BMW Série 3 completa 45 anos

Da Redação

BMW 3er Familie, von E21 bis F90; 
Eisbach Studios Pasing, Februar 2015;Após sete gerações e 45 anos de existência, o BMW Série 3 segue como um sedan esportivo por excelência, além de ser um dos ícones mais bem sucedidos da fabricante bávara.

A primeira geração do BMW Série 3 foi apresentada ao mundo em julho de 1975, e permaneceu no mercado até 1983. O design da carroceria deste modelo foi obra de Paul Bracq, que foi chefe de design da BMW entre 1970 e 1974.

Ele também criou outros carros, como o protótipo BMW Turbo que resultou no lendário BMW M1.

O design do primeiro BMW Série 3 foi inspirado no BMW Série 5 (1972-1981) e se destacou pela carroceria de duas portas e traseira bastante diferente do padrão adotado na época.

O primeiro BMW Série 3 tinha 4,36 metros de comprimento, 1,61 de largura, 1,38 de altura e distância entre-eixos de 2,56 metros. Ficou claro que uma nova classe havia nascido dentro da BMW: o sedan esportivo compacto.

Em seu lançamento, o BMW Série 3 era equipado com um motor de quatro cilindros movido a gasolina. Estes motores permaneceram em linha até 1987.

BMW 3er Familie, von E21 bis F90; 
Eisbach Studios Pasing, Februar 2015;Eles eram baseados no lendário bloco M 10, o mesmo que levou o piloto Nelson Piquet ao título do Campeonato Mundial de Fórmula 1, em 1983.

A primeira geração do BMW Série 3 foi lançada nas seguintes versões: 316 (com 90 cv), 318 (com 98 cv) e 320 (com 109 cv). Todos esses modelos usavam carburadores solex.

Se o cliente quisesse mais desempenho, poderia escolher o 320i, que utilizava um novo sistema de injeção responsável por elevar a potência a 125 cv.

Na nomenclatura destes modelos, os dois últimos algarismos representavam a capacidade volumétrica do motor. Por exemplo, o 316 usava um motor de 1.6 litro.

O BMW Série 3 foi o primeiro veículo deste segmento a incorporar um motor de seis cilindros em linha. Durante o Salão de Frankfurt de 1977, os entusiastas da marca puderam conhecer os novos modelos 320/6 e 323i.

Esta data marcou uma longa tradição na BMW: a de sedans esportivos de alto desempenho com blocos de seis cilindros.

BMW 3er Familie, von E21 bis F90; 
Eisbach Studios Pasing, Februar 2015;O BMW 323i tinha um motor movido a injeção de 2.3 litros, oferecendo uma potência de 143 cv. Por outro lado, o 320/6 utilizou o bloco de seis cilindros com 2.0 litros de deslocamento e alimentação de combustível.

Em 1978, novos recursos apareceram na gama de motores. O 316 passou a usar o bloco 1.8 de 90 cv, e o 318i lançou um sistema de injeção para que sua potência fosse aumentada para 105 cv.

Finalmente, em 1981, o BMW 315 foi introduzido. Era uma versão interessante de acesso à gama que usava um motor 1.6 com 75 cv.

Após seis anos de produção, em maio de 1981, saiu da linha de produção a milionésima unidade do BMW Série 3, tornando a linhagem então a mais vendida da história da fabricante alemã.

Em outubro de 2014 a produção nacional do BMW Group teve início na planta em Araquari (SC), com a fabricação do BMW Série 3 na versão ActiveFlex.

Desde então, a produção nacional da icônica família Série 3 foi expandida e, atualmente, são fabricadas em solo nacional as versões 320i GP, 320i Sport GP, 320i M Sport e 330i M Sport.

Além disso, também são comercializadas no País as versões 320i Sport, 330e M Sport (híbrido Plug-In) e M340i xDrive.

Novo-BMW-serie-3-2020 (4)BMW 330i M Sport

Fotos: BMW Group / Divulgação

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

Chevrolet S10 ganha novo visual e tecnologia

Da RedaçãounnamedA Chevrolet S10 chega à linha 2021 com uma série de recursos que agregam produtividade ao dia a dia do agronegócio, como o sistema Wi-Fi nativo.

Da pecuária até a agricultura de precisão, tudo gira em torno da conectividade. Além disso, a picape acaba se transformando no escritório do homem do campo e a internet é uma ferramenta de trabalho estratégica para administrar e operar o negócio em tempo real.

Segundo a GM, o sinal até 12 vezes mais estável que o de um smartphone é o principal diferencial do Wi-Fi nativo da nova S10, que é capaz ainda de se manter mais tempo conectada à rede 4G em função da antena que amplifica o sinal e isto se traduz em maior velocidade de transmissão de dados.

“O picapeiro costuma rodar muito pelo interior. Sabemos que o Brasil é um País continental e que a cobertura de sinal de internet não é uniforme, por isso o Wi-Fi da nova S10, com tudo o que ele agrega, ganha uma importância enorme neste contexto”, disse Rodrigo Fioco, diretor de marketing de produto GM América do Sul.

74cae4e827eb58f0f2bc77982b223ac1A tecnologia permite que sejam feitas atualizações remotas (Over the Air) de sistemas eletrônicos do veículo. Mais do que isso, a picape da Chevrolet agora é capaz de identificar a necessidade de troca de óleo, por exemplo, e enviar um alerta para o WhatsApp do proprietário, que também pode iniciar a refrigeração da cabine à distância como forma de experimentar uma das várias funções do novo aplicativo myChevrolet.

A picape incorpora, também, a mais atual geração do multimídia MyLink. A novidade é a projeção sem fio para Android Auto e Apple CarPlay. Esta é a primeira aplicação deste recurso em um modelo da marca no País.

A nova frente segue o estilo da mais atual linha de utilitários globais da Chevrolet. Agora existe uma clara diferenciação entre a versão topo de linha, High Country, e as demais.

Na S10 High Country, a grade é toda escura e traz o nome Chevrolet em alto relevo sobre uma barra central. A solução é de gosto bastante duvidoso. A tradicional gravata dourada, emblema da marca, pela primeira vez aparece deslocada do centro, localizada agora mais embaixo, à esquerda, sobre uma trama tipo colmeia. Os faróis são de LED.

d4213ca872422431808eb9f6c232af8f

 

chevrolet-s10-2021O para-choque passou por atualização. Conta com aplique central em cor diferenciada e uma moldura na parte inferior, que foi projetada para melhorar a capacidade do veículo de superar obstáculos, resultando num ângulo de ataque que passou de 27 para 29 graus.

Outro elemento relevante para picapes off-road é o conjunto de faróis auxiliares. As luzes agora ficam em posição mais elevada, proporcionando maior proteção às lâmpadas e melhor poder de iluminação em determinadas situações, como em trechos de mato crescido.

Na lateral, a S10 High Country chama a atenção pelas novas rodas esportivas de 18 polegadas. Outro aspecto lateral marcante é o Santo Antônio envolvente, que traz mais volume para a caçamba (1.329 litros).

Na traseira, a principal novidade é o amortecedor da tampa da caçamba, que torna a operação de manuseio muito mais suave. O item é ofertado como acessório e serve às demais versões (LS, Advantage, LT e LTZ).

Estes modelos acompanham as evoluções estéticas, mas com diferenças de acabamento, como a grade com elementos cromados e o logo da Chevrolet no centro, além de rodas específicas.

unnamed(1)A picape é equipada com câmera de ré que projeta, agora, imagens de alta definição e conta com a função de engate. Traz linha-guia específica e zoom para facilitar a operação.

Outro recurso interessante deste sistema é que o usuário consegue acionar temporariamente a câmera traseira em plena viagem para uma checagem da situação do reboque.

Importante ressaltar que a S10 conta com o controle eletrônico de oscilação do trailer. Este sistema é capaz de identificar alguma instabilidade dinâmica da carreta e frear seletivamente as rodas da picape.

A S10 já oferecia alerta de colisão frontal, alerta de saída involuntária de faixa e controle eletrônico avançado de estabilidade e tração, por exemplo.

c25f1a349d01796e6fd1dfb8ebb46f38Este pacote fica mais completo na linha 2021 com a disponibilidade do sistema de frenagem autônoma de emergência, que freia o veículo automaticamente ao identificar uma situação de risco envolvendo o veículo à frente ou um pedestre que esteja cruzando a dianteira.

Este recurso funciona de 8 km/h a 80 km/h e pode mitigar ou mesmo evitar um acidente. Ele entra em ação quando percebe que o condutor está distraído ou que o veículo logo à frente realizou uma manobra abrupta.

A Chevrolet S10 vem agora equipada de série com seis airbags em todas as configurações. Até então, este era um item exclusivo da versão High Country.

A picape também vem com sistema Isofix e Toptether para fixação de cadeirinha infantil nas versões de cabine dupla.

unnamed(3)O motor 2.8 turbo contou com a adoção de uma nova turbina, a mesma que equipa a picape Chevrolet Colorado norte-americana. A vantagem do componente é que ele conta com uma estrutura otimizada que deixa as acelerações mais progressivas. Na prática, o motorista vai sentir uma picape muito mais esperta e divertida de guiar.

Para a integração da nova turbina, a engenharia trabalhou numa nova calibração para o motor de 200 cv de potência e 51 kgfm de força.

“Optamos por desenvolver diferentes calibrações, uma específica para as versões mais sofisticadas da picape e outra para as versões voltadas para o trabalho. Afinal, esses veículos atendem clientes com expectativas bem distintas”, explicou Ricardo Fanucchi, diretor geral de engenharia de produto GM América do Sul.

A nova calibração, de acordo com a Chevrolet, agrega melhor performance às versões mais sofisticadas, ampliando a sensação de agilidade em arrancadas e ultrapassagens, enquanto traz melhora de eficiência energética para as versões voltadas para o trabalho.

Com isso, a aceleração de 0 a 100 km/h ficou 0,2 segundo mais rápida, passando para 10,1 segundos no modelo equipado com transmissão automática (AT6). Já a economia de combustível variou de 3% a 10%, dependendo da configuração e da condição.

32f76395599310401ddf74a64eb652e1Fotos: General Motors / Divulgação

A S10 2021 está disponível em três opções de carroceria (cabine dupla, cabine simples e chassis cab), cinco níveis de acabamento (LS, Advantage, LT, LTZ e High Country), duas opções de motorização (2.5 Flex e 2.8 Turbo Diesel), assim como duas opções de transmissão (MT6 e AT6) e tração (4×2 e 4×4).

São sete opções de pintura externa: branco Summit, cinza Graphite, prata Switchblade, preto Ouro Negro, vermelho Edible Berries e as inéditas cinza Topázio e azul Eclipse.

 Preços:

S10 Advantage 2.5 4×2 (manual) – R$125,39 mil

S10 LT 2.5 4×2 (automática) – R$141,99 mil

S10 LTZ 2.5 4×2 (automática) – R$146,79 mil

S10 LTZ 2.5 4×4 (automática) – R$156,69 mil

S10 LS (Chassi Cab / manual) – R$158,50 mil

S10 LS 2.8 Turbo Diesel 4×4 (cabine simples / manual) – R$167,20 mil

S10 LS 2.8 Turbo Diesel 4×4 (manual) – R$169,20 mil

S10 LT 2.8 Turbo Diesel 4×4 (automática) – R$187,59 mil

S10 LTZ 2.8 Turbo Diesel 4×4 (automática) – R$206,19 mil

S10 High Country 2.8 Turbo Diesel  4×4 (automática) – R$213,29 mil

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

Ford apresenta o Mustang Mach-E 1400, protótipo elétrico de competição de 1.400 cv

Da Redação

Mach-E-1400-3A Ford apresentou nos Estados Unidos o Mustang Mach-E 1400 elétrico, protótipo desenvolvido pela Ford Performance, em parceria com a RTR Vehicles, para mostrar o potencial de desempenho da propulsão elétrica – veja aqui.

Seguindo os passos do Mustang Cobra Jet 1400 elétrico, o Mustang Mach-E 1400 deve gerar mais de 1.400 cv de potência com seus sete motores e bateria de ultra-alto desempenho. Além de estrear em breve na Nascar, ele está pronto para competir em qualquer tipo de pista, incluindo arrancada e drifting, informou a Ford.

O Mustang Mach-E 1400 serve, também, como banco de ensaio para novos materiais. O capô é feito de um composto de fibras orgânicas, uma opção leve à fibra de carbono usada no restante do veículo.

Mach-E-1400-8“Agora é o momento perfeito para aproveitar a tecnologia elétrica, aprender com ela e aplicá-la à nossa linha”, disse Ron Heiser, engenheiro-chefe do programa Mustang Mach-E.

“O Mustang Mach-E será divertido de dirigir, como todos os outros Mustangs, mas é completamente insano, graças aos esforços da Ford Performance e da RTR”, completou.

O Mustang Mach-E 1400 é o resultado de 10.000 horas de desenvolvimento da Ford Performance e da RTR para preencher a lacuna entre o que um veículo elétrico pode fazer e o que os clientes acreditam que ele pode fazer.

Mach-E-1400-6“Ficar ao volante deste carro mudou completamente a minha perspectiva do que pode ser potência e torque”, disse Vaughn Gittin Jr., piloto vitorioso e fundador da RTR Vehicles. “Essa experiência é diferente de tudo que você já tenha imaginado, exceto talvez uma montanha-russa magnética.”

O Mustang Mach-E 1400 tem sete motores – cinco a mais que o Mustang Mach-E GT. Três são acoplados ao diferencial dianteiro e quatro à traseira, no estilo panqueca, com um único eixo de transmissão. Este conjunto permite ajustar o carro para todo tipo de prova, desde drifting e arrancada à corridas de alta velocidade.

“O desafio era controlar os níveis extremos de potência fornecidos pelos sete motores”, disse Mark Rushbrook, diretor de Motorsport da Ford Performance. “O Mustang Mach-E 1400 é uma vitrine do que um veículo elétrico pode fazer.”

Mach-E-1400-7O chassi e o trem de força são configurados para testar diferentes layouts e seus efeitos no consumo e desempenho, incluindo tração traseira, dianteira ou nas quatro rodas. A potência pode ser direcionada totalmente para a frente ou a traseira, ou dividida. A downforce será de mais de 1.000 kg a 270 km/h.

A bateria de 56,8 kWh é composta por células de níquel-manganês-cobalto, para ultra-alto desempenho e alta taxa de descarga. Durante o carregamento, a bateria é resfriada por um líquido de refrigeração dielétrico.

Um impulsionador eletrônico de freio permite que a frenagem regenerativa seja combinada com o ABS e controle de estabilidade para otimizar o sistema de frenagem.

O Mustang Mach-E 1400 possui freios Brembo, como o Mustang GT4 de corrida, e um freio de mão hidráulico projetado para drifting, que permite desligar a energia dos motores traseiros.

A Ford, de acordo com o comunicado, está investindo mais de US$11,5 bilhões em veículos elétricos em todo o mundo, incluindo o Mustang Mach-E elétrico, que chega ao mercado norte-americano no final deste ano.

Mach-E-1400-2Fotos: Ford / Divulgação

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

Novo BMW X6 M desembarcará no Brasil até o fim de setembro

Da Redação

2020-bmw-x6-m-competitionA BMW do Brasil confirmou a chegada do novo X6 M ao País no terceiro trimestre deste ano. O modelo é produzido em Spartanburg, Carolina do Sul, nos Estados Unidos.

“O X6 M integra atributos como alta tecnologia, exclusividade e esportividade para agradar aos exigentes consumidores da linha BMW M”, afirmou Roberto Carvalho, Diretor Comercial da BMW do Brasil.

P90369203-highRes“Vamos seguir a ofensiva de produtos para trazer mais opções e escolhas ao cliente do Brasil. A cada três veículos premium vendidos no Brasil hoje, um é BMW, e os clientes e fãs da marca terão agora mais uma opção de escolha dentro da família M”, completou.

O novo BMW X6 M que chega equipado com um propulsor 4.4 V8 movido a gasolina com potência e força de sobra: 600 cv e 750 Nm de torque entre 1.800 rpm e 5.860 rpm.

1044108Fotos: BMW Group / Divulgação

O câmbio é automático de oito velocidades e a tração é integral. Esse conjunto é capaz de romper em 3,8 segundos a barreira dos 100 km/h partindo da inércia e a velocidade máxima é de 290 km/h, segundo a BMW. A montadora ainda não informou o preço do X6 M.

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

FCA quer reposicionar a marca Fiat no Brasil

Da Redação

LogoFiatFoto: FCA – Fiat Chrysler Automóveis / Divulgação

Mezzo brasileira e meio italiana, ousada e inovadora em sua essência, a Fiat está passando por um importante reposicionamento no Brasil. Para se conectar ainda mais com um consumidor que mudou, assim como a própria indústria automotiva, a marca promoveu uma profunda evolução para um novo modelo de negócios que muda o foco no produto para focar no cliente como centro de tudo o que a empresa faz.

Para desenvolver essa estratégia, a Fiat realizou um trabalho extenso, de quase um ano, que envolveu diversas áreas – ligadas a clientes, concessionários e parceiros – e que contou com o suporte da agência Ana Couto Branding.

Como empresa global com 121 anos de história no mundo, foi um grande desafio reposicionar na América Latina a marca que soma 44 anos de presença marcante no Brasil. “Por isso fomos atrás de nossa essência, buscamos nossas raízes. A Fiat é pop, encantadora, espontânea e a mais ítalo-brasileira das marcas. Em cima disso, vamos projetar o futuro”, comentou Antonio Filosa, presidente da Fiat Chrysler Automóveis (FCA) para a América Latina.

Mais importante ainda é tornar essa mudança perceptível para o público, com entregas efetivas e interações memoráveis. Esse movimento gerou um resultado de impacto em tudo o que diz respeito à empresa, e está baseado em um planejamento que passa por três pilares fundamentais: novos produtos e tecnologias, experiência do consumidor e comunicação.

AntonioFilosa_creditoLeoLaraAntonio Filosa – Foto: Leo Lara / Studio Cerri / FCA / Divulgação

Embora essa renovação da Fiat já tenha resultados visíveis para o público – como a recém-lançada Fiat Strada, concessionárias sob novos padrões de excelência instaladas em diversas cidades e uma renovada abordagem de comunicação com os consumidores em todas as mídias – o movimento está apenas começando e terá desdobramentos muito importantes ao longo dos próximos dois anos.

Esse movimento estratégico foi detalhado nesta semana, em evento digital exclusivo para a rede de concessionários, funcionários, jornalistas e outros formadores de opinião.

“Poucas marcas são tão identificadas com a paixão, o design e a autenticidade como a Fiat”, atestou Antonio Filosa. “O reposicionamento é abrangente, fundamentado em entregas concretas ao consumidor, e passa pelo resgate de características que são genuinamente nossas e nos diferenciam de todos na Indústria: uma abordagem autêntica e próxima das pessoas, a tradição em inovar e fornecer produtos ousados e desejados pelos consumidores, a paixão em tornar o design italiano e a tecnologia de ponta acessíveis para todos.”

 “O reposicionamento estratégico da Fiat é um esforço de muitas áreas e disciplinas dentro da FCA, indo além do Marketing e da área Comercial, engajando também Design, Qualidade, Engenharia e Desenvolvimento de Produto. Os três pilares foram estrategicamente escolhidos por representarem todos pontos de contato da Fiat com o consumidor”, complementou Herlander Zola, diretor do Brand Fiat e Operações Comerciais Brasil.

“Muito mais do que apenas uma mudança visual da marca, queremos criar uma nova proposta de valor sob a ótica da experiência única do cliente. O nosso objetivo é levar a percepção da Fiat a um novo patamar, tornando a marca mais forte, desejada e reconhecida pelo apreço ao cliente”, explicou o executivo.

HerlanderZola_DivulgacaoFCAHerlander Zola – Foto: FCA / Divulgação

Novos produtos e tecnologias – A Fiat prepara uma grande ofensiva de novos produtos que prometem surpreender os brasileiros nos próximos dois anos. Essa virada no portfólio teve início com a recém-lançada Fiat Strada, que evoluiu em todos os aspectos para ampliar ainda mais a sua liderança entre as picapes vendidas no Brasil.

A receptividade do consumidor à nova Strada tem sido extremamente positiva e muito acima das expectativas iniciais, segundo a Fiat, com cerca de 10 mil unidades vendidas em três semanas – a maioria antes mesmo do lançamento da campanha publicitária épica, estrelada pelo ícone Elvis Presley.

A mesma estratégia de renovação, com forte incremento em design, tecnologias e funcionalidade, está guiando o desenvolvimento dos esperados SUVs da Fiat, que vão marcar o retorno da marca ao segmento que mais cresce no mercado mundial.

O primeiro dos dois novos utilitários esportivos, com personalidade própria e distinto dentro do portfólio da marca, está planejado para 2021. No ano seguinte, o segundo modelo deve estrear no Brasil.

Esses veículos terão em comum o forte componente de conectividade, expressada pela nova central multimídia UConnect 7 polegadas. O equipamento já se encontra nas picapes Toro e Strada e chegará aos demais veículos da gama

Volcano_0122Foto: FCA / Divulgação

As novidades futuras também estarão presentes nos trens de força, com novos motores turbos flex de três e quatro cilindros e a introdução do câmbio CVT em importantes produtos da gama.

A ofensiva de produtos também passa pela eletrificação, com a vinda ao Brasil do novo 500, agora 100% elétrico. O clássico hatchback combina de forma inteligente a alma “elétrica e sustentável” de sua terceira geração com linhas ainda mais suaves e arredondadas.

Um ícone com traços únicos na indústria automotiva global, trazendo uma necessária leveza à mobilidade urbana com uma autonomia de mais de 300 km sem consumir uma gota de combustível.

Experiência do consumidor – O cliente está mais digital. O interesse dos usuários nos sites da marca aumentou significativamente no cenário da Covid-19, aumentando o tráfego nas redes digitais Fiat em 60%, informou a montadora. A participação do digital na jornada de compra dos clientes aumentou de forma decisiva, em mais de 90%.

A Fiat já estava investindo em transformação digital e por isso não teve problemas em oferecer serviços digitais durante a pandemia, dado suporte à jornada digital do cliente, lançando novas ferramentas para um novo momento do mercado automotivo.

Fotos: Paulo Bareta / Rogerio Vieira / FCA / Divulgação

Uma das inovações é o novo serviço no qual a concessionária vai até o cliente. O consumidor escolhe uma oferta de um concessionário para negociar de forma online.

Todo o processo pode ser digital, por e-mail, telefone ou WhatsApp, incluindo negociação, preenchimento de ficha, avaliação do veículo usado a ser utilizado como parte do pagamento e aprovação do financiamento. O test drive e a entrega do veículo podem ser agendados na casa do cliente.

Outra ferramenta é o marketplace digital, que disponibiliza ofertas de toda a rede de concessionários. O cliente pode encontrar o carro que procura e negociar diretamente com o vendedor pelo WhatsApp. A ferramenta permite também simulação de financiamento.

As vendas presenciais também são aprimoradas no novo posicionamento da marca. Os pontos de venda estão sendo revitalizados e ganharão nova identidade visual. O objetivo é oferecer uma experiência mais conectada e digital para o cliente no showroom, com uma nova abordagem da força de vendas e grandes investimentos em UX (user experience).

Para enfatizar o novo conceito com referência nas raízes ítalo-brasileiras, cada detalhe dentro das concessionárias também se torna mais exclusivo, como ambientação visual e musical.

ConcessionariaFiatSIM032Foto: FCA / Divulgação

Com uma nova proposta de área de conveniência para os clientes, a Fiat busca atender com excelência todos os públicos, propiciando espaços aconchegantes, modernos e projetados para surpreender positivamente os clientes em diversos momentos: ao aguardar um serviço, comprar um veículo, ter uma experiência digital, tomar um café em uma cafeteria italiana, adquirir produtos da marca ou até mesmo fazer uma reunião de trabalho no espaço de coworking.

Comunicação – Toda essa atualização veio a público com a campanha da Nova Fiat Strada e terá desdobramentos que evidenciarão a “nova cara” da marca: Ítalo-brasileira, pop, encantadora e espontânea.

“O que estamos fazendo é algo profundo e duradouro, que muda a visão do negócio, da comunicação e traz uma mudança fundamental no contato com o consumidor”, afirmou Frederico Battaglia, diretor de Brand Marketing Communication (BMC) da FCA LATAM.

“Nosso foco está no crescimento sustentável do nosso negócio e de nossa cadeia de valor, mantendo sempre a máxima atenção aos anseios e expectativas do cliente. Assim deve ser a Fiat: ousada, democrática, quente, próxima. Mezzo brasileira e meio italiana”.

A primeira ocasião que comunicou esses desdobramentos em branding foi a campanha crossmedia apresentada para o lançamento da nova Fiat Strada, ícone das picapes, que reviveu Elvis Presley, Rei do Rock, de um jeito completamente inovador.

Fiat_042(1)A Fiat desenvolveu, em parceria com a Globo e agência Leo Burnett TM, uma estratégia que empoderou o público, tornando-o parte da história para dar início a uma explosão de conteúdos multiplataforma. Uma comunicação limpa, atraente, forte e com informações diretas.

Dentro deste lançamento tão disruptivo, não foi só apresentado o carro, mas o novo tom da marca e o seu atual logotipo, a Fiat Flag. Ícone com quatro linhas que homenageia a origem italiana da companhia de um modo único e atual.

Feita para marcar, a Fiat Flag pode se apresentar com outras cores. Ela é uma representação gráfica das quatro letras da marca que se transformam em listras em movimento.

Fiat_012Fiat Flag – Foto: FCA / Divulgação

Em complementação a esse posicionamento audiovisual, o filme e as peças publicitárias da Fiat terão uma fotografia quente, inspirada nas grifes da moda italianas. Cheia de contrastes, ela valoriza o contexto emocional, focando nas pessoas e no que está acontecendo. Afinal, os carros fazem parte das histórias que serão contadas e estão em sinergia com o ambiente.

Em reforço a todo esse ecossistema integrado onde a Fiat não representa veículos, mas também mobilidade e comportamento, sendo um ponto de transição por diferentes universos, a marca reforça o seu próprio lifestyle.

Desse modo, em mais uma extensão em sua comunicação, ela expande os seus pontos de contato, traduzindo o seu estilo em uma linha de roupas e acessórios: a FiatWear.

Recém-lançada, a plataforma chega com um jeito diferenciado de falar de moda, comportamento, arte, design e cultura. Com personalidade jovem e irreverente, traduz a essência de inovação e tecnologia que estão no DNA da Fiat, revalidando valores e mostrando reflexos da italianidade. Além disso, ela favorece desdobramentos criativos para outros pontos de contato com o consumidor final.

“A Fiat sempre esteve no coração do brasileiro, mas sentimos que é necessário torná-la mais quente, mais próxima e antenada nas tendências do momento. Essa nova fase da Fiat, baseada nos principais anseios e expectativas do consumidor, vai impulsionar a marca em todos os aspectos para os próximos anos”, concluiu Zola.

Tudo isso expressa a essência da marca em uma nova assinatura: Fiat. A Paixão Move.

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

Nissan confirma o novo Versa para o último trimestre

Da Redação

Novo-Nissan-Versa-2020 (5)A Nissan confirmou, hoje, o lançamento da nova geração do sedan Versa no mercado brasileiro para o último trimestre de 2020.

Com a retomada cadenciada da fábrica da marca em Aguascalientes, no México, na qual o modelo é fabricado, a empresa retoma o calendário do lançamento para o Brasil.

2020-nissan-versa-first-driveA nova geração do sedan compacto da Nissan tem design totalmente novo seguindo o conceito batizado de “Geometria Emocional” e vem repleto de novos equipamentos de conforto e segurança.

O novo carro vai se posicionar em uma faixa superior do segmento, ampliando a presença da marca, de acordo com a Nissan.

nissan-versa-2020-4Fotos: Nissan / Divulgação

Versões e lista de equipamentos, além dos preços e da data da chegada do carro às concessionárias, serão reveladas próximas ao lançamento, informou a montadora.

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

Novo Audi Q7 desembarca no Brasil e tem início de pré-venda

Da Redação

Static photo,Colour: Matador redO novo Audi Q7, único SUV da marca com capacidade para sete ocupantes, está chegando ao Brasil completamente atualizado por dentro e por fora.

 “A Audi está promovendo uma verdadeira revolução de sua gama de veículos no Brasil nos últimos anos, com oferta de produtos para todas as necessidades e preferências dos clientes. O novo Audi Q7 chega para deixar nossa linha de SUVs ainda mais completa ao oferecer uma opção de 7 lugares, apto para atender grandes famílias com extremo conforto, esportividade, tecnologia e segurança”, avaliou Daniel Rojas, diretor de vendas da Audi do Brasil.

O novo  Q7 possui o motor 3.0 TFSI, que desenvolve 340 cv de potência e torque de 500 Nm. O SUV faz de 0 a 100 km/h em 5,9 segundos e a velocidade máxima é limitada eletronicamente em 250 km/h, informou a Audi. O conjunto é complementado por um sistema de transmissão automática tiptronic de oito (8) velocidades e tração quattro.

O modelo também conta com a tecnologia de assistência elétrica, composta por uma bateria de íons de lítio e um alternador de correia em um sistema elétrico primário de 48 volts. O veículo pode se deslocar em velocidades entre 55 e 160 km/h com o motor desligado e, em seguida, o alternador de correia reinicia o propulsor de forma rápida e confortável.

Static photo,Colour: Matador redHá, ainda, o sistema start-stop, que desativa o motor a partir de 22 km/h e tem como principal objetivo a redução na emissão de CO2.

O modelo conta com sete modos de condução no Audi drive select: dynamic, comfort, efficiency, auto, individual, allroad e offroad. Eles adaptam algumas características do veículo e o deixam preparado para todos os tipos de terreno, desde os urbanos até os fora-de-estrada.

O Audi Q7 traz os principais elementos de um SUV característico da marca em sua linguagem de design atual. Ele possui grade frontal Singleframe octogonal, com seis linhas verticais em sua estrutura.

Os faróis com tecnologia LED enfatizam seu contorno e assinatura e as entradas de ar laterais têm linhas expressivas que ressaltam a grande distância do solo e capacidades off-road.

Na traseira reestilizada, uma faixa cromada cria a conexão visual entre as lanternas, que carregam a continuação da linha horizontal da carroceria.

Com sete assentos oferece, também, uma série de compartimentos de armazenamento, um novo espaço no painel de instrumentos e uma grande capacidade do porta-malas.

Dependendo da posição dos bancos traseiros, o compartimento de bagagem oferece entre 740 e 1925 litros de capacidade com rebatimento da segunda e terceira fileiras de bancos. A tampa da porta traseira elétrica é padrão e pode ser aberta e fechada com um movimento dos pés.

A arquitetura do cockpit incorpora duas grandes telas sensíveis ao toque. O display superior, com tela de 10,1 polegadas, é usado para controlar os sistemas de entretenimento e navegação. Um “click” de confirmação pode ser sentido e ouvido quando uma função é selecionada pelo toque.

CockpitA tela inferior possui 8,6 polegadas e permite o gerenciamento do ar-condicionado e outras funções de conforto. Há ainda o Audi virtual cockpit, com tela de alta resolução de 12,3 polegadas que pode ser alternada entre duas visualizações – clássica e de navegação.

O novo Audi Q7 é o maior SUV da marca das quatro argolas com 5,06 metros de comprimento; 2,99 metros de entre-eixos; 2,21 metros de largura e 1,74 metro de altura. O peso do veículo é de 2.275kg.

O modelo está disponível em duas versões. O Q7 3.0 TFSI é oferecido a partir de R$414.99 mil na modalidade venda direta e vem de série com uma lista recheada itens, como o carregamento de celular sem fio pelo Audi Phone Box Light, ar-condicionado de duas zonas, bancos dianteiros elétricos e com memória para o motorista, porta-malas com abertura elétrica e sistema de hands-free, acabamento das soleiras e longarina do teto em alumínio, frisos decorativos cromados, faróis de LED e seis airbags – dois frontais, dois laterais para os bancos dianteiros e dois de cortina que se estendem da primeira até a terceira fileira de bancos.

Como opcionais dessa versão estão: rodas de alumínio de 21 polegadas, teto solar panorâmico Open Sky, pacote conforto (formado por ar-condicionado de quatro zonas, câmera 360 graus, park assist plus, 2 portas USB para o banco traseiro com função de carregamento e transmissão de dados, bancos dianteiros com encosto de cabeça variável e preparação para entretenimento para o banco de trás) e pacote ACC (composto por controle de cruzeiro adaptativo, assistente de saída de faixa e Traffic Jam Assist).

A versão topo de gama recebe o nome de S line e parte de R$459,99 mil, também na modalidade venda direta. Ela vem com todos os itens de série da primeira versão, os opcionais mencionados acima e ainda agrega o kit visual S line com soleiras em alumínio e iluminadas.

Especificamente nesta versão, é possível escolher dois pacotes como opcionais: pacote Black (rodas de 21 polegadas com detalhes na cor preta, frisos decorativos e capa do espelho retrovisor em preto brilhante, longarina e teto do interior em preto) e o pacote S line com bancos superesportivos, com assentos dianteiros em couro Valcona.

Como opcionais disponíveis para ambas as versões estão: pacote Side Assist (Audi Side Assist, Exit Warning Assist, Assistente de Tráfego Reverso, Audi Pre sense dianteiro e traseiro) e pacote S line (interior com bancos esportivos, head-up display, suspensão adaptativa a ar, faróis Full LED Matrix, eixo traseiro dinâmico – rodas traseiras giram até cinco graus na direção oposta –, pacote de luzes internas com possibilidade de customização em 30 cores, Night Vision Assist e sistema de som Bose 3D).

Dynamic photo,Colour: Matador redFotos: Audi / Divulgação

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

BMW anuncia recall do Z4 por risco de quebra da barra de direção

Da Redação

P90328297-the-new-bmw-z4-m40i-roadster-in-color-frozen-grey-ii-metallic-and-19-m-light-alloy-wheels-double-spo-2247pxBMW Group / Divulgação

A BMW do Brasil está convocando os proprietários dos veículos modelos Z4 M40i e Z4 sDrive30i, fabricados em fevereiro de 2019, a entrarem em contato com uma concessionária autorizada da marca para agendar, gratuitamente, a substituição das barras de direção.

Segundo o comunicado da BMW, foi verificado que ambas as barras de direção dos veículos mencionados podem quebrar em decorrência do aumento das cargas de vibração provenientes de pavimento em mau estado.

Ainda de acordo com a montadora alemã, em caso de quebra de uma ou ambas as barras de direção, é possível que o condutor perca o controle da direção do veículo.

Neste caso, a BMW não descarta a possibilidade de acidentes fatais ou de acidentes que resultem em danos físicos e/ou materiais aos ocupantes e terceiros.

A BMW reforça que o proprietário deve entrar em contato com uma concessionária para agendar a substituição das barras de direção.

Os serviços poderão ser agendados de imediato e levam cerca de 2 horas e 40 minutos para serem executados.

A marca alemã esclareceu que está realizando agendamentos de forma a evitar aglomeração, prestando os serviços regularmente, salvo se houver ordem de fechamento oficial pelas autoridades.

Neste caso, a BMW adiará o momento do reparo a ser realizado para após o encerramento das limitações de deslocamento e de aglomerações.

Ao todo, no Brasil, são 36 unidades envolvidas na campanha. Os chassis, não seqüenciais, são:

Z4 M40i: chassis de WBAHF5103KWW32811 a WBAHF5107KWW32813

Z4 sDrive30i: chassis de WBAHF3100KWW27697 a WBAHF3109KWW31067

Para verificar se a sua unidade está dentro do seqüenciamento de chassis, ou para outras informações, o cliente deve acessar o site: www.bmw.com.br.

No site, deverá clicar nas opções “Recall”, “Ferramenta de Busca de Recall” e “Busca de Recall”.

O proprietário também pode entrar em contato com a BMW através do serviço de atendimento ao cliente da marca, exclusivo para recall: 0800 019 7097, de segunda a sexta-feira, das 9 às 18 horas.

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

Cursos on-line sobre mecânica ganham nova referência na internet

Da Redação

Destaque - 2Conhecido como um dos principais portais sobre mecânica na internet brasileira, o Mecânica Online (mecanicaonline.com.br) está apresentando sua plataforma de cursos on-line, pronta para ser a referência para quem procura cursos na área da mecânica automotiva com conteúdo atual e de qualidade.

Buscando popularizar o conteúdo automotivo, os cursos oferecidos pela Mecânica Online tem baixo investimento, partindo de R$19,90.

Um dos produtos mais desejados, a Coleção AutoMecânica 2020, pacote que contempla todos os cursos oferecidos, tem preço promocional de lançamento durante seu primeiro mês com 50% de desconto, oportunidade imperdível para ter acesso ao conteúdo por um ano.

A nova área de cursos do Mecânica Online apresenta uma plataforma dinâmica e interativa. O conteúdo é amplamente ilustrado e combina textos, fotos, infográficos, animações e vídeos para facilitar o entendimento do aluno.

Os cursos disponibilizados são:

História, Criação e Desenvolvimento do Automóvel – A história do automóvel revela o resultado constante de uma evolução no desenvolvimento de novas tecnologias e invenções para permitir ao homem ir mais longe.

Eletricidade, informação e conforto – Os sistemas elétricos do automóvel, desde a teoria da matéria, passando pela partida, bateria, alternador, compatibilidade eletromagnética, sistemas de estacionamento, carros conectados e sistema SYNC.

PowertrainUm dos melhores cursos oferecidos pela plataforma envolve o funcionamento do motor de combustão interna (MCI), três cilindros, motores diesel, híbridos e multicombustíveis, gerenciamento do motor, sistemas de injeção eletrônica, arrefecimento, lubrificação, turbo, escapamento, transmissão mecânica, automática e CVT.

Sistemas de Segurança do Veículo – Freios, fluidos e análise de defeitos, ABS, controle de tração e estabilidade, tecnologias de frenagem, retarder, segurança dos ocupantes, airbags, Latin e Euro NCAP, segurança elétrica, sistemas biométricos, ACC, segurança e tecnologia.

Sistemas do Chassi e Carroceria – Suspensão, amortecedores, rodas e pneus, direção, concepção da forma, aerodinâmica, carroceria e materiais, chassi, Pre-safe, biomateriais, janelas e para-brisas, calefação e climatização.

Veículos Elétricos e Híbridos – Motor de combustão interna (MCI), propulsão híbrida e elétrica, híbrido flex, baterias e super capacitores, carros elétricos, motor elétrico, autonomia, desempenho, consumo e emissão WLTP, compra, conectores e carregamento, arrefecimento, freios regenerativos, células de combustível, motores alimentados por hidrogênio, célula de combustível de óxido sólido, custo por quilômetro rodado, cenários de riscos, alta tensão, Volt e o veículo elétrico brasileiro.

Para participar, você deve acessar o seguinte site: http://www.cursosmecanicaonline.com.br

Coleção Auto MecânicaTarcisio Dias, profissional e técnico em Mecânica, além de Engenheiro Mecânico com habilitação em Mecatrônica e Radialista, é quem desenvolve o Mecânica Online.

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

 

Ford lança o novo Bronco, que virá para o Brasil para competir com o Jeep Compass

Da Redação

1abdd7571e8f70febad208ff3a2bc0235c70123dA Ford apresentou nos Estados Unidos a nova família Bronco 2021 de veículos off-road, formada pelas versões de duas portas, quatro portas e Sport. Junto com ela surge, também, a marca Bronco – veja o vídeo.

“Criamos a família Bronco para elevar todos os aspectos da aventura off-road, com o melhor chassi da categoria e tecnologias exclusivas que elevam o padrão no segmento 4×4”, disse Jim Farley, executivo chefe de operações da Ford.

“Eles combinam a robustez de uma picape Série F e o espírito de performance do Mustang – embalados em um dos designs mais impressionantes e funcionais do off-road, fiel ao DNA original do Bronco”, concluiu Farley.

Ford Bronco_Sport-1Com uma linha totalmente 4×4, o novo Bronco começa a ser produzido no início de 2021 e já tem reservas abertas nos EUA para entrega no segundo trimestre.

O novo Bronco 2021 se espelha no modelo de primeira geração, que foi apelidado de G.O.A.T. (Goes Over Any Terrain ou “Supera qualquer terreno”) para oferecer o máximo de desempenho 4×4 ­– veja aqui a linha do tempo.

Além de vão livre do solo de 294 mm e capacidade de imersão de até 850 mm, ele incorpora tecnologias inovadoras de mapeamento e direção.

A tecnologia de tração nas quatro rodas do Bronco conta com o exclusivo G.O.A.T. Modes, sistema de gerenciamento de terreno com sete modos: Normal; Eco; Esporte; Escorregadio e Areia; além de Baja, Lama/Barranco e Escalada de Pedra.

A linha oferece dois sistemas 4×4, com configuração básica ou avançada. O sistema básico usa uma caixa de transferência eletrônica de duas velocidades shift-on-the-fly, enquanto o avançado tem uma caixa de transferência eletromecânica de duas velocidades com seleção automática da tração 4×2 e 4×4.

Outra novidade é o Trail Toolbox, conjunto exclusivo de tecnologias off-road que inclui: o Trail Control – controle de cruzeiro em baixa velocidade; o Trail Turn Assist, vetor de torque que aumenta o giro no fora de estrada; e o inovador controle de aceleração/frenagem para subidas em rocha.

Os modelos de duas e quatro portas vêm com suspensão dianteira independente e eixo sólido com molas helicoidais na traseira. Barra estabilizadora hidráulica semiativa e pneus off-road de 35 polegadas, inéditos no segmento, são disponíveis como opcionais.

Os passageiros são protegidos por um gaiola de aço de alta resistência com airbags de cortina integrados, além de airbags dianteiros.

Eles podem vir com motor EcoBoost V6 2.7, com 314 cv e torque de 55 kgfm, ou EcoBoost 2.3 de quatro cilindros, com 274 cv e 42,8 kgfm.

2021-ford-bronco-sport-insideHá, também, duas opções de transmissão: a inédita manual de sete velocidades com sistema 4×4 sob demanda e a automática SelectShift de 10 velocidades.

O Bronco de duas portas vem com teto rígido dividido em três seções, que permitem várias configurações. O modelo de quatro portas tem a opção de teto rígido dividido em quatro seções ou capota de lona. As portas, com um exclusivo sistema sem molduras, são removidas facilmente.

Os dois modelos trazem central multimídia SYNC 4, de 12 polegadas, com exclusiva navegação off-road e câmera 360 ​​graus que facilita a rodagem em trilhas técnicas. A cabine tem piso emborrachado, drenos, bancos de vinil e instrumentos protegidos com silicone que permitem a lavagem.

2021-ford-bronco-sportBronco Sport – O Bronco Sport é outra grande novidade da linha de SUVs 4×4 – veja o vídeo. Menor membro da família, ele traz a mesma inovação de design, desempenho, durabilidade e tecnologia para aventuras off-road de fim de semana.

Entre outras características, é o melhor da categoria em vão livre do solo, ângulos de entrada e saída, capacidade de submersão na água e proteção contra obstáculos, segundo a Ford.

Também vem equipado com tecnologias inéditas desenvolvidas especialmente para trilhas, como o Trail Control para controle de cruzeiro em baixa velocidade e o sistema de gerenciamento de terreno G.O.A.T. Modes, com sete modos de rodagem. A suspensão independente na dianteira e na traseira alia desempenho e conforto.

ford-bronco-sport-3O Bronco Sport conta com duas opções de motores: o EcoBoost 2.0, com 248 cv e torque de 38 kgfm, e o EcoBoost 1.5, com 183 cv e torque de 26 kgfm. Ambos são equipados com transmissão automática de oito velocidades e pneus todo-terreno de 28,5 polegadas.

Brasil – Com três opções de versões (Wildtrack, Black Diamond e Big Bend), todas equipadas com o mesmo powertrain (motor EcoBoost 2.0 e câmbio automático de 8 marchas), é o Bronco Sport que a Ford trará para o Brasil, importado do México, para concorrer com o Jeep Compass.

Sua carroceria tem um projeto que inclui teto estilo safari, com o maior espaço para a cabeça e para carga, mas ainda não se sabe se será disponibilizado aqui. Ela permite, também, transportar duas mountain bikes e outros equipamentos esportivos, como caiaque ou asa delta.Além de cinco versões, nos EUA, o Bronco Sport conta com mais de 100 acessórios originais para personalização.

Ford Bronco_Sport-3No lançamento, a Ford oferece também a edição especial First Edition que traz vários itens diferenciados, como transmissão SelectShift e pneus de 29 polegadas.

Ford Bronco_Família-1Fotos: Ford / Divulgação

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br