Ford Territory esgota lote de pré-venda

Da Redação

ford-territory-externas-13_1280x853Foto: Ford / Divulgação

A Ford está comemorando o sucesso da pré-venda do Territory, novo SUV que teve o lote de lançamento com 250 unidades comercializado em pouco mais de duas semanas, antes do prazo oficial que terminaria hoje.

A marca conseguiu também antecipar a data de entrega, que estava prevista para o final de setembro, e já iniciou o faturamento das primeiras unidades.

“A aceitação do Territory foi excelente, mesmo antes do início da campanha de lançamento. É um veículo fantástico, que se diferencia principalmente nos aspectos de espaço interno, conectividade, tecnologia embarcada e acabamento”, disse Antonio Baltar Jr, diretor de vendas da Ford. “E quem não aproveitou a pré-venda continua a dispor das melhores condições de financiamento e seguro, dois pilares que garantem o baixo custo de posse do veículo.”

Segundo ele, a Ford continua a disponibilizar para o Territory condições de financiamento que permitem buscar a melhor solução financeira para o cliente.

“Oferecemos as melhores taxas do mercado e planos que se adequam ao orçamento do cliente, com a inovação de parcelas pela metade até fevereiro de 2022, além da possibilidade de incluir o valor da blindagem no financiamento”, completou.

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

Com design agressivo e muita tecnologia, nova Mitsubishi L200 Triton Sport promete incomodar a concorrência

Da Redação

L200 Triton Sport 2021_HPE-S (7)A linha L200 Triton Sport 2021 acaba de chegar ao mercado brasileiro.

Produzida na fábrica da HPE Automotores em Catalão (GO), a picape chega, a partir de hoje, em todas as concessionárias Mitsubishi do Brasil em três diferentes versões e preços:

L200 Triton Sport GLS – R$188,99 mil

L200 Triton Sport HPE – R$212,99 mil

L200 Triton Sport HPE-S – R$232,99 mil

A nova L200 Triton Sport 2021 traz como grande novidade um design totalmente redesenhado em linha com a nova identidade da marca: o conceito Advanced Dynamic Shield.

L200 Triton Sport 2021_HPE-S (8)Por meio dele, a picape recebeu um visual robusto e esportivo aliado a um novo conjunto de transmissão agora com seis velocidades, novo sistema multimídia da marca JBL com tela de 7 polegadas e ampla capacidade de carga e reboque.

O veículo também foi equipado com novas tecnologias que oferecem mais conforto e segurança aos seus ocupantes como, por exemplo, a introdução do Sistema de Frenagem Autônoma (FCM) e Sistema de Monitoramento de Ponto Cego (BSW), além do exclusivo sistema de tração Off Road Mode, que adapta automaticamente as características de tração, aceleração e torque ao terreno em que o veículo está trafegando, com um simples toque em um botão.

A nova L200 Triton Sport  traz a identidade visual que já está presente em modelos como o Pajero Sport e Eclipse Cross. Por fora, a dianteira da picape foi totalmente redesenhada. A grade é na cor alumínio, acompanhando as molduras do para-choque em cromado no formato de bumerangue.

O capô tem vincos pronunciados e está mais elevado, o que transmite a sensação de uma picape maior e mais impotente, mas não prejudica a condução mesmo em condições urbanas, com trânsito mais pesado ou mesmo em trilhas estreitas.

L200TritonSport_PabloVaz_0218O novo conjunto óptico conta com faróis mais afilados e um visual mais moderno. Ele evoluiu e está mais eficiente para dar maior visibilidade e segurança ao motorista. As versões HPE e HPE-S são equipadas com faróis de neblina que ocupam um generoso nicho, para uma capacidade maior de iluminação.

Já a versão topo de linha HPE-S, traz faróis bi-led com DRL integrado, ajuste de altura e lavador, ideal para viagens noturnas ou situações de off road pesado com muita lama e poeira.

Nas versões HPE e HPE-S os retrovisores têm rebatimento elétrico com luz de seta, capa cromada e desembaçador. As maçanetas são cromadas e há estribos laterais para facilitar o acesso.

O tamanho da carroceria, assim como a boa distância entre eixos de 3 metros, garante à picape o menor raio de giro da categoria, com apenas 5,9 metros. Tal característica oferece mais conforto, facilidade de direção e agilidade em situações de manobras, seja nas ruas apertadas das grandes cidades, seja nos obstáculos das trilhas off-road.

L200 Triton Sport 2021_HPE-S (5)As mudanças da nova L200 Triton Sport 2021 também são perceptíveis na traseira, que agora conta com um novo e mais funcional para-choque. Ele foi equipado com sensores de estacionamento e degrau de acesso à caçamba.

As lanternas traseiras foram totalmente redesenhadas e são de LED na versão HPE-S. Para trazer mais segurança, o brake light foi integrado na tampa, uma solução inteligente para melhorar a visibilidade mesmo se a carga transportada for alta.

A picape também conta com rodas maiores em relação ao modelo anterior, agora com 18 polegadas, equipadas de série com pneus 265/60. A versão topo de linha HPE-S traz rodas em design e acabamento exclusivo.

A caçamba tem capacidade de carga para 1,055 tonelada que, aliada à capacidade de reboque de até 2,3 toneladas, oferece à nova L200 Triton Sport 2021 muita versatilidade. Ela também é revestida, de série, com o protetor X-Liner, que além de impermeabilizar, protege a caçamba de riscos e corrosão, mesmo em uso severo.

L200TritonSport_PabloVaz_AtNightA picape oferece, como item de série, o Sistema de Assistente de Estabilidade com Trailers (TSA). Ele auxilia a dirigibilidade e atua de forma a minimizar os riscos de perda de controle que ocasionam o tombamento ou a posição de “L”, tudo isso de forma automática, sem a necessidade de interferência do motorista.

O conjunto da suspensão é independente na dianteira e com eixo rígido na traseira.

O sistema Super Select 4WD-II (SS4-II) oferece ao motorista quatro modos distintos de operação incluindo a reduzida, ideais para o tráfego em diferentes tipos de terreno.

Por meio do seletor no console central, ele pode facilmente escolher o melhor ajuste, dependendo do local e das características do piso:

2H – Usado para estradas e vias públicas, privilegia a economia de combustível com desempenho suave;

4H – Ideal para estradas e pisos irregulares, inclusive asfalto, serras e em condição de chuva. O sistema distribui automaticamente a tração entre os eixos dianteiro e traseiro, por meio do diferencial central;

4HLc – Ideal para terreno acidentado com superfícies de baixa aderência;

4LLc – Ideal para subidas ou descidas íngremes, rochas, areia e lama.

IMG_0326A nova L200 Triton Sport 2021 conta com o Off-Road Mode, um recurso que deixa a picape ainda mais preparada para encarar os mais variados terrenos. São quatro opções que garantem o desempenho em diversos tipos de piso: Cascalho, Lama/Neve, Areia e Pedra.

Cada modo tem uma configuração específica e todos são capazes de otimizar a tração para cada tipo de piso, alterando automaticamente a entrega de potência do motor e ajustando transmissão, sistema de freios e os controles de estabilidade e de tração.

Outra novidade é o Controle de Descida em Rampas (HDC). Por meio dele, o veículo é capaz de descer as mais íngremes ladeiras, mesmo com baixa aderência, sem que o motorista precise pisar no freio ou no acelerador, apenas controlando a velocidade entre 2 e 20 km/h pelos botões no volante.

Os ângulos de entrada, saída e brake over são os seguintes: 32º, 23º e 25º respectivamente. A capacidade de travessia em trechos alagados é de até 600 milímetros de profundidade.

382341_944679_l200_triton_sport_2021_hpe_s_estudio__5_Para situações onde uma ou mais rodas estão destracionadas, a picape conta com o Sistema Ativo de Controle de Tração (ATC), que monitora a rotação das rodas e atua desacelerando a roda que tem menos aderência, enviando a tração para a roda melhor apoiada ao solo. Adicionalmente controla o torque do motor para evitar escorregamentos.

O sistema de tração também conta com o  Bloqueio do Diferencial Traseiro, que permite que as duas rodas do eixo de trás recebam tração de forma idêntica, o que é muito útil em uma situação de atolamento ou mesmo quando uma das rodas não está em contato com o solo em condições off-road.

O sistema de entretenimento colocado no painel central é da marca JBL e conta com tela sensível ao toque de 7 polegadas. O multimídia pode ser totalmente integrado aos smartphones por meio das tecnologias Apple CarPlay e Android Auto.

Por ele, o motorista também pode espelhar uma série de aplicativos como Waze, Google Maps, Spotify e, com isso, manter sempre os olhos o máximo de tempo na estrada.

O painel de instrumentos apresenta um visual mais moderno e conta, agora, com display colorido que exibem inúmeras informações do computador de bordo.

As versões HPE e HPE-S são equipadas com sensor crepuscular,  além de sensor de chuva, sensores de estacionamento e câmera de ré. A HPE-S ainda é equipada com sensor de estacionamento frontal.

Para total conforto do motorista, a picape também vem de série com o sistema Smart Keyless de abertura de portas e ignição do motor. Por meio dele, o motorista não precisa tirar sua chave do bolso ou da bolsa.

Por aproximação, a presença da chave é identificada pelo veículo e, com isso, basta que o motorista aperte um botão na maçaneta para acessar o interior do veículo. Ele também consegue dar a partida ou desligar o modelo ao simples toque no botão start-stop localizado próximo ao volante.

O sistema de ar condicionado ganhou saídas de ar colocadas no teto, que permitem a refrigeração de toda a cabine de forma mais rápida, ao captar o ar refrigerado da primeira fileira e transferir para a fileira de trás. Os passageiros do banco traseiro podem ajustar a intensidade da ventilação em até quatro níveis, através de um comando localizado no teto.

Nas versões HPE e HPE-S o seletor de temperatura é digital de duas zonas, que permite que o motorista e o passageiro do banco da frente escolham temperaturas distintas para o habitáculo.

O acabamento interno é de qualidade, apresentando bancos revestidos em couro com ajustes elétricos para o motorista.

A nova L200 Triton Sport traz como novidade um novo sistema de transmissão automática de seis velocidades e, nas versões HPE e HPE-S ainda traz a opção de trocas sequenciais por meio de paddle shifters no volante.

O motor que equipa todas as versões é o 2.4 turbo diesel de quatro cilindros com estrutura leve em alumínio, o que ajuda a otimizar o consumo de combustível. Ele utiliza a tecnologia de válvulas variáveis MIVEC e turbina de geometria variável, que o torna capaz de desenvolver 190 cv de potência e  torque de 43,9 kgfm.

HPEs - bancos frenteDe série, a picape traz o sistema de freios ABS com Distribuição Eletrônica de Frenagem (EBD), que garantem amplo controle e rápida resposta em situações de frenagens bruscas, uma vez que atuam em conjunto com o controle de estabilidade (ASC).

Todas as versões da picape trazem sensores espalhados por todas as partes, que monitoram várias vezes por segundo o comportamento do modelo e, caso seja identificada uma possível derrapada em situação de curva, estes sensores ativam o sistema de controle ativo de estabilidade (ASC) que acionam automaticamente os freios e desaceleram o veículo de forma a mantê-lo na trajetória correta.

O modelo conta, também, com o sistema Brake Override System (BOS), que monitora constantemente os sinais do freio e acelerador. Caso o freio seja acionado junto com o acelerador e configure uma situação de emergência, o sistema reduz as rotações do motor gradativamente até a parada total e controlada do veículo.

O Assistente de Partida em Rampas (HSA) segura a picape parada por aproximadamente 3 segundos nas partidas em rampa, uma tranquilidade para quando o carro estiver totalmente carregado.

HPEs - bancos trasA versão de entrada conta com dois airbags frontais enquanto, as versões HPE e HPE-S, trazem sete bolsas de ar distribuídas entre frontais, laterais e para o joelho do motorista.

A versão topo de linha HPE-S traz o Sistema de Monitoramento de Pontos Cegos (BSW), que detecta veículos no ponto cego do motorista e emite alerta sonoro e visual no espelho retrovisor externo, além do Sistema de Alerta em Mudança de Faixa (LDW), que avisa o motorista que a picape está indo de uma faixa de rodagem para outra, caso ele não tenha acionado as setas.

Para a máxima visibilidade da estrada, a versão HPE-S traz o  Auto High Beam (AHB), que alterna o farol alto para o baixo automaticamente ao perceber um veículo vindo na direção contrária, evitando o ofuscamento do outro condutor.

Também está presente o Sistema de Frenagem Autônoma (FCM), que equipa a versão HPE-S. Ele atua por meio de sensores e câmeras colocadas na parte frontal do veículo, monitora a velocidade atual da picape e consegue identificar se um obstáculo está se aproximando de forma muito rápida, o que coloca o veículo em rota de colisão.

Uma vez identificada esta situação, os freios são acionados automaticamente, caso não haja nenhuma ação do motorista, o que ajuda a evitar ou minimizar os impactos de uma colisão.

L200 Triton Sport 2021_HPE-S (3)Fotos:  Leo Sposito / Pablo Vaz / Mitsubishi / Divulgação

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

BMW lança nova S 1000 RR, com pacote M, no mercado nacional

Da Redação

P90327343_highRes_the-new-bmw-s-1000-rA BMW Motorrad anunciou o lançamento no mercado nacional da nova S 1000 RR pacote M. O modelo fabricado em Manaus (AM) chega com preço de R$118,75 mil e estará disponível a partir de 21 de setembro em todas as concessionárias autorizadas da marca no País.

Para fins de comparação, publicamos uma matéria com o lançamento da nova BMW S 1000 RR no dia 19 de março. Nela, informamos que o preço sugerido era de R$91,95 mil. Ou seja, uma diferença de R$26,80 mil para a inclusão do pacote M.

Hoje, na tabela da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), o preço da S 1000 RR é R$97,63 mil, diferença de R$21,12 mil para a versão com pacote M.

Integrante da terceira e nova geração da S 1000 RR, a versão oferece uma relação peso x potência ainda superior (devido às novas rodas em fibra de carbono e nova bateria de lítio), pintura exclusiva, bancos esportivos M e kit chassi M com opção de ajuste da balança e amortecedor traseiro.

P90397414_highRes_bmw-motorrad-s-1000-Entre os principais atributos da nova versão estão as rodas de fibra de carbono M Performance. Os benefícios incluem menor peso (1,7 quilo), o que se traduz em uma massa rotacional mais baixa e um comportamento superior em termos de aceleração e frenagem, tornando o controle do modelo mais fácil.

Quem também contribui para a redução de peso do conjunto (193,5 quilos na versão pacote M, contra 197 quilos da versão Premium e 208 quilos da geração anterior) é a nova bateria de lítio, dois quilos mais leve em comparação à bateria da antiga geração.

Destaque também para o kit chassi M, que oferece ao usuário a possibilidade de ajustes mais precisos na balança e amortecedor traseiro permitindo, assim, uma configuração ainda mais refinada na busca pela performance extrema em pistas.

Banco esportivo M mais aderente e firme, e pintura Motorsport tricolor exclusiva são outros diferenciais da versão pacote M da S 1000 RR.

P90397415_highRes_bmw-motorrad-s-1000-A nova BMW S 1000 RR pacote M possui um motor de quatro cilindros em linha com 207 cv a 13.500 rpm e 113 Nm de torque máximo.

A entrega de potência e torque é mais uniforme e linear, tornando a motocicleta mais fácil de controlar e ideal tanto para o uso diário quanto para o desempenho extremo nas pistas. A tecnologia BMW ShiftCam permite uma aceleração mais uniforme em saídas de curva fechadas, prolongando a vida útil dos pneus e possibilitando que o piloto use melhor o chassi.

O chassi da BMW S 1000 RR contribuiu na redução total do peso da motocicleta. Estes avanços foram possíveis por meio da adesão de um novo braço oscilante, mais leve e capaz de aplicar a força de forma otimizada. Outra tecnologia é o layout do quadro (Flex-Frame), mais leve e que oferece maior liberdade de movimento devido ao melhor fechamento dos joelhos.

Os modos de pilotagem disponíveis são Rain, Road, Dynamic e Race. Para os usuários que desejam se aventurar com a superesportiva nas pistas, há também a opção Modo Pro, que oferece outras três configurações adicionais de pilotagem (Race Pro 1-3).

Os recursos do Modo Pro são o Launch Control (Controle de Tração) para arrancadas perfeitas e o Limitador de Pit-Lane configurável para aderência ideal às velocidades no pit-lane. Já as mudanças ultrarrápidas de marcha, sem a necessidade de acionamento da embreagem, são ativadas pelo Shift Assistant Pro.

Graças ao sensor de inclinação de seis eixos é possível configurar tanto a regulagem do ABS quanto as funções DTC. A regulagem do DTC permite transmitir com precisão a força necessária para empinar a roda dianteira em linha reta, sem que ela fuja ao controle.

 

O painel de instrumentos oferece ampla gama de informações por intermédio de uma tela TFT de 6,5 polegadas que proporciona excelente visualização, mesmo em condições de pouca luminosidade.

O objetivo é oferecer ao motociclista telas personalizadas para diferentes utilizações e necessidades. A tela Pure Ride mostra todas as informações necessárias para o uso regular na estrada, enquanto as três telas Core são projetadas para uso nas pistas de corrida, com o conta-rotações exibido em forma analógica ou então como um gráfico de barras.

A nova RR ostenta como destaques visuais as luzes de LED presentes nos faróis, com linhas mais dinâmicas e agressivas, e na lanterna traseira. Além disso, as luzes de mudança de direção (pisca) e de freio estão integradas em uma única unidade de LED.

 

P90337302_highRes_bmw-s-1000-rr-virtuaFoto: BMW Motorrad / Divulgação

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

Audi e-tron Sportback começa a ser vendido no Brasil

Da Redação

Audi e-tron Sportback 55 quattroO Audi e-tron Sportback, segundo veículo 100% elétrico da marca no Brasil, começa a chegar nas lojas Audi Center, em todo o País, nas próximas semanas.

O modelo, segundo a Audi, possui até 446 km de autonomia, de acordo com o ciclo europeu WLTP, e se destaca pela sua carroceria coupé com design arrojado e esportivo.

Os clientes interessados já podem confirmar os pedidos para o lançamento, comercializado a partir de R$511,99 mil na modalidade venda direta, ou seja, feita pelo próprio fabricante. No varejo, o preço é R$551,99 mil.

audi-e-tron-sportback-51O Audi e-tron Sportback compartilha a mesma motorização da versão SUV: é equipado com dois motores elétricos, que combinados possuem 408 cv de potência com 664 Nm de torque – as forças são distribuídas em 135 kW de potência e 309 Nm de torque na frente e 165 kW de potência e 355 Nm no motor traseiro.

O sistema de baterias de íons de lítio é composto por 36 módulos, pesa cerca de 700 kg e pode ser recarregado desde uma tomada simples de 110V até as de alta tensão. Em estações de recarga ultra rápida de 150 kW, por exemplo, é possível carregar até 80% da bateria em 30 minutos.

O modelo possui aerodinâmica inteligentemente projetada e que contribui bastante na eficiência. Um dos destaques são os retrovisores externos virtuais – uma novidade mundial introduzida com sucesso pelo e-tron SUV em modelos de produção em série.

Quando equipado com esta tecnologia inovadora, o Audi e-tron Sportback alcança um coeficiente de arrasto de 0,25, melhor resultado no segmento, de acordo com a montadora, aumentando muito sua eficiência e contribuindo para sua autonomia.

Audi e-tron Sportback em números: comprimento: 4,90 metros; largura: 2,00 metros; altura: 1,62 metro e entre-eixos: 2,93 metros. O porta-malas tem capacidade para 615 litros.

O modelo será comercializado em todas as regiões do Brasil e entregue pelas concessionárias e-tron. Todas possuem pontos de carga rápida DC de 22 kW e pelo menos um veículo para test drive.

Audi e-tron S SportbackOs 14 Audi Centers habilitados estão localizados em Belo Horizonte, Brasília, Campo Grande, Curitiba (Alto da XV), Londrina, Florianópolis, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro (Botafogo), Vitória, e quatro em São Paulo.

1920x1080-side-A_E-TRON_191045

audi-e-tron-sportbackFotos: Audi / Divulgação

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

Chevrolet Trailblazer, 2021, chega às concessionárias em setembro

Da Redação

unnamed(9)A participação dos SUVs está em alta no mercado brasileiro. O segmento é o que mais cresce e já representa um em cada quatro automóveis emplacados no País. Em relação a vendas, a Chevrolet obteve 45% de crescimento no acumulado do ano – muito em virtude da aceitação do novo Tracker e da nova opção de motorização do Equinox.

O próximo reforço deste time é o novo Trailblazer, que estreia no início de setembro. O utilitário esportivo de sete lugares ganhou atualização visual, mudanças mecânicas e estruturais, além mais equipamentos de série, como o Wi-Fi nativo e o sistema de frenagem autônoma de emergência auxiliado pelo assistente de frenagem inteligente.

O modelo é ofertado nas concessionárias da marca na versão topo de linha Premier, com 2.8 turbo diesel, câmbio automático de 6 marchas e tração 4×4. O preço sugerido é R$269,85 mil.

A frente é inédita, seguindo o estilo da atual linha de utilitários globais do fabricante Ela estreou, no Brasil, com a picape S10. Diferencia-se pela grade toda escura com o nome Chevrolet em alto relevo entre duas barras cromadas.

unnamed(16)A tradicional gravata dourada, emblema da marca, aparece pela primeira vez deslocada do centro, localizada agora mais embaixo, à esquerda, sobre uma trama tipo colmeia.

Os faróis são em LEDs e o para-choque também é novo, passando a contar com aplique central em cor diferenciada e uma moldura na parte inferior, projetada para melhorar a capacidade do veículo de superar obstáculos, principalmente em trajetos off-road.

O mesmo propósito vale para o posicionamento mais elevado dos novos faróis auxiliares, que proporcionam maior proteção às lâmpadas e melhor poder de iluminação em determinadas situações, como na transposição de trechos alagados.

Na lateral, o destaque são as rodas com design esportivo. Elas são de 18 polegadas, com bordas usinadas e de seis aros chanfrados com um acabamento grafite exclusivo para o modelo.

unnamed(11)Na parte traseira, a principal evolução está na câmera de ré. O item, que já contava com alerta de tráfego cruzado, passa a projetar imagens de alta definição. Outra inovação é a função de engate com linha-guia específica, zoom para facilitar a operação de acoplamento e a possibilidade de acionamento temporário da câmera traseira em plena viagem para uma checagem da situação do reboque.

Como na picape S10, o Trailblazer conta com controle eletrônico de oscilação do trailer. Este sistema é capaz de identificar alguma instabilidade dinâmica da carreta e acionar seletivamente os freios do SUV para minimizar o efeito.

Para a linha 2021, o SUV da Chevrolet ganha uma série de recursos que agregam praticidade ao dia a dia, como o sistema Wi-Fi nativo com conexão para até sete dispositivos.

Nos dias de hoje tudo gira em torno da conectividade, e o sinal até 12 vezes mais estável que o de um smartphone é o principal diferencial do Wi-Fi nativo do novo Trailblazer, que é capaz, ainda, de se manter mais tempo conectado à rede 4G em função da antena que amplifica o sinal. Isto se traduz em maior velocidade de transmissão de dados.

unnamed(12)A tecnologia permite que sejam feitas atualizações remotas (Over the Air) de sistemas eletrônicos do veículo. Mais do que isso, o SUV da Chevrolet agora é capaz de identificar a necessidade de troca de óleo, por exemplo, e enviar um alerta para o WhatsApp do proprietário, que também pode iniciar a refrigeração da cabine à distância como forma de experimentar uma das várias funções do novo aplicativo myChevrolet.

No que diz respeito ao multimídia MyLink, a novidade é a projeção sem fio para Android Auto e Apple CarPlay.

O modelo já oferecia itens como seis airbags, alerta de colisão frontal, alerta de saída involuntária de faixa, alerta de ponto cego e controle eletrônico avançado de estabilidade e de tração.

Este pacote fica ainda mais abrangente na linha 2021 com a disponibilidade do sistema de frenagem autônoma de emergência, que freia o veículo automaticamente ao identificar uma situação de risco envolvendo o veículo à frente ou um pedestre que esteja cruzando a dianteira.

unnamed(17)Este recurso funciona de 8 km/h a 80 km/h e pode mitigar, ou mesmo evitar, um acidente. Ele entra em ação quando percebe que o condutor está distraído ou que o veículo logo à frente realizou uma manobra abrupta.

O Trailblazer utiliza também a câmera deste sistema, localizada no alto do para-brisa, para ajudar o condutor numa frenagem de emergência.

Imagina a cena: o motorista está na estrada, percebe uma situação de perigo, e freia. Mas caso o sistema entenda que a pressão aplicada no pedal não será suficiente, o carro intensifica a força de frenagem automaticamente.

O SUV conta, ainda, com acabamento interno premium, sistema de áudio de alta fidelidade, banco do motorista com regulagem elétrica, sensor de chuva e crepuscular, sistema de controle em declives, assistente de partida em aclives, sistema de monitoramento da pressão dos pneus, entre outros.

unnamed(15)O veículo acomoda até sete ocupantes em três fileiras de assentos em diferentes níveis de altura. Mesmo quem vai acomodado na parte traseira conta com bancos com encosto inclinável, sistema de climatização individual e ajustável. Os dois assentos da terceira fileira são escamoteáveis.

Dessa forma, pode-se abrir mais espaço para bagagem. O compartimento de carga do utilitário vai de 205 litros a 1.830 litros.

Apesar dos 4,88 metros de comprimento, 1,90 metro de largura e 2,85 metros de entre-eixos, o Trailblazer é bastante ágil e econômico, considerando o seu porte.

Isto porque o SUV é equipado com um motor 2.8 turbo diesel que recebeu uma nova turbina e atualização do software da central eletrônica que deixam as acelerações mais progressivas, reduzindo o efeito turbo lag comum a veículos com torque elevado.

unnamed(13)Para a integração da nova turbina, a engenharia trabalhou numa nova calibração para o motor de 200 cv de potência e 51 kgfm de força. O propulsor trabalha acoplado a uma transmissão automática de seis velocidades com opção de trocas manuais.

Segundo a Chevrolet, a aceleração de 0 a 100 km/h é feita em em 10,3 segundos.

O novo Trailblazer está disponível em sete opções de pintura externa: branco Summit, cinza Graphite, prata Switchblade, preto Ouro Negro, vermelho Edible Berries e as inéditas na linha: cinza Topázio e azul Eclipse.

unnamed(10)Fotos: General Motors do Brasil / Divulgação

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

Mitsubishi L200 completa 42 anos de história

Da Redação

382068_943918_foto2

Em 1978 o mundo estava mudando. O game Space Invaders se espalhava pelos fliperamas em todo o planeta e a indústria de videogames encantava milhões de pessoas. A primeira rede de telefonia celular estava sendo construída no Japão, enquanto o recém-lançado filme Superman lotava as salas de cinema.

Foi neste cenário que a Mitsubishi Motors apresentava ao mundo sua picape com capacidade de carga de mais de uma tonelada. As primeiras unidades do modelo receberam o nome de Forte, apesar de alguns países já adotarem desde aquela época a sigla L200.

Assim, chegava ao mercado como um veículo extremamente robusto, com opções de motores de 1.6 a 2.6 litros e tração traseira, projetado para oferecer uma combinação de confiabilidade, robustez e ampla capacidade de carga.

Cinco gerações e mais de quatro décadas depois, o modelo se consolidou como o mais vendido Mitsubishi em todo o mundo, com mais de 5 milhões de unidades comercializadas em mais de 180 países.

A capacidade de carregar mais de uma tonelada sempre esteve presente e, a cada geração, o modelo ganhava ainda mais robustez, segurança, tecnologia e capacidade para trafegar com desenvoltura em todos os tipos de terreno.

382068_943926_foto3Não à toa, a linha L200 conquistou diversos tipos de público, desde o produtor rural que usa a picape como um instrumento de trabalho, aos amantes das trilhas off-road, adeptos a um estilo de vida ao ar livre, praticantes de esportes como surf, paraquedismo, alpinismo, velejadores, entre muitos outros.

Desde sempre, a linha L200 foi concebida para percorrer todos os tipos de estradas, em qualquer lugar no planeta, acessando lugares aonde a maioria dos outros veículos não chega.

As primeiras opções com tração 4×4 foram introduzidas em 1980 e se tornaram a base para os veículos 4WD até os dias de hoje. Por essa mesma base surgiram as linhas Pajero, por exemplo.

Em março de 1986 a Mitsubishi Motors apresentava a segunda geração da L200, que trazia design renovado, três opções de cabines (simples, dupla e estendida) e novas opções de motores, incluindo o 2.5 Diesel.

Ao longo da década o modelo, rebatizado de Triton em alguns mercados, foi se tornando fundamental para os negócios de Mitsubishi Motors em todo o mundo.

382068_943916_foto5

Também batizada em alguns países de Strada, a picape tinha opções de tração traseira ou 4×4 e conquistou especialmente os mercados norte americano e australiano onde eram vendidas com o nome de Mighty Max e Triton, respectivamente.

Ao todo, cerca de 1,146 milhão de unidades da segunda geração da L200 saíram das linhas de montagem das fábricas de Ohe, no Japão, de Laem Chabang, na Tailândia e também de Catalão, no Brasil.

A terceira geração chegava em novembro de 1995 com mudanças profundas no design, tanto por dentro quanto por fora. Nessa época, a ideia da Mitsubishi era produzir uma picape que unia o conforto e tecnologia de um veículo de passeio com a já renomada capacidade e robustez da linha L200.

O motor passou a ser um 2.5 Turbodiesel e para o sistema de tração foi adotado o Easy Select 4WD, que permitiu ao motorista escolher o modo de tração mais adequado para o piso em que o modelo trafega, com o veículo em movimento.

Algumas versões ganharam sistema de freios ABS, além do sistema R/D Lock (bloqueio do diferencial traseiro), que evitava que a roda com menos tração patine enquanto a de maior tração permaneça imóvel.

382068_943921_foto6

No Brasil, esta geração batizada de L200 Sport foi a 1ª picape diesel brasileira equipada com câmbio automático.

A quarta geração foi apresentada em agosto de 2005 e era produzida principalmente na fábrica da Mitsubishi Motors na Tailândia, de onde os modelos eram exportados para mais de 150 países. Poucos meses depois, o modelo passaria a ser produzido no Brasil com o nome de L200 Triton.

O veículo foi produzido com base em três pilares-chave que tinham por objetivo manter a L200 como a melhor opção dentro do mercado de picapes em todo o mundo: 1º – Exceder os padrões básicos de economia, durabilidade e confiabilidade; 2º – Oferecer os mais altos padrões de qualidade em escala global; e 3º- Atender aos mais variados perfis de clientes sendo um veículo que não se limitava apenas ao uso comercial.

Este conceito foi batizado dentro da Mitsubishi como SUT (Sport Utility Truck), uma mistura de SUV com um veículo de carga.

Esta geração introduziu o conceito “J´line” na carroceria, que propiciou maior inclinação do encosto do banco traseiro, aumentando o conforto dos passageiros, sem prejudicar o tamanho da caçamba.

382068_943924_foto7Entre as principais características da quarta geração da linha L200 estava a introdução de um design interno e externo totalmente atualizado, que sugere elegância, robustez e esportividade.

A picape trazia o maior espaço interno da categoria e um conjunto de suspensão totalmente novo, que proporcionava conforto de um automóvel de passeio aos ocupantes.

Esses elementos não apenas destacaram a capacidade de inovação da Triton/L200 no mercado, mas dissiparam a imagem geral das picapes como meros veículos comerciais. Isso expandiu muito a base de clientes das picapes da Mitsubishi Motors.

Um motor a diesel 3.2 litros desenvolvido com tecnologia de injeção direta common rail desenvolvia alta potência enquanto alcançava baixo consumo de combustível, além de baixos níveis de emissões, vibração e de ruído. A carroceria foi projetada para alcançar o mais alto nível de resistência ao choque em sua classe.

A participação no Rali Dakar, e em outras categorias do gênero, comprovou que o modelo era perfeito para qualquer tipo de terreno. Ao todo, mais de 1,43 milhão de unidades da quarta geração foram produzidas entre 2005 e 2017.

382068_943917_foto9A quinta geração da linha L200 começou a ser produzida em 2014 e ampliou ainda mais o conceito de conseguir atender aos mais variados perfis de clientes. Usabilidade e durabilidade aprimoradas para uso comercial, uma sensação esportiva de que o modelo é fácil e divertido de dirigir, sua qualidade e conforto para todos os passageiros são características que foram bastante reforçadas.

O modelo ganhou o primeiro motor a diesel em alumínio para um veículo do segmento, além da tecnologia MIVEC, o que diminuiu os níveis de emissões e ruídos além de otimizar bastante o consumo do motor 2.4 Turbodiesel.

Este motor, que introduziu o conceito de downsizing nas picapes diesel, tem desempenho superior, maior economia de combustível e menor nível de emissões quando comparado com a geração anterior. Tudo isso sem afetar a renomada durabilidade dos motores da marca.

O sistema de transmissão manual de 6 velocidades também era oferecido pela primeira vez, substituindo o anterior de 5 marchas.

Já a tração ganhou ainda mais melhorias. Além do sistema Easy Select 4WD que tem três posições: 2H, 4H, 4L para fornecer tração ideal para se adequar às condições da estrada, algumas versões receberam o sistema Super Select 4WD-II, com um atuador eletrônico. O sistema é um dos mais completos da categoria, com 4 posições, incluindo opção para uso no asfalto seco.

382068_943919_foto10No Brasil – Por aqui, as primeiras unidades da L200 começaram a chegar ao longo de 1991, por meio de importações independentes e, na sequência, através da HPE.

O sucesso da picape no País foi imediato e suficiente para, poucos anos depois, algumas unidades do modelo serem produzidas em uma unidade industrial em Manaus (AM). A partir de 1998, a HPE Automotores inaugurou sua fábrica em Catalão (GO) para a produção da L200, de forma a atender a uma demanda crescente de pedidos pelo modelo.

A fábrica, que começou com 12.000 m² de área construída, hoje conta com quase 250.000 m², incluindo uma planta de motores que produz, inclusive, os modernos motores a diesel em alumínio da L200 e uma instalação de pintura recém-inaugurada e uma das mais modernas do Brasil.

Nos 22 anos de história, mais de 300 mil unidades da picape L200 foram produzidas em Catalão. Desde a 2ª geração, que foi a 1ª a ser produzida no Brasil, até o momento, as picapes L200 brasileiras sempre se mantiveram atualizadas com os modelos produzidos na Tailândia.

Como curiosidade, ao longo dos anos, a Tailândia tornou-se centro mundial de desenvolvimento e produção de picapes de quase todas as marcas.

382068_943923_foto11As L200 produzidas no Brasil recebem modificações estéticas e mecânicas para melhor adaptação ao gosto dos brasileiros e condições de nossas estradas. Modelos exclusivos, como a L200 Savana, foram totalmente desenvolvidas localmente.

Os ralis e eventos promovidos pela Mitsubishi Motors no Brasil ajudaram a fazer da linha L200 muito mais do que uma picape de trabalho. O modelo passou a ser procurado pelos mais distintos perfis de clientes como praticantes de esportes, amantes de um estilo de vida ao ar livre, amantes da prática off-road, famílias, entre outros.

A linha L200 também é, há décadas, utilizada como veículo de apoio durante o Rali dos Sertões, mais desafiadora competição fora de estrada da América Latina.

A durabilidade e robustez da linha L200 também ganhou a preferência de diversos órgãos oficiais espalhados pelo País, que utilizam a picape como viaturas do Corpo de Bombeiros, Polícia Florestal e da Polícia Militar, veículos de frota de diversos Departamentos de Trânsito, entre outros.

Não à toa, o modelo se consolidou com o mais comercializado pela marca japonesa no País, com cerca de 40% do total de vendas.

382068_943922_l200_triton_motorsportsAinda este ano, a marca japonesa apresentará no mercado brasileiro a linha L200 Triton Sport 2021, que chega com visual completamente renovado, mais tecnologia, novo sistema de transmissão e ainda mais capacidade 4×4.

382068_943920_l_200_sertoes

Fotos: Mitsubishi / Divulgação

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

Loja Elétrica inaugura sua primeira estação para recarga de carros elétricos em BH

Da Redação

unnamed(8)Foto: Loja Elétrica / Divulgação

Com a consciência voltada ao meio ambiente, a adesão aos veículos elétricos já é uma tendência global. Pensar no uso de tecnologias que promovam a mobilidade elétrica e aumentem a eficiência energética é cada vez mais necessário e o Grupo Loja Elétrica tem acompanhado de perto o crescimento desse nicho no mercado.

Sendo assim, para viabilizar o acesso aos pontos de carga para quem já optou por esse tipo de veículo, a Loja Elétrica inaugurou, na última quarta-feira, 12 de agosto, sua primeira vaga para carregamento desse tipo de veículo.

No primeiro momento, o serviço gratuito estará disponível na filial do bairro Sion, localizado na Av. Nossa Sra. do Carmo, 1.202 em Belo Horizonte. A ideia é que, nos próximos dois meses, o grupo também instale o serviço nas filiais de Contagem, Pedro II, Anel Rodoviário e na filial de Ipatinga.

“O ponto de recarga é mais uma comodidade para quem possui essa modalidade de veículo elétrico. Nosso objetivo é oferecer à comunidade, praticidade de uma recarga com segurança. Nosso ponto de carregamento, no padrão T2, possui dispositivos de proteção e segurança contra choques elétricos e outros problemas decorrentes de uma falha na instalação elétrica”, comentou o técnico comercial do grupo, Herbert Abreu.

A Loja Elétrica é pioneira em Minas Gerais na venda de carregadores elétricos, desde 2017, e vem se dedicando a fomentar a demanda que só tem crescido. “Desde o ano passado nos reunimos com estudiosos, tanto do setor automobilístico quanto da construção civil, para discutir essa nova tecnologia e como ela está sendo estruturada em Minas. Estamos prontos para atender ao mercado”, destacou a supervisora de vendas da Loja Elétrica, Patrícia Rocha.

De acordo com a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), o Brasil bateu recorde de venda de veículos elétricos e híbridos em 2019.

Até junho de 2020, 8 mil novos carros, um aumento de 56% em relação a 2019 e que representa de 0,2% das vendas totais. Em 2026, segundo projeções da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), a frota deve aumentar para 360 mil veículos, com a perspectiva de até 30% do total de veículos no Brasil.

Acesse o nosso site: www.diariodocomercio.com.br

Linha 2021 do Toyota Etios ganha novo multimídia

Da Redação

unnamed(7)Com mais de 600 mil unidades produzidas na fábrica de Sorocaba (SP) desde o seu lançamento, em 2012, o Toyota Etios chega ao modelo 2021 com mais tecnologia e conectividade.

Agora, tanto o hatch, quanto o sedan, na versão X Plus (manual e automático), serão equipados com a nova central multimídia Toyota Play+, com tela sensível ao toque de 7 polegadas e os sistemas Apple CarPlay e Android Auto.

Desenvolvida para ser uma interface simples e intuitiva, o equipamento permite utilizar os melhores recursos dos smartphones, tais como Waze, Spotify, entre outros.

central_multimidia530x345px

Além da nova central multimídia, outra novidade incorporada em todos os modelos da linha 2021 do Etios é a alteração do acabamento interno, de Black Piano para preto fosco.

A linha Etios 2021 vem equipada com os já conhecidos motores 1.3 e 1.5, ambos 16V, produzidos na planta de motores da Toyota, localizada em Porto Feliz (SP), que recentemente completou quatro anos.

O Etios conta comairbag frontal duplo, alerta sonoro para portas abertas, faróis acesos e cinto de segurança para o motorista e o passageiro, cintos de segurança dianteiros de três pontos, com pré-tensionador e limitador de força, além de encosto, cinto de segurança de três pontos para o passageiro central do banco traseiro e sistema de ancoragem de cadeiras de crianças Isofix.

Também estão presentes os controles de estabilidade (ESC) e tração (TRC), controle de arrancada em subida (HAC), freios ABS com distribuição eletrônica de frenagem (EBD) e imobilizador eletrônico de motor. A versão topo de linha, X Plus, ainda conta com o sistema de alarme perimétrico.

Painel_EtiosFotos: Toyota / Divulgação

As versões X e X Plus na carroceria sedan, com o motor 1.5, podem ser equipadas com o Kit GNV de 5ª geração certificado pela Toyota em parceria com a Landirenzo, empresa que atua na produção dos dispositivos há 65 anos.

Para realizar a instalação, o cliente pode retirar o veículo na concessionária e levá-lo até uma das oficinas autorizadas da Landirenzo definida pela Toyota, com prazo máximo de 30 dias após a compra ou 5.000 km rodados.

Outra opção é a praticidade de já retirar o veículo com o dispositivo instalado na concessionária da marca, mediante o pagamento de frete de plataforma entre a revenda e a oficina. O custo para a aquisição do Kit GNV é de R$5,36 mil, podendo variar de acordo com o valor de instalação do equipamento na oficina autorizada.

Para quem utiliza o Toyota Etios no dia a dia a trabalho para o transporte de pessoas, como taxistas e motoristas de aplicativos, a Toyota acaba de lançar um item de segurança que visa aumentar a proteção de todos os ocupantes.

Agora, é possível adquirir numa concessionária da marca a cabine separadora, feita de filme PVC cristal, por um preço sugerido de R$339,90.

Os preços da linha 2021 do Etios são os seguintes:

unnamed(6)

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

Ford apresenta o novo GT Heritage Edition

Da Redação

Ford-GT-Heritage-2021-4A Ford Performance apresentou, nos Estados Unidos, o novo Ford GT Heritage Edition, edição especial do supercarro inspirada no vencedor das 24 Horas de Daytona em 1966, a primeira vitória da Ford numa corrida de endurance – veja o vídeo.

Outra novidade é o pacote Ford GT Studio Collection, com itens de personalização que tornam o veículo ainda mais exclusivo.

2021 Ford GT Heritage Edition“Para criar esta edição Heritage o time da Ford Performance se aprofundou na história do Ford GT, homenageando o 55º aniversário da vitória nas 24 Horas de Daytona que acabaria por levar ao nosso sucesso em Le Mans”, disse Mike Severson, gerente de programa do Ford GT.

A vitória do Ford GT nas 24 Horas de Daytona 1966 foi mostrada no filme “Ford x Ferrari”. Os pilotos Ken Miles e Lloyd Ruby lideraram a corrida que a Ford dominou com o 1º, 2º, 3º e 5º lugares, dando início a uma temporada mágica para o Ford GT40 MK II, que venceu também em Sebring e Le Mans (1º, 2º e 3º).

2021 Ford GT Heritage EditionEsta edição Heritage é a primeira a homenagear uma vitória que não ocorreu em Le Mans.

“Miles e Ruby lideraram quase todas as voltas da prova e abriram uma diferença de 48 km sobre os concorrentes”, disse Severson. “Foi a primeira vez que alguém ameaçou o domínio da Ferrari na categoria de esportivos e representou uma virada no programa do Ford GT.”

Inspirado no estilo arrojado em branco, preto e vermelho do Ford GT40 MK II, vencedor de 1966, o novo Ford GT Heritage Edition 2021 tem pintura em branco Frozen com capô de fibra de carbono aparente.

Os grafismos assimétricos em vermelho Race Red nas bordas da frente e do teto, na porta do motorista e embaixo da asa traseira criam um visual único. O número 98 nas portas e aerofólio é aplicado sobre fibra de carbono aparente.

FordGTHeritageEdition2021_tablierAs rodas de alumínio forjado de 20 polegadas Heritage Gold vêm com pinças de freio monobloco Brembo em vermelho.

A cabine traz detalhes exclusivos, incluindo camurça Alcantara preta no painel, teto e volante, paddle shifters vermelhos anodizados e bancos de competição em camurça Alcantara vermelha, criando um contraste vibrante.

2021-Ford-GT-Heritage-Edition-28Para clientes que buscam um visual ainda mais ousado, há o pacote opcional Heritage com rodas de fibra de carbono exposta de 20 polegadas, cilindro interno vermelho brilhante e pinças de freio monobloco em preto com letras Brembo em vermelho.

No interior, os painéis das portas são em fibra de carbono aparente com detalhes exclusivos.

2021 Ford GT Heritage EditionFord GT Studio Collection

A nova série Ford GT Studio Collection permite personalizar o supercarro com sete cores padrão, ou com uma paleta de infinitas combinações para a carroceria e grafismos, destacando seus principais elementos, como os dutos de resfriamento funcionais que ajudam o Ford GT 2021 a entregar toda a potência dos seus 660 cv mesmo nas temperaturas mais elevadas.

Apenas 40 carros estão programados para receber o pacote Studio Collection nos anos-modelo 2021 e 2022. As entregas do Ford GT 2021 começam no início do ano que vem e a produção da linha será encerrada em 2022.

2021 Ford GT Heritage EditionFotos: Ford / Divulgação

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

BMW do Brasil anuncia pré-venda dos novos X3 híbridos plug-in

Da Redação

P90374484_highRes_the-new-bmw-x3-xdrivA BMW está expandindo sua gama de veículos eletrificados no Brasil e confirmou, hoje, a chegada ao País de dois novos integrantes da família de utilitários esportivos X3: as novas versões plug-in híbridas X3 xDrive30e e X Line.

Ambos os modelos têm origem na planta do BMW Group em Spartanburg, Estados Unidos, e chegam ao País, em setembro, com preços de R$342,95 mil (xDrive 30e) e R$367,95 mil (versão X Line).

Os modelos já estão disponíveis para pré-venda em toda a rede de concessionários e também nos canais de venda da BMW no Instagram e Facebook.

De acordo com a BMW, os modelos são os únicos SUVs híbridos plug-in do mercado premium que contam com atualização remota e gratuita de software. Outros diferenciais são o carregador de celular sem fio (wireless charging), Android Auto e a preparação para Apple CarPlay, que transfere a interface do iPhone por meio de conexão sem fio.

P90374469_highRes_the-new-bmw-x3-xdriv(1)Destaque, também, para os assistentes de condução semiautônoma: o Driving Assistant permite a direção inteligente em situações como congestionamentos, trânsito lento ou viagens longas. Já o Parking Assistant dispõe de câmera de ré e sensores dianteiros e traseiros que medem os espaços para estacionar automaticamente.

Na versão X Line o sistema embarcado é o Driving Assistant Plus, que além de todos os recursos, oferece assistente para realização de manobras evasivas, assistente ativo de proteção contra colisão lateral, alerta de tráfego em cruzamentos em casos de visibilidade restrita e assistente auxiliar de troca de faixa.

Se o cliente preferir, pode optar, ainda, por adquirir o plano de manutenção programada, o BSI – BMW Service Inclusive – tendo melhor visibilidade de despesas e diminuindo o custo total de propriedade.

A bateria de íons de lítio de alta tensão do novo X3 híbrido permite uma mobilidade no modo puramente elétrico de até 55 km (ciclo NEDC) e até 46 km (ciclo WLTP). O consumo combinado de energia está entre 17,2 e 16,4 kWh a cada 100 quilômetros percorridos.

2020-bmw-x3-xdrive30e-phev-0O sistema de tração integral inteligente BMW xDrive distribui permanentemente o torque entre as rodas dianteiras e traseiras conforme necessário – mesmo ao dirigir exclusivamente com energia elétrica – para garantir esportividade na estrada e desempenho off-road superior em terrenos não pavimentados.

O cliente pode optar em dirigir da BMW com foco na tração traseira quando optando por dirigir somente com motor a gasolina e adaptado ao combustível nacional.

Os modelos também utilizam um motor a combustão 2.0, de quatro cilindros em linha, com 292 cv de potência combinada e torque combinado de 420 Nm. A lista de componentes traz auxiliares como controle de estabilidade e tração, além da segurança proporcionada por um kit de freios a disco ventilados com ABS.

A versão X Line é calçada com rodas de liga leve Y-Spoke 20 polegadas e pneus 245×45 na frente e 275×40 atrás. Já a xDrive30e utiliza modelos V-spoke 19 polegadas que rodam envoltas por pneus BMW Star com tecnologia Run-Flat que medem 245×50.

Dependendo da situação, o motor elétrico do novo BMW X3 xDrive30e pode ser usado para mobilidade exclusivamente elétrica ou para apoiar o motor de combustão.

bmw-x3-interieur

No modo max eDrive, que pode ser ativado por meio do botão eDrive no console central, o novo BMW X3 atinge uma velocidade máxima de 135 km/h com uma unidade de propulsão silenciosa e livre de emissões.

Já na configuração Auto eDrive, a direção totalmente elétrica é possível a velocidades de até 110 km/h. O motor de combustão só liga em velocidades mais altas ou quando há uma necessidade de aceleração particularmente elevada. Quando ambas as unidades de tração estão ativas, a eficiência é otimizada, assim como sua capacidade de aceleração.

Em aceleração, o desenvolvimento espontâneo de potência do motor elétrico é evidente, enquanto em velocidades constantes esta assistência elétrica reduz o consumo de combustível e a emissão de gases. O suporte proporcionado pelo motor elétrico de 109 cv garante que o motor a combustão possa funcionar com eficiência otimizada.

A configuração de Battery Control serve para manter o estado de carga da bateria de alta tensão em um nível pré-determinado pelo condutor. Desta forma, a fonte de alimentação elétrica pode ser reservada e utilizada de acordo com a necessidade do usuário, em trechos urbanos durante um deslocamento mais longo, por exemplo.

P90391943_highRes_the-new-bmw-x3-xdrivA bateria de íon-lítio do novo está localizada em uma posição que proporciona economia de espaço sob o banco traseiro, enquanto o tanque de combustível está posicionado acima do eixo traseiro.

Com 450 litros, o volume do porta-malas é ligeiramente inferior ao dos modelos movidos por um motor convencional (550 litros). Ao rebater o banco traseiro, o espaço de armazenamento pode ser aumentado para até 1.500 litros.

A bateria de alta tensão pode ser carregada em tomadas domésticas convencionais por intermédio da utilização de um cabo de carregamento padrão. Desta forma, a bateria pode ser totalmente carregada em menos de seis horas.

Já com uma BMW Wallbox de 22kW (incluso sem custo nos novos BMW X3), o mesmo processo de carregamento pode ser concluído em cerca de três horas e meia. A tomada de carregamento está localizada sob um compartimento na parede frontal esquerda do carro.

A energia elétrica armazenada na bateria de alta tensão também é usada para alimentar o sistema elétrico de 12 volts do veículo. A BMW é a única fabricante premium a oferecer uma rede inteligente de carregadores para carros elétricos e híbridos que fornece aos consumidores informações de forma simplificada para a tomada de decisões importantes de rota e deslocamento. As baterias de todos os BMW híbridos plug-in possuem seis anos de garantia.

P90374483_highRes_the-new-bmw-x3-xdrivAs duas versões híbridas do X3 contam com o Live Cockpit Professional, que disponibiliza duas telas – de 12,3 polegadas e o iDrive de 10,25 polegadas – além de interfaces e comandos acionados por meio de controle de voz.

O sistema de navegação com iDrive touch é outro recurso de destaque. O manuseio é feito por intermédio de uma tela de 10,25 polegadas touchscreen com HD de 32GB para armazenamento. O dispositivo permite apresentação de mapas em satélite e gráficos em 3D e conta com opção de gravação de listas de destino e rotas no GPS.

O pacote ConnectedDrive também se faz presente e inclui serviços exclusivos como BMW Teleservices, que informa a BMW quando algum reparo é necessário para que o concessionário contate o cliente; Chamada de Emergência que atende ao usuário em casos de emergência por meio de um botão ou em casos de colisão por chamamento automático; Serviços Online com portal de notícias, clima e aplicativos; além de integração com smartphones, informações de trânsito em tempo real e Serviços de Concierge, com suporte e informações aos clientes 24 horas por dia e 7 dias por semana.

P90374475_highRes_the-new-bmw-x3-xdrivNa versão X Line há, ainda, a tecnologia do head-up display que projeta no campo de visão do motorista todas as informações necessárias para o condutor não perder o foco no trânsito.

O novo BMW X3 traz novas funções de automatização de hábitos com base em inteligência artificial. Além do ajuste automático da temperatura interna e acionamento da ventilação, o sistema agora é capaz de aprender situações recorrentes em que a janela do motorista é aberta. Muito útil, por exemplo, ao se aproximar de uma cancela de um shopping para retirar o ticket de acesso ao estacionamento.

O teto solar elétrico panorâmico é um dos principais atrativos no visual de ambas as versões que chegam ao País em seis opções de cores: branco Alpino, preto Safira, prata Glacier, cinza Sophisto, branco Mineral e azul Phytonic. Na versão X Line, rack e moldura da janela têm acabamentos em alumínio satinado.

No interior, o X3 plug-in apresenta sistema de ar condicionado automático digital com controle de três zonas e aos bancos dianteiros esportivos com ajustes elétricos – e de lombar – para motorista e passageiro dianteiro. O banco traseiro é tripartido.

Volante esportivo em couro e tapetes em veludo são os outros requintes. Na versão X Line, o painel de instrumentos é revestido em Sensatec e há acabamentos em alumínio com detalhes em Pearl Chrome. Para o entretenimento e conforto dos ocupantes há disponibilidade de sistema de som surround Hi-Fi na versão de entrada e sistema assinado pela Harman Kardon na versão X Line.

BMW X3 SERIES xDRIVE 30e 2020 16Fotos: BMW Group / Divulgação

Para as duas versões a fabricante alemã reserva quatro opções de revestimento interno, todas elas em couro Vernasca: preto / preto; mocha / preto com costura mocha; oyster / preto e beige / preto.

BMW Service Inclusive (BSI) – Diferentemente dos planos de revisão convencionais, o plano de manutenção BMW Service Inclusive (BSI) é baseado na tecnologia Condition Based Service (CBS), um sistema de manutenção inteligente e exclusivo que monitora constantemente o estado dos componentes e lubrificantes dos veículos e informa o proprietário, por meio de alertas no painel do carro, sobre as manutenções necessárias, com antecedência de quatro semanas.

Ou seja, as manutenções dos veículos BMW são realizadas apenas quando há desgaste real de seus componentes, gerando menos custos e mais conforto e tranquilidade para o cliente.

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br