Mitsubishi abre a pré-venda do novo Eclipse Cross

José Oswaldo Costa

2018-mitsubishi-eclipse-c-20O novo Mitsubishi Eclipse Cross será apresentado para a imprensa especializada na próxima semana.

DC Auto estará presente no lançamento e trará tudo sobre o novo SUV na edição do dia 29/09, próxima sexta-feira.

2018-mitsubishi-eclipse-sport-cross_100635661_hO utilitário esportivo chegará às concessionária da marca em novembro.

Hoje, a montadora anunciou que está inaugurando um hotsite de pré-vendas para ele.

6ad8bda9a1635d78989992a3de4018ccf8d8c30fPara isso, basta que o cliente interessado acesse o seguinte endereço: www.eclipsecross.com.br

O Eclipse Cross chega para se posicionar entre o ASX e o Outlander, reforçando a família de SUVs da marca dos três diamantes.

É um carro que traz novas e modernas tecnologias, muito conforto, praticidade e conectividade, informou a Mitsubishi.

346616_826586_mitsubishi_eclipse_cross__1_

Mitsubishi-Eclipse-Cross (2)

Fotos: Mitsubishi / Divulgação

Jetta chega à 7ª geração com novo visual

Da Redação   (Publicado no Diário do Comércio – Edição: 21/09/2018)

Sedan da VW passa a utilizar a plataforma MQB, ganha design mais arrojado e a versão R-Line

Vei1 - Pedro Danthas - Volkswagen - DivulgaçãoA Volkswagen apresentou a 7ª e nova geração do Jetta. Com mudanças por dentro e por fora, o novo Jetta estreia uma série de recursos, tais como: iluminação ambiente da cabine, faróis e lanternas de LED, novas proporções de carroceria, linhas de estilo marcantes e acabamento interno mais refinado.

O sedan é, agora, baseado na plataforma MQB, oferecendo design mais arrojado, melhor aproveitamento de espaço interno e tecnologias de classes superiores..

Produzido em Puebla, no México, o Jetta 2019 chega ao mercado brasileiro, em outubro, nas versões Comfortline 250 TSI e R-Line 250 TSI. Nas duas configurações, a motorização utilizada é a 1.4 TSI Total Flex (de até 150 cv e 250 Nm de torque), associada à transmissão automática de seis marchas.

O sedan será oferecido em seis opções de cor: três sólidas (branco, preto e vermelho), duas metálicas (prata e cinza) e uma perolizada (preto). O modelo conta com três anos de garantia de fábrica, sem limite de quilometragem, e tem as três primeiras revisões gratuitas.

Vei2 - Pedro Danthas - Volkswagen - DivulgaçãoExterior – Linhas dinâmicas e superfícies bem nítidas dão ao modelo uma aparência mais elegante e esportiva. A queda acentuada das linhas na coluna “C” traz uma aparência de coupé.

Comparado com a geração anterior, o sedan cresceu em todas as direções. É mais longo, largo e alto. Por consequência, isso melhorou o espaço interno. O novo Jetta mede 4,70 metros de comprimento. A largura (sem os espelhos retrovisores) é de 1,80 metro e a altura é de 1,47 metro. Já o entre-eixos é de 2,69 metros.

Design – O design da dianteira tem ênfase em linhas horizontais. A grade trapezoidal é composta por quatro barras cromadas, duas das quais fluem para as caixas dos faróis, onde os LEDs captam as linhas e as conectam para um efeito diferenciado.

A lateral do carro é marcada por suas superfícies bem definidas e amplas janelas.  Sob a linha de ombro, no nível das maçanetas, há um vinco que funciona como um rebaixo. Sua superfície afunila na parte traseira. As caixas de roda também colaboram para transmitir imponência.

Vei4 - Pedro Danthas - Volkswagen - DivulgaçãoOutros fatores que contribuem significativamente para a aparência esportiva são os balanços dianteiro e traseiro. Mesmo mais comprido do que a geração anterior, o novo sedã conta com 896 mm de balanço dianteiro (distância em linha reta do centro das rodas dianteiras até a extremidade do para-choque frontal), isto é, 10 mm a menos.

Na parte de trás ocorreu o inverso, o balanço traseiro cresceu 16 mm, totalizando agora 1.118 mm. O porta-malas manteve os 510 litros de capacidade.

O estilo da seção traseira é definido pelos traços que vão da tampa do porta-malas e se estendem até a linha de ombro. O defletor (spoiler), que é integrado ao design da tampa do porta-malas, conecta-se com as linhas das extremidades das laterais, enfatizando a largura do sedan.

Essa largura também é evidenciada pelas linhas das lanternas traseiras de LED. Com foco na sofisticação, a parte inferior do para-choque conta com detalhes cromados.

Com a nova plataforma, o modelo apresenta um coeficiente de arrasto (Cx) de apenas 0,29. Esse número só é possível graças a uma série de recursos, como o para-choque dianteiro com tomadas de ar mais próximas aos faróis de neblina e ao assoalho com revestimento, o que melhora o escoamento do ar.

Vei3 - Pedro Danthas - Volkswagen - DivulgaçãoInterior – O interior é todo novo, proporcionando maior conforto e, ao mesmo tempo, aparência mais sofisticada. O cockpit é um ambiente focado no motorista. Os instrumentos e o sistema de multimídia são orientados de forma horizontal e proporcionam fácil leitura.

O Novo Jetta traz novas cores de tecido e acabamentos de porta. O acabamento do painel é soft touch e traz materiais de alta qualidade. Na parte de trás, destaque para a altura mais elevada das janelas, o que privilegia a privacidade no interior e, ao mesmo tempo, dá maior sensação de conforto aos ocupantes do veículo.

Novo Jetta R-Line 250 TSI (35)R-Line – O Jetta R-Line (fotos que ilustram essa matéria) tem o visual frontal marcado pelas grades em preto brilhante. O logo R-Line aparece na grade frontal e nos para-lamas dianteiros. Na lateral o conjunto R-Line é composto por rodas de 17 polegadas e espelhos retrovisores pintados em preto. O teto da versão também é pintado de preto.

Seguindo a proposta do exterior, a cabine traz ambientação escura, com o teto e as colunas forrados em preto. Harmoniza com a proposta o acabamento acinzentado dos apliques utilizados no painel e nas laterais de porta.

O volante é exclusivo, com base achatada e logotipo alusivo à versão. Na traseira, o destaque fica com os detalhes cromados na parte inferior do para-choque.

Motor 1.4 turbo e câmbio automático

Como informamos anteriormente, o Jetta 2019 será oferecido no mercado brasileiro em duas versões. A Comfortline 250 TSI traz de série, entre outros, com ar-condicionado Climatronic com regulagem digital de temperatura para motorista e passageiro (duas zonas), luzes de condução diurna (DRL) em LED, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, sensor de chuva, seis airbags (dois frontais, dois laterais e dois do tipo cortina), bloqueio eletrônico do diferencial, sistema Start/Stop e função de frenagem de manobra (RBF).

Novo Jetta R-Line 250 TSI (4)Complementam o conjunto freio de estacionamento eletromecânico (com acionamento por botão), assistente de partida em subidas, vidros, travas e retrovisores externos com acionamento elétrico e volante multifuncional e bancos revestidos em couro.

Também é de série o sistema de multimídia Discover Media com tela de 8 poelgadas, que permite conectividade avançada com os smartphones por meio do App-Connect (Android Auto, Apple CarPlay e Mirrorlink) e oferece navegação integrada.

A versão Comfortline traz rodas de 17 polegadas com pneus 205/55 R17, câmera traseira para auxílio ao estacionamento, sistema Kessy (chave presencial para abertura e fechamento das portas e acionamento do motor por meio de botão) e espelho retrovisor interno eletrocrômico. O modelo conta, também de série, com o sistema de seleção do perfil de condução e iluminação ambiente ajustável em 10 tonalidades.

O recurso de seleção do modo de direção inclui quatro opções: Eco, que privilegia a economia de combustível, Normal, que mantém os ajustes de fábrica, Sport, para uma condução mais esportiva, e Individual, no qual é possível ajustar os parâmetros de direção, transmissão e outros assistentes de condução da forma que o condutor preferir.

Novo Jetta R-Line 250 TSI (1)Iluminação ambiente – O sistema de iluminação ambiente de LED permite escolher entre 10 opções de cor. Coordenado com o recurso de seleção do modo de direção, o sistema fornece luz branca indireta no perfil Normal, luz vermelha no perfil Sport e luz azul no perfil Eco. O motorista pode definir qualquer uma das 10 cores usando o modo manual ou Individual.

Além do visual exclusivo e de todos os equipamentos da versão Comfortline, a versão R-Line 250 TSI tem como itens de série o Active Info Display (painel digital programável), controlador automático de velocidade (ACC), Front Assist com função City Emergency Brake, detector de fadiga, sistema de frenagem pós-colisão e regulagem automática do farol alto (FLA).

Novo Jetta R-Line 250 TSI (19)

Novo Jetta R-Line 250 TSI (22)

Novo Jetta R-Line 250 TSI (38)O teto solar panorâmico abrange mais da metade da área do teto. Opcional para as versões R-Line e Comfortline, esse equipamento conta, ainda, com uma tela de vidro entre o para-brisa e o teto solar, aumentando a área envidraçada do teto.

Motor – O motor 1.4 TSI desenvolve potência máxima de 150 cv (etanol ou gasolina). Seu torque máximo, de 250 Nm (25,5 kgfm), surge a apenas 1.400 rpm e se mantém plano até 3.500 rpm, com gasolina ou etanol.

A transmissão é automática de seis marchas (com conversor de torque) com função Tiptronic.

Com esse conjunto, a VW informou que o Jetta acelera de 0 a 100 km/h em 8,9 segundos e tem velocidade máxima de 210 km/h, independentemente do combustível.

Novo Jetta R-Line 250 TSI (14)

Fotos: Pedro Danthas / Volkswagen / Divulgação

Vale ressaltar o sistema Start/Stop de série em todas as versões do modelo. Essa tecnologia desliga o motor durante a marcha lenta quando o pedal do freio é pressionado (por exemplo, quando se espera no sinal vermelho). Quando o pedal do freio é liberado, o motor reinicia sem problemas. Isso se traduz em maior economia de combustível, especialmente no trânsito urbano.

Versões e Preços:

Jetta Comfortline 250 TSI (automático) – R$109,99 mil

Jetta R-Line 250 TSI (automático) – R$119,99 mil

*o teto solar panorâmico é opcional, para as duas versões, e tem o preço de R$4,99 mil

Mitsubishi ASX ganha novidades para a linha 2019

Da Redação

ASX 2019 (13)O Mitsubishi ASX ganhou novos elementos de design para a linha 2019. A parte dianteira recebeu nova grade e o acabamento central do para-choque dianteiro agora é prata ou preto, dependendo da cor do veículo.

Outra novidade está nas luzes diurnas (DRL) em LED, que estão integradas ao para-choque e reforçam a segurança. Na parte traseira, são novos o acabamento cromado na tampa do porta-malas e o para-choque com lentes refletoras integradas.

ASX 2019 (12)As rodas diamantadas são de 18 polegadas, calçadas com pneus “verdes” de baixa resistência ao rolamento (225/55 R18). O visual ainda é reforçado com as molduras nas caixas de roda. Para completar, a antena do tipo barbatana de tubarão.

O SUV é equipado com motor 2.0 de 170 cv e 23 kgfm de torque, quando abastecido com etanol.

ASX 2019 (3)As versões AWD são equipadas com diversos itens que facilitam o dia a dia, como sensor de chuva e acendimento automático dos faróis, botão Start & Stop, que permite o acionamento do motor com apenas um toque, sistema keyless com sensor de aproximação e espelho retrovisor externo retrátil, que é acionado automaticamente quando o veículo é travado.

Outra novidade é a opção do Sky View, um teto panorâmico de vidro, além dos faróis de xênon com regulagem automática e lavador. Todas as versões são equipadas com controles de tração (ATC) e estabilidade (ASC), além do Hill Start Assist, para partidas em subidas. O sistema de monitoramento de pressão dos pneus (TPMS) também está presente.

mitsubishi-asx-outlander-sport-2018-2O volante é funcional, com comandos de voz, telefone, áudio e piloto automático integrados. O modelo ainda pode ter o interior bege como opcional.

O sistema multimídia oferece tela touch screen capacitiva de 6,75 polegadas e possui, agora, recursos de compatibilidade com smartphones, como Apple CarPlay e Google AndroidAuto com comando de voz, rádio AM/FM, MP3, bluetooth com áudio streaming e conexão USB.

O ASX tem sistema eletrônico para acionamento da tração. Com um simples toque no botão, localizado no console central, o motorista pode optar por conduzir o veículo em 2WD, para uso urbano e que proporciona mais conforto e economia de combustível; 4WD, para um uso mais esportivo, ideal para pistas sinuosas; e LOCK, que proporciona uma maior segurança em pisos com pouca aderência.

ASX 2019 (4)A transmissão é do tipo CVT e tem menor escorregamento, garantindo potência, melhor aceleração, menos ruído e respostas mais rápidas e com mais eficiência.

Com sistema sequencial (na própria alavanca de câmbio) e paddle shifters (“borboletas”) posicionados atrás do volante, permite a troca de marchas manual.

O painel de instrumentos possui tela LCD colorida de alto contraste, computador de bordo com 12 funções e marcadores com aros prateados e iluminação branca.

ASX 2019 (5)O ASX tem entre eixos de 2,67 metros e o porta-malas oferece 605 litros de capacidade.

Nas versões AWD são nove airbags: dois frontais para motorista e passageiro, dois nas laterais, quatro de cortina e um de joelho, exclusivo na categoria. Os ocupantes contam ainda com cintos de segurança dianteiros com limitador de força e assentos e encosto de cabeça protegidos do efeito “chicote”.

O SUV é oferecido em três versões:

ASX AWD CVT Flex + TETO + XENON – R$130,99 mil

ASX AWD CVT Flex – R$121,99 mil

ASX 2WD CVT Flex – R$104,99 mil

ASX 2019 (1)

Fotos: Mitsubishi / Divulgação

Nissan Versa 1.6 SL Direct, para o público PcD, chega por R$53,24 mil

Da Redação

Nissan Versa Direct é novidade da marca na Mobility & Show SP 2

Foto: Nissan / Divulgação

A Nissan vai apresentar na Mobility & Show SP 2018, feira direcionada ao público PcD que vai de amanhã a domingo, em São Paulo (SP), o novo Versa 1.6 SL Direct, versão do sedan compacto voltada especialmente para esses consumidores.

Com preço de tabela de R$68,84 mil para a pintura sólida, a novidade pode ser comprada por R$53,24 mil com as isenções legais de IPI e ICMS.

A nova versão é parte do programa Nissan Mobilidade para Todos, que tem como objetivo facilitar o acesso e disponibilidade de veículos zero-quilômetro a pessoas com deficiência (PcD).

Baseada na versão SL do sedan, a SL Direct é fabricada no Complexo Industrial Nissan de Resende (RJ). Ela traz, de fábrica, banco do motorista com ajuste de altura, banco traseiro rebatível, direção elétrica progressiva com regulagem de altura, freios ABS com controle eletrônico de frenagem (EBD) e assistência de frenagem (BA) e vidros dianteiros e traseiros com acionamento elétrico com função um toque para descida no lado do motorista.

Além disso, o modelo tem bancos e volante com acabamento em couro, ar-condicionado automático digital, câmera traseira com imagem integrada no display do rádio, central multimídia com Apple CarPlay e Android Auto, computador de bordo,  farol de neblina, maçanetas externas cromadas, retrovisores externos elétricos na cor do veículo com luzes indicadoras de direção, rodas de liga-leve de aro 16 e sistema de navegação integrado ao painel.

O câmbio é o continuamente variável (CVT), que trabalha em conjunto com o motor 1.6 16V de 111cv, independente do combustível escolhido. O torque é de 15,1 kgfm.

O programa Nissan Mobilidade para Todos tem como objetivo facilitar o acesso e a disponibilidade de veículos Nissan 0 km para pessoas com deficiência (PcD). Além do Versa Direct e Kicks Direct, estão disponíveis no programa o compacto Nissan March e o Nissan Sentra, que conta com isenção de IPI.

Mobility & Show – A primeira edição da feira em 2018 aconteceu no Rio de Janeiro de 27 a 29 de julho. Em São Paulo será de 21 a 23 de setembro e, a de Belo Horizonte, está programada para 23 a 25 de novembro.

Royal Enfield traz para o Brasil 60 unidades da edição especial Pegasus

Da Redação

Royal Enfield Pegasus 3A Royal Enfield, marca de motocicletas mais antiga do mundo em produção contínua, anunciou a chegada da edição especial Pegasus ao Brasil. A máquina é inspirada na lendária RE/WD 125, conhecida como Flying Flea (Pulga Voadora, em português), modelo que desempenhou um papel importante na Segunda Guerra Mundial.

Por ser uma edição limitada, 60 unidades da Pegasus estarão disponíveis para os clientes brasileiros – em todo o mundo serão 1.000 motocicletas. O modelo pode ser reservado pelo site, a partir de hoje, e tem o preço de R$24,90 mil.

Royal Enfield Pegasus 8“Valorizamos muito o nosso legado. É onde sempre buscamos inspiração para desenvolver novos produtos”, comentou Claudio Giusti, diretor geral da Royal Enfield no Brasil.

“Esta é uma edição especial muito significativa para a Royal Enfield e estamos muito satisfeitos em oferecer esses modelos ao público brasileiro. É uma chance única de possuir uma parte importante da história”, completou Giusti.

Royal EnfieldDurante as duas Guerras Mundiais, a marca produziu munições, equipamentos de artilharia e motocicletas – e abastece as Forças Armadas Indianas com seus modelos até hoje. A Flying Flea é a mais icônica máquina produzida pela Royal Enfield em tempos de guerra.

“A história da Flying Flea é notável e inspiradora. Nenhuma outra motocicleta tem algo parecido. Motocicletas militares robustas foram – e continuam a ser – parte integrante do legado da Royal Enfield. Por isso, nos esforçamos até hoje para construir modelos clássicos, simples e duradouros. Nossas máquinas desempenharam um papel importante em ambas as Guerras Mundiais, o que lhes rendeu a justa reputação de resistência, mesmo nas condições mais difíceis. A Classic 500 Pegasus é uma homenagem a essas lendárias combatentes de guerra e à resiliência da marca”, comentou Siddhartha Lal, CEO da Royal Enfield.

Pegasus (8)Para revelar a história e criar conceito à edição limitada, a Royal Enfield firmou uma parceria oficial com o Regimento de Paraquedistas do Exército Britânico. “Foi muito importante trabalhar próximo do Ministério da Defesa do Reino Unido. Nós nos aproximamos deles há um ano e meio, dizendo que gostaríamos de trabalhar juntos neste projeto. Essa colaboração foi muito importante”, acrescentou Mark Wells, chefe de estratégia global de produto e design industrial da Royal Enfield.

“Esta nova série limitada traz muito da história e do legado da Royal Enfield. É algo que só essa marca poderia ter feito. Muitas outras têm motocicletas militares em seus passados, mas apenas a Royal Enfield tem a Flying Flea”.

Royal EnfieldA edição Pegasus é pintada nas mesmas cores que eram utilizadas na época da guerra: Service Brown e Olive Drab Green. Todos os modelos da edição especial trazem estampado em seu tanque de combustível a insígnia Pegasus, o emblema oficial do Regimento de Paraquedistas Britânico e um número de série individual.

Outro importante lembrete dessa herança militar, o famoso emblema Made Like a Gun, também está presente na caixa da bateria. Para complementar o visual de época, o modelo tem características autênticas de uma motocicleta militar, como manoplas de guidão marrons, uma cinta de couro com fivelas de latão no filtro de ar, escapamento, aros das rodas, pedal de partida e moldura do farol em preto fosco.

Royal EnfieldOutro item de série da edição limitada é o conjunto de alforjes de lona estilo militar, que também traz a insígnia Pegasus.

A Pegasus é uma série especial do modelo Classic 500, o mais popular da Royal Enfield em todo o mundo. As características mais marcantes dessa motocicleta, impulsionada pelo motor de 500 cc da marca, são o visual retrô do pós-guerra, o ronco do motor e o tanque de combustível com design típico do final da década de 40.

Royal EnfieldUma série de equipamentos e roupas inspirados por este legado também estarão disponíveis. Camisas, camisetas, bonés, alfinetes de lapela, malas e capacetes fazem parte da coleção limitada, que também conta com as insígnias militares oficiais e o emblema Pegasus.

A venda da Pegasus terá um formato diferente. A ordem de compra será definida por um registro online, feito na página da série limitada no site da Royal Enfield. Os primeiros a se registrarem terão prioridade na aquisição.

Será a única maneira de comprar uma das 60 unidades disponíveis no Brasil. O site de inscrição pode ser acessado neste link, que traz também informações sobre a motocicleta.

Royal EnfieldA reserva foi aberta às 10h de hoje (19 de setembro) e ficará disponível até o dia 3 de outubro de 2018. Os termos e as condições estão listados na página de inscrição.

“Nosso objetivo é dar a oportunidade de compra a clientes espalhados por todo o Brasil, não apenas aos que estão fisicamente próximos à nossa loja (em São Paulo – SP). Por ser uma edição exclusiva e limitada, queremos dar essa opção a todos os fãs brasileiros da marca”, complementou Claudio Giusti.

Royal Enfield

Fotos: Nigel Harniman / Royal Enfield / Divulgação

Mitsubishi apresenta seu novo modelo para provas de rali: L200 Triton Sport R

Da Redação

346389_825548_img_4287A tradição da Mitsubishi Motors no off-road é conhecida mundialmente. Não à toa, a marca é 12 vezes campeã do Rally Dakar e 11 do Rally dos Sertões, graças ao projeto robusto dos seus veículos e sua aptidão 4×4.

Agora, a Mitsubishi Motors do Brasil apresenta o mais novo modelo preparado para competições, a L200 Triton Sport R.

Baseado no modelo que é vendido nas concessionárias, esse carro foi desenvolvido no Brasil em parceria com a Spinelli Racing, que conta com a direção do maior vencedor do Rally dos Sertões, Guilherme Spinelli.

346389_825549_img_4374

Fotos: Bruno Motta / Mistsubishi Motors / Divulgação

O modelo foi criado para a categoria de veículos de produção (T2 FIA), que é extremamente rigorosa nas modificações que podem ser feitas e que mantém as características gerais do carro de fábrica.

“É praticamente um carro original com os itens de segurança que as provas de rali exigem”, explica Fernando Julianelli, diretor de marketing da Mitsubishi Motors.

O motor é o 2.4 16V Diesel DOHC MIVEC, injeção eletrônica direta Common-Rail, potência máxima de 225 cv a 3.750 rpm e torque de 51,2 kgfm a 2.350 rpm.

346389_825547_img_5853Além do motor, a transmissão, o chassi e a carroceria são originais. O modelo recebeu gaiola de proteção, bancos concha, cintos de cinco pontas, sistema de extintor e foi feita uma redistribuição de peso.

Para um conforto ainda maior dos pilotos, a L200 Triton Sport R manteve o ar-condicionado, sem comprometer a performance nas competições. Também foi instalado um painel de aquisição de dados Pro Tune, que reúne todas as informações do desempenho do carro.

346389_825545_img_6127Também foram instalados dois amortecedores coil-over por roda e mola helicoidal racing na dianteira e semielíptica racing na traseira

Como todo novo projeto, o carro começou a ser construído no ano passado e, no início de 2018, entrou na pista para testes.

“Estamos impressionados com o desempenho do carro nos testes de durabilidade”, afirmou Guilherme Spinelli. “Já rodamos 1.600 quilômetros, o equivalente a duas temporadas completas da Mitsubishi Cup, e não precisamos fazer nenhuma substituição de peças, com exceção daquelas de desgaste natural, como freios e filtro. A L200 Triton Sport R vem se mostrando um dos carros mais confiáveis que já desenvolvemos”, explicou.

346389_825546_img_5868A Mitsubishi é a única montadora do País que tem uma linha de produção para carros de competição. A nova L200 Triton Sport R será produzida na fábrica da Mitsubishi Motors em Catalão (GO), garantindo a mesma qualidade que os produtos que são adquiridos nas concessionárias.

Os interessados na nova L200 Triton Sport R podem entrar em contato com Youssef Haddad através do endereço: yh@spinelliracing.com.br.

Veja a picape em açãohttps://youtu.be/JrEJpvPQ7oQ

346389_825544_img_5983

Fotos: Mistsubishi Motors / Divulgação

 

CB 250F Twister 2019 já está no mercado

Da Redação (Publicado no Diário do Comércio – Edição: 14/09/2018)

Honda CB 250F Twister 4Foi lançada a nova Honda CB 250F Twister, linha 2019, modelo que é a porta de entrada da família de nakeds da marca. A nova Twister vem com design renovado e com novas cores – destaque para a exclusiva cor laranja na versão ABS.

Além disso, a de entrada passa a contar com freios CBS (Combined Brake System), que ampliam a segurança de pilotagem, de acordo com a Honda.

Um dos destaques da CB Twister é o motor monocilíndrico 4 tempos arrefecido a ar de 249,5 cm³, com comando de válvulas simples no cabeçote (OHC – Overhead Camshaft) de quatro válvulas e alimentado pela injeção eletrônica de combustível PGM-Fi (Programmed Fuel Injection).

Honda CB 250F Twister 2Com tecnologia bicombustível, esse motor possibilita a potência máxima de 22,4 cv, quando abastecido com gasolina, e 22,6 cv com etanol. O torque é de 2,28 kgfm (etanol) e 2,24 kgfm (gasolina).

Freios – Os motociclistas iniciantes têm no sistema de frenagem CBS (que equipa a versão de entrada da Twister) um real facilitador de frenagens seguras e em espaços mais curtos. Na prática, o CBS corrige maus hábitos de frenagem, que privilegia o uso do freio traseiro em detrimento do dianteiro, invertendo assim a correta prioridade.

Nas motocicletas dotadas do CBS, ao pressionar o pedal, parte da força de frenagem é enviada ao disco dianteiro. Deste modo, quando o motociclista age em ambos os comandos – pedal e manete – a redução da velocidade se dá de maneira mais homogênea e segura, em espaços menores e com menor possibilidade de desestabilização.

Honda CB 250F Twister 1Na CB Twister em versão topo de linha, o sistema de freios é por ABS. O princípio de funcionamento é o de impedir o travamento das rodas em qualquer condição, tarefa essa atribuída a um conjunto de sensores que faz a leitura da velocidade das rodas e controla automaticamente a pressão do sistema hidráulico nas pinças de freio, mantendo o máximo poder de frenagem sem que isso resulte em travamento e perda de aderência dos pneus com o solo.

Suspensão – Parceiro de toda esta tecnologia aplicada aos freios das Honda CB 250F Twister 2019 é o conjunto formado por chassi, suspensões, rodas e pneus: tubos de aço compõe o chassi em arquitetura tipo Diamond, na qual o motor é elemento estrutural. A ele estão vinculadas suspensões telescópica à frente e monoamortecida atrás, cuja particularidade é ter a mola dupla.

A opção por equipar a CB Twister com um conjunto no qual o amortecedor hidráulico traseiro é envolvido por duas, e não apenas uma única mola, foge do convencional da categoria e traz resultados superiores para fins de conforto, estabilidade e absorção de impactos.

Honda CB 250F Twister 3

Fotos: Honda / Divulgação

Dotadas de especificações diferentes quanto à rigidez, as molas cumprem tarefas distintas: a maior destina-se a absorção das irregularidades de maior amplitude, enquanto, a menor, visa oferecer maior conforto e possibilidade de manter o pneu em constante contato com o solo, o que se traduz por dirigibilidade superior.

A CB Twister traz, no conjunto traseiro, lanterna e piscas full LED. O painel black-out, na versão 2019, apresenta dados sobre consumo médio e instantâneo.

A CB Twister ABS com a exclusiva cor laranja se destaca pelas rodas na mesma cor. A CB Twister vermelha pode ser escolhida com freios ABS ou CBS, enquanto as cores prata metálico e branco vêm exclusivamente na versão de entrada, CBS.

Os preços sugeridos (com base no estado de São Paulo e não inclusos despesas de frete e seguro) são:

Honda CB 250F Twister ABS: R$ 14,99 mil

Honda CB 250F Twister CBS: R$ 13,39 mil

Ela conta com três anos de garantia sem limite de quilometragem e sete trocas de óleo.