Peugeot apresenta reestilização do SUV 2008 para linha 2020

Da Redação  (Publicado no Diário do Comércio – Edição: 17/05/2019)

Desenho da dianteira passa a ter a identidade visual de outros modelos da marca

ALTA-8302_0A Peugeot apresentou a reestilização do SUV 2008 para a linha 2020. Lançado em 2015, modelo chega com modificações no design, desenvolvidas para o mercado da América Latina.

Com essas alterações, principalmente na dianteira, o utilitário compacto se alinha à identidade visual dos demais modelos da marca, como o 3008. A outra novidade é que, agora, todas as versões contam com câmbio automático de 6 marchas.

 “Este é um momento especial para nós. Depois de muito trabalho, chegamos ao ponto de virada que havíamos planejado. Oferecemos veículos modernos, anunciamos a expansão da rede de concessionárias e passamos a oferecer um compromisso único no mercado: agora, cliente que não estiver satisfeito com o serviço, não paga pelo valor da mão de obra. É a síntese da Nova Peugeot, uma marca que preza pela qualidade e excelência. O novo SUV Peugeot 2008 chega justamente para coroar este ciclo”, disse Ana Theresa Borsari, presidente da Peugeot Brasil.

Design – Na dianteira, a nova grade frontal é emoldurada em acabamento em preto e verticalizada. O capô, mais horizontalizado, torna a frente do veículo mais alta. O novo para-choque frontal aumenta o ângulo de ataque do carro e facilita a superação dos obstáculos nas ruas e estradas de terra.

ALTA-0769_0Os faróis afilados, com DRL em LED e refletores com lente semielíticas, foram projetados para obter o máximo de eficiência técnica e garantir mais segurança e visibilidade em todas as situações, informou a montadora.

A sensação de robustez da carroceria é reforçada pelo uso da linha de cintura elevada, com pneu 205/60 de rodas de 16 polegadas, de aço, com calotas ou de liga-leve. Os protetores pretos, agora como item de série para todas as versões, situados na parte inferior da carroceria, se estendem do para-choque dianteiro ao traseiro.

A parte traseira mantém sua identidade com o para-choque saliente à carroceria, com a parte inferior em preto, que reforça a ideia de proteção. Integradas na peça ficam as luzes de neblina e de ré.  As lanternas traseiras não passaram por mudanças e são iluminadas por LEDs.

Motor e Câmbio – O Peugeot 2008 está disponível em duas configurações de motorização, 1.6, de 118 cv a 5.750 rpm (com etanol) e 1.6 THP (turbo), de 173 cv a 6.000 rpm (com etanol), ambas com câmbio automático de 6 marchas. Os propulsores contam com torque máximo de 16,1 kgfm a 4.750 e 24,5 kgfm a 4.000 rpm, respectivamente.

ALTA-8637A motorização turbinada é exclusiva para a versão topo de linha, que passa a ser vendida somente no último trimestre. O motor turbo tem 16 válvulas, com duplo comando de válvulas no cabeçote e injeção direta sequencial. O turbo compressor é do tipo Twin-scroll; com bomba eletrônica de alta pressão; cabeçote com 2 eixos de comando de válvulas; bomba de óleo com gestão de vazão e cárter duplo.

Já a caixa de câmbio automática sequencial de 6 marchas, que equipa ambas motorizações,  traz 4 modos de condução (Drive, Eco, Sport e Sequencial), adaptando o veículo às mais diferentes necessidades do proprietário, seja para ter respostas mais esportivas do carro, como quando o modo de direção Sport é acionado, ou ainda, ao reduzir o consumo de combustível em situações de trânsito intenso em até 6,5%, no caso da ativação da função Eco.

O novo Peugeot 2008 ainda vem equipado, na versão Griffe THP, com o Grip Control, dispositivo que tem por objetivo auxiliar o motorista na direção ao otimizar a motricidade em diferentes e acidentados terrenos, como neve, areia ou lama. O Grip Control está disponível com 5 ajustes manuais (padrão, areia, neve, lama ou ESP OFF).

A suspensão dianteira do utilitário esportivo mantém o conjunto tipo Pseudo McPherson, independente, molas helicoidais, amortecedores hidráulicos telescópicos pressurizados à gás e barra estabilizadora.

Já na traseira, travessa deformável, molas helicoidais, amortecedores hidráulicos telescópicos pressurizados à gás e barra estabilizadora.

Ai94MV_INTERIOR_N3_GRIFFE_THP_BRA_ATSem mudanças, interior apresenta o conhecido padrão Peugeot

O interior não passou por mudanças, e nem precisava. Como sempre, se destaca pela qualidade dos materiais utilizados, o ótimo “padrão Peugeot de acabamento”. Privilegiando o prazer da condução, o i-Cockpit (assim chamado pela montadora) se destaca por proporcionar um posto de direção mais elevado e intuitivo.

O motorista fica completamente integrado ao veículo e com acessos simples a todas as funcionalidades presentes no painel ou no volante do carro. Os bancos contam com regulagem de altura, profundidade e inclinação.

À frente, o volante de multifunções com dimensões reduzidas, revestido em couro (na versão Griffe), dispõe de um acabamento cromo fosco com a inscrição Peugeot, e com regulagem de profundidade e de altura, aumenta a precisão da direção, que tem assistência progressiva elétrica.

O painel de instrumentos está posicionado acima do volante, dentro do campo de visão do motorista, o que permite uma completa visualização de toda a condição do veículo sem que seja necessário tirar os olhos da estrada.

CAM05_CLUSTER_N3_THPDe série desde a versão de entrada, no console central encontra-se a central multimídia de 7 polegadas, que para o lançamento, contou com atualização do software, ficando mais rápido, segundo a Peugeot.

A central possui os sistemas Google Android Auto e Apple CarPlay e possibilita o espelhamento do celular. Com essa tecnologia, aplicativos populares de música ou navegação, entre outros, podem ser utilizados com mais facilidade – contanto que já estejam instalados no smartphone do usuário.

Uma vez que os aparelhos estejam conectados, as chamadas telefônicas também podem ser feitas por comando de voz ao apertar um botão do volante.

Segurança – O 2008 já vem equipado, em todas as suas versões, com quatro airbags (dois frontais e dois laterais); com piloto automático (regulador/limitador de velocidade); apoios de cabeça dianteiros e traseiros (disponíveis para todos os ocupantes) e freios a disco nas quatro rodas com ABS.

FUNCIONALIDADE_BANCOS_BO modelo ainda possui cinco cintos de segurança com três pontos de fixação, alerta sonoro e visual de afivelamento do cinto do condutor (na frente, os cintos têm pré-tensionadores e bloqueio de folga e atrás os cintos laterais e central têm bloqueio de folga) e Sistema Isofix para a fixação de cadeirinhas utilizadas para o transporte de crianças.

A suspensão elevada, com 200 mm de vão livre no entre-eixos e ângulo de entrada de 23°, contribui para maior estabilidade e segurança do carro, principalmente em situações como passagem por lombadas, valetas ou mesmo estradas de terra.

O utilitário esportivo compacto 2008 apresenta distância entre-eixos de 2,54 metros. O porta-malas tem capacidade para 402 litros. Com a possibilidade de rebatimento dos bancos traseiros, o volume sobe para 1.172 litros.

Preços:

Peugeot 2008 Allure 1.6 (automático/público PcD) – R$ 69,99 mil

Peugeot 2008 Allure Pack 1.6 (automático) – R$ 79,99 mil

Peugeot 2008 Griffe 1.6 (automático) –  R$ 89,99 mil

Peugeot 2008 Griffe 1.6 THP (automático/turbo) – R$ 99,99 mil

ALTA-0689_0Fotos: Pedro Bicudo / Peugeot / Divulgação

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

Renault Kwid ganha nova versão topo de linha

Da Redação

Renault Kwid Outsider. Foto: Rodolfo Buhrer / La Imagem / RenaultA Renault lançou uma nova versão topo de linha para o compacto Kwid, a Outsider. Como novidade, ela traz de série a central multimídia da Renault, que conta com tecnologia Android Auto e Apple Carplay, que permite usar Spotify, Waze, Google Maps (Android Auto) e reproduzir áudios de Whatsapp na tela de 7 polegadas touchscreen.

Renault Kwid Outsider. Foto: Rodolfo Buhrer / La Imagem / RenaultVisualmente, o Kwid Outsider recebe skis (frontal e traseiro), barras de teto, proteção lateral, moldura do farol de neblina e calotas na cor preta. Já o interior, o veículo apresenta novo revestimento dos bancos e detalhes alaranjados nos portas, volante e câmbio.

Renault Kwid Outsider. Foto: Rodolfo Buhrer / La Imagem / RenaultO Kwid Outsider chega ao mercado por R$ 43,99 mil e se une às outras três versões do compacto: Life (R$ 33,17 mil), Zen (R$ 38,58 mil) e Intense (R$ 41,75 mil).

Renault Kwid Outsider. Foto: Rodolfo Buhrer / La Imagem / RenaultA linha Kwid traz o motor 1.0 com três cilindros, 12 válvulas, duplo comando de válvulas (DOHC) e bloco em alumínio. A transmissão é manual de 5 marchas.

Abastecido com etanol, rende 70 cv de potência a 5.500 rpm e torque de 9,8 kgfm a 4.250 rpm. Com gasolina, são 66 cv a 5.500 rpm e 9,4 kgfm a 4.250 rpm.

Renault Kwid Outsider. Foto: Rodolfo Buhrer / La Imagem / RenaultDe acordo com a Renault, na cidade, a versão Outsider faz 14,1 km/l com gasolina e 9,6 km/l com etanol. Na estrada, 14,4 km/l com gasolina e 10 km/l com etanol.

Renault Kwid Outsider. Foto: Rodolfo Buhrer / La Imagem / RenaultFotos: Rodolfo Buhrer / Renault / Divulgação

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

Primeiro veículo 100% elétrico da Jaguar, I-PACE chega ao Brasil

Da Redação

jipace19mylocation01031838Hoje é um dia que ficará marcado na história da Jaguar no Brasil. Seu primeiro modelo 100% elétrico, o SUV (utilitário esportivo) I-PACE, chega ao mercado brasileiro e está disponível para os clientes com o preço a partir R$ 437  mil.

As primeiras unidades a desembarcarem no País contam com um pacote de opcionais que inclui teto panorâmico fixo, rodas de 20 polegadas e smartphone pack, sistema que permite a sincronização de alguns aplicativos do celular com o veículo. Com esse pacote de opcionais, o veículo é vendido a R$ 449,19 mil.

Totalmente desenvolvido no Reino Unido, o I-PACE será produzido na fábrica da Jaguar Land Rover em Graz, na Áustria, em uma parceria com a Magna Steyr.

O modelo já está disponível nas concessionárias Jaguar Land Rover no País, em versão única equipada com dois motores elétricos que desenvolvem 400 cv de potência e bateria de 90kW que oferecem autonomia de até 470 quilômetros com uma única carga, de acordo com o ciclo WLTP.

Jaguar I-PACE Global Drive, Portugal, 2018Extremamente ágil, o modelo elétrico traz torque instantâneo de 69,6 kgfm, força suficiente para levá-lo da imobilidade aos 100 km/h em apenas 4,8 segundos, informou a Jaguar.

Equipado com uma bateria íon de lítio de 90kWh formada por 432 células e ampla capacidade térmica, o modelo conta com dois motores elétricos idênticos que enviam tração para as quatro rodas, cada um com a função de gerar força para um eixo do veículo.

Para receber o I-PACE, e oferecer a melhor estrutura de pós-venda aos clientes do modelo, a rede de concessionárias Jaguar Land Rover de todo o Brasil está sendo devidamente preparada.

Uma série de amplos programas de treinamento voltados a todos os seus funcionários, desde vendedores até os técnicos de oficina, estão sendo realizados pela Jaguar Land Rover.

Jaguar I-PACE Global Drive, Portugal, 2018Além disso, as concessionárias terão toda a estrutura física necessária para receber o modelo, incluindo uma unidade de carregamento de 7kW.

O novo Jaguar I-PACE oferece aos seus clientes um SUV prático, com desempenho de um esportivo, amplo espaço interno, tecnologia avançada e design atraente.

O carregador de 100kW permite aos clientes recarregar até 80% da bateria do I-PACE em até 40 minutos, situação ideal para uma viagem longa.

Já quando carregado em um carregador padrão de 7kW, os 80% de carga são alcançados em 10 horas, ou seja, uma situação perfeita para o carregamento durante uma noite de sono.

Jaguar I-PACE Global Drive, Portugal, 2018“O I-PACE é um verdadeiro Jaguar, ao oferecer uma experiência de condução extremamente esportiva. Seu sistema de tração integral oferece aceleração instantânea em todos os tipos e condições de terrenos”, afirmou Mike Cross, engenheiro-chefe da Jaguar.

Os motores são totalmente ajustados ao sistema de transmissão de velocidade única e ao diferencial do I-PACE, construídos para serem extremamente compactos. Ambos trabalham para gerar uma distribuição de força instantânea para as quatro rodas. Tal característica permite que o SUV adapte continuamente seu balanço dianteiro e traseiro, de acordo com as condições da estrada.

A Jaguar colocou a bateria na posição mais baixa possível entre os eixos, de forma a proporcionar uma distribuição de peso 50:50 e um centro de gravidade 130 milímetros mais baixo que o F-PACE, o que reduz muito a rolagem da carroceria.

Os engenheiros da Jaguar substituíram um freio convencional por um freio elétrico no I-PACE. Isso proporciona ao sistema mais flexibilidade ao combinar a frenagem mecânica regenerativa com a tradicional, o que proporciona uma sensação de pedal consistente e precisa em todas as circunstâncias.

Jaguar I-PACE Global Drive, Portugal, 2018O I-PACE também permite que o condutor selecione entre níveis altos ou baixos de frenagem regenerativa para maximizar a eficiência e otimizar o alcance do veículo.

Quando o modo regenerativo elevado é selecionado, ele efetivamente permite que o condutor experimente a condução intuitiva com um único pedal, pois a velocidade do modelo diminui conforme o pedal do acelerador é levantado, o que reduz a dependência do pedal de freio. Neste caso, uma força de frenagem regenerativa máxima de 0.4G pode ser alcançada.

Design – Os designers da Jaguar, chefiados pelo renomado designer Ian Callum, desenharam o I-PACE como um SUV de proporções imponentes e silhueta marcante, que remete a um cupê. Seu design é inteiramente inspirado no superesportivo C-X75, com linhas bastante agressivas e rodas de aro 20.

Seu capô baixo, teto de alta fluidez aerodinâmica e traseira mais quadrada garantem ao I-PACE um coeficiente de arrasto de apenas 0,29. A grade dianteira passa a assumir um importante papel aerodinâmico no modelo, ao canalizar o fluxo de ar para as linhas do capô e para a parte inferior do para-brisas, o que contribui diretamente para a redução do arrasto.

Jaguar I-PACE Global Drive, Portugal, 2018O fluxo de ar que passa pela grade dianteira e pelas linhas do capô também ajudam no resfriamento da bateria, o que garante ainda mais otimização de sua carga.

Da mesma forma que no F-TYPE e no Range Rover Velar, as maçanetas do I-PACE localizam-se dentro da carroceria e são reveladas no momento em que os ocupantes entram ou saem do veículo.

Essa característica dá ao SUV um visual mais limpo e, ao mesmo tempo, proporciona uma melhoria aerodinâmica ao modelo.

Quando equipado com o sistema de suspensão pneumática opcional, o I-PACE ainda pode ser rebaixado em 10 milímetros em velocidade acima de 105 km/h, o que também contribui para a redução do arrasto.

A assinatura dos faróis full LED do modelo em duplo “J” são marcantes e corroboram seu design agressivo.

07-2019-jaguar-i-pace-oemInterior – Os materiais que revestem o interior do I-PACE foram cuidadosamente escolhidos de forma a proporcionar uma aparência amplamente natural e high-tech. Elementos em laca preta (black piano) e alumínio, combinado ao avançado sistema de entretenimento Touch Pro Duo, dão um ar extremamente moderno ao veículo.

Os ocupantes do banco traseiro têm à sua disposição uma ampla variedade de porta objetos além de um espaço para pernas de 890 milímetros. A ausência de um túnel de transmissão proporcionou um porta-objetos central com capacidade de 10,5 litros, ideal para a armazenagem de telefones, chaves ou outros objetos pequenos.

A Jaguar também disponibilizou um porta-objetos em baixo do banco traseiro, que é um bom local para o armazenamento de laptops ou tablets, por exemplo. Já o porta-malas tem capacidade para até 656 litros. A capacidade pode ser ampliada para até 1.453 litros com os bancos rebaixados.

Como opcional, o modelo traz teto de vidro panorâmico, o que amplia a luminosidade e a sensação de espaço da cabine.

2019-Jaguar-I-Pace-front-interior-seats-6Tecnologia – O I-PACE é o primeiro modelo da Jaguar a ser equipado com o novo sistema de entretenimento Touch Pro Duo, formado por duas telas sensíveis ao toque dispostas no console central, nos mesmos moldes do que existe no Range Rover Velar.

O sistema foi desenhado para minimizar a distração do condutor, ao distribuir de forma lógica as informações disponíveis.

Todas as funções do veículo como controle de temperatura, sistema de som, modo de condução, entre outras são controladas por apenas dois botões giratórios, o que minimiza o volume de informações no painel e cria um ambiente mais limpo e agradável.

O cluster disposto aos olhos do condutor é 100% digital, formado por uma tela de alta resolução em TFT de 12 polegadas, que traz as informações mais importantes do veículo de forma clara e precisa.

intEssas informações também podem ser disponibilizadas no para-brisa, por meio do sistema opcional head-up display.

O I-PACE também conta com a tecnologia Smart Settings, que registra o estilo de condução do motorista e consegue assim adaptar o veículo às necessidades de cada um.

Por meio da conexão bluetooth entre o smartphone do proprietário e o veículo, uma vez conectado, todas as configurações de temperatura, posição dos bancos e modo de condução podem ser previamente configuradas e já estarem prontas antes mesmo de o motorista entrar no I-PACE.

De série, o I-PACE traz o sistema de entretenimento In Control Touch Pro Duo. Compatível com as plataformas Apple Car Play e Android Auto, ele permite aos usuários espelharem alguns aplicativos de música e navegação de seus smart phones na tela localizada no painel do I-PACE.    

Jaguar I-PACE Global Drive, Portugal, 2018Segurança – O I-PACE, de acordo com a Jaguar, alcançou uma classificação de 5 estrelas nos testes de segurança da Euro NCAP, confirmando-o como um dos veículos mais seguros na estrada.

O utilitário marcou 91% para proteção de ocupante adulto, 81% para proteção de ocupante infantil e 81% para assistência de segurança. Para os testes de impacto da barreira lateral e impacto da coluna lateral mais severa, o modelo obteve pontuação máxima, com boa proteção de todas as áreas críticas da carroceria.

O I-PACE também oferece avançadas tecnologias de segurança para proteger os usuários e pedestres, incluindo Capô Destacável e Frenagem Autônoma de Emergência com detecção de pedestres e ciclistas.

A Jaguar também desenvolveu um sistema único de Alerta Audível de Veículos (AVAS) para seu primeiro modelo elétrico que avisa os pedestres quando o veículo está se aproximando.

Jaguar I-PACE Global Drive, Portugal, 2018Fotos: Nick Dimbleby / Jaguar Land Rover / Divulgação

O som pode ser ouvido a velocidades de até 20 km/h e excede o mínimo de 56dB (A) exigido pela legislação de alguns países. O sistema foi testado em conjunto com membros da instituição Guide Dogs for the Blind, principal ONG do Reino Unido para pessoas afetadas por perda de visão.

Além das tecnologias de segurança, o SUV oferece um conjunto de sistemas avançados de assistência ao condutor, como Controle de Velocidade Cruzeiro Adaptativo (Adaptive Cruise Control); Assistente de Ponto Cego (Blind Spot Assist); e Auxílio de Estacionamento 360º (360º Parking Aid).

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

FCA anuncia recall do Fiat Ducato

Da Redação

imagem(19)Foto: FCA – Fiat Chrysler Automóveis / Divulgação

A FCA – Fiat Chrysler Automóveis Brasil, está convocando os proprietários dos veículos Fiat Ducato, todas as versões, ano/modelo 2018 e 2019, para a partir de 13 de maio de 2019 agendarem seu comparecimento em uma das concessionárias Fiat, a fim de que seja providenciada, gratuitamente, a verificação e, se necessária, a substituição da abraçadeira metálica responsável pela fixação do tubo de alimentação de ar do motor.

Foi detectada a possibilidade da soltura do tubo de alimentação de ar, provocando, consequentemente, perda de força do motor, comprometendo as condições de dirigibilidade do veículo e aumentando o risco de colisão, além de possibilitar a ocorrência de danos físicos e materiais ao condutor, aos passageiros e a terceiros.

Estão envolvidas nesta campanha 288 unidades do Fiat Ducato, com os números de chassi (não sequenciais, últimos seis dígitos) de 150109 a 505287.

O tempo mínimo para o reparo é de aproximadamente uma (1) hora. A FCA solicita que o cliente agende sua visita previamente na concessionária Fiat de sua preferência.

Para consulta dos números dos chassis envolvidos e/ou outras informações, o cliente pode consultar o site www.fiat.com.br

Também pode entrar em contato com a Central de Serviços ao Cliente Fiat pelo telefone 0800 707 1000.

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

Honda HR-V ganha motor 1.5 turbo para a linha 2020

Da Redação  (Publicado no Diário do Comércio – Edição: 10/05/2019)

SUV compacto passa a contar, na versão topo de linha, com motorização de 173 cv

honda_strip_390837_2_fullA Honda lançará, em junho, a linha 2020 do HR-V. A principal novidade é o retorno da versão topo de linha Touring. Ela chegará ao mercado com a adoção de equipamentos inéditos ao modelo, como teto solar panorâmico, Honda LaneWatch, bem como o motor 1.5 turbo de 173 cv, dentre outras novidades.

As demais versões do SUV trazem novos equipamentos de conforto e comodidade. Na linha 2020, a versão EXL passa a oferecer os sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, bem como uma nova grade frontal com acabamento em black piano.

A central multimídia de 7 polegadas touchscreen, com conectividade aos sistemas Apple CarPlay e Android Auto, é a principal novidade para a versão EX, que recebe, ainda, sensores de estacionamento traseiros.

Por meio desta nova central é possível a operação intuitiva de mapas do sistema de navegação do Waze (navegação disponibilizada por meio do Android Auto e Apple CarPlay), além da reprodução de músicas via bluetooth, por dispositivos portáteis, ou de serviços de streaming (via conexões Bluetooth, Android Auto ou Apple CarPlay).

Por fim, a versão LX, de entrada, recebe câmera de ré integrada à central multimídia de 5 polegadas, com três modos de visão, facilitando as manobras e aumentando a visibilidade do condutor.

honda_strip_390837_4_fullTouring – A versão Touring, que retorna na linha 2020 para completar a família do SUV, composta pelos modelos LX, EX e EXL, recebe equipamentos inéditos ao utilitário.

No design, o visual ficou mais refinado no modelo Touring, informou a Honda. A dianteira ganha uma nova personalidade, com a adoção de faróis principais e de neblina Full LED – com alta eficiência luminosa em diferentes condições de rodagem –, bem como uma nova grade frontal, com acabamento em black piano, que complementam o visual do HR-V.

O inédito teto solar panorâmico da versão Touring – o primeiro do tipo oferecido em um modelo da marca no Brasil – aumenta a sensação de espaço e luminosidade para os ocupantes dos bancos dianteiros e traseiros, bem como agrega um estilo único ao HR-V, combinado a nova antena em formato barbatana, itens exclusivos da versão Touring.

Na parte traseira, o logotipo Turbo e o sistema de escapamento em inox com duas saídas completam o design da versão Touring.

Interior – No interior, a versão topo de linha passa a ter, de acordo com a cor externa, a opção de acabamento na cor cinza claro ou preto para bancos (revestidos co material sintético que imita o couro), laterais de porta, console central e painel. Costuras duplas nas laterais de porta também são exclusivas da versão Touring.

honda_strip_390837_11_fullEquipado com a tecnologia Smart Entry, o HR-V Touring permite a abertura do modelo sem o uso da chave, por aproximação, enquanto o botão de partida torna mais cômoda a operação do veículo.

Equipado com sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, câmera de ré (com três modos de visualização) e o exclusivo sistema Honda LaneWatch, o HR-V em sua versão topo de linha permite visibilidade total em manobras e durante a condução.

O sistema Honda LaneWatch é composto de uma câmera instalada no retrovisor direito, que amplia o ângulo de visão do motorista além do proporcionado pelo espelho retrovisor, eliminando pontos cegos e projetando essa imagem ampliada no sistema multimídia, ao se acionar a seta, ou mesmo ao pressionar um botão na alavanca.

Com isso, o condutor passa a ter muito mais segurança em mudanças de faixa e mais comodidade em manobras. O HR-V Touring traz, ainda, equipamentos exclusivos, como sensores de chuva e retrovisor fotocrômico automático.

Essa versão recebe a central multimídia de 7 polegadas touchscreen, com conectividade aos sistemas Apple CarPlay e Android Auto, com navegador GPS integrado ao sistema.

honda_strip_390837_12_fullMotorização – As versões LX, EX e EXL do HR-V 2020 são equipadas com o motor 1.8 16V capaz de render 139/140 cv, que é combinado à transmissão CVT – com simulação de sete velocidades e aletas para trocas de marchas no volante (equipamento das versões EX e EXL).

A versão Touring, por sua vez, marca a estreia da motorização turbo com injeção direta no HR-V, garantindo desempenho e eficiência energética, posicionando-o em um novo patamar.

O motor 1.5 de quatro cilindros, que traz calibragem específica para o HR-V, utiliza turbo de baixa inércia, injeção direta, variação de tempo de abertura das válvulas de admissão e escape (Dual VTC) e válvula wastegate eletrônica, gerando 173 cv a 5.500 rpm, com o torque linear de 22,4 kgfm entre 1.700 rpm a 5.500 rpm.

Câmbio CVT e conjunto de suspensão foram aprimorados para o motor turbo

O motor turbo é acoplado à uma transmissão continuamente variável (CVT), a mesma adotada no Civic Touring e no CR-V, mas ajustada especificamente para o HR-V, que entrega ampla potência ao longo de toda a faixa de trabalho do motor, segundo a Honda.

Essa transmissão traz algumas características específicas: função Kick Down, que reduz rapidamente a relação de marcha para permitir uma retomada mais eficiente quando o pedal do acelerador é pressionado até o fim do curso e uma modularidade maior da aceleração em médias rotações, bem como a simulação das sete velocidades com o acelerador à plena carga, aumentando a percepção de performance e reduzindo o ruído de aceleração nesta condição.

honda_strip_390837_13_fullO freio motor fornecido pela transmissão CVT do modelo Touring também foi aprimorado, com a simulação de reduções de marcha de forma automática em condições de frenagem brusca, aumentando a eficiência nestas condições.

Outro aprimoramento, já aplicado à transmissão CVT na linha 2019, torna mais progressiva a aceleração nas condições de “anda e para” fazendo com que a rotação do motor não suba excessivamente em situações de aceleração em trânsito, aumentando o conforto para os ocupantes nestas condições, informou a Honda.

Para se adequar ao novo motor 1.5 turbo, o HR-V Touring recebeu uma calibragem específica para o conjunto de suspensão, com novas molas e amortecedores, barra estabilizadora dianteira de maior diâmetro e a adoção da tecnologia Agile Handling Assist (AHA), que aprimora a estabilidade dinâmica do SUV em curvas, aplicando o conceito de vetorização de torque ao modelo.

De série – O HR-V traz de série, em todas as versões, o sistema de rebatimento de bancos Magic Seat, com três modos de utilização: Utility, que permite rebater os bancos traseiros e ter uma superfície verdadeiramente plana para acomodação de bagagens; Tall, que proporciona um espaço para acomodar objetos altos no assoalho do veículo, como um vaso de plantas, elevando o assento dos bancos traseiros e Long, para o transporte de volumes longos como uma prancha de surf, rebatendo também o encosto do banco do passageiro dianteiro.

Todas as versões contam com ar-condicionado, freio de estacionamento com acionamento eletrônico e função brake hold, controle de cruzeiro e faróis de neblina (halógeno nas versões LX, EX e EXL e de LED na versão Touring), bem como vidros elétricos com um toque para subida/descida e destravamento do porta-malas por controle.

honda_strip_390837_10_fullNo quesito segurança, todas as versões são equipadas com controle de tração e estabilidade (VSA), assistente de partida em rampa (HSA) e luzes de frenagem de emergência (ESS).

As versões EX, EXL e Touring trazem, ainda, ar-condicionado digital touchscreen, airbags laterais, e aletas para trocas de marcha no volante, habilitando a simulação de sete marchas na transmissão CVT, e volante com revestimento em couro.

As versões EXL e Touring oferecem bancos revestidos co material sintético que imita o couro, airbags laterais do tipo cortina, acendimento automático dos faróis, central multimídia de 7 polegadas com navegador integrado, bem como espelhos retrovisores com rebatimento elétrico e função tilt down em marcha a ré.

O modelo está disponível nas cores: branco Tafetá (sólido), prata Platinum, cinza Barium, azul Cósmico (metálicos), branco Estelar, preto Cristal e vermelho Mercúrio (perolizados). A versão Touring traz interior na cor cinza nas cores branco Estelar, cinza Barium e azul Cósmico. As demais cores trazem interior com acabamento preto.

honda_strip_390837_7_full

honda_strip_390837_8_fullPreços:

HR-V LX: R$ 94,40 mil

HR-V EX: R$ 101,70 mil

HR-V EXL: R$ 111,90 mil

HR-V Touring: R$ 139,90 mil

honda_strip_390837_0_fullFotos: Honda / Divulgação

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

 

Audi A4 completa 25 anos de produção

Da Redação

Silver jubilee: Audi A4 celebrates its 25th birthdayFoto: Audi AG / Divulgação

A Audi está celebrando um grande aniversário de produção no segmento premium: há 25 anos, o primeiro Audi A4 saiu da linha de montagem em Ingolstadt, na Alemanha.

Desde então, a marca das quatro argolas produziu mais de 7,5 milhões de unidades do modelo. Um quarto de século após o seu nascimento, a demanda pelo  modelo continua grande com o A4, agora, em sua quinta geração.

Com 344.586 unidades vendidas em 2018, é o modelo Audi mais popular do mundo. Aproximadamente a cada cinco modelos da marca entregues em todo o mundo, hoje, um vem desta série.

O modelo tornou-se um best-seller em seu primeiro ano completo de produção, em 1995, quando mais de 272.052 unidades saíram da linha.

“Por um quarto de século, o A4 simbolizou a marca Audi como nenhum outro modelo. É sinônimo de tecnologia de ponta em seu segmento, bem como tecnologias de produção inovadoras ao mais alto nível”, disse Albert Mayer, diretor de fábrica da unidade da Audi em Ingolstadt.

“O Audi A4 é um pilar fundamental da fábrica de Ingolstadt. O compromisso incansável e a paixão de nossos funcionários pela nossa marca foram e continuam a ser a força motriz por trás da impressionante história de sucesso da A4”, completou.

Peter Mosch, presidente do conselho geral dos trabalhadores do grupo na AudiAG: “O A4 é um símbolo do sucesso da marca Audi. Nossos colegas tornaram isso possível nos últimos 25 anos com muita dedicação e comprometimento. Esta é uma grande conquista da qual nós, membros do Conselho dos Trabalhadores, estamos muito orgulhosos e sobre a qual gostaria de parabenizar todos os envolvidos”.

Em 2018, praticamente um em cada cinco carros entregues pela Audi no mercado alemão veio desta série. O modelo Audi mais popular na China é o A4 com distância entre eixos longa, que é produzido especialmente para o mercado local.

Com produção total de mais de 7,5 milhões de unidades, o A4 é o modelo Audi de maior sucesso da marca em todos os tempos. Desde o lançamento da quarta geração A4, em 2007, as duas principais fábricas da Audi na Alemanha – Ingolstadt e Neckarsulm – compartilharam a produção do modelo através do chamado sistema de mesa giratória de produção.

A Audi fabrica o A4 também na Ásia para os mercados locais: em Changchun, na China, e em Aurangabad, na Índia.

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

No farol, o jeitinho italiano?

Chico Lelis*

meu logo

Corria o ano de 2011 e lá estávamos, eu e meu querido amigo Vicente Alessi, viajando pela Itália, num poderoso Alfa Romeo, cedido pela Fiat.

Nem precisava tanta potência, pois só viajamos pelas estradinhas vicinais onde, além de não pagar pedágio, é possível conhecer melhor o País e as pessoas.

Eu dirigia, pois o Vic, alegando preguiça, se recusava a pegar no volante. Pra mim, tudo bem.

Depois de vários quilômetros e visitas, entre outras, a Prato (onde tem um maravilhoso Museu, o do Tecido), à Torre de Piza, menos torta que muitos prédios aqui da orla da minha amada Santos (SP).

E temos uma vantagem, além do Santos FC, claro! Enquanto a torre italiana não pode receber visitas, os prédios tortos de Santos são habitados.

Bem, seguindo por uma dessa estradinhas, passando por pequenos vilarejos, nos deparamos com um semáforo/sinaleira/sinal na entrada de uma delas. E estava vermelho. Ou seja, não podíamos seguir adiante.

Parei e fiquei aguardando o verde.

Com razão, Vic ficou mais impaciente que de costume e dizia: Vamos embora, isso tá quebrado.

Usando minha vantagem de estar dirigindo, disse que não!

De repente, um Fiat 500, modelo antigo, passa reto e entra na cidade. Vic enfureceu, alegando que estávamos ali que nem bobos esperando abrir um semáforo que não tinha nenhuma serventia.

SEMÁFORO

– Vamos logo, isso ai tá quebrado.

Mas não obedeci suas ordens.

Segundos depois veio o verde e seguimos adiante.

Nestas pequenas localidades, há sempre uma área para se parar, naquela que é a única e estreita via dos lugares.

Resolvemos parar e fomos elucidar o enigma do semáforo.

A resposta foi muito simples.

– Nossa rua é muito estreita, temos crianças e idosos andando por ai e não queremos que corram risco, com carros vindos de um lado pro outro.

Quanto ao Cinqüecento que desobedeceu ao sinal: “era um morador da terra. E nós podemos. Simples assim”.

Como era hora do almoço, fomos comer num pequeno e encantador restaurante, debruçado sobre um vale, com uma comida dos deuses.

O único desentendimento entre nós na viagem, foi que o Vic se recusou a ir até Pistoia, onde poderíamos conhecer o cemitério onde estavam enterrados os corpos dos nossos heróis da II Guerra Mundial.

Ah, ia esquecendo. Como fumava o meu amigo Vic!

foto - chico lelis

*chicolelis – chicolelis@gmail.com – Jornalista com passagens pelos jornais A Tribuna  (Santos), O Globo e Diário do Comércio. Foi assessor de Imprensa na Ford, Goodyear e, durante 18 anos, gerenciou o Departamento de Imprensa da General Motors do Brasil. Assina a coluna “Além do Carro”, na revista Carro, onde mostra ações do setor automotivo nos campos social e ambiental.

Apoio

new_banner_ec_tcm-3032-617990