Novos Audi A6 e A7 chegam ao Brasil

Da Redação

MCB_8530A Audi está apresentando, ao mercado brasileiro, duas novidades: os novos A6 Sedan e A7 Sportback. Assim como o Q8 trouxe em primeira mão as inovações que estarão presentes nos futuros modelos da linha Q, o A6 e o A7 são os responsáveis por introduzir no Brasil a nova linguagem de design e digitalização para a família A, com destaque para as novas telas sensíveis ao toque do MMI e os diversos itens de assistência à condução, como o Traffic Jam Assist.

“Os novos Audi A6 e A7 representam o segundo passo da revolução tecnológica que a marca terá a partir deste ano no País. Eles trazem elegância, tecnologia e sofisticação ímpar, além de conforto e estabilidade que proporcionam esportividade exclusiva para esta categoria em todo o mercado”, revelou Johannes Roscheck, presidente e CEO da Audi do Brasil.

Motor – O A6 Sedan e o A7 Sportback são equipados com motor 3.0 TFSI, que desenvolve 340 cv de potência e torque de 500 Nm, e transmissão S tronic de 7 velocidades.

O A6 faz de 0 a 100  km/h em 5,1 segundos e o A7 em 5,3 segundos, informou a Audi. A velocidade máxima é limitada eletronicamente em 250 km/h. Já a tração quattro usa a eficiente tecnologia ultra, que ativa a tração nas quatro rodas conforme necessário.

MCB_9620Os modelos também são altamente eficientes graças à nova tecnologia de assistência elétrica, composta por uma bateria de íons de lítio e um alternador de correia em um sistema elétrico primário de 48 volts.

Os veículos podem se deslocar em velocidades entre 55 e 160 km/h com o motor desligado e, em seguida, o alternador de correia reinicia o propulsor rápida e confortavelmente. O sistema start-stop desativa o motor a partir de 22 km/h. O principal objetivo é reduzir a emissão de CO2.

Segurança e conforto – A Audi trouxe ao A6 e A7 o mesmo conjunto de assistência disponível no Audi Q8 para tornar a vida mais fácil e segura para o motorista e os passageiros em diversas situações.

Um dos principais é o Traffic Jam Assist, que alia o controle de cruzeiro adaptativo com o Audi Lane Assist para criar um sistema de assistência de condução. Em utilização, ele mantém o veículo dentro de sua faixa e controla aceleração e frenagem para manter a distância do veículo da frente, por exemplo. Em situações de trânsito pesado, o sistema é uma grande vantagem ao trazer conforto ao motorista.

MCB_8496Os modelos também oferecem o Audi Side Assist, com várias tecnologias: o Audi Pre Sense traseiro (reconhece a iminência de uma colisão e prepara os passageiros aumentando o tensionamento dos cintos dianteiros, posicionamento de banco e fechamento de teto solar e vidros), o Exit Warning Assist (aviso de perigo na saída do veículo), o Audi Side Assist (aviso de perigo em mudança de faixa) e o Assistente de Tráfego Reverso (informa o condutor sobre a possibilidade de um acidente ao realizar uma manobra traseira com a utilização dos radares do veículo, além de uma breve utilização dos freios se necessário).

Há, ainda, a câmera 360°, que auxilia o motorista na hora de estacionar ao mostrar o veículo digitalmente no display do MMI.

Os novos Audi A6 e A7 seguem a estratégia global de digitalização do recém-lançado Q8. A arquitetura do interior se mescla sem emendas com o novo conceito operacional no console central e painel, que trazem dois grandes displays sensíveis ao toque de alta resolução que substituem o botão giratório e os botões de controles convencionais dos modelos anteriores.

Na tela superior, de 10,1 polegadas, o display traz o MMI que exibe diversas informações, como interface com smartphones com Android e iOS, informações de navegação, seleção de rádio e o Audi Drive Select com 5 funções de direção: Comfort, Dynamic, Efficiency, Indivudal e Auto.

RF_04413

RF_04373

RF_04393

MCB_9921O display inferior, de 8,6 polegadas montado no console do túnel central, fornece acesso ao controle de climatização, funções de conforto e entrada de texto. Para manuseá-lo, o motorista pode repousar o punho sobre a alavanca seletora da transmissão automática.

O conceito operacional das telas possui uma resposta intuitiva como a de um smartphone. Um “click” de confirmação pode ser sentido e ouvido quando uma função é selecionada pelo toque. Além disso, o controle de voz usa uma linguagem coloquial para transformar os novos A6 e A7 em um parceiro inteligente de diálogo.

Ambos trazem, de série, o sistema de som Bang & Olufsen 3D, com 16 alto-falantes e 705 watts de potência.

Carroceria – Devido a utilização de diferentes tipos de aço, alumínio e outras ligas de metais, a rigidez torcional aumenta, a suspensão funciona de forma mais eficiente e a sensação de direção se torna mais agradável. Com essas características, os veículos permanecem agradavelmente silencioso, mesmo em alta velocidade.

MCB_9589

MCB_9593

MCB_9604O interior do novo A6 é ainda maior do que a geração anterior.. Possui 4,94 metros milímetros de comprimento, 2,11 metros de largura, 2,92 metros de entre eixos e 1,46 metro de altura.

O compartimento de bagagem oferece espaço para carga com 530 litros. A tampa do porta-malas pode ser aberta e fechada eletricamente com um movimento dos pés.

O A7 Sportback oferece o desenho de um coupé, o espaço de um sedan e a versatilidade de um Avant, segundo a Audi.

Ele mede 4,97 metros de comprimento, tem distância entre eixos de 2,9 3 metros, 2,12 metros de largura e 1,42 metro de altura. O porta-malas suporta 535 litros que pode aumentar para 1.390 litros com os bancos traseiros dobrados.

MCB_9331

MCB_9405

MCB_9469A grande tampa do compartimento de bagagem termina em um lado pronunciado e curvo, a partir do qual um aerofólio integrado se estende automaticamente a 120 km/h. A tampa do porta-malas controlada por sensor abre e fecha automaticamente em resposta ao movimento do pé.

Uma faixa de luz plana – uma característica comum a todos os modelos topo de linha da Audi – une as lanternas feitas de 13 pontos verticais.

Preços, cores e opcionais – A gama de cores dos novos A6 Sedan e A7 Sportback tem doze tonalidades: azul Firmamento, azul Navarra, eege Carat, branco Geleira, cinza Daytona, cinza Vesúvio, prata Florete, preto Mito, verde Avalon, vermelho Tango, branco Ibis e preto Brilhante. Para o interior, os clientes podem escolher entre o preto, o cinza e o marrom.

Entre os opcionais ofertados estão: Head-up display, Night Vision Assist e faróis Full LED Matrix HD com luz de direção dinâmica e assinatura de luzes ao travar e destravar as portas. No A6 ainda é possível optar por um desenho exclusivo de roda com 20 polegadas.

MCB_8476Foto: Audi / Divulgação

O novo Audi A6 Sedan é oferecido em versão única, Performance, a partir de R$ 426,99 mil.

O Audi A7 Sportback também possui apenas uma versão, Performance, e está disponível a partir de R$ 456,99 mil.

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

Kawasaki Ninja ZX-10R Standard chega ainda em setembro

Da Redação

Kawasaki Ninja ZX_10R ST_Movimento 03A linha de superbikes da Kawasaki ganha mais uma versão da Ninja ZX-10R ainda este mês.

Equipada com controle de largada KLCM (Kawasaki Launch Control Mode), controle de tração S-KTRC (Sport-Kawasaki TRaction Control), quick-shifter bidirecional e sistema de freios ABS KIBS (Kawasaki Intelligent anti-lock Brake System), a Ninja ZX-10R Standard traz como principal novidade atualizações no motor (incluindo uma mudança no sistema de ação das válvulas) que possibilitaram elevar a potência máxima a 213 cv alcançados a 13.500 rpm e o torque a 11,7 kgfm atingidos a 11.200 rpm (antes 210 cv a 13.000 rpm e 11,6 kgf.m a 11.500 rpm).

E esses ganhos foram possíveis, segundo a fabricante, graças à experiência vitoriosa da marca no Campeonato Mundial de Superbike com o Kawasaki Racing Team (KRT), vencedor e recordista absoluto nas quatro últimas temporadas com o piloto britânico Jonathan Rea.

O modelo, que ainda conta com outros componentes de alta qualidade, como garfo dianteiro Showa Balance Free, suspensão traseira horizontal Back-link com amortecedor Showa BFRC lite (Balance Free Rear Cushion) e um potente pacote de freios Brembo, chega à rede de concessionárias da marca até o fim de setembro nas cores Pearl Storm Gray/Metallic Flat Spark Black e KRT Edition – Lime Green/Ebony /Metallic Graphite Gray, com preços públicos sugeridos de R$ 73,99 mil e R$ 75,99 mil, respectivamente.

Kawasaki Ninja ZX_10R ST_Estúdio 05CHASSI

  • O  quadro em vigas duplas traça uma linha direta do canote até a articulação da balança traseira, entregando um comportamento linear e possibilitando maior controle. A torção do quadro foi projetada para ser o mais próximo possível dos tubos principais, o que favorece ainda mais o controle do piloto.
  • O desenho do quadro também contribui para a estabilidade nas curvas e um alto nível de feedback.
  • O quadro é todo fundido e composto por apenas sete peças, o que permitiu aos engenheiros uma grande liberdade no design. A espessura da parede pode ser minimizada sem perder a resistência e a rigidez.

SUSPENSÕES

  • A Ninja ZX-10R apresenta garfo dianteiro desenvolvido em conjunto com a Showa no Campeonato Mundial de Superbike..
  • O garfo dianteiro Showa Balance Free de 43 mm e a suspensão traseira horizontal Back-link com amortecedor Showa BFRC lite (Balance Free Rear Cushion) contribuem para maior conforto na pilotagem e estabilidade de frenagem. Ambas possuem ajustes dos amortecimentos de compressão, retorno e pré-carga de mola.

FREIOS

  • A Ninja ZX-10R possui sistema de freios Brembo (similar ao da Ninja H2R) com dois discos semiflutuantes de 330 mm e 5,0 mm de espessura que entregam excelente força de frenagem.
  • Pinças monobloco duplas de fixação radial de alumínio fundido M50 seguram os discos dianteiros. As pinças de quatro pistões opostos altamente rígidas com pistões de 30 mm contribuem para uma ótima força de frenagem.
  • O freio traseiro é composto por um disco de 220 mm com uma pinça de pistão simples.
  • Ambos possuem mangueiras trançadas (como as utilizadas em competições) que  asseguram uma transferência de fluido hidráulico mais direta, contribuindo para uma maior sensibilidade do freio.
  • Para garantir ainda mais segurança, a Ninja ZX-10R possui o sistema KIBS (Kawasaki Intelligent anti-lock Brake System).

Kawasaki Ninja ZX_10R ST_Ambientada 01PAINEL DE INSTRUMENTOS

  • O painel de instrumentos da Ninja ZX-10R possui conta-giros de gráfico de barras retro iluminado por LEDs.
  • O conta-giros também funciona como indicador de mudança de marchas: os LEDs piscam quando a rotação ajustada é atingida. O piloto pode ajustar esta rotação de acordo com a preferência.
  • O display digital inclui o KLCM, o controle do freio motor Kawasaki (KEBC) e as funções do KQS (quick shifter), bem como o indicador do IMU.
  • Outras funções: indicador de posição de marcha, odômetro, odômetros parciais duplos, consumo de combustível médio, consumo instantâneo de combustível, modo de potência (3 modos), S-KTRC (5 modos + OFF), indicador de reserva, indicador de pilotagem econômica, temperatura do líquido de arrefecimento/temperatura do ar de admissão e várias luzes indicadoras.

ELETRÔNICA

IMU (Unidade de medição inercial) Bosch

  • A IMU Bosch monitora o movimento de inclinação segundo seis parâmetros: aceleração ao longo de eixos longitudinais, transversais e verticais, mais taxas de rolagem e de inclinação dianteira e traseira (pitch).  A taxa de guinada (desvio de rota) é calculada pela ECU usando o software original da Kawasaki.

S-KTRC (Sport-Kawasaki TRaction Control)

  • Sistema baseado nas tecnologias utilizadas nas competições, monitora vários parâmetros para conseguir informações em tempo real sobre o que está acontecendo na velocidade das rodas dianteira e traseira (escorregamento), rotação do motor, posição do acelerador, escorregamento, aceleração etc.
  • Como o sofisticado software baseia sua análise dinâmica no chassi em relação à superfície da pista (em vez de em relação a um plano horizontal), pode levar em conta a inclinação de curvas, o gradiente etc. e adaptar-se adequadamente.
  • Usando uma complexa análise, o sistema é capaz de prever quando as condições de tração estão prestes a se tornar desfavoráveis. Ao agir antes que a derrapagem exceda os limites para tração ideal, uma eventual queda de potência pode ser minimizada, resultando em funcionamento ultra suave.
  • As condições são confirmadas a cada 5 milissegundos e o controle por meio do tempo de ignição permite uma reação extremamente rápida.
  • Existem 5 modos de ajustes disponíveis, além da opção desligado, e o piloto pode escolher de acordo a sua preferência e nível de habilidade.

Kawasaki Ninja ZX_10R ST_Movimento 24KLCM (Kawasaki Launch Control Mode)

  • Há três modos disponíveis, cada um oferecendo um nível progressivo de intervenção. Com ele o piloto pode largar com o acelerador mantido totalmente aberto.
  • Com o manete de embreagem puxado e o sistema ativado, a rotação do motor é limitada a uma determinada faixa (9.000 rpm no Modo 1; 8.000 rpm nos Modos 2 e 3) – mesmo com o acelerador totalmente aberto.
  • Quando o manete de embreagem é solto para engatar a embreagem, a rotação do motor pode subir normalmente, mas a potência é regulada para evitar derrapagem das rodas e ajudar a manter a roda dianteira no chão.
  • O sistema desarma automaticamente a 150 km/h ou se o piloto passa a terceira marcha.
  • Para ativar o sistema a motocicleta deve estar parada, o Modo de potência deve estar em Full, e o S-KTRC ligado. O indicador do KLCM ficará iluminado quando o sistema estiver funcionando (ON).
  • Para prevenir possíveis danos ao sistema de embreagem ao executar várias largadas, quando a temperatura do líquido de arrefecimento do motor está acima de 40º graus, o KLCM poderá ser ativado após 150 segundos depois da última largada. Quando a temperatura do motor estiver acima de 100 graus não é possível ativar o KLCM.

KIBS (Kawasaki Intelligent anti-lock Brake System)

  • Além dos sensores de velocidade das rodas dianteira e traseira (padrão em qualquer sistema ABS), o KIBS monitora a pressão hidráulica da pinça dianteira e várias informações da ECU do motor (posição do acelerador, rotação do motor, acionamento da embreagem e posição de marcha).
  • Este controle da pressão do freio permite que o sistema evite a redução da performance de frenagem em razão do excesso de quedas de pressão. Dessa forma a sensação no manete de freio é mantida, mesmo quando o KIBS estiver ativo, e assegura que os pulsos do ABS sejam suaves (sem trancos).
  • O controle da pressão do freio traz, ainda, outros benefícios, entre eles a eliminação da elevação da traseira (Rear lift – RL), evita solavancos durante o funcionamento e  leva em conta o back-torque.

KQS (Kawasaki Quick Shifter)

  • O sistema KQS bidirecional permite tanto elevações de marcha quanto reduções sem utilização da embreagem, possibilitando o ganho de preciosas frações de segundo a cada mudança, bem como evitando a queda excessiva de rotações normal no processo de desengate e engate de marcha.

Kawasaki Ninja ZX_10R ST_Estúdio 01Fotos: Kawasaki / Divulgação

Amortecedor de direção eletrônico Öhlins

  • O amortecedor de direção eletrônico da Kawasaki desenvolvido em conjunto com a Öhlins fornece apenas a quantidade certa de amortecimento baseado no que a motocicleta está executando.
  • Utilizando dados do sensor de velocidade da roda traseira (através da ECU do motor), a ECU do amortecedor eletrônico de direção determina a velocidade do veículo, bem como o grau de aceleração ou desaceleração da motocicleta.
  • O nível básico de amortecimento é definido de acordo com a velocidade da motocicleta:

Em baixas velocidades:

– Ao entrar em curvas de baixa velocidade, a direção permanece leve e neutra. Ao  realizar curvas de 180 º ou a mudar de faixas, a direção é leve e fácil.

Em altas velocidades:

– Ao entrar em curvas de alta velocidade, os níveis de amortecimento ideal  asseguram  que o piloto será capaz de colocar a motocicleta na linha que ele escolher percorrer.

– A sensação de melhor estabilidade oferecida pelo amortecedor eletrônico de  direção permite aos pilotos relaxarem mais, reduzindo sua fadiga em longas  jornadas na  estrada.

Modos de potência

A Ninja ZX-10R possui três modos de potência: Full, Middle e Low:

Full: potência total

Middle: funcionamento limitado em cerca de 80% do modo Full

Low: funcionamento limitado em cerca de 60% do modo Full

IMPORTANTE: a assessoria de imprensa da Kawasaki não disponibilizou fotos do painel de instrumentos.

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

Inversor de 800 volts da Delphi Technologies reduz pela metade tempo de recarga de veículos elétricos

Da Redação

DelphiTechnologies_800V_SiC_InverterFoto: Delphi Technologies / Divulgação

A Delphi Technologies é a primeira do segmento automotivo com produção em massa de um inversor de carboneto de silício de 800 volts (SiC), um dos principais componentes dos veículos elétricos e híbridos de alta eficiência da próxima geração.

O novo inversor permite sistemas elétricos de até 800 volts, aumentando significativamente a autonomia de veículos elétricos e diminuindo pela metade o tempo de recarga em comparação com os sistemas de 400 volts da atualidade.

A novidade é um dos destaques da companhia no Salão do Automóvel de Frankfurt (IAA), na Alemanha. A tecnologia, que suporta plataformas multitensão, é uma evolução do inversor de alta tensão da empresa e se baseia em 25 anos de experiência em eletrificação de veículos.

O inversor de 800 volts da Delphi Technologies usa semicondutores MOSFET (Metal Oxide Semiconductor Field Effect Transistor, ou Transistor de Efeito de Campo Semicondutor de Óxido de Metal, em tradução livre) de última geração feitos de carboneto de silício.

A empresa atingiu recentemente um marco de US$ 2,7 bilhões em vendas para a produção em massa dessa tecnologia por oito anos com um OEM global de primeira linha. O lançamento é esperado para 2022, inicialmente para um veículo de alto desempenho operando em até 800 volts.

Recentemente, a empresa firmou uma parceria com a Cree, líder em semicondutores de carboneto de silício (SiC), para permitir que a próxima geração de veículos elétricos percorra distâncias maiores, tenha um tempo de recarga mais rápido e maior eficiência.

Os inversores da Delphi Technologies utilizarão os MOSFETs em carboneto de silício Wolfspeed da Cree.

A IHS estima que até 45% da produção global de veículos será eletrificada até 2025, com cerca de 46 milhões de veículos eletrificados sendo vendidos anualmente, aumentando para 57% até 2030 (cerca de 62 milhões de veículos anualmente).

Os inversores são um dos componentes de eletrificação de maior valor e sua eficiência tem um impacto que muda o setor em muitos aspectos em relação ao desempenho do veículo.

“Dobrar a tensão dos 400 volts de hoje traz uma variedade substancial de benefícios, tanto para o usuário do veículo quanto para o fabricante”, explicou Richard F. Dauch, CEO da Delphi Technologies.

“Projetamos essa tecnologia para simplificar a estratégia de multitensão das montadoras à medida que elas ampliam sua gama de veículos elétricos e híbridos.”, finalizou.

No centro do novo inversor da Delphi Technologies está o seu interruptor de força patenteado Viper, que combina altos níveis de integração com o resfriamento exclusivo em ambos os lados.

Esses recursos fazem com que a empresa desenvolva inversores 40% mais leves e 30% mais compactos que as tecnologias de inversores concorrentes.

A mais recente adição à linha de interruptores de alimentação Viper substitui o silício convencional por carboneto de silício, um semicondutor de banda larga que permite uma comutação rápida e pode operar em temperaturas ainda mais altas.

“Somente a troca mais ágil permitirá motores mais rápidos, mais compactos e mais leves, que oferecem grande eficiência e maior alcance”, explicou Dauch. “Isso é um complemento aos muitos benefícios de mudar para 800 volts.”

Com o novo inversor SiC da Delphi Technologies operando a 800 volts, os engenheiros de veículos agora têm flexibilidade adicional para otimizar outros sistemas de propulsão.

As opções incluem mais autonomia ou uma bateria menor; recarga ultrarrápida ou cabos menores, mais leves e mais baratos; e maior captação de energia cinética do veículo ao frear, ampliando ainda mais seu alcance.

O novo interruptor de alimentação Viper de carboneto de silício pode ser encaixado no mesmo pacote de inversores em que o atual interruptor de silício está, reduzindo os custos de engenharia associados à mudança de tecnologia, e simplificando o desenvolvimento das várias opções de desempenho do veículo.

O conversor e inversor DC / DC integrados da Delphi Technologies já oferecem economias significativas às montadoras.

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

Hyundai lança nova geração da família HB20

Da Redação

FAMILIA HB20 02A nova geração do HB20 chega ao mercado na 1ª quinzena de outubro. Primeiro veículo da Hyundai Motor Brasil inspirado na nova linguagem de design da marca, o compacto estreia com preços que variam entre R$ 46.490 e R$ 81.290.

Produzido na fábrica da montadora sul-coreana em Piracicaba (SP), o modelo traz equipamentos inéditos em sua categoria, maior espaço interno e motor 1.0 Turbo GDI com injeção direta de combustível.

Design – O novo HB20 passou por mudanças no desenho. O resultado é um visual mais sofisticado, com formas e vincos.

HB20 NOVA GERACAO 01Entre os destaques estão a grade dianteira e os novos faróis, que acompanham lado a lado os vincos do capô.

As linhas que cortam a silhueta lateral do HB20 partem dos faróis – elas aparecem entre as janelas e as maçanetas, e terminam no meio da porta traseira. Outro vinco surge nas bases das portas e complementa o visual.

O design traseiro traz um inédito conjunto óptico. As lanternas fornecem uma assinatura de estilo para o HB20.

HB20 NOVA GERACAO 05

HB20S NOVA GERACAO 03Na configuração sedan, o caimento mais prolongado do teto até o porta-malas proporciona ares de fastback ao três-volumes e remete à identidade visual dos “irmãos maiores” Elantra e Sonata.

Assim como nesses sedans, o HB20S traz lanternas horizontalizadas, boa área envidraçada traseira e placa reposicionada para o para-choque.

Uma gama de nove cores exteriores estará disponível para a nova família HB20, sendo oito delas inéditas. São elas a sólida branco Atlas, as metálicas prata Brisk, cinza Silk, cinza Khaki, e as perolizadas azul Sapphire, verde Amazon e vermelho Magic.

HB20S NOVA GERACAO 10

HB20S NOVA GERACAO 18Interior Hyundai HB20S

Interior – O habitáculo da família HB20 tem novas linhas limpas e horizontais, combinadas ao acabamento mais sofisticado e novas cores.

Todas as versões tiveram seus bancos renovados. Um dos grandes destaques do estilo interior é o acabamento Marrom Desert, disponível para a versão Diamond Plus do hatch.

Nela, a cor marrom aparece no painel, no console, nos painéis das portas, nos bancos revestidos com material sintético que imita o couro e no volante, revestido com o mesmo material dos bancos.

Detalhes na cor azul fazem parte do estilo e estão presentes ao longo do painel e nas costuras do banco, volante e manopla de câmbio.

HB20 NOVA GERACAO 10

HB20 NOVA GERACAO 28Interior Hyundai HB20 Diamond Plus

Espaço interno – O espaço interno da nova geração do HB20 foi aprimorado visando à melhor ocupação pelos passageiros, crescendo 30 mm no entre-eixos. O vão para as pernas no banco traseiro cresceu 47 mm, o que se traduz em mais conforto para quem viaja na segunda fileira. O porta-malas segue com 300 litros nas configurações hatch e X, e passa de 450 litros para 475 litros na configuração sedan.

 Conforto e conveniência – A versão topo de linha tem itens como ar-condicionado digital, chave presencial Smart Key, vidros elétricos dianteiros e traseiros com função one touch e antiesmagamento, acendimento automático dos faróis, piloto automático e limitador de velocidade.

Além disso, conta com partida do motor por botão, alavancas no volante para trocas de marcha (paddle shifts), sistema Stop & Go de parada e partida automática do motor, e a nova central multimídia flutuante com tela touchscreen de 8 polegadas, oferecendo conectividade com smartphone por meio do Apple CarPlay e do Android Auto.

HB20 NOVA GERACAO 16

 

HB20 NOVA GERACAO 17Estão disponíveis para todas as versões direção elétrica e banco do motorista com ajuste de altura por alavanca.

Segurança e tecnologia – A versão mais completa de toda a linha HB20, HB20S e HB20X, a Diamond Plus, dispõe de sistema de alerta e frenagem autônomo e alerta de mudança de faixa, monitoramento de pressão dos pneus (TPMS) e câmera de ré com monitoramento da traseira (DRVM).

Na estrutura da carroceria do novo HB20, a participação de aço de alta resistência passou de 19% para 30% em todas as configurações, informo a Hyundai. Esta melhoria contribui diretamente para a redução de peso e aumento da segurança em colisões.

HB20 NOVA GERACAO 32A versão topo de linha também sai de fábrica com 4 airbags, sendo dois frontais e dois laterais de tórax. Para as demais versões são sempre 2 airbags frontais.

À exceção das versões Sense e Vision 1.6 (manual) do hatch e Vision 1.0 no sedan, as demais trazem sistema de segurança ativa, com controles de estabilidade (ESP) e tração (TCS), assistente de partida em rampa (HAC), e sinalização de frenagem de emergência (ESS).

Todos os veículos ainda são equipados com fixação Isofix com top tether para cadeirinha de bebê, destravamento automático das portas em caso de acidente, cintos de segurança retráteis de três pontos (dianteiros e traseiros), apoios de cabeça dianteiros e traseiros com regulagem de altura (para todos os ocupantes), estrutura de deformação programada, barras de proteção lateral e coluna de direção colapsável.

HB20 NOVA GERACAO 12

HB20S NOVA GERACAO 15Confira abaixo as dimensões da família HB20:

Dimensões

Hatch Sedan X
Comprimento (metros) 3,94 4,26 3,97
Largura (metro) 1,72 1,72 1,74
Altura (metro) 1,47 1,47 1,54
Entre-eixos (metros) 2,53 2,53 2,53
Porta-malas (litros) 300 475 300

Motorização – A grande novidade na segunda geração do compacto sul-coreano é o motor 1.0 Turbo GDI com injeção direta de combustível. O propulsor equipa as versões Evolution, Diamond e Diamond Plus do HB20 e HB20S.

Com o sistema de injeção direta (GDI), turbo e intercooler, o propulsor três-cilindros entrega potência de 120 cv, além do torque máximo de 17,5 kgf.m logo aos 1.500 rpm. A opção turbo está sempre acoplada ao câmbio automático de 6 marchas.

Motores:

Kappa 1.0 Turbo GDI 12V DOHC D-CVVT Flex

  • Cilindrada: 998 cm³
  • Potência: 120 cv (E) | 120 cv (G) a 6.000 rpm
  • Torque: 17,5 kgf.m (E) | 17,5 kgf.m a 1.500 rpm
  • Taxa de compressão: 10.5

HB20 NOVA GERACAO 36Kappa 1.0 12V DOHC CVVT Flex

  • Cilindrada: 998 cm³
  • Potência: 80 cv (E) | 75 cv (G) a 6.000 rpm
  • Torque: 10,2 kgf.m (E) | 9,4 kgf.m a 4.500 rpm
  • Taxa de compressão: 11.5

Gamma 1.6 16V DOHC D-CVVT Flex

  • Cilindrada: 1,591 cm³
  • Potência: 130 cv (E) | 123 cv (G) a 6.000 rpm
  • Torque: 16,5 kgf.m (E) | 16,0 kgf.m a 4.500 rpm
  • Taxa de compressão: 11.0

Versões e Preços:

Para a configuração hatch as versões são:

Motor 1.0: Sense – R$ 46,49 mil; Vision – R$ 48,99 mil; Vision BlueMedia – R$ 50,49 mil e Evolution – R$ 53,79 mil.

Motor 1.6: Vision (manual) – R$ 57,99 mil; Vision (automático) – R$ 62,79 mil e Launch Edition (automático) – R$ 69,99 mil.

Motor 1.0 TGDI (turbo): Evolution (automático) – R$ 67,19 mil; Diamond (automático) – R$ 73,59 mil e Diamond Plus (automático) – R$ 77,99 mil.

HB20S NOVA GERACAO 04Para a configuração sedan as versões são:

Motor 1.0: Vision (manual) – R$ 55,39 mil e Evolution (manual) – R$ 58,39 mil.

Motor 1.6: Vision (manual) – R$ 62,59 mil e Vision (automático) – R$ 67,39 mil.

Motor 1.0 TGDI (turbo): Evolution (automático) – R$ 71,79 mil; Diamond (automático) – R$ 76,89 mil e Diamond Plus (automático) – R$ 81,29 mil.

HB20X NOVA GERACAO 03Para a configuração aventureira, o HB20X, as versões são:

Motor 1.6: Vision (manual) – R$ 62,99 mil; Vision (automático) – R$ 67,89 mil; Evolution (automático) – R$ 69,89 mil; Diamond (automático) – R$ 75,19 mil e Diamond Plus (automático) – R$ 79,59 mil.

Consumo de combustível (Fonte: Hyundai):

Motor 1.0 – manual:

HB20: Cidade – 12,8 km/l (gasolina) e 9,1 km/l (etanol) / Estrada – 14,6 km/l (gasolina) e 10,1 km/l (etanol)

HB20S: Cidade – 12,8 km/l (gasolina) e 9,5 km/l (etanol) / Estrada – 14,7 km/l (gasolina) e 10,6 km/l (etanol)

Motor 1.6 – manual:

 HB20: Cidade – 12,5 km/l (gasolina) e 8,6 km/l (etanol) / Estrada – 14,7 km/l (gasolina) e 10,3 km/l (etanol)

HB20S: Cidade – 12,6 km/l (gasolina) e 8,5 km/l (etanol) / Estrada – 15,1 km/l (gasolina) e 10,5 km/l (etanol)

HB20X NOVA GERACAO 08Interior HB20X

HB20X: Cidade – 11,8 km/l (gasolina) e 8,3 km/l (etanol) / Estrada – 13,9 km/l (gasolina) e 9,6 km/l (etanol)

1.6 – automático:

HB20: Cidade – 11,5 km/l (gasolina) e 7,8 km/l (etanol) / Estrada – 13,9 km/l (gasolina) e 9,8 km/l (etanol)

HB20S: Cidade – 11,5 km/l (gasolina) e 8,1 km/l (etanol) / Estrada – 14,9 km/l (gasolina) e 10,4 km/l (etanol)

HB20X: Cidade – 10,9 km/l (gasolina) e 7,7 km/l (etanol) / Estrada – 12,9 km/l (gasolina) e 9,2 km/l (etanol)

1.0 Turbo GDI – automático:

HB20: Cidade – 11,8 km/l (gasolina) e 8,2 (km/l (etanol) / Estrada – 14,2 km/l (gasolina) e 10,2 km/l (etanol)

HB20S: Cidade – 12,1 km/l (gasolina) e 8,0 km/l (etanol) / Estrada – 15,3 km/l (gasolina) e 10,48 km/l (etanol)

HB20X NOVA GERACAO 01

FAMILIA HB20 03Fotos Exterior: Frasnelli / Hyundai Motor Brasil / Divulgação

Fotos Interior: Cacalo / Hyundai Motor Brasil / Divulgação

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

 

 

Em sua 2ª geração, Chevrolet Onix parte de R$ 48,49 mil na versão hatch e R$ 54,99 mil na sedan

Da Redação

Novo Onix Premier (1)Maior e mais refinado, o novo Onix traz para a categoria tecnologias capazes de se antecipar às necessidades do usuário. A começar pelo Wi-Fi nativo com sinal até 12 vezes mais estável.

Sua conexão à internet de alta velocidade permite, ainda, atualizar sistemas do veículo de forma remota, igual já acontece com smartphones. Um novo aplicativo permite ao motorista consultar desde informações do computador de bordo até iniciar a climatização da cabine à distância.

Motor turbo, assistente de estacionamento semiautônomo, acionamento da ignição por botão, sensor de ponto cego e nova geração do multimídia MyLink são outras novidades disponíveis para o Onix e para o N Onix Plus, como passa a ser chamado o sedan.

Já os 6 airbags (frontais, laterais e de cortina), o controle eletrônico de estabilidade, o assistente de partida em rampa e o limitador de velocidade passam a complementar a lista de itens de série.

Estreiam juntos dois motores de nova geração da família Ecotec, incluindo uma inédita opção turbo.

Novo Onix Premier (24)“Mais uma vez, o Onix vai subir a barra do seu segmento. Tecnologias até então impensáveis para a categoria, como Wi-Fi, assistente de estacionamento e seis airbags, agora estão disponíveis no Novo Onix. E o melhor: pelo mesmo preço”, disse Carlos Zarlenga, presidente da GM América do Sul.

O Onix Plus (sedan) chega ao mercado nesse mês de setembro, enquanto as entregas do hatch se iniciam em novembro. Ambos contam com as opções de acabamento Onix, LT, LTZ e a inédita Premier. Seu caráter aspiracional agrega valor à marca atraindo um perfil de consumidor complementar.

Visual esportivo e sofisticado – O novo Onix traz design completamente inédito e alinhado com a nova linguagem estética dos veículos globais da Chevrolet.

É perceptível que as medidas do novo Onix estão maiores, principalmente na largura, distância entre-eixos e comprimento. No caso do sedan, esse incremento foi de 41 mm (1,73 metro), 72 mm (2,60 metros) e 194 mm (4,48 metros), respectivamente. O porta-malas tem capacidade para 469 litros.

Na frente destaca-se a nova grade ao estilo Dual-Port da Chevrolet, com a parte de baixo maior para otimizar a refrigeração do motor. A parte de cima, mais estreita, acompanha o contorno do conjunto óptico com a gravata dourada ao centro.

Novo Onix Plus Premier (18)Na versão Premier, os faróis contam com projetores para ressaltar o caráter premium do novo modelo topo de linha. Já as luzes de condução diurnas em “L” contornam a base do para-choque.

O para-choque traz elementos aerodinâmicos esculpidos na parte inferior, enquanto o capô é marcado por vincos que seguem pelo teto e se estendem até a tampa traseira.

Já o ângulo de inclinação do capô garante maior proteção a pedestres em caso de impacto e contribui para reduz a resistência e o ruído do vento em altas velocidades.

Na lateral, as linhas que integram todo o veículo destacam o aspecto de horizontalidade. O friso cromado destaca a linha de cintura elevada e, ao mesmo tempo, agrega sofisticação à versão Premier, que traz rodas de 16 polegadas com desenho exclusivo.

Em relação à parte traseira, o Onix Plus diferencia-se pelas lanternas bipartidas que se estendem até a tampa do porta-malas.

Novo Onix Plus Premier (9)O novo formato da carroceria trouxe avanços adicionais, entre eles o melhor aproveitamento do compartimento de bagagem. As dobradiças foram deslocadas para as extremidades da tampa, permitindo a acomodação de objetos mais largos.

No hatch, a porta traseira tem contorno exclusivo, a coluna “C” é mais larga, e o aerofólio, integrado. Atrás, as lanternas têm formato único e a assinatura luminosa em LED traz outro tema.

O para-choque caracteriza-se pelo desenho integrado com refletores verticalizados nas laterais. Outro elemento marcante é a moldura escura na parte inferior, onde fica a placa do veículo. Ela agrega harmonização ao conjunto, disse a GM.

Interior – O volante tem desenho inédito, melhor empunhadura, regulagem de altura e de profundidade e tecla para limitar eletrônicamente a velocidade – útil para evitar multas.

Logo atrás do volante está o quadro de instrumentos com velocímetro e conta-giros de fácil leitura. Ressaltam as molduras cromada e os ponteiros iluminados por LED. Ao centro fica o computador de bordo com tela de TFT.

Novo Onix Premier (5)Interior Chevrolet Onix 1.0 Premier Turbo

Novo Onix Plus Premier (21)Interior Chevrolet Onix Plus 1.0 Premier Turbo (sedan)

Outro destaque é o sistema multimídia MyLink de nova geração. Do tipo flutuante, ele otimiza a visualização da tela e permite fácil acesso aos sistemas, entre eles o do ar-condicionado digital com função de recirculação automática no Premier.

Os bancos dianteiros com encosto inteiriço estão disponíveis para todas versões. No modelo topo de linha o cliente pode escolher entre duas composições de acabamentos premium para o interior: preto com cinza ou preto com caramelo.

Os passageiros traseiros ganham igualmente atenção especial. As dimensões foram ampliadas, e o banco, redesenhado para melhor acomodação da cabeça, quadril e ombros.

Só para os joelhos são mais 36 mm de espaço. Foi possível até instalar duas tomadas USB no dorso do console central e ampliar os porta-objetos.

Novo Onix Premier (11)Interior Chevrolet Onix 1.0 Premier Turbo

Novo Onix Plus Premier (6)Interior Chevrolet Onix Plus 1.0 Premier Turbo (sedan)

Entre outros pacotes têm o Kit Elegance, com peças cromadas que deixam o carro com uma aparência ainda mais sofisticada; o Kit Sport, com spoilers dianteiros, traseiros e laterais, além de aerofólio e rodas escurecidas; além do Kit Adventure, com itens como protetores de para-choque, rack de teto e rodas diferenciadas.

Teconologias – O novo Onix é capaz de identificar seu motorista pela presença da chave eletrônica e permitir o destravamento da porta e o acionamento da ignição por botão.

Antes mesmo de embarcar, é possível iniciar a climatização da cabine pelo aplicativo. Já a bordo, o Wi-Fi do carro se conecta automaticamente ao smartphone do usuário, que pode indicar o melhor caminho.

E se uma atualização estiver disponível para determinados módulos eletrônicos do carro, nem é preciso ir à concessionária, pois a operação é feita remotamente via internet.

Já o sensor crepuscular entende que a luminosidade está baixa e liga os faróis. Em caso de acidente mais grave, o carro pode avisar uma central 24h com sua posição para envio de resgate.

Novo Onix Plus Premier (7)Precisa de ajuda para estacionar? Basta apertar um botão para iniciar o auxílio, que usará os sensores ultrassônicos para calcular a manobra; a câmera de ré projeta o panorama traseiro, e o volante esterça sozinho.

“Tecnologias inteligentes se incorporaram à vida das pessoas de tal maneira que já se transformaram num hábito. O consumidor espera este mesmo nível de comodidade nos automóveis, independentemente de sua categoria. O novo Onix dá um passo além no sentido de facilitar a vida do usuário, pois foi projetado dentro do conceito de carro inteligente”, explicou Rodrigo Fioco, diretor de marketing de produto da GM.

Conectividade – De acordo com a Chevrolet, o Onix passa a ser o primeiro em sua categoria a oferecer Wi-Fi embarcado a bordo. Com isso, o usuário não precisa usar o plano de dados pessoal para acessar a internet.

No caso do compacto da GM, o sistema de internet de alta velocidade é nativo. Ou seja, faz parte da arquitetura eletrônica do veículo, permitindo atualizações remotas como já acontece com smartphones.

Novo Onix Premier (10)

Novo Onix Premier (8)Outra vantagem é que a antena amplificada do veículo proporciona intensidade de sinal até 12 vezes superior em deslocamentos, além do máximo nível de segurança cibernética proporcionado por um sistema genuinamente integrado ao veículo.

“Numa época em que as pessoas necessitam estar cada vez mais conectadas, o Wi-Fi muda completamente a experiência do usuário com o automóvel”, disse Rosana Herbst, diretora de serviços conectados da GM.

O Wi-Fi da Chevrolet é uma parceria exclusiva com a Claro. Além dos 3 GB ou três meses de cortesia para experimentação, o cliente poderá adquirir futuramente planos de dados adicionais de 2 GB até 20 GB/mês.

Outra novidade que estreia com o novo Onix é o myChevrolet App. Ele permite maior interação entre o usuário e o veículo. Pelo aplicativo é possível consultar informações do computador de bordo, entre elas o nível de combustível, a vida útil do óleo, o hodômetro e a pressão individualizada dos pneus. Dá para consultar até se há informações de recall.

Novo Onix Plus Premier (22)Pelo myChevrolet App o usuário tem acesso a diversas funcionalidades, como a que proporciona relatórios por viagem, por dia, semana ou mês quanto a forma de condução para quem deseja se aprimorar ao volante e dirigir de forma mais eficiente.

Funções do veículo também podem ser comandadas por smart watch. Esta tecnologia está disponível para o Onix equipado com o sistema OnStar.

Alertas e diagnósticos do veículo, notificações de manutenção para a concessionaria e relatórios de condução inteligente são gratuitos durante os 10 primeiros anos de uso do veículo, caso o cliente assim queira.

O carregador de celular por indução (sem fio) é outra tecnologia ofertada para o novo Onix.

Novo Onix Plus Premier (26)Há, ainda, um pacote do OnStar com diversos serviços complementares, como:

  • auxílio para resgate em caso de acidente
  • assistência para troca de pneus, veículo emergencial e reboque do Road Service
  • auxílio na recuperação veicular em caso de roubo e furto
  • serviços de emergências
  • comandos remotos

Em relação a nova geração do multimídia MyLink, vale destacar que ele está mais responsivo aos comandos, traz maior velocidade de processamento, novo layout, resolução gráfica superior, possibilidade de customização e novas telas, entre elas a que permite exibir informações do sistema de áudio e do telefone ao mesmo tempo.

Outra novidade é a possibilidade de pareamento simultâneo de até dois celulares por Bluetooth. O multimídia é compatível com os sistemas Android Auto e Apple CarPay para projeção de aplicativos, incluindo os principais de trânsito online e os de troca de mensagens, como o Whatsapp. Para evitar distrações, há comando por voz.

Segurança – Nesse quesito, os destaques são: airbags frontais, laterais e de cortina; controle eletrônico de estabilidade e de tração; assistente de partida em rampa; sistema de monitoramento da pressão dos pneus; sistemas Isofix e Top Tether para ancoramento de cadeirinhas infantis e alerta de não afivelamento dos cintos incrementam a lista de itens de série.

A estrutura do novo Onix também foi reforçada e agora usa 17% mais de aços de alta resistência, informou a montadora. Vários componentes estruturais foram otimizados para entregar melhor eficiência.

Novo Onix Premier (18)Um dos focos foi a eliminação de peso. Com a nova suspensão, foram eliminados 6kg; do novo sistema de propulsão, mais 15kg. Já o novo eixo traseiro ficou 4 vezes mais rígido – esta peça reflete também em melhor dirigibilidade.

Melhorias paralelas que chegam com esta geração do Chevrolet são os discos de freios dianteiros redimensionados, os rolamentos de rodas de terceira geração semelhantes aos do Cruze e os reforços no conjunto de isolamento acústico.

Motor – Mesmo sendo um carro com desenvolvimento global, o novo Onix, no Brasil, possui características mecânicas exclusivas para oferecer a melhor relação entre performance, eficiência energética e baixo custo de manutenção para o nosso tipo de combustível.

A segunda geração do Onix chega como um motor inteiramente novo, de três cilindros, da família Ecotec. Chega em duas configurações: 1.0 aspirado (até 82 cv/10,6 kgfm) e 1.0 com turbo (até 116 cv/16,8 kgfm).

O motor Ecotec 1.0 Flex Turbo da Chevrolet conta com bloco de alumínio, cabeçote com duplo comando variável de válvulas, coletor de escape integrado e bomba de óleo de duplo estágio de pressão variável.

Novo Onix Premier (4)Segundo a Chevrolet, o Onix Plus 1.0 Turbo Flex acelera de 0 a 100 km/h em até 9,7 segundos – número melhores aos que do Cobalt 1.8, por exemplo.

Com gasolina no tanque, o Onix Plus com transmissão manual (5 marchas) roda, em média, 17 km/l na estrada e 13,7 km/l na cidade. Os números com etanol são 12,2 km/l e 9,6 km/l, respectivamente.

Com o câmbio automático, de 6 marchas, as médias são as seguintes: 12,0 km/l (cidade) e 15,7 km/l (estrada) com gasolina e 8,6 km/l (cidade) e 10,9 km/l (estrada) com etanol.

O Onix de primeira geração continuará sendo vendido, tanto o hatch quanto o sedan, como versão de entrada. Elas receberam o nome de Joy, mas a General Motors ainda não divulgou os preços.

Novo Onix Premier (17)Fotos: Chevrolet / Divulgação

Preços e Versões:

Hatch:

Onix 1.0 (manual) – R$ 48,49 mil

Onix LT 1.0 (manual) – R$ 51,59 mil

Onix 1.0 Turbo (automático) – R$ 55,59 mil

Onix 1.0 LT Turbo (manual) – R$ 57,59 mil

Onix 1.0 LT Turbo (automático) – R$ 62,89 mil

Onix 1.0 LTZ Turbo (manual) – R$ 60,99 mil

Onix 1.0 LTZ Turbo (automático) – R$ 66,29 mil

Onix 1.0 Premier Turbo (automático) – R$ 69,99 mil

 Sedan:

Onix Plus 1.0 (manual) – R$ 54,99 mil

Onix Plus 1.0 Turbo (automático) – R$ 58,79 mil

Onix Plus 1.0 LT Turbo (manual) – R$ 61,19 mil

Onix Plus 1.0 LT Turbo (automático) – R$ 66,49 mil

Onix Plus 1.0 LTZ Turbo (manual) – R$ 65,79 mil

Onix Plus 1.0 LTZ Turbo (automático) – R$ 70,99 mil

Onix Plus 1.0 Premier Turbo (automático) – R$ 73,19 mil

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

Hyundai apresenta mais uma foto inédita da nova versão sedan do HB20

Da Redação

Hyundai-NovoHB20SFoto: Hyundai Motor Brasil / Divulgação

Faltando três dias para o lançamento oficial da nova geração do HB20, a Hyundai divulgou outra imagem inédita, revelando, desta vez, as formas completamente renovadas da versão topo de linha do sedan compacto.

O resultado, segundo a Hyundai, é um sedan compacto com linhas laterais de forte identidade, traseira mais encorpada no estilo fastback e porta-malas maior e com caimento bastante acentuado, evidenciando o design mais esportivo.

As novas lanternas, com assinatura luminosa única, e as rodas de liga-leve, com desenho exclusivo, denotam sofisticação encontrada em automóveis de categorias superiores, concluiu a montadora.

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

Land Rover apresenta novo Defender completamente atualizado

Da Redação   (Publicado no Diário do Comércio – Edição: 13/09/2019)

Modelo, que chega ao Brasil em 2020, terá uma versão com motorização híbrida

Outlook-35ohh2joA última terça-feira, 10 de setembro de 2019, ficará para sempre na história dos mais de 70 anos da Land Rover como o dia em que a marca trouxe de volta – em versão completamente atualizada – seu maior ícone: o Defender.

O novo Defender acabou de ser apresentado pela primeira vez ao mundo durante o Salão do Automóvel de Frankfurt (Alemanha).

Segundo a Land Rover, o ícone da marca britânica foi repensado para superar os padrões do século 21: enquanto sua silhueta inconfundível se mantém em uma referência clara às versões anteriores, elementos contemporâneos foram adicionados ao design do novo Defender, bem como uma série de evoluções tecnológicas.

O modelo carrega consigo o DNA da Land Rover que por mais de sete décadas de inovação, conquistou um lugar entre os exploradores, agências humanitárias e famílias aventureiras de todo o mundo.

A linha do novo Defender compreende as versões S, SE, HSE, First Edition e, o top de linha, Defender X, com carroceria em versões 110 e 90.

Outlook-3gq4xvg4Design – Os designers da Land Rover repensaram as conhecidas marcas registradas do 4×4, dando uma postura vertical ao modelo. Já a traseira com dobradiças laterais e a roda sobressalente montada do lado de fora, que torna o modelo absolutamente fácil de identificar, foram mantidas.

Sua clássica e inconfundível silhueta, com frontal minimalista e saliências na traseira, oferece excelentes ângulos de ataque, de passagem e de saída, perfeitos para os mais difíceis obstáculos off-road.

A personalidade despojada do Defender original pode ser vista no interior do carro, onde elementos estruturais, que são normalmente escondidos, ficam expostos, priorizando a simplicidade e praticidade.

Características inovadoras incluem manopla de câmbio montada no painel, de forma a acomodar um assento opcional, extra, dianteiro posicionado no centro. Isso significa que o Defender 110 oferece configurações de quatro, cinco, ou cinco + dois assentos, com espaço de carga atrás da segunda fileira de até 1.075 litros.

Caso a segunda fileira seja dobrada, o espaço aumenta para 2.380 litros. Já o Defender 90 poderá acomodar até seis ocupantes em um veículo de tamanho compacto para a família.

Outlook-y2e15vi1

2020-Land-Rover-Defender-Reveal-2019-Frankfurt-Motor-Show-12De acordo com a montadora, o piso emborrachado é extremamente durável e evita estragos resultantes das aventuras diárias, fornecendo um interior impecavelmente limpo apenas com um pano, ou escova.

Um teto de tecido dobrável, opcional, proporciona a sensação de teto aberto e permite que os passageiros nos assentos da segunda fileira do 110 se levantem quando estacionados para proporcionar uma experiência completa de safári.

Motores – O novo Land Rover Defender chega ao mercado mundial com quatro opções de motores, sendo duas a diesel e duas a gasolina, todas equipadas com sistema Stop/Start que auxilia na economia de combustível.

Entre as opções, a Land Rover confirmou a introdução do motor P400 com tecnologia PHEV, híbrido entre eletricidade e gasolina, que desenvolve 400 cv de potência e é capaz de rodar somente no modo elétrico por alguns quilômetros. Essa opção será oferecida aos clientes em um segundo momento, ainda não definido.

Além dela, o Defender é equipado com a opção de motor a gasolina: P300 Turbo twin-scrool  2.0 de quatro cilindros, capaz de levar o modelo da imobilidade aos 100 km/h em apenas 8,1 segundos.

Outlook-4eeqb0uj

2019-Land-Rover-Defender-Interior-Front-Row-Jump-Seat-2019-Frankfurt-Motor-Show-01Outro motor à gasolina disponível na linha Defender é o P400 MHEV, um 3.0 de seis cilindros que conta com sistema de turbocompressor twin-scrool convencional, aliado a uma bateria de 48V com um cinto integrado de partida em substituição ao alternador.

O sistema desenvolve 400 cv de potência e impressionantes 56,08 kgfm de torque. Uma bateria de 48V armazena a energia cinética gerada pelas frenagens do modelo e auxilia o motor a gasolina em situações de trânsito ou off road intenso.

O modelo ainda conta com duas opções de motores a Diesel, a D200 ou D240, ambas 2.0 com quatro cilindros, tecnologia de twin turbo sequencial que oferecem 43,84 Kgfm de torque cada e desenvolvem 200 e 240 cv, respectivamente.

Toda a linha Defender é equipada com sistema de transmissão ZF automática de 8 marchas com duas velocidades – normal e reduzida – produzida para proporcionar extrema força em situações de reboque ou fora de estrada.

Extrema capacidade off-road aliada às tecnologias do século 21

A nova arquitetura D7x da Land Rover, projetada para situações extremas, foi feita de uma construção monocoque leve e forte de alumínio, e corresponde à carroceria mais resistente que a Land Rover já produziu, informou a montadora.

Outlook-03doavg5Ela é três vezes mais rígida do que os modelos tradicionais de carroceria, fornecendo bases perfeitas para suspensão totalmente independente. O novo Defender passou por mais de 62 mil testes para aprovação de engenharia.

Durante o desenvolvimento dos testes, modelos protótipos cobriram mais de 1,2 milhões de quilômetros através dos locais mais remotos e severos do mundo.

Algumas versões do Defender são equipadas com sistema de suspensão a ar, novidade no modelo. Ele traz consigo o sistema Adaptive Dynamics, capaz de monitorar os movimentos do veículo 500 vezes por segundo, e fazer o modelo reagir quase instantaneamente às condições de piso e dirigibilidade, para proporcionar maior controle e conforto ao motorista.

Ele também detecta condições off-road, otimizando a altura de suspensão automaticamente de acordo com o momento. O sistema de ar pode elevar a carroceria a até 145 mm, quando necessário. A suspensão convencional helicoidal também está disponível.

Off-Road – O sistema Terrain Response 2 configurável é outra novidade do novo Defender. O motorista pode impedir o deslizamento entre eixos usando as opções Center Slip Limited e Center e Rear Slip Limited na tela touchcreen localizada no painel central.

2020-Land-Rover-Defender-Reveal-2019-Frankfurt-Motor-Show-05O sistema inteligente permite que motoristas experientes de off-road ajustem as configurações individuais para se adequarem perfeitamente às condições, enquanto motoristas inexperientes podem deixar que o sistema detecte a configuração mais adequada para o terreno, usando a função automática.

A nova arquitetura da carroceria oferece 291 mm de distância do solo – 20 mm mais alto do que em qualquer SUV da Land Rover. Os ângulos de aproximação, partida e saída são de 38, 28 e 40 graus (altura off-road), respectivamente.

Sua capacidade de transposição em trechos alagados é de até 900 mm, sustentada pelo novo Wade Programme do sistema Terrain Response 2, que garante aos motoristas total confiança para atravessar águas profundas.

A combinação de carga útil máxima de 900 kg, teto estático de até 300 kg, capacidade de reboque de 3.720 kg, confirmam a resistência do novo Defender.

Tecnologias – A tecnologia ClearSight Ground View ­– o capô transparente – ajuda o motorista a aproveitar a capacidade do Defender, revelando na tela central as áreas normalmente escondidas pelo capô logo à frente das rodas frontais. Também é possível ter uma visão traseira com o ClearSight Rear View.

2020-Land-Rover-Defender-Reveal-2019-Frankfurt-Motor-Show-08O novo Defender também leva a tecnologia Software-Over-The-Air (SOTA) a um novo patamar, com 14 módulos individuais capazes de receber atualizações remotas.

Ao fazer download dos dados enquanto clientes estão dormindo em casa, ou em localizações longínquas, o novo Defender vai melhorar com o tempo, conforme atualizações eletrônicas alcançam o veículo imediatamente, sem atraso e sem a necessidade de visitar uma concessionária da marca.

A Land Rover também introduz no novo Defender o sistema multimídia Pivi Pro, que pode ser acessado através de uma nova geração de tela touchscreen mais intuitiva.

Já o sistema de navegação usa algoritmos de autoaprendizagem capazes de otimizar a rota, com mapas sempre atualizados graças à tecnologia SOTA.

Em combinação com o monitor interativo de 12,3 polegadas, o sistema avançado fornece mapeamento 3D de alta definição dentro da instrumentação, deixando a tela sensível ao toque central livre para controlar outros aplicativos.

2020-Land-Rover-Defender-Main-Image-01Fotos: Jaguar Land Rover / Divulgação

Em termos de segurança durante a viagem, a nova geração do head-up display mantém o motorista alerta, diminuindo as possibilidades de distrações. Um pacote de assistência ao motorista inclui o Adaptive Cruise Control e o Rear Pre-Collision Monitor, que alertam aproximações ao motorista ao piscar automaticamente luzes de perigo, bem como o Blind Spot Assist, o Rear Traffic Monitor e o Clear Exit Monitor.

O novo Defender está programado para chegar ao Brasil durante o ano de 2020. Preços e especificações técnicas das versões que irão estar disponíveis aos clientes brasileiros ainda não estão confirmados.

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br