Hyundai Creta ganha nova versão

Da Redação

Hyundai Creta Smart Plus 1.6 AT_7A gama do Hyundai Creta continua passando por mudanças. Em maio deste ano, foi lançada a versão Action 1.6. Em julho, a gama ganhou a nova versão Limited, também com motor 1.6. Agora, a versão intermediária Smart Plus chega às concessionárias de todo o País com o preço de tabela de R$91,59 mil.

A nova configuração do modelo, produzido em Piracicaba (SP), substitui duas versões: a Smart (custava R$86,49 mil) e a Pulse Plus (custava R$94,99 mil).

 Ela sai de fábrica equipada com motor 1.6 de 130 cv, acoplado ao câmbio automático de seis velocidades.

Hyundai Creta Smart Plus 1.6 AT_9Entre os destaques do Creta Smart Plus estão rodas diamantadas de liga leve de 17 polegadas, faróis de neblina, luzes de condução diurna (DRL) em LED, volante revestido em couro, ar-condicionado automático e digital, central multimídia BlueMedia com 7 polegadas com Android AutoApple CarPlay e TV Digital, câmera de ré com linhas adaptativas, monitoramento de pressão dos pneus (TPMS) e exclusivos bancos revestidos parcialmente em material sintético que imita o couro.

No quesito segurança, fazem parte dos equipamentos de série: airbag duplo, controle de estabilidade (ESP), controle de tração (TCS), sinalização de frenagem de emergência (ESS), assistente de partida em rampa (HAC), piloto automático com controles no volante, sensores de estacionamento traseiros, vidros elétricos dianteiros e traseiros com função one-touch e antiesmagamento, sistema Isofix e abertura e fechamento dos vidros elétricos por meio da chave.

Para o Creta Smart Plus estão disponíveis cinco cores: preto Onix, branco Atlas, prata Sand, prata Brisk e cinza Silk.

Hyundai Creta Smart Plus 1.6 AT_12O consumidor interessado no Creta Smart Plus pode fechar negócio sem sair de casa pelo serviço digital para vendas remotas, o Hyundai Express. A ferramenta engloba todas as etapas da compra de um veículo.

Começa pela montagem do carro pela internet, passa pelo atendimento virtual de um vendedor via aplicativo de mensagens com vídeochamadas, e segue com agendamento de test-drive em domicílio.

Caso o cliente necessite, seu automóvel usado é avaliado de maneira on-line. Além disso, é possível fazer simulação de financiamento também remotamente. A experiência digital termina com a entrega do carro em casa com segurança e comodidade.

Hyundai Creta Smart Plus 1.6 ATFotos: Hyundai Motor Brasil / Divulgação

Prestige – A versão topo de linha do Creta, a Prestige, passa a ser comercializada como linha 2021 com preço sugerido de R$108,99 mil, ou seja, acréscimo de R$1 mil em relação ao preço divulgado em julho (matéria publicada pelo DC Auto no dia 8 de julho).

O modelo vai oferecer a Hyundai Key Band, chave presencial em forma de pulseira que desempenha as principais funções da smart key convencional, como item opcional por R$999,52.

Versões e Preços – Linha Creta 2021:

Creta Attitude 1.6 (manual) – R$75,99 mil

Creta Action 1.6 (automático) – R$79,99 mil

Creta Smart Plus 1.6 (automático) – R$91,59 mil

Creta Limited 1.6 (automático) – R$99,99 mil

Creta Prestige 2.0 (automático) – R$108,99 mil

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

Nissan Versa V-Drive manterá a atual geração em linha

Da Redação

V-Drive 1.6Versa V-Drive manterá a atual geração em linha (Foto: Cris Oliveira / Nissan / Divulgação)

A Nissan lançou, nessa semana, o sedan compacto Versa V-Drive, que é fabricado na sua planta de Resende (RJ). Com a chegada da nova geração do modelo, no último trimestre desse ano, a montadora fez essa alteração no nome para manter a versão atual no seu portfólio.

Como o novo modelo ocupará uma faixa de mercado mais cara, o V-Drive será a opção de entrada, mais em conta.

Novo-Nissan-Versa-2020 (5)Nova geração, mais cara, estreia no último trimestre (Foto: Nissan / Divulgação)

O Nissan Versa V-Drive, linha 2021, será encontrado nas mais de 180 revendas da marca em todo o País com o já conhecido motor 1.6 16V, de 111 cv, propulsor também fabricado em Resende.

Serão quatro versões: Drive 1.6 16V, com câmbio manual, e Special Edition 1.6 16V, Drive Plus 1.6 16V e Premium 1.6 16V equipadas com a transmissão CVT.

V-Drive 1.6Interior do Versa V-Drive (Foto: Cris Oliveira / Nissan / Divulgação)

Confira o que cada um traz de série e os preços:

1.6 16V (R$60,99 mil)

  • Transmissão Manual de 5 velocidades
  • Ar-condicionado
  • Acabamento de tecido nos bancos
  • Banco do motorista (Comfort Seat) rebatível e com ajuste de altura
  • Computador de bordo
  • Direção elétrica progressiva
  • Vidros traseiros e dianteiros com acionamento elétrico
  • Volante com regulagem de altura
  • Tomada de 12V integrada ao console central
  • Retrovisores externos com regulagem manual interna
  • Grade frontal com acabamento cromado
  • Rodas de aço aro15
  • Airbags para o motorista e passageiro
  • Freios ABS com controle eletrônico de frenagem (EBD) e assistência de frenagem (BA)
  • Trava elétrica com acionamento por controle remoto
  • Preparação para áudio
  • Antena de teto
  • Dois alto falantes
  • Abertura interna do porta malas

Special Edition 1.6 16V (R$68,69 mil)

Todos da 1.6 16V acrescidos de:

  • Câmbio CVT com função overdrive
  • Comandos de áudio e telefone no volante
  • Acabamento prata na manopla do câmbio
  • Painel de instrumentos Fine Vision
  • Central multimídia com rádio AM/FM, mp3 player, tela colorida de 6,75 polegadas, Apple CarPlay, Android Auto, função RDS, conector USB, auxiliar e Bluetooth.
  • Quatro alto falantes

Plus 1.6 16V (R$72,99 mil)

Todos da Special Edition 1.6 16V acrescidos de:

  • Para-sol com espelhos para o motorista e passageiro
  • Porta-malas com iluminação
  • Luzes de leitura para o motorista e passageiro dianteiro
  • Maçanetas externas na cor do veículo
  • Retrovisores elétricos rebatíveis na cor do veículo
  • Rodas de liga leve aro 15
  • Alças de segurança no teto para o passageiro frontal e passageiros traseiros
  • Bancos com revestimento premium*
  • Acabamento das portas dianteiras com revestimento premium*

Premium 1.6 16V (R$77,99 mil)

Todos da Plus 1.6 16V acrescidos de:

  • Ar-condicionado automático digital
  • Acabamento do volante com revestimento premium*
  • Aerofólio traseiro na cor do veículo
  • Maçanetas externas cromadas
  • Retrovisor externo com luzes indicadoras integradas
  • Rodas de liga-leve aro 16
  • Faróis de neblina com acabamento cromado
  • Limpador de para-brisa com controle intermitente ajustável
  • Câmera traseira com imagem integrada ao display do rádio
  • Central Multimídia Multi-App com rádio AM/FM, MP3 Player, display colorido de 7 polegadas, Apple CarPlay, Android Auto, função RDS, Loja Multi-App de aplicativos, conector USB, Bluetooth, conexão à internet através de Wi-fi.

*Couro e material sintético que imita o couro integrados

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

Caoa Chery apresenta o Tiggo 8, utilitário esportivo de sete lugares

Da Redação

Caoa_Chery_Tiggo8_0256A Caoa Chery apresentou, hoje, seu primeiro SUV de sete lugares para o mercado nacional. Produzido na fábrica de Anápolis (GO), o Tiggo 8 estará disponível nas concessionárias de todo o País, a partir da segunda quinzena de agosto, com preço de tabela de R$168,60 mil.

O preço especial de lançamento é R$156,90 mil e o Tiggo 8 será oferecido em versão única, TXS.

Alguns dos destaques do modelo são a capacidade para sete passageiros, o motor turbo com injeção direta e câmbio de sete velocidades com modos de condução Eco e Sport, alavanca tipo joystick, teto solar panorâmico elétrico, painel de instrumentos digital em LCD-TFT de 12,3 polegadas, multimídia com tela de 10,25 polegadas de alta resolução, banco do motorista com ajuste elétrico, carregador de celular por indução (wireless), ar-condicionado dual zone com saída para a segunda fileira de bancos, acabamento interno premium com luz de ambientação, faróis em full LED, lanternas traseiras em LED, acionamento remoto do ar-condicionado, compartimento central com refrigeração, câmera 360 graus, entre outros.

Caoa_Chery_Tiggo8_0246Externamente, alguns dos destaques são o conjunto óptico dianteiro totalmente em LED, o que inclui os faróis full LED e o sistema DRL (Daytime Running Light).Na traseira as lanternas também são em LED e há, ainda, luz de neblina integrada ao para-choque. Os retrovisores externos contam com indicadores de luzes direcionais em LED.

As rodas são de 18 polegadas e as caixas de roda têm acabamento em preto fosco, o que ajuda a realçar a robustez. Reforçam ainda esta característica o rack de teto e o spoiler traseiro.

O banco do motorista conta com regulagens elétricas para distância, profundidade e encosto. O volante multifuncional (com comandos do piloto automático, telefonia, voz e sistema de áudio) possui regulagens tanto de altura quanto de profundidade.

Caoa_Chery_Tiggo8_0254O Tiggo 8 em números: são 4,70 metros de comprimento; 1,86 metro de largura; 1,71 metro de altura e 2,71 metros de entre-eixos.

Com capacidade para sete passageiros, a configuração dos bancos é modular, o que traz uma série de possibilidades de uso: a terceira fileira de bancos, que fica embutida no piso quando rebatida, pode ser repartida em 50/50 e a segunda fileira em 60/40.

Com as três fileiras de bancos em uso a capacidade do porta-malas é de 193 litros. Com a terceira fileira de bancos rebaixada, sobe para 889 litros e, com a segunda fileira de bancos rebaixada, aumenta para 1.930 litros.

Caoa_Chery_Tiggo8_0014

No interior, um dos destaques é o painel de instrumentos digital em LCD-TFT de 12,3 polegadas. Além dos mostradores e indicadores como velocímetro e tacógrafo (indicados tanto em gráfico de barras quanto numericamente), nível de combustível e temperatura do motor e luzes-espia, possui animação digital de acordo com o modo de condução escolhido, sendo em azul para Eco e em vermelho para Sport.

O sistema multimídia, compatível com Apple CarPlay e espelhamento para Android Auto, tem tela touchscreen de 10,25 polegadas de alta resolução. Nela são exibidas, entre outras, as imagens da câmera 360 graus, que possibilita visão tridimensional completa ao redor do veículo do ponto de vista superior, e da câmera de ré com guias dinâmicas de direção, que trabalha em conjunto com o sensor de estacionamento traseiro.

Pelo sistema multimídia ainda é possível controlar e configurar diversas funções do veículo como apps, telefonia via bluetooth, sistema de áudio, manual do multimídia digital, ajuste do ângulo de abertura do porta-malas (permite ajuste de 50% a 100% de abertura), luz de ambientação interna (que pode variar de cores, são sete opções, ou acompanhar o ritmo de uma música que estiver sendo executada), entre outros.

Caoa_Chery_Tiggo8_0004

No console central há uma terceira tela touchscreen, de 8 polegadas, destinada aos controles do ar-condicionado, do tipo dual zone que conta com saídas para a segunda fileira de bancos.

O console central abriga, ao lado da alavanca de câmbio, um sistema de carregamento de celular por indução. Já o compartimento central, além de funcionar como apoio de braço, possui interior refrigerado. A partida é do tipo Keyless, sem chave, por botão.

O sistema Keyless também está conectado ao porta-malas, de abertura elétrica. Esta função é especialmente útil quando as mãos estão ocupadas por compras ou outros volumes. Basta posicionar-se com a chave no bolso próximo à tampa traseira por cerca de três segundos e dar um passo para trás: a tampa do porta-malas se abrirá eletricamente.

Da ampla lista de itens de conforto e conveniência disponíveis pode-se destacar, ainda, direção elétrica, sistema de áudio com oito alto-falantes, acendimento automático dos faróis, piloto automático (Cruise Control), retrovisores externos dotados de sistema antiembaçante, além de ajuste e rebatimento elétricos, faróis com ajuste elétrico de altura, sensor de estacionamento dianteiro e traseiro, entradas USB disponíveis para os ocupantes da primeira e da segunda fileira de bancos, apoio de braço para a primeira e a segunda fileira de bancos e porta-copos disponíveis para as três fileiras de bancos.

O utilitário esportivo é equipado com seis airbags (dois frontais, dois laterais e dois de cortina), sistemas eletrônicos de controle de tração (TCS) e de estabilidade (ESP), sistema de monitoramento de ponto cego (BSD) com aviso sonoro e visual no painel de instrumentos e nos espelhos retrovisores externos, assistente de partida em rampa (HHC), controle eletrônico de descida (HDC), freio de estacionamento eletrônico (EPB) e função Auto Hold, além de sistema de monitoramento da pressão dos pneus (TPMS) com aviso sonoro e alerta visual tanto para pressão baixa quanto temperatura elevada dos pneus.

Caoa_Chery_Tiggo8_0257O sistema de freios é a disco nas quatro rodas (ventilados na dianteira e sólidos na traseira), que atuam conjuntamente com ABS e EBD (distribuição eletrônica de frenagem). Complementando o pacote de segurança há, ainda, o BOS (smart pedal), sistema que desacelera o veículo quando os pedais do acelerador e freio são pressionados ao mesmo tempo, o que sinaliza uma situação de emergência, o BAS, sistema de assistência à frenagem, que maximiza a atuação do ABS, e o ESS, sistema de alerta de frenagem de emergência, que pisca as luzes de freio para sinalizar aos motoristas que vêm atrás que está ocorrendo uma frenagem brusca.

Todos os assentos, inclusive o central da segunda fileira de bancos, contam com cinto de segurança de três pontos. O Tiggo 8 oferece o sistema ISsofix de fixação de cadeirinhas para transporte de crianças.

O Tiggo 8 marca a estreia no Brasil o motor de terceira geração Acteco 1.6 Turbo GDI com injeção direta, movido a gasolina, quatro cilindros, 16 válvulas, equipado com intercooler e sincronismo variável de válvulas (VVT).

Caoa_Chery_Tiggo8_0274Sua potência máxima é de 187 cv a 5.500 RPM e o torque máximo de 28 kgfm de 2.000 a 4.000 RPM. O câmbio possui sete velocidades, com alavanca tipo joystick e opção de trocas manuais.

Caoa_Chery_Tiggo8_0194Fotos: Caoa Chery / Divulgação

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

Jeep Compass alcança importante marca

Da Redação

Compass_S_0001Foto: FCA – Fiat Chrysler Automóveis / Divulgação

A Fiat Chrysler Automóveis (FCA) informou hoje que, com quase 4 anos de mercado (foi lançado em outubro de 2016), o Jeep Compass alcançou a marca de mais de 200 mil unidades emplacadas no Brasil.

Além disso, o modelo é líder do segmento nos acumulados dos últimos 3 anos e vende mais do que todos os concorrentes diretos somados.

“O Compass representa a união de design, sofisticação e tecnologia ao espírito Jeep. Ele chegou para ditar um novo rumo para a categoria dos SUVs médios com um projeto de classe mundial e foi o que fez. Seus resultados, juntamente ao êxito do Jeep Renegade, consolidaram a marca no Brasil e garantiram não só um ótimo desempenho no mercado nacional, mas também destaque global, com melhor percentual de participação da Jeep no segmento de SUVs entre todos os países”, comentou Alexandre Aquino, gerente sênior do Brand Jeep para a América Latina.

O Compass é fabricado no Polo Automotivo de Goiana (Pernambuco), que conta com a mais moderna fábrica da FCA no mundo, de acordo com a montadora, e logo começou a ser produzido em mais outros quatro países (México, China, Índia e Itália) para ter alcance global.

O Jeep Compass está disponível nas seguintes versões: Sport 2.0 Flex AT6; Longitude 2.0 Flex AT6; Limited 2.0 Flex AT6; Longitude 2.0 Diesel AT9 4X4; Limited 2.0 Diesel AT9 4X4; Trailhawk 2.0 Diesel AT9 4×4 e Série S 2.0 Diesel AT9 4×4.

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

BMW X6 M tem o preço confirmado

José Oswaldo Costa*

2020-bmw-x6-m-competitionNa matéria que publicamos no último dia 27 de julho, informamos que a BMW havia confirmado que o modelo X6 M seria vendido no Brasil a partir de setembro.

Entretanto, naquela data, a montadora bávara não havia informado o preço. Hoje, com o lançamento oficial, ela divulgou que o BMW X6 M terá o preço de R$890, 95 mil.

O novo BMW X6 M, que estreia em solo nacional no mês de setembro, é produzido em Spartanburg, Carolina do Sul, nos Estados Unidos.

O pack tecnológico embarcado no novo X6 M é capitaneado pela possibilidade de atualização remota e gratuita de software. Destaque, também, para o assistente de condução autônoma Driving Assistant na versão Professional, que permite a direção inteligente em situações como congestionamentos, trânsito lento ou viagens longas.

Outro recurso assistente, o Parking Assistant Plus, mede os espaços para estacionar automaticamente por intermédio de câmeras e sensores, e realiza as manobras com máxima precisão, com economia de tempo e maior conforto ao condutor.

P90369203-highResO BMW X6 M também conta com o Night Vision para reconhecimento de pedestres. A tecnologia é capaz de identificar pedestres e animais com antecedência e auxilia o condutor a identificar algum objeto na pista em situações de pouca visibilidade.

Outros diferenciais tecnológicos do BMW X6 M são o Live Cockpit Professional, sistema auxiliar de condução capaz de executar inúmeras funções no veículo por intermédio de comandos por voz, e o Intelligent Personal Assistant, dispositivo de inteligência artificial ativado pela voz do usuário por meio da frase “Olá, BMW” – ou qualquer outra que o usuário opte por programar. O sistema é capaz de aprender os hábitos do motorista e adaptar suas funções, como por exemplo, ligar automaticamente o aquecimento dos bancos em certa temperatura.

Entre os demais diferenciais estão: chamada de emergência inteligente; BMW Teleservices; serviços Connected Drive (BMW Online, englobando portal de notícias, clima e aplicativos); serviços remotos (permite a utilização de algumas funcionalidades do veículo por meio de smartphones Android e iOS); preparação para Apple CarPlay; informações de trânsito em tempo real e Concierge, serviço de suporte e informações para o cliente 24 horas por dia e sete dias por semana.

Outro recurso, o Head-Up Display colorido, possibilita a projeção de todas as informações necessárias para o condutor em seu campo de visão, a fim de que não se perca o foco no trânsito. As informações apresentadas variam desde rotas do sistema de navegação até avisos de Driving Assistant e velocidade do veículo.

Como informamos em julho, o BMW X6 M chega equipado com um propulsor 4.4 V8, movido a gasolina, com potência de 600 cv e 750 Nm de torque entre 1.800 rpm e 5.860 rpm.

1044108Fotos: BMW Group / Divulgação

O câmbio é automático de oito velocidades e a tração é integral. Esse conjunto é capaz de romper em 3,8 segundos a barreira dos 100 km/h partindo da inércia e a velocidade máxima é de 290 km/h, segundo a BMW.

O modelo calça rodas M Star Spoke de 21 polegadas na dianteira e 22 polegadas na traseira, envoltas por pneus 295×35 e 315×30, respectivamente. Para frear são usados freios a disco ventilado com ABS.

A esportividade é reforçada por meio do pacote M Sport – que assina tanto o diferencial quanto o sistema exaustor, com sonoridade singular – e o condutor ainda tem a possibilidade de escolher entre dois modos de pilotagem M Drive (M1 e M2), que permitem uma configuração personalizada a partir de ajustes específicos do motor, direção, transmissão e controle de estabilidade.

Em termos de segurança, o BMW X6 M vem equipado com airbags frontais, dianteiros laterais e de cortina; controles de estabilidade e tração e monitoramento da pressão dos pneus.

*com informações da BMW

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

 

 

Ford apresenta o SUV médio Territory

José Oswaldo Costa

ford-territory-20214Que os utilitários esportivos (SUV) tomaram conta do mercado mundial, já não é novidade. Isso se reflete nos números. Em 2014, esses modelos detinham 20,8% de participação nas vendas mundiais. Em 2019, o número pulou para 34%.

No América do Sul ocorre o mesmo fenômeno. Se em 2014 os SUVs detinham apenas 11,4% dos emplacamentos, a participação subiu para 23,6% no ano passado.

De olho em aumentar sua fatia neste segmento, a Ford apresentou, hoje, o SUV médio Territory. A  pré-venda se inicia hoje e os 250 primeiros compradores da versão topo de linha Titanium terão vantagens como as três primeiras revisões grátis e um ano de seguro pago, entre outros benefícios.

ford-territory-2021-5O Territory chega ao Brasil importado da China, produzido na planta de Xiaolan. Na apresentação, houve questionamento quanto à possibilidade do brasileiro ser preconceituoso e pouco receptivo em relação à procedência asiática.

A resposta foi interessante e mostra o quanto a marca confia na percepção que o público tem dela. Segundo a diretoria presente, eles não acreditam que isso seja um desafio. “Ninguém está preocupado, por exemplo, se o iPhone é feito na China, pois o cliente confia na marca Apple”, disse um diretor.

Dessa forma, eles entendem que os clientes confiam na marca Ford e nos produtos desenvolvidos por ela. O país onde o carro é fabricado, não é problema.

ford-territory-202119Segundo a Ford, para se adequar ao mercado sul americano, o modelo passou por 10 mil horas de testes e avaliações e rodou mais de 103 mil quilômetros.

Para suportar as péssimas condições de nossas ruas e estradas, o Territory “nacional” recebeu modificações nas buchas da suspensão e nos amortecedores, além de receber um pneu específico para o mercado local (mais silencioso ao rodar).

A suspensão dianteira é do tipo McPherson e, a traseira, multilink. Os freios são a disco nas quatro rodas e contam com ABS e EBD.

ford-territory-2021-24Durante a apresentação online do modelo, ficou claro que, para a Ford, seus grandes concorrentes são o Jeep Compass e o Volkswagen Tiguan. Interessante que ela não pretende brigar com eles pelo mercado das versões topo de linha. O embate se dará nas versões intermediárias.

Para isso, o Ford Territory contará com duas versões: SEL (R$165,90 mil) e Titanium (R$187,90 mil). Nenhuma delas conta com opcionais.

As duas chegam ao mercado nacional com a mesma opção de powertrain: motor 1.5 turbo EcoBoost (gasolina) e câmbio automático do tipo CVT que simula 8 marchas (trocas manuais através da alavanca).

Territoy_Interior (4)O motor, com comando de válvulas variável acionado por corrente, é capaz de render 150 cv de potência e 22,9 kgfm de torque. Será a primeira vez que esse powertrain será vendido no Brasil. De acordo com a Ford, o conjunto leva o Territory aos 180 km/h de velocidade máxima e faz com que o SUV saia da imobilidade e atinja os 100 km/h em 11,8 segundos.

Foi perguntado, durante a apresentação, se a Ford pretendia trazer uma versão equipada com motor 2.0 EcoBoost e tração 4×4. A explicação foi que, justamente pelo objetivo de brigar nas versões intermediárias do mercado, não há o interesse em trazer essa que seria uma versão topo de linha e, portanto, bem mais cara.

Além disso, informou que o SUV tem foco no uso urbano, o que dispensa a necessidade da tração 4×4. Mesmo assim, a diretoria da Ford fez questão de ressaltar a experiência da marca com esse tipo de veículo e que, portanto, ele é capaz, nas configurações vendidas aqui, de suportar estradas de terra para sítios e fazendas, por exemplo.

Ford Territory em números: comprimento – 4,58 metros; largura (com espelhos retrovisores) – 2,18 metros; altura – 1,67 metro e distância entre-eixos – 2,72 metros.

O porta-malas tem capacidade que varia entre 348 e 420 litros, se for retirado o porta-pacotes. Com os bancos traseiros rebatidos, ela é ampliada para 1.120 litros.O tanque tem capacidade para 52 litros.

Itens de Série:

Territory SEL – teto solar panorâmico, faróis, luzes diurnas (DRL) e lanternas em LED, faróis de neblina, ar-condicionado automático digital de duas zonas com saída para o banco traseiro, volante revestido em couro, seis airbags (frontais, laterais e do tipo cortina), controles eletrônicos de estabilidade (ESC) e tração (TCS), assistente de partida em rampas (HLA), monitoramento da pressão dos pneus, retrovisor interno eletrocrômico, sistema Isofix para fixação de cadeirinhas infantis, sensor de estacionamento traseiro, câmera de ré, piloto automático, chave com sensor de presença e partida por botão, computador de bordo, sistema multimídia SYNC Touch com tela sensível ao toque de 10,1 polegadas, conectividade sem fio com Apple CarPlay, conectividade por cabo com Android Auto e Apple CarPlay, 4 entradas USB (1 para transferência de arquivos + 3 para recarga), seis alto-falantes e rodas de 17 polegadas (pneus 235/55 R17),entre outros.

AnyConv.com__ford_territory_interior-4Territory Titanium – apresenta todos os itens da versão SEL acrescidos de: luzes de aproximação nos retrovisores, retrovisores com rebatimento elétrico, maçanetas cromadas, bancos com revestimento parcialmente em couro na cor bege, bancos dianteiros com aquecimento e resfriamento, luz ambiente configurável com 7 opções de cores, banco do motorista com ajuste elétrico para 10 posições, sistema de alerta de colisão e frenagem autônoma, sistema de monitoramento de ponto cego (Blis), alerta de mudança de faixa, câmera de 360º com visualização panorâmica, piloto automático adaptativo, quadro de instrumentos digital personalizável com tela HD de 10 polegadas, sistema de estacionamento automático, sensor de estacionamento dianteiro, carregador de celular por indução, sensores crepuscular e de chuva, oito alto-falantes e rodas de 18 polegadas (pneus 235/50 R18), entre outros.

O novo SUV médio da Ford chega ao mercado brasileiro com seis opções de cores: vermelho Vermont, azul Santorini, preto Toronto, prata Maiorca, marrom Roma e branco Bariloche.

5b239fec-0ccb-4b12-a3ba-9cc6222e3472_1365x1024

ford-territory-externas-13_1280x853Fotos: Ford / Divulgação

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

T-Cross 2021 ganha sistema multimídia VW Play em todas as versões

Da Redação

62bba09c-ea29-466f-bc1f-f12b14f88bd5Em sua linha 2021, lançada hoje, o Vokswagen T-Cross passa a contar, em todas as versões, com o sistema multimídia VW Play, apresentado com o Nivus.

O sistema traz tela sensível ao toque de 10,1 polegadas de alta resolução (HD+), anti-riscos e somente com botões virtuais.

Entre seus inúmeros recursos, destaque para a conexão de internet via smartphone do motorista, permitindo o usuário baixar na própria central diversos aplicativos, como iFood (delivery), Deezer (música), Estapar (estacionamento), Porto Seguro (seguro), Waze (navegador), Ubook (audiobook), entre outros, a partir da loja virtual VW Play Apps.

Para isso, conta com um HD interno com capacidade de 10 GB, que permite armazenar centenas de mapas do Waze e milhares de músicas, por exemplo. A central conta, também, com o Manual Cognitivo e o app Meu VW, que possibilita desde esclarecer dúvidas referente ao veículo, caso uma luz-espia acenda no painel, por exemplo, até o agendamento de uma revisão periódica na concessionária.

e3f8e587-dea6-40be-89b2-f63a8addc1e5Desde a configuração 200 TSI com transmissão manual, o modelo traz de fábrica 6 airbags (2 frontais, 2 laterais nos bancos dianteiros e 2 de cortina), controles eletrônicos de tração (ASR) e estabilidade (ESC), bloqueio eletrônico do diferencial (XDS+), auxílio de partida em rampa (Hill Hold Control), ar-condicionado, espelhos retrovisores externos com ajuste elétrico e função Tilt Down do lado direito, direção elétrica, lanternas em LED, faróis de neblina com função Cornering Light, luz de condução diurna (DRL) em LED, rodas em liga leve de 16 polegadas, sensor de estacionamento traseiro, volante multifuncional, vidros elétricos nas quatro portas, sistema Isofix e top tether, entre outros.

Além da central multimídia VW Play, a versão 200 TSI do SUV compacto passa a contar, também de série, a partir da linha 2021, com entrada USB no console central, indicador de controle da pressão dos pneus (RKA), regulagem de altura dos faróis e o Sistema de Frenagem Automática Pós-Colisão (Post Collision Brake), que reconhece o primeiro impacto (frontal), aciona automaticamente o sistema de freios e evita colisões sequenciais.

Câmera de ré, sensores de estacionamento dianteiros e 2 alto-falantes extras (totalizando 6) estão à disposição como opcionais no pacote Interactive III.

Já a versão 200 TSI com transmissão automática ganha a mais, em relação à manual, o controlador da velocidade de cruzeiro, a saída do ar-condicionado para os ocupantes do banco traseiro, duas saídas USB para recarga de smartphones também para os passageiros que viajam atrás, volante multifuncional revestido em couro com paddle shift, descansa braço central com porta-objetos e 2 alto-falantes dianteiros adicionais.

5b055ecb7589eb237465441947daa997Assim como a configuração manual, conta somente com um pacote de opcionais, o Interactive IV, que contempla câmera de ré, sensores de estacionamento dianteiros, espelhos retrovisores externos eletronicamente rebatíveis e, como novidade da linha 2021, rodas em liga leve de 17 polegadas diamantadas com parte interna na cor preta (pneus 205/55 R17).

A partir da Comfortline 200 TSI, o utilitário passa a contar, de fábrica, com ar-condicionado com controle digital de temperatura Climatronic, câmera de ré, porta-malas com sistema de ajuste variável de espaço (s.a.v.e.), sensor dianteiro de estacionamento (além do traseiro), espelhos retrovisores externos com rebatimento automático, iluminação ambiente em LED e sistema Kessy, que permite acesso ao veículo sem o uso da chave e botão para partida do motor.

Entre as novidades da configuração para linha 2021 estão as rodas em liga leve de 17 polegadas diamantadas com parte interna na cor preta e o sistema Detector de Fadiga do motorista, que analisa uma série de parâmetros e identifica se o condutor está cansado, sugerindo, por meio de um alerta visual e sonoro no painel de instrumentos, um pit-stop para despertar e depois continuar viagem.

A versão Comfortline é equipada com o painel de instrumentos Active Info Display, com tela de 10,25 polegadas 100% digital e configurável. O painel digital, juntamente com a central multimídia, cria uma “ilha” digital, proporcionando experiência especial em conectividade com muita qualidade e de forma intuitiva.

Como opcionais para a versão Comfortline estão disponíveis o teto solar panorâmico Sky View, espelho retrovisor interno eletrocrômico, bancos revestidos parcialmente em material sintético que imita o couro, entre outros.

Para a versão topo de linha, a Highline 250 TSI, além de todos os itens da Comfortline, ela agrega itens como moldura cromada nos faróis de neblina, frisos cromados na região inferior dos vidros laterais, rack de teto, bancos revestidos parcialmente em material sintético que imita o couro, espelho retrovisor interno eletrocrômico, pedaleira esportiva com acabamento em alumínio, sensores de chuva e crepuscular, e sistema start-stop, que desliga e liga o motor automaticamente quando o T-Cross para em semáforo, por exemplo, gerando maior economia de combustível.

A configuração Highline conta com alguns opcionais exclusivos. A começar pelo sistema de som premium Beats, com subwoofer, e faróis Full LED com iluminação diurna (DRL) em LED também integrada.

Destaque para a tecnologia do Park Assist 3.0 (assistente de estacionamento), que permite o estacionamento autônomo em vagas paralelas e transversais – e agora com a função de freio de manobra. O teto solar Sky View também é opcional, assim como na Comfortline.

89ed01b5-0806-4432-8038-e909385a11aaO motor 250 TSI Total Flex equipa exclusivamente a opção topo de linha Highline. Com quatro cilindros injeção direta de combustível e turbo alimentado, este propulsor 1.4 turbo entrega 150 cv de potência máxima e 25,5 kgfm de torque, disponível já a partir de apenas 1.500 rpm. A transmissão é automática de seis (6) marchas.

Em números, de acordo com a VW, o T-Cross com motor este motor acelera de 0 a 100 km/h em 8,7 segundos e a velocidade máxima é de 198 km/h, tanto com etanol quanto com gasolina.

Os números de consumo, de acordo com medições realizadas pelo Inmetro, são: 11 km/l na cidade e 13,2 km/l na estrada, quando abastecido com gasolina.

Nas configurações com motor 200 TSI, o modelo conta com um motor 1.0 turbo com três cilindros e injeção direta de combustível. Ele produz 116/128 cv de potência (gasolina/etanol) e 20,4 kgfm de torque entre 2.000 e 3.000 rpm. Para este motor, são duas opções de transmissão: manual e automática, ambas de seis (6) velocidades.

27a917cc8d9047384825eb22dd33b298As versões Comfortline e Highline são equipadas com o recurso Seletor do Perfil de Condução, gerenciado na tela do VW Play.

Por meio de um botão ao lado da manopla do câmbio, o motorista escolhe a experiência de direção entre os modos Eco, Sport, Normal e Individual. O sistema atua no gerenciamento do motor, do ar-condicionado, da transmissão, entre outros parâmetros.

O T-Cross tem 4,20 metros de comprimento; 1,76 metro de largura (sem os espelhos retrovisores); 1,57 metro de altura e distância entre-eixos de 2,65 metros. O porta-malas tem capacidade para 373 litros, porém, com o recurso que ajusta a inclinação do encosto do banco traseiro, este número salta para 420 litros.

Versões e preços:

T-Cross 200 TSI Manual – R$91,66 mil (*aumento de R$960)

T-Cross 200 TSI Automático – R$99,09 mil (*aumento de R$2,50 mil)

T-Cross Comfortline 200 TSI – R$112,12 mil (*aumento de R$1,83 mil)

T-Cross Highline 250 TSI – R$120,60 mil (*aumento de R$1,91 mil)

*aumento em relação aos preços praticados na linha 2020

Para fins de comparação, o “irmão” Nivus, que conta somente com a motorização 200 TSI, na versão Comfortline tem o preço de R$85, 89 mil e, na Highline, R$98,29 mil.

7afb9863d334f0e9cd0c5ae9798a7c20Fotos: Pedro Danthas / Volkswagen / Divulgação

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

Lexus UX 250h chega às concessionárias brasileiras com mais segurança

Da Redação

ux_250hA Lexus do Brasil anunciou mudanças em seu primeiro crossover compacto de luxo, o UX 250h. O modelo híbrido chega ao mercado nacional equipado com o Lexus Safety System, composto por itens que garantem mais segurança ao motorista e demais ocupantes. Outra novidade é a incorporação dos sistemas Apple CarPlay e Android Auto.

Com motorização exclusivamente híbrida, seguindo a estratégia da Lexus de contar com um portfólio totalmente híbrido no País, o UX 250h é o primeiro Lexus desenvolvido sobre a nova plataforma de Arquitetura Global Compacta (GA-C: Global Arquitecture – Compact).

Uma estrutura leve, porém, super-rígida, com baixo centro de gravidade e um ajuste refinado da suspensão, proporcionando ao UX agilidade e conforto ao dirigir.

O modelo está disponível na rede de concessionárias Lexus de todo o País nas versões Dynamic e Luxury por R$233,99 mil e R$266,99 mil, respectivamente.

ux_250h_3O Lexus UX 250h conta com os sistemas Android Auto e Apple CarPlay em todas as versões. Com interface simples e intuitiva, é possível espelhar os principais aplicativos de um smartphone e utilizá-los no painel do veículo.

Entre eles estão Google Maps, Waze, Spotify, Apple Music, WhatsApp, além das funções de ligação e mensagens de texto originais de cada sistema.

Além disso, o modelo conta, agora, com o Lexus Safety System (LSS), o pacote de segurança ativa da marca. A versão Dynamic é equipada com cinco sistemas:

  • Controle de Cruzeiro Adaptativo (ACC): utiliza lasers, radar, câmeras ou uma combinação desses sistemas para manter uma distância constante e segura em relação ao carro da frente. O sistema ainda diminui ou aumenta automaticamente a velocidade (acima de 40 km/h) de acordo com o tráfego;
  • Assistente de Manutenção de Faixa (LDA): sistema entra automaticamente em ação e avisa o motorista com sinal sonoro ou vibração no volante para corrigir o curso sempre que ultrapassar as marcações da pista;
  • Sistema de Colisão Frontal (Pre-Crash System): suporte na prevenção de colisão e danos por meio de alertas sonoros. Se necessário, ativa automaticamente o sistema de frenagem (acima de 20 km/h);
  • Farol alto automático (AHB): acende e apaga os faróis do veículo para evitar o ofuscamento do motorista da frente e da mão contrária, ajudando a garantir visibilidade ideal durante a condução noturna;
  • Alerta de Tráfego Traseiro: dispositivo que emite aviso sonoro, informando o motorista sobre a presença de tráfego na traseira do veículo.

Já a versão Luxury, além desses itens, será equipada com mais um dispositivo de segurança:

  • Sistema de Identificação de Ponto Cego: monitor de ponto cego que identifica veículos que estão fora do campo de visão do motorista e emite alertas por meio de um aviso no retrovisor externo do veículo.

unnamed(5)O sistema Lexus Hybrid Drive conta com 184 cv de potência combinada. Este sistema híbrido combina um propulsor a gasolina de quatro cilindros 2.0 acoplado a um motor elétrico em um transeixo híbrido de nova geração mais compacto, mais leve e com menos atrito interno do que os sistemas híbridos anteriores da Lexus.

Todas as versões contam, também, com os modos de condução Normal, ECO, para priorizar a economia de combustível e Sport, para uma condução mais esportiva e ágil. O UX 250h está disponível com tração dianteira.

Toda a linha do UX 250h é equipada com rodas de liga leve de 18 polegadas calçadas com pneus 225/50 R18.

Em todas as versões, o UX oferece bancos dianteiros com ajuste elétrico de 10 modos para o banco do motorista e oito para o passageiro dianteiro, além de sistema de aquecimento.

Lexus-UX-Brasil (6)A versão Luxury ainda apresenta sistema de ar-condicionado nos bancos dianteiros e memória para três perfis de condutores. As almofadas do assento dianteiro usam molas e espuma especialmente projetadas para envolver os ocupantes enquanto dispersam a pressão de maneira uniforme sob a região ciática do ocupante.

O Lexus UX 250h é equipado com tela de LCD para o sistema multimídia exclusivo da marca com 10,3 polegadas para a versão Luxury e 7 polegadas para a Dynamic.

O sistema multimídia é compatível com TV digital (na versão Luxury), rádio AM/FM, DVD player, CD-R/RW, MP3, WMA, sistema bluetooth com microfone e amplificador. A câmera de ré com linhas guias foi mantida na versão Dynamic, enquanto a Luxury tem câmera 360°.

As duas versões ainda contemplam sistema de ar-condicionado dual zone digital, Smart Entry System e acionamento do motor por meio de botão.

UX250H_CGI_Interior_34_low_jpg_2018 Geneva MSNa versão Dynamic, o retrovisor interno é eletrocrômico e os espelhos externos contam com regulagem elétrica, rebatimento automático, sistema de aquecimento e indicadores de direção. As funções antiofuscante e tilt down estão disponíveis apenas na versão Luxury.

As cores disponíveis para o UX 250h são: branco Sônico, cinza Mercúrio, cinza Titânio, prata Platinum, preto Grafite e laranja Terra.

Já as cores internas são preta, para a versão Dynamic, e bege ou preta e caramelo dual tone na Luxury.

ux_250h_4

ux_250h_2Fotos: Lexus / Divulgação

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

 

Transações de veículos usados crescem mais de 53% em julho, mas caem quase 31% no acumulado

Da Redação

As transações de veículos usados, considerando todos os segmentos automotivos somados (automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas, implementos rodoviários e outros veículos), apresentaram crescimento de 53,07% em julho, na comparação com o mês anterior, totalizando 1.139.805 unidades, contra 744.642 em junho.

Os dados são da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

“O mercado esteve bastante ativo no mês passado, ainda que tenhamos tido dois dias úteis a mais em julho (23 dias), em relação a junho (21 dias). Observamos a regularização de parte das transferências de titularidade, que estavam paradas nos DETRANs, o que contribuiu para o aumento de volume de transações este mês”, destacou o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Jr.

Apesar da melhora, os números ainda apontam retração de 14,42% na comparação com julho de 2019, quando foram transacionadas 1.331.788 unidades.

Entre janeiro e julho de 2020, o mercado de veículos usados apresentou queda de 30,81% sobre o mesmo período de 2019.

Transferências de automóveis e comerciais leves – As transferências de automóveis e comerciais leves usados apresentaram alta de 52,6% em julho, na comparação com o mês anterior, somando 834.033 unidades, contra 546.538 em junho.

Na comparação com julho de 2019, houve queda de 17,29%. No acumulado de 2020, a retração foi de 31,81% sobre o mesmo período de 2019.

“O mercado está se ajustando, tanto para veículos novos como para usados. Um fator que também contribuiu para o resultado foi a melhora na oferta de crédito, para veículos usados”, explicou Assumpção Jr.

Do total de automóveis e comerciais leves transacionados, os modelos entre 1 a 3 anos de fabricação representaram 13,98% do total negociado em julho, e 12,23% no acumulado do ano.

unnamed3

Tabela: Fenabrave

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

Emplacamentos de veículos registram alta de 43,61% em julho

Da Redação

De acordo com dados divulgados pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), hoje, as vendas de veículos, considerando todos os segmentos somados (automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas, implementos rodoviários e outros) registraram crescimento de 43,61% em julho, na comparação com junho deste ano.

Foram emplacadas 279.103 unidades, em julho, contra 194.345 no mês anterior. Se comparado com julho de 2019 (349.408 unidades), a retração do setor foi de 20,12%.

No acumulado de janeiro a julho/2020, os 1.504.731 veículos emplacados representam queda de 33,67% sobre o mesmo período de 2019, quando foram emplacadas 2.268.385 unidades.

Para o Presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Jr., o mês de julho pode ser uma mostra de que o mercado começa a se adaptar à nova realidade. “Independentemente de termos tido dois dias úteis a mais em julho (23) em relação a junho (21), podemos observar que o mercado vem, gradativamente, se ajustando ao ‘novo normal’ e o índice de confiança começa a melhorar, principalmente, quando vemos uma retração menor do que a esperada nos números de desemprego e melhores níveis de aprovação cadastral para financiamento de veículos”, destacou Assumpção Júnior.

Se considerado o setor em geral, o mês de julho está na 14ª posição do ranking histórico (entre todos os meses de julho) e o acumulado está na 16ª colocação histórica, na somatória dos meses de janeiro a julho.

Automóveis e Comerciais Leves – O segmento de automóveis e comerciais leves apresentou alta de 32,84%, em julho sobre junho/2020, com 163.083 unidades emplacadas, contra as 122.765 no mês anterior.

Sobre o mesmo período de 2019, a baixa registrada foi de 29,77%, quando foram emplacadas 232.203 unidades. No acumulado de janeiro a julho, sobre o mesmo período de 2019, o resultado aponta retração de 37,45%, totalizando 926.337 unidades.

Na avaliação do presidente da Fenabrave, com a abertura da maior parte das concessionárias do País, em julho, mesmo com horário de atendimento reduzido, em algumas cidades, o segmento de automóveis e comerciais leves reagiu positivamente.

“O mercado reagiu de acordo com as nossas expectativas, confirmando as nossas projeções. Vários foram os fatores que contribuíram para essa melhora, dentre eles, se destacam a aprovação de crédito, que atualmente, é de quase sete aprovações para cada 10 fichas cadastrais enviadas aos bancos, além do aumento da passagem de loja, que subiu de 20%, em abril, para mais de 60% do que estava antes da pandemia”, explicou Alarico Assumpção Jr

“O próprio isolamento social, provocado pela pandemia, tem feito os consumidores voltarem a procurar por carros próprios, evitando, assim, aglomerações nos transportes coletivos”, complementou Assumpção Júnior.

Caminhões – Com a maior procura por modelos pesados e extra-pesados, para transporte de grãos e outros produtos, assim como modelos urbanos para trafegar pelas cidades durante a pandemia, os emplacamentos de caminhões cresceram 8,69% em julho (9.522 unidades) sobre junho/2020 (8.761 unidades). Também comparado a julho de 2019 (9.000 unidades), houve aumento de 5,8% na comercialização de caminhões.

Já no acumulado de janeiro a julho, os resultados de 2020 (47.148 unidades) ainda ficaram 15,6% abaixo dos registrados em 2019 (55.865 unidades).

“Essa queda se deve, na verdade, à redução na produção das montadoras que, se estivesse normalizada, poderia atender à demanda que temos tido. Hoje, já temos pedidos para outubro”, comemorou Alarico Assumpção Júnior.

Ônibus – Devido ao programa Caminho da Escola, a comercialização de ônibus foi acelerada em julho, totalizando 1.893 unidades, contra 1.300 em junho/2020, resultando num aumento de 45,62%.

Sobre julho de 2019 (2.396 unidades), esse resultado foi 20,99% menor e, se considerarmos o acumulado de janeiro a julho/2020 (9.769 unidades), tivemos queda de 33,98% sobre igual período do ano passado (14.798 unidades).

Motocicletas – Os emplacamentos de motocicletas também reagiram em julho/2020, totalizando 85.166 unidades, contra 45.891 motos emplacadas em junho, numa expansão de 85,58%. Se comparado a julho de 2019 (90.059 unidades), houve queda de 5,43%.

No acumulado de janeiro a julho/2020, foram emplacadas 435.454 unidades, um volume 29,79% menor do que as 620.211 motocicletas vendidas no mesmo período de 2019.

“A produção está sendo retomada pelas montadoras. Por isso, conseguimos atender à parte da demanda reprimida. Da mesma forma, a aprovação de crédito tem ajudado nos financiamentos, com mais de 4 cadastros aprovados a cada 10 apresentados”, explicou Assumpção Júnior.

unnamed2

Tabela: Fenabrave

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br