil a partir do lançamento do modelo 2021, provavelmente, já no ano que vem.

Em um processo de renovação dos produtos, iniciado com o Cruze, sucessor do Vectra, passando pelo monovolume Spin, substituto ao mesmo tempo do Meriva e da Zafira, e cominando nos best sellers Onix e Prisma, herdeiros dos Corsa hatch e sedan, entre outros lançamentos, a Chevrolet alcançou a liderança do mercado brasileiro sem ter um SUV nacional compacto ou médio com grande volume de vendas.

Importados do México, os utilitários Tracker e Capitiva (já substituída pelo Equinox) compuseram a linha Chevrolet sem o mesmo brilho dos irmãos, apesar de serem ótimas opções em relação à concorrência.

_DSC6734Em breve, sobre uma plataforma mais flexível em dimensões, surgirão três ou quatro produtos que terão a responsabilidade de manter a marca de origem americana no topo. A GEM (Global Emerging Market) será a base dos novos Onix, Prisma e Tracker, todos produzidos na fábrica de Gravataí (RS) e, possivelmente, de uma picape de dimensões intermediárias entre a Montana e a S10 para encarar a Toro, da Fiat, e o também futuro lançamento da VW para o segmento, a Tarok.

Tracker Midnight – DC Auto recebeu o Tracker Turbo Midnight, 2019, para avaliação. Baseada na Premier, até então a versão de topo de linha, a Midnight ganhou detalhes na cor preta em algumas peças que são cromadas ou pintadas em cinza na Premier: maçanetas, frisos da base dos vidros e rodas em alumínio de 18 polegadas exclusivas da versão.

Mas o que mais chama a atenção é a marca da Chevrolet, a famosa gravata dourada, que também foi aplicada em preto, evidenciando esse modismo que tem origem nos carros tunados e é assunto recorrente em reality shows sobre customização, abundantes na TV por assinatura.

O interior é o mesmo da Premier, inclusive com gravata dourada no centro do volante. Se os revestimentos das colunas e do teto fossem em preto, como em outras séries especiais com essa temática, o Tracker Midnight ficaria ainda mais esportivo e diferenciado.

_DSC6743Preço – No site da montadora, o Tracker Midnight tem preço sugerido de R$ 106,29 mil, acima da versão Premier, tabelada em R$ 104,29 mil. A variante temática vem pintada na cor metálica Preto Ouro Negro, com os detalhes descritos acima, em pacote único de equipamentos de série e não oferece opcionais.

A vantagem é ter um maior número de equipamentos de série, inclusive a cor metálica, no preço básico da versão, pois ele irá balizar o valor de revenda do mesmo, sem haver a perda do montante pago a mais por opcionais, já que estes não são considerados no mercado de usados.

A desvantagem é a impossibilidade de equipá-la com mais quatro airbags e outros itens que estão disponíveis em um pacote opcional para Premier, no valor de R$ 3,40 mil.

Itens de série – Os principais equipamentos do Tracker Midnight são: sistema OnStar, teto solar com comandos elétricos, airbag duplo, sistema Isofix, freios com ABS, alerta de movimentação traseira (em marcha ré), alerta de ponto cego, controle de tração e controle eletrônico de estabilidade.

_DSC6744Também conta com faróis de neblina, faróis dianteiros tipo projetor, luz de condução diurna, luz de posição em LED, lanternas em LED e regulagem de altura dos faróis, ar- condicionado, direção elétrica progressiva, assistente de partida em aclive (hill start assist), câmera de ré, coluna de direção com regulagem em altura e profundidade, computador de bordo, controlador de velocidade de cruzeiro com comandos no volante, easy entry – abertura das portas e alarme anti-furto através de sensor de aproximação na chave, sistema stop/start (desligamento e partida do motor automático em paradas do veículo), banco do motorista com regulagem para a lombar elétrica.

O pacote inclui, ainda, sistema multimídia com tela LCD sensível ao toque de 7 polegadas, integração com smartphones através do Android Auto e Apple Carplay, radio Am/Fm, entrada USB e aux-in, função audio streaming, conexão bluetooth para celular e configurações do veículo, controles de rádio e do celular no volante.

O acabamento interno é na cor preto jet black e os bancos apresentam revestimento em material sintético que imita o couro na cor preta com costuras com na cor laranja.

Modelo conta com o moderno motor 1.4 16V turbo capaz de render 150/153 cv

Todas as versões do Tracker são equipadas com o motor 1.4 16V turbo flex. Moderno, tem injeção direta de combustível, duplo comando de válvulas tracionado por corrente e abertura variável das mesmas, tanto para o conjunto de admissão como o de escape.

Seu torque é de 24,5/24 kgmf às baixas 2.000 rpm e, a potência, é de 153/150 cv às 5.300 rpm, sempre com etanol e gasolina, respectivamente.

_DSC6753O câmbio também é único para todas as versões, sendo automático com conversor de torque e 6 marchas. Ele permite trocas sequenciais no modo manual através de um botão localizado na alavanca de marchas.

Este recurso ajuda em ultrapassagens e em freio motor, mas além de não possuir aletas acopladas ao volante, posição e sistema mais adequados, ele só permite ser acionado quando a alavanca está no modo manual, tornando seu uso indireto e menos confortável.

O conjunto mecânico trabalha em plena harmonia, com trocas suaves e respostas rápidas para este tipo de transmissão. O isolamento sonoro é bem eficiente e só se ouve o motor em acelerações mais vigorosas, mas seu ruído não incomoda.

Estranhamente, este ruído se mostrou mais intenso nas reduções e em freio motor, mas nada que desabone o conforto acústico do modelo. Além de mais econômicos, motores turbo apresentam pico de torque em baixas rotações e, no Tracker, é possível viajar aos 110km/h às 2.100 rpm, em sexta marcha, garantindo médias de até 16 km/l quando trafegamos da forma mais econômica possível, sempre com gasolina no tanque.

_DSC6750Circulando normalmente, é possível fazer média rodoviária de 12km/l. Na cidade, as médias variaram entre 8 e 10 km/l, dependendo da intensidade do trânsito. Considerando seus 1.413kg de peso, o modelo se mostrou bem econômico.

Conforto – O acerto das suspensões garante conforto e estabilidade de forma equilibrada, mas a altura em relação ao solo é pequena, tornando o modelo mais propício para o asfalto do que para a terra.

A direção elétrica é bem leve em manobras e ganha peso em velocidade, um acerto adequado que, em conjunto com sua boa capacidade de esterço, permite agilidade em manobras de estacionamento e segurança na condução.

O auxilio da câmera de ré com guias gráficas, e o sensor de estacionamento com alerta de movimentação traseira, também facilita muito as manobras em garagens. As dimensões do Tracker estão entre as menores da categoria.

_DSC6752Isso facilita ainda mais na circulação e em manobras, mas falta espaço no banco de trás e no porta-malas, que comporta apenas 306 litros. Compartimentos nas laterais do mesmo facilitam a acomodação de pequenos objetos. Já o tanque de combustível comporta 53 litros, garantindo uma boa autonomia.

A ergonomia geral é acertada e os bancos são confortáveis. Sentimos falta de um sistema automático para o ar-condicionado. Já a central multimídia funciona com precisão e o espelhamento do celular se mostrou muito útil, permitindo o uso das principais funções dos dois aparelhos, como ouvir o rádio no multimídia e navegar no Google Maps do smartphone ao mesmo tempo. Os controles no volante também facilitaram as operações, pois são de fácil acionamento.

_DSC6741Mercado – O Chevrolet Tracker fechou 2018 com 26.100 unidades emplacadas no Brasil, o sétimo SUV compacto mais vendido, segundo dados fornecidos pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

Neste ano, com 2.714 emplacamentos nos dois primeiros meses, o Tracker caiu para a oitava posição. Todos que venderam mais são modelos fabricados no Brasil e não estão restritos às cotas de importação que limitam a oferta que cada montadora pode disponibilizar ao mercado.

A origem estrangeira também impossibilita à Chevrolet oferecer uma versão do modelo para o público PcD (Pessoa com Deficiência), importante mercado para o segmento.

O Chevrolet Tracker continua sendo uma boa opção de utilitário compacto com motor turbo e preço abaixo dos R$ 100 mil, já que a versão LT é oferecida por R$ 92,59 mil. Quando chegar a nova geração, nesta faixa de preço, o Tracker será equipado com um motor 1.0 turbo e, provavelmente, as versões com o motor 1.4 turbo já estarão com três dígitos na etiqueta.

Para quem quer, ao mesmo tempo, desempenho e economia de combustível, o Tracker é uma ótima opção.

_DSC6728

_DSC6725Fotos: Amintas Vidal

*Colaborador