Linha 2019 do Hyundai Creta recebe TV digital

Da Redação

Hyundai Creta Prestige 2019

HYUNDAI_CRETA_Z+_2017_MULTIMIDIA PARA APLIC_CELULARA linha 2019 do SUV compacto Hyundai Creta tem, como destaque, a inclusão de TV digital* nas centrais multimídia.

O recurso está disponível nas versões Pulse Plus e Sport, equipadas com central multimídia blueMedia, e na configuração topo de linha Prestige, que conta com a exclusiva blueNav.

HYUNDAI_CRETA_Z+_2017_MULTIMIDIA PARA APLIC_CELULARCom tela de 7 polegadas, sensível ao toque, ambos dispositivos oferecem conectividade com Apple CarPlay e Android Auto. Possuem conexão bluetooth com streaming de áudio, acesso à agenda e ao histórico de chamadas, MP3 player, reprodutor de fotos e vídeos, conexões USB, auxiliar, comandos de áudio no volante, e botão de reconhecimento de voz.

A central multimídia blueNav traz, ainda, sistema de navegação (GPS).

Hyundai Creta Sport 2019Sport – A versão Sport passa a contar com moldura em preto brilhante na tampa do porta-malas, emblema Sport no revestimento das portas dianteiras e nova suspensão com pegada mais esportiva, de acordo com a Hyundai.

Hyundai Creta Sport 2019_2Creta Attitude 1.6 para público PcD – O Creta Attitude 1.6 exclusivo para o público PcD (Pessoa com Deficiência) recebe rodas de 16 polegadas com calotas.

Equipado com motor 1.6, de 130 cv e câmbio automático de 6 velocidades, a configuração tem, ainda, airbag duplo frontal, controle eletrônico de estabilidade (ESP), sinalização de frenagem de emergência (ESS), controle de tração (TCS), assistente de partida em rampa (HAS), sistema Isofix, direção elétrica e ar-condicionado.

Completam o pacote o sistema Start/Stop de parada do motor, vidros elétricos dianteiros e traseiros com função one-touch (descida) para motorista, assento do motorista regulável, volante com regulagem de altura e profundidade, piloto automático, chave canivete, espelhos retrovisores e maçanetas na cor do veículo, proteção plástica do para-choque na cor preta e maçanetas internas também em preto.

O preço dessa versão é R$69,99 mil. Importante destacar que o valor com isenção depende da cor escolhida, conforme informado pela assessoria de imprensa da montadora.

Falando em cor, a linha Hyundai Creta 2019 está disponível em oito opções: as tradicionais branco e preto, os tons metálicos prata (2 opções), cinza e bronze, e as pinturas perolizadas verde e vermelho.

Confira, abaixo, a lista das demais versões e seus preços:

Hyundai

Creta

2019

1.6 Hyundai Creta Attitude 1.6 (6MT) R$77,89 mil
Hyundai Creta Pulse Plus 1.6 (6AT) R$91,89 mil
2.0 Hyundai Creta Sport 2.0 (6AT) R$97,89 mil
Hyundai Creta Prestige 2.0 (6AT) R$103,99 mil

HYUNDAI;CRETA;PAINEL;2017

Fotos: Cacalo / Hyundai / Divulgação

* Em função da legislação brasileira, o recurso de imagem da TV digital funciona, exclusivamente, com o carro parado. Com o veículo em movimento, apenas a funcionalidade de áudio se mantém ativa.

BMW Group Brasil e EDP inauguram o maior corredor elétrico da América Latina

Da Redação

29577226818_eb4be4e832_oO maior corredor com postos de carregamento para carros elétricos da América Latina entra em funcionamento nesta próxima segunda-feira (23), na Rodovia Presidente Dutra.

Uma iniciativa do BMW Group Brasil e da EDP, empresa que atua em todos os segmentos do setor elétrico, com apoio da Ipiranga, as estações de recarga vão permitir, pela primeira vez, realizar uma viagem completa em veículo elétrico entre as capitais de São Paulo e Rio de Janeiro, as duas cidades mais populosas do Brasil.

41667200530_37c7ff6861_oA iniciativa beneficia também os proprietários de veículos híbridos que optarem por rodar apenas no modo elétrico.

O projeto recebeu cerca de R$1 milhão em investimentos totais para a instalação de seis equipamentos de carregamento rápido localizados em postos de combustível Ipiranga, num trecho de aproximadamente 430 quilômetros entre as duas capitais.

Com o objetivo de assegurar total autonomia aos veículos eletrificados, as estações de recarga rápida foram posicionadas a uma distância máxima de 122 quilômetros entre si.

28561243367_5efbb9d1d7_oO tempo estimado para o abastecimento de um veículo com bateria de 22kWh é de 25 minutos para 80% da carga. O abastecimento poderá ser feito por até dois veículos ao mesmo tempo em cada estação. Para carregar, basta conectar o automóvel ou motocicleta, seja elétrico ou híbrido, e iniciar as operações no painel do carregador.

Os carregadores estão localizados nos seguintes postos:

Razão Social Endereço Cidade
SAO JORGE DO PARATEI A P E SERV LTDA Rod Pres Dutra S/N Km 179 Guararema (SP)
AUTO POSTO GAP SAO JOSE LTDA Av. Pres. Juscelino Kubitschek, 9500 São José dos Campos (SP)
POSTO CLUBE DOS 500 LTDA Rod. Presidente Dutra, Km 60, S/N Guaratinguetá (SP)
POSTO ESTRELA DA DUTRA LTDA Rod. Pres. Dutra, Km 06, S/N Queluz (SP)
COMERCIAL H KARL ALLERS LTDA (MAMAO) Rod. Presidente Dutra, Km 74, S/N Piraí (RJ)
P ABAST ALLERS LTDA (NACIONAL) Rod. Pres. Dutra, Km 237 Piraí (RJ)

“O futuro da mobilidade premium é eletrificado, conectado, compartilhado e autônomo. Trazemos para o Brasil a realidade de tecnologia global em produtos e serviços para seguir na liderança do desenvolvimento de novas tecnologias. Esta ação, antecipa futuros produtos eletrificados do BMW Group, a serem lançados em breve, no Brasil”, disse Helder Boavida, Presidente e CEO do BMW Group Brasil.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou, recentemente, uma regulação específica para o segmento, que prevê a possibilidade de livre negociação de preços de recarga.

41640226670_7941a482b9_o

Fotos: Rafael Gagliano / BMW Group Brasil / Divulgação

No caso do corredor instalado pelo BMW Group Brasil e EDP, o uso será gratuito nos primeiros meses de funcionamento. Custos e procedimentos ainda serão decididos entre as empresas participantes e aplicados somente a partir de 2019.

Como referência, na comparação com um automóvel abastecido com gasolina e consumo aproximado de 10 quilômetros por litro, em média, o custo de reabastecimento dos carros elétricos corresponde a aproximadamente um quinto do valor gasto com combustível para percorrer o mesmo trajeto.

O surgimento do teto solar

Da Redação

Cada vez mais modernos, tecnológicos, resistentes e leves, os sistemas de teto acumulam mais de 80 anos de história da Webasto, empresa alemã líder mundial em tetos solares, tetos panorâmicos e conversíveis.

O que muitos não sabem é o motivo do acessório ter surgido e como foi evoluindo ao longo do tempo.

Tudo começou em 1930, na Alemanha, quando o setor automotivo teve seu boom e a Webasto iniciou suas operações pioneiras. Naquela época, todos os veículos eram mal ventilados e os motoristas precisavam decidir entre um carro com uma capota rígida ou um conversível com o teto de tecido dobrável, tendo que lidar com suas desvantagens.

mercedes 170

Mercedes 170 – teto dobrável

A Webasto ofereceu a solução desenvolvendo, em 1932, o chamado “teto dobrável de lona Baier”, que podia ser aberto pela parte do meio, combinando as vantagens de um teto rígido e um teto de tecido daquela época.

O teto dobrável começou a ser utilizado em veículos diferentes, como ônibus. Para eles, a produção em série iniciou na metade dos anos 30, garantindo aos passageiros uma visão deslumbrante da paisagem, enquanto as viagens aos Alpes se tornavam mais comuns.

Em seguida, foi a vez dos carros de passeios, com a produção em série do teto dobrável integrado ao Mercedes 170 da Daimler-Benz. Ao longo dos anos, a Webasto seguiu inovando.

Em 1956, a empresa ofereceu o primeiro teto em aço deslizante para a Daimler-Benz, solicitado para os modelos 180 até 220, bem como para a classe especial 300, também conhecida como “Adenauer”.

Daimler Benz 180 220

Mercedes 180 até 220 – primeiro teto em aço deslizante

Fotos: Divulgação

O ano de 1974 foi marcado pela chegada do teto de vidro, desenvolvido para o Ford Fiesta.

Mais vidro é melhor – Com o teto panorâmico, a Webasto anunciou o início da revolução de sistemas de teto com a chegada do novo milênio. Novamente, a empresa foi pioneira no segmento e precursora de tendências.

Desde então, esse tipo de sistema de teto vem se tornando cada vez mais popular. Prova disso é a crescente demanda por veículos com teto panorâmico.

O aumento é justificável. Afinal, o efeito visual do vidro contínuo do para-brisa à janela traseira, destaca o dinamismo do veículo, deixando-o também mais luxuoso. Além disso, por conta do vidro longo, o sistema de teto panorâmico oferece ar fresco sem correntes, condições de luz ideais no interior do carro e aumento na sensação de amplitude.

A Webasto desenvolve todos os tetos em próxima cooperação com os fabricantes automotivos. Isso significa que os especialistas em teto estão envolvidos desde o desenvolvimento, o que permite criar tetos perfeitamente integrados a todas as demais partes e estrutura do veículo.

Salão do Automóvel de SP debaterá o futuro da mobilidade

Da Redação

341834_807942_new_mobility

Imagem: Divulgação

O Salão do Automóvel, maior evento do segmento na América Latina, debaterá o futuro da mobilidade no New Mobility Trends and Future.

A atração terá um espaço único e completo com exposição, conteúdo e experiências para abordar assuntos como automóveis elétricos e híbridos, automóveis conectados e autônomos, Smart Cities e serviços de compartilhamento, além do maior test drive de veículos elétricos do Brasil.

Essas, e outras novidades, poderão ser vistas na 30ª edição que será realizada em São Paulo (SP),  no mês de novembro.

Em constante transformação, a indústria automotiva está criando um novo conceito de mobilidade. Abordar essas, e outras mudanças, é tarefa de um evento referência como o Salão do Automóvel, que convida especialistas no assunto para a discussão, como os líderes da indústria automotiva, de empresas de tecnologia e Start-ups.

“Somos o maior evento e a maior referência do assunto no América Latina. As empresas estão observando as tendências da indústria automotiva e se preparando para se manterem competitivas e viáveis à medida que o futuro da mobilidade se desenrola”, afirmou Leandro Lara, diretor do Salão do Automóvel.

O presidente e CEO do BMW Group Brasil, Helder Boavida, acredita em uma mobilidade cada vez mais conectada, compartilhada, autônoma e eletrificada. “Vamos mostrar nossa realidade nesta edição, ano que consolida uma grande ofensiva, com mais de 20 lançamentos no Brasil para as marcas BMW, Mini e BMW Motorrad”, destaca.

Com apoio da revista Quatro Rodas, o Salão do Automóvel promoverá o maior e mais completo test drive de veículos elétricos do Brasil, segundo os seus organizadores. Até o momento BMW, CAOA Chery, Kia, Mitsubishi e Renault já estão confirmadas e levarão seus modelos para os visitantes: BMW i3, BMW i8, Chery Arrizo 5, Kia Soul EV, Mitsubishi Outlander PHEV, Renault Twizy e Renault Zoe.

Mais marcas devem completar este time nos próximos meses. A estimativa é ter mais de 10 modelos de carros disponíveis.

“Somos a maior referência em qualquer assunto relacionado a veículos e mobilidade e a nossa missão é reunir o máximo de informações para os nossos visitantes”, ressaltou Leandro Lara.

Uma das novidades deste projeto é o uso do Chat Bot Messenger para fazer o agendamento do test drive. A ferramenta estará à disposição do público a partir de outubro.

Além de garantir com antecedência a participação no test drive, será um canal de atendimento aos visitantes e curiosos sobre as informações gerais do evento.

O projeto New Mobility Trends & Future foi a oportunidade que a Bosch esperava para voltar a participar do Salão do Automóvel. A empresa, referência em desenvolvimento de tecnologia para o setor automotivo, é a principal patrocinadora do projeto e, a partir disso, busca se posicionar como pioneira e protagonista de uma iniciativa promissora.

“Para a Bosch, a apresentação do novo conceito e espaço New Mobility Trends & Future é uma ótima oportunidade para participar no Salão do Automóvel de São Paulo e apresentar as nossas soluções globais em produtos e serviços orientados para a mobilidade conectada, autônoma e eletrificada”, afirmou Besaliel Botelho, presidente da Bosch América Latina.

O New Mobility reunirá programadores, designers e outros profissionais ligados ao desenvolvimento de software para uma maratona de programação. Os participantes criarão soluções para o mundo da mobilidade. O Facebook Brasil é o grande apoiador desta iniciativa, que deve gerar muita curiosidade no principal salão automotivo da América Latina.

Além do New Mobility Trends and Future, o Salão do Automóvel terá atrações como a exposição de mais de 500 automóveis, 1200 horas de atividades interativas e mais de 100 eventos. As maiores montadoras do mundo já confirmaram presença e mostrarão em primeira mão, para os brasileiros, as suas novidades do setor que devem chegar ao mercado nos próximos anos.

Ingressos:

Ingresso diário (lote 2) – Para o primeiro dia do evento o ingresso custa R$44,00 (meia R$22,00). Para dias de semana o valor é de R$64,00 (meia R$32,00). Os ingressos para fim de semana, feriado e emenda de feriado custam R$80,00 (meia R$40,00).

Nitro – Flexibilidade para escolher o melhor dia para a visita – 1 acesso (R$130,00).

Passaporte – Ingresso que dá direito a visitar o evento todos os dias (R$350,00).

Kit fã – Kit com camiseta exclusiva (7 tipos de camisetas para escolha- R$180,00).

Box Super Fã – kit com flexibilidade de data, brindes do Salão do Automóvel, estacionamento e entrada exclusiva – 1 acesso (R$400,00).

Vip – Acesso vip ao evento em qualquer dia, com entrada exclusiva, serviço de valet, acesso ao Lounge Vip e pulseira para o Espaço dos Sonhos – 1 acesso (R$370,00).

Premium Experience – Ingresso que dá direito a entrada de duas pessoas, estada de uma noite em hotel de luxo, traslado para o Salão em carro de luxo com motorista, acesso ao Lounge Vip e Espaço dos Sonhos (R$3,5 mil).

Serviço:

Evento: Salão Internacional do Automóvel de São Paulo

Data: 8 a 18 de novembro de 2018

Horário: das 13h às 22h / das 11h às 19h (último domingo 18/11/2018)

Local: São Paulo Expo Exhibition & Convention Center

Endereço: Rodovia dos Imigrantes, km 1,5 – Vila Água Funda

Informações e ingressos: http://www.salaodoautomovel.com.br/

Mini Cabrio chegará ao Brasil no último trimestre

Da Redação

P90289626_highRes_mini-cooper-s-converNo ano em que completa 25 primaveras, o Mini Cabrio já tem data para sua nova geração chegar ao Brasil: no 4º trimestre deste ano. O modelo assimilou algumas das mudanças visuais e mecânicas encontradas no novo Mini hatch e, em breve, a marca informará preços e disponibilizará veículos para reserva.

O Mini Cabrio é vendido no País há quase 10 anos, desde a estreia da montadora britânica no Brasil, em 2009. Nesse período, o modelo registrou 1.395 unidades comercializadas, de acordo com o BMW Group.

P90289627_highRes_mini-cooper-s-conver“O novo Mini Cabrio representa um estilo de vida arrojado e descontraído, mantendo o dinamismo e o go kart feeling, que são características mundialmente reconhecidas da marca”, comentou Rodrigo Novello, gerente de vendas, produto e preços da Mini Brasil.

Desde a primeira geração, o Cabrio escreveu uma história vencedora. Há 25 anos, ele obteve sucesso instantâneo ao estrear no mercado britânico com o nome de Rover Mini Cabriolet.

P90289638_highRes_mini-cooper-s-converEm 2004, o modelo ressurgiu no Salão de Genebra com o nome de Mini Conversível e três versões (One, Cooper e Cooper S), vendendo 89 mil unidades, somente no Reino Unido.

Em 2009, o Mini lançou o Openometer, que media quantas horas o motorista dirigiu com a capota abaixada e, em 2016, veio a função Rain Warner, que monitora a previsão do tempo nas proximidades do veículo e, se for alta a chance de chuva, o computador de bordo alerta o motorista para fechar a capota.

P90289637_highRes_mini-cooper-s-conver

P90289639_highRes_mini-cooper-s-conver

Fotos: Fabian Kirchbauer / BMW Group / Divulgação

Spin ganha novo design para a linha 2019

José Oswaldo Costa*  (Publicado no Diário do Comércio – Edição: 13/07/2018)

Segunda fileira de bancos passa a ser corrediça e versão aventureira tem opção de sete lugares

24_ChevroletSpinLTZ_16_05-07-2018A Chevrolet apresentou a linha 2019 do monovolume Spin. De acordo com a montadora, desde o seu lançamento em 2012, foram vendidas mais de 200 mil unidades.

Esse número, bem como os que apresentaremos a seguir, se devem, em grande parte, ao alto volume de vendas do modelo para taxistas, graças ao generoso espaço interno. Afinal, devido ao design bastante controverso, não é um modelo que caiu muito no gosto do consumidor brasileiro.

E agora, com as alterações feitas em seu desenho, a GM espera conquistar mais compradores. Outra forma de aumentar a participação do modelo no mercado nacional é a introdução da opção com sete lugares (terceira fileira de bancos), ideal para famílias numerosas, para a versão aventureira Activ.

Em 2017, o Chevrolet Spin emplacou 24.713 unidades, ou seja, algo em torno de 2.059 unidades/mês. Esse número lhe rendeu a 28ª posição no ranking de vendas de automóveis no Brasil.

Esse ano, de janeiro a junho, o monovolume teve 9.817 unidades comercializadas, ou cerca de 1.636 unidades/mês. Até junho, estava na 32ª posição do ranking. Os números são da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

02_ChevroletSpinActiv_2_05-07-2018O Spin 2019 já estreia esse mês nas concessionárias da marca e traz quatro opções de acabamento (LS, LT, LTZ e Activ) divididas em sete configurações, sendo duas inéditas: uma versão mais acessível com transmissão automática e uma aventureira com opção de sete lugares.

Segunda fileira – A nova linha do modelo apresenta a segunda fileira de bancos corrediça, para todas as versões. Com isso, o proprietário pode optar por ganhar 6 cm para as pernas dos passageiros do banco traseiro ou, em caso de necessidade, 5 cm para bagagens e/ou compras. Essa fileira de bancos passa a contar, também, com inclinação para o encosto.

De acordo com a GM, nas configurações de cinco lugares, o porta-malas de 710 litros pode chegar 756 litros com a segunda fileira de bancos toda avançada

Como dissemos anteriormente, o Spin chega com importantes alterações no design. O modelo se destaca pelo desenho mais elegante e, ao mesmo tempo, esportivo. A melhora foi realmente grande tornando o modelo, até mesmo, atraente.

11_ChevroletSpinLTZ_3_05-07-2018O capô ganhou maior inclinação privilegiando, também, a aerodinâmica. Os faróis mais afilados contam com opção de luz de condução diurna em LED..

Na traseira, agora traz um aerofólio esculpido na parte superior da tampa, que recebeu janela com contornos mais envolventes, nicho central para a fixação da placa e lanternas mais alongadas e bipartidas.

Enquanto a versão Activ traz um visual aventureiro, a de luxo, LTZ, traz cromados na moldura da grade frontal, no inédito friso traseiro e nas rodas de 16 polegadas com acabamento exclusivo.

São oito opções de cores para a carroceria: preto, branco, prata, cinza (duas tonalidades) e azul. São inéditas uma outra opção de azul, chamada pela montadora de Caribe, e amarelo. Elas são exclusivas das versões LTZ e Activ, respectivamente.

01_ChevroletSpinActiv_1_05-07-2018Segurança – Para maior segurança foi acrescentado, à linha 2019, pontos de ancoragem para cadeirinhas infantis do tipo Isofix e Top Tether, além do quinto apoio de cabeça e cinto de segurança de três pontos no assento central.

Porém, a GM derrapou feio ao não incluir, dentre os itens de segurança, controles de estabilidade e tração e airbags adicionais. Em qualquer versão o Spin conta, somente, com os dois dianteiros, obrigatórios por lei.

Sendo um carro com vocação familiar, ou seja, muito utilizado para o transporte de crianças, por exemplo, deveria oferecer airbags laterais e do tipo cortina. Falha grave!

Lanternas de neblina, ajuste de altura dos faróis e luzes indicadoras de direção lateral somam-se a lista de itens.

19_ChevroletSpinLTZ_11_05-07-2018Outra boa novidade é a opção da terceira fileira de bancos para a versão aventureira do Spin, denominada Activ7, em referência ao número máximo de ocupantes que o veículo pode transportar. Os dois assentos extras podem ser rebatidos para ampliar o volume de carga.

Essa versão, aliás, passa a trazer o pneu estepe no assoalho em substituição ao posicionamento na tampa do porta-malas.

Quadro de instrumentos foi modificado

Os painéis e consoles, no interior, trazem maior refinamento e combinam diferentes texturas e cores, que se estendem ainda aos revestimentos dos assentos.

O quadro de instrumentos, equipado com novo computador de bordo, é compartilhado com o Chevrolet Tracker. O velocímetro passa a ser analógico em substituição ao digital.16_ChevroletSpinLTZ_8_05-07-2018O Spin oferece, de série, equipamentos como ar-condicionado, direção com assistência elétrica, transmissão de seis velocidades, além de travas e vidros elétricos com comando por controle remoto na chave.

Retrovisor com ajuste elétrico e sensor de estacionamento são, agora, itens de série desde a versão LT, que ganha uma configuração com transmissão automática.

As versões mais sofisticadas (LTZ e Activ) são equipadas com câmera de ré com linhas guias, sensor de chuva, acendimento automático dos faróis, ajuste de altura dos faróis, além de luz de posição em LED.

04_ChevroletSpinActiv_4_05-07-2018.jpgPowertrain – Neste quesito, nenhuma novidade. O Spin continua a ser equipado com o motor 1.8 capaz de render até 106/111 cv e 16,8/17,7 kgfm de torque com gasolina e etanol, respectivamente. A transmissão tem duas opções: automática ou manual, sempre de seis marchas.

A Chevrolet informou que o Spin Activ7 acelera de 0 a 100 km/h em até 11,3 segundos e, de 80 a 120 km/h, em até 9,7 segundos. O consumo informado pela montadora, na cidade, é de é de 10,3 km/l (gasolina) e 7,0 km/l (etanol). Já na estrada, é de 12,0 km/l (gasolina) e 8,3 km/l (etanol), de acordo com dados do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro).

Contribui para esses números de consumo o sistema de grade ativa do radiador. Ele abre e fecha, automaticamente, a grade posterior frontal de acordo com as condições de velocidade do veículo e necessidade de refrigeração do motor. Quando fechada, há redução do arrasto do ar e melhora da aerodinâmica.

Os números informados para a versão LTZ, manual, são os seguintes: 0 a 100 km/h em até 10,2 segundos e, de 80 a 120 km/h, em até 11,7 segundos. O consumo urbano é de 10,4 km/l (gasolina) e 7,8 km/l (etanol), enquanto o rodoviário é de 13,2 km/l (gasolina) e 9,0 km/l (etanol).

10_ChevroletSpinLTZ_2_05-07-2018É importante ressaltar que os testes do Inmetro são feitos em condições muito específicas, dificilmente encontradas em situações do dia a dia. Por esse motivo, entendemos que o consumo urbano apresentado, por exemplo, está muito longe da realidade encontrada nas nossas cidades.

É muito difícil conceber que um veículo, com as proporções do Spin, equipado com um motor 1.8 que não agrega grandes soluções tecnológicas atuais, possa atingir médias de 10 km/l no conturbado trânsito das nossas maiores cidades quando abastecido com gasolina.

Preços e versões: Spin LS (manual) – R$ 63,99 mil; Spin LT (manual) – R$ 68,89 mil; Spin LT (automático) – R$ 69,99 mil; Spin LTZ (manual, 7 lugares) – R$ 78,49 mil;  Spin Activ (automático) – R$ 79,99 mil; Spin LTZ (automático, 7 lugares) – R$ 81,99 mil e Spin Activ7 (automático, 7 lugares) – R$ 83,49 mil.

15_ChevroletSpinLTZ_7_05-07-2018

Fotos: General Motors do Brasil / Divulgação

*Com informações da General Motors do Brasil

 

Ford divulga tabela de preços da linha 2019 do Focus

Da Redação

A Ford divulgou os preços para a linha 2019 do Focus. A maior diferença é encontrada no Focus Fastback (sedan), que ficou R$2,5 mil mais em conta nos catálogos SE Plus, Titanium e Titanium Plus, segundo a montadora.

No total, a linha é formada por 12 catálogos, sendo sete do modelo hatch com os motores 1.6 (135 cv) e 2.0 (178 cv), e cinco do sedan, equipado exclusivamente com motor 2.0, que vem com transmissão sequencial de seis velocidades.

2017 Ford Focus Titanium

Foto: John Roe / Ford / Divulgação

Focus Hatch: O Focus Hatch 2019 tem como versão de entrada a SE 1.6, que já vem com controle eletrônico de estabilidade e tração, assistente de partida em rampa, central multimídia e rodas de liga leve de 17 polegadas. O preço é R$78,10 mil (acréscimo de R$1,10 mil).

O Focus Hatch SE, com motor 2.0 e transmissão sequencial de seis velocidades, sai por R$85,80 mil (acréscimo de R$900). Essa versão tem como opcional a central multimídia SYNC 3, com tela de 8 polegadas, com preço final de R$86,80 mil.

O SE Plus 1.6 acrescenta seis airbags, central SYNC 3, câmera de ré, bancos de couro e ar-condicionado automático e digital de dupla zona, por R$88 mil (sem aumento de preço). O SE Plus 2.0, com transmissão sequencial, sai por R$94,40 mil (acréscimo de R$900).

O Focus Titanium 2.0 é equipado acrescenta teto solar elétrico, sistema de navegação, chave com sensor de presença para acesso inteligente, partida por botão e Sony Premium Sound com 9 alto-falantes. O preço é R$104,90 mil.

O topo de linha, Titanium Plus 2.0, acrescenta estacionamento automático de segunda geração (paralelo e perpendicular), assistente de frenagem autônomo, ajuste elétrico do banco do motorista e faróis bi-xenon adaptativos com ajuste automático, por R$110,60 mil. Estas duas últimas versões não tiveram alteração de preço em relação à linha 2018.

Focus Fastback Titanium Plus

Foto: Wanderlei Affonso / Ford / Divulgação

Focus Fastback: O Focus Fastback (sedan) segue a mesma oferta de equipamentos do modelo hatch. O primeiro catálogo, SE 2.0, custa R$85,20 mil. Como opcional, central multimídia SYNC 3, elevando o preço final para R$86,30 mil. Nos dois casos, não houve reajuste.

Já os três catálogos mais equipados do Focus Fastback 2.0, com a redução de R$2,5 mil, passaram a ter os seguintes valores: SE Plus – R$91 mil; Titanium – R$101,80 mil e Titanium Plus – R$107,50 mil.

Todos os valores, inclusive aumentos e reduções, foram informados pela Ford.