BMW Motorrad apresenta mundialmente novo scooter elétrico

Da Redação

P90428721_highRes_the-new-bmw-ce-04-th

A BMW Motorrad apresentou, mundialmente, o novo scooter elétrico CE 04 (um conceito), que vai integrar a sua linha de duas rodas no futuro próximo.

Com propulsão elétrica, design voltado para o futuro e soluções de conectividade inovadoras, o modelo combina as funções de transporte e comunicação em uma nova marca de mobilidade urbana pessoal.

É uma revolução silenciosa, que vem de encontro com a estratégia de eletrificação global do BMW Group, informou a fabricante.

P90428713_highRes_the-new-bmw-ce-04-th

Com uma potência máxima de 31 kW (42 cv), o novo BMW CE 04 tem um motor potente. De a cordo com a BMW, o scooter leva, de 0 a 50 km/h, apenas 2,6 segundos. A velocidade máxima é de 120 km/h.

O scooter BMW CE 04 tem uma ampla capacidade de célula de bateria de 60,6Ah (8,9kWh), proporcionando um alcance de cerca de 130 km (versão com potência reduzida: 100 km).

Isso permite andar sem emissões no dia a dia na cidade, em um ambiente urbano, e para passeios divertidos em distâncias menores, depois do trabalho ou no fim de semana.

P90428723_highRes_the-new-bmw-ce-04-th

A BMW Motorrad utilizou tecnologia cruzada com os automóveis BMW como parte do processo de desenvolvimento. Por exemplo, o novo BMW CE 04 usa um módulo de bateria de íon-lítio fabricado exclusivamente com energia verde, como nos modelos recém-apresentados iX e i4.

Outros componentes para controlar o sistema de bateria de alta tensão também derivam do setor de automóveis de passageiros. O novo modelo conta com atenção especial à qualidade e durabilidade das baterias para garantir que o piloto seja capaz de fazer uso total do equipamento, mesmo após muitos anos de vida útil.

Obter o resfriamento ideal da bateria de alta tensão foi um dos principais desafios tecnológicos. Por um lado, era necessário evitar temperaturas excessivamente baixas devido ao fato de resultar em um enorme aumento na resistência interna das células, reduzindo assim a potência.

Por outro lado, altas temperaturas devem ser evitadas, pois isso teria um impacto negativo na vida útil da alimentação elétrico. No BMW CE 04, esse processo é feito por um sistema de refrigeração a ar. O calor é dissipado da bateria de alta tensão por meio de uma placa de resfriamento com aletas dispostas longitudinalmente na parte inferior do veículo.

Destaques adicionais do BMW CE 04 incluem:

  • Tempos de carregamento curtos e tecnologia de carregamento baseada em sistemas automotivos;
  • Maior estabilidade de condução graças ao controle de deslizamento por meio de ASC (Controle Automático de Estabilidade). DTC (Controle Dinâmico de Tração) está disponível como uma opção;
  • Três modos de condução padrão “ECO”, “Chuva” e “Estrada” para uso diário eficiente. Modo de pilotagem “dinâmico” para maior prazer de pilotagem disponível como opção;
  • Suspensão direcionalmente estável com quadro principal tubular de uma peça;
  • Tela colorida TFT de 10,25 polegadas com navegação integrada e ampla conectividade;

P90428728_highRes_the-new-bmw-ce-04-th

  • Unidades de iluminação LED padrão em toda a volta. Farol adaptativo Pro opcional;
  • Compartimentos de arrumação laterais e frontais. O compartimento do capacete lateral agora pode ser acessado enquanto você estiver sentado;
  • Compartimento de carregamento de celular com ventilação ativa e porta de carregamento USB-C.

P90428737_highRes_the-new-bmw-ce-04-th

P90428711_highRes_the-new-bmw-ce-04-th

P90428691_highRes_the-new-bmw-ce-04-thFotos: BMW Motorrad / Divulgação

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

Jaguar lança o I-Pace 2021 no Brasil

Da Redação

Jag_I-PACE_21MY_Exterior_3

A Jaguar anunciou que o seu utilitário esportivo 100% elétrico, o I-Pace, estreia sua nova versão 2021 com um novo sistema de infoentretenimento, o Pivi Pro, além de capacidade de carregamento mais rápido, facilitando ainda mais o uso de um carro elétrico na cidade e na estrada.

Com dois motores elétricos projetados pela Jaguar, um em cada eixo, o conjunto propulsor gera 400 cv de potência e 69,5 kgfm de torque. Além disso, o modelo é contruído em alumínio, possui baixo centro de gravidade e conta com tração integral.

Tão intuitivo como um smartphone, de acordo com a marca, o veículo é o primeiro Jaguar a ter o novo sistema de infoentretenimento. Rápido e responsivo, conta com navegação para carros elétricos aprimorada, mostrando as estações de carregamento mais próximas, sua disponibilidade de uso e até quanto tempo levará para o veículo carregar.

Jag_I-PACE_21MY_Exterior_Charging_Indus Silver_6

O I-Pace 2021 também recebeu uma melhoria no sistema de carregamento a bordo, agora com 11kW, permitindo que os clientes desfrutem de um carregamento significativamente mais rápido.

Quando conectado a um wallbox de 11kW, a bateria ganha até 53 km de autonomia por hora, enquanto uma carga completa leva apenas 8,6 horas – ideal para carregamento noturno em casa – de acordo com verificação WLTP.

Ao carregar em estações de carregamento públicas, um carregador de 50 kW adicionará 63 km em 15 minutos, enquanto um carregador de 100 kW somará 127 km durante o mesmo período.

2021-jaguar-i-pace

Com foco no bem-estar dos ocupantes, o I-Pace está equipado com novo sistema de ionização do ar, com filtragem PM2,5, que captura partículas aéreas ultrafinas e alérgenos, aumentando a qualidade do ar. O sistema pode, inclusive, filtrar o ar da cabine antes de uma viagem começar usando o sistema de pré-condicionamento.

O design exterior foi aprimorado com um novo acabamento da grade frontal em cinza Atlas que complementa o novo Bright Pack.

Luxuoso, o pacote acentua o design do SUV com borda da grade em Noble Chrome, tampas de espelho de porta e difusor traseiro também em cinza Atlas e bordas de janela em cromado acetinado. Na opção Black Pack, o veículo chega com a aplicação dos acabamentos em preto brilhante.

Jag_I-PACE_21MY_Interior_2

A paleta de cores também foi atualizada com novas opções: vermelho Caldera, azul Portofino e cinza Eiger.

“Nós sempre buscamos fazer com que o I-Pace fosse o veículo elétrico mais desejado do mundo, e no Brasil não foi diferente. Trouxemos o que a Jaguar tem de mais avançado em eletrificação, com muitos dados coletados da Fórmula E e do Jaguar I-PACE e-TROPHY, para melhorar a experiência de nossos clientes”, comentou Paulo Manzano, diretor de marketing e produto da Jaguar Land Rover do Brasil.

À frente do motorista, o veículo recebeu um novo painel de instrumentos digital de 12.3 polegadas, agora com gráficos completamente revisados e novo sistema que fornece uma estimativa ainda mais precisa e consistente da carga de bateria.

143815-cars-news-jaguar-i-pace-interior-tech-image3-idqeiusth1

A experiência interna do veículo também foi aprimorada: ele chega com novo sistema de som Meridian Sound System, tecnologia que amplia a qualidade da mídia a bordo. O equipamento possui dois alto-falantes adicionais no teto da cabine que complementam o conjunto de 16 alto-falantes.

“As novidades da cabine do I-Pace são transições importantes para o aumento da facilidade e da praticidade do uso do carro no cotidiano. Com uma navegação inteligente e intuitiva atrelada aos confortos de conectividade e segurança, o I-Pace reforça o conjunto de um carro 100% elétrico completo, mantendo-se à frente do segmento”, ressaltou Thiago Marques, gerente de produto da Jaguar do Brasil.

Ainda no interior, a tecnologia de última geração agrega segurança, ajudando motoristas na estrada, na cidade e durante manobras. A visibilidade é significativamente aprimorada com a nova câmera 360 graus que fornece uma visão completa e interativa do exterior do carro na tela central do Pivi Pro.

Jag_I-PACE_21MY_Exterior_Charging_ Portofino Blue_5

O espelho retrovisor central conta com o Clear Sight (opcional), garantindo que o motorista tenha sempre uma visão desobstruída, mesmo com três pessoas no banco traseiro ou com o compartimento de bagagem de 656 litros carregado até o teto (algo desaconselhável em termos de segurança), através de câmera com revestimento hidrofóbico integrada ao sistema de antena no teto do carro.

O I-Pace terá suas primeiras 250 unidades comercializadas no País com garantia de utilização de energia 100% renovável pelos próximos oito anos.

Esse é o compromisso da marca britânica de veículos premium e da ZEG, empresa do Grupo Capitale, que, em parceria com a Jaguar, garante que o I-Pace não apenas será um veículo com zero índice de emissões, mas também que a energia elétrica utilizada por ele nos próximos oito anos terá a garantia de ser uma energia renovável.

Jag_I-PACE_21MY_Exterior_Portofino Blue_3Fotos: Jaguar Land Rover / Divulgação

Para tornar esse fornecimento de energia limpa uma realidade para o I-Pace, a ZEG fornece insumo 100% renovável suficiente para o consumo dos 250 carros por oito anos. Para atender à demanda, a companhia vai gerar, por ano, 1,25 GWh de energia limpa a partir das fontes solar, hídrica, de biogás e de resíduos sólidos.

O novo I-Pace chega ao mercado brasileiro com 5 anos de garantia, além dos 8 anos ou 160.000 km para a garantia da bateria e as três primeiras manutenções gratuitas.

Os preços do I-Pace 2021 começam em R$ 621,85 mil, em versão única SE. O preço com o pacote Brasil sugerido é R$ 639,95 mil.

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

Land Rover lança série especial Discovery Sport Henrique Avancini

Da Redação

 

A Land Rover apresentou ao mercado brasileiro a nova versão especial limitada Discovery Sport Henrique Avancini.

Criada em parceria com o premiado ciclista brasileiro, e embaixador da marca no País, o novo veículo traz uma combinação exclusiva de acessórios.

Com itens selecionados por Henrique Avancini e licenciados pela marca, o carro combina o visual da família Discovery com um toque de personalidade.

2021-land-rover-traseira

Na traseira, o veículo recebeu novo engate exclusivo para duas bicicletas, que permite a abertura do porta-malas sem a necessidade de retirá-las. Novos tapetes extensores também foram incorporados ao porta-malas, oferecendo proteção extra ao compartimento quando os bancos são rebatidos e ampliando o espaço de transporte.

Nas laterais, o veículo recebeu novos estribos fixos, que conferem maior comodidade e segurança para entrar e sair do carro, principalmente para as crianças, ou quando o veículo está sendo utilizado para acomodar itens mais pesados.

Na parte frontal, o veículo recebeu protetores térmicos de para-brisa, garantindo proteção extra contra o calor dos raios solares. Completando a personalização do interior, o veículo recebeu novos e resistentes tapetes de borracha laváveis, que facilitam a limpeza do veículo após uma trilha e uma exclusiva sacola dobrável multiuso, que pode ser usada para um piquenique ou para o transporte de equipamentos esportivos.

Discovery Sport Avancini - Lateral

Um novo emblema com a inscrição Henrique Avancini na parte traseira completa o visual esportivo do veículo.

A nova versão Discovery Sport Henrique Avancini será limitada a 50 unidades, e está disponível em pré-venda em todas as concessionárias Land Rover a partir de R$ 330,55 mil na versão P250 Flex S.

O veículo é equipado com duas motorizações Jaguar Land Rover Ingenium P250 Flex e D200 diesel, ambas 2.0 de quatro cilindros, com 249 e 199 cv de potência respectivamente, e 37,2 kgfm de torque na versão flex e 43,8 kgfm no diesel.

Discovery Sport Avancini - Traseira 4

Sua robusta motorização se une ao amplo espaço interno do veículo, com opção de sete lugares, e à experiência digital aprimorada com a introdução do novo sistema de infoentretenimento (PIVI PRO).

Conhecido como um dos principais nomes do ciclismo mundial, Henrique Avancini se apaixonou pelo esporte ainda criança, tendo começado a competir com apenas 8 anos de idade. Essa paixão foi herdada de seu pai, Ruy, ciclista durante os anos 70 e dono de uma bicicletaria, lugar onde Henrique começou a se interessar pelo esporte.

Hoje embaixador da Land Rover no Brasil, Henrique Avancini coleciona vitórias e reconhecimentos nacionais e internacionais, fruto de sua grande dedicação ao esporte. 

Land-Rover-Discovery-Sport-Henrique-Avancini_3-1280x768

Entre suas principais conquistas estão o título mundial de MTB em 2018, no Campeonato Mundial Maratona, na Itália, sete títulos de campeão brasileiro (em 2006, 2007, 2008, 2009, 2011, 2013 e 2015), três vezes campeão pan-americano de MTB (2006, 2007, 2015), campeão sul-americano de MTB em 2014 e sua posição como o único atleta a ser campeão brasileiro em todas as categorias de base até a elite.  

Fotos: Jaguar Land Rover / Divulgação

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

Fiat apresenta a linha Cronos 2022 sem as versões com motor 1.8

Da Redação

FiatCronosSDesign13MT11

A linha 2022 do Fiat Cronos chega às concessionárias da marca com uma novidade: a série especial S-Design, a mais buscada e desejada pelo consumidor do sedan de acordo com a Fiat, passou por uma reestilização visual completa.

Conhecida pelo visual com itens de estilo escurecidos, agora o Cronos S-Design privilegiou a sofisticação com a inclusão do bronze aos elementos.

A mudança começa pelo exterior, que na dianteira recebeu detalhe em bronze no logo Fiat e na grade inferior; na traseira, além do logotipo na tampa do porta-malas, o nome do modelo e o badge S-Design têm as peças também escurecidas e em bronze.

FiatCronosSDesign13MT15

Internamente, a versão apresenta volante em couro com costura em bronze, painel e console central com detalhes em bronze, e bancos com padronagem diferenciada em relevo e costura em bronze, aqui também na coifa do câmbio.

A série S-Design oferece mais exclusividade, requinte e personalidade com as rodas de liga leve de 15 polegadas e friso lateral, faróis de neblina, retrovisores elétricos e spoiller traseiro.

No interior, o modelo conta com ar-condicionado automático digital e sistema Keyless Entry n’Go (conveniência e comodidade extras ao liberar o uso do telecomando para destravar as portas e ligar a ignição; sensores de presença instalados nas maçanetas dianteiras externas e na tampa do porta malas, somados ao botão de ignição instalado no interior da cabine, fazem todo o trabalho ao simples toque dos dedos).

FiatCronosSDesign13MT6

O Cronos S-Design também dispõe de importantes equipamentos, como câmera de ré, retrovisores elétricos, Hill Holder e controles eletrônicos de tração e estabilidade.

A série especial pode ser adotada na configuração Drive 1.3 e sai por R$ 4,50 mil a mais (R$ 83,09 mil).

Importante destacar que o comunicado da Stellantis sobre o Fiat Cronos 2022 deixou de fora as versões com o motor 1.8 (139 cv e 19,3 kgfm de torque) e, também, com o câmbio automático.

FiatCronosSDesign13MT8

A explicação oficial é de que as concessionárias ainda estão com estoque alto dessas versões linha 2021, por isso a ausência. Porém, com as novas opções de motores 1.0 e 1.3 turbo, o futuro do motor 1.8 aspirado permanece incerto.

Confira os principais itens de série das versões equipadas com motor 1.3 (109 cv e 14,2 kgfm de torque) e seus respectivos preços:

Cronos 1.3 MT – R$ 72,99 mil

A versão de entrada do sedan tem como novidade o Fiat Script jateado no espelho retrovisor externo, que agora dispõe de indicador de seta, e com a etiqueta Fiat Flag nas laterais dos bancos dianteiros. O modelo reúne economia com o motor Firefly 1.3 de quatro cilindros e câmbio manual e vem completo de série. Traz itens como ar-condicionado, direção elétrica, chave com telecomando, rádio com conexão bluetooth e USB dianteiro. Além disso, tem monitoramento de pressão dos pneus, vidro dianteiro e travas elétricas, alarme perimétrico, comandos de som no volante e lanternas em LED, entre outros.

Cronos Drive 1.3 MT – R$ 78,59 mil

A versão Drive 1.3 oferece os mesmo itens da versão anterior acrescidos de: central multimídia Uconnect de 7 polegadas (compatível com os sistemas Apple Carplay e Android Auto, com áudio streaming, entradas USB e auxiliar e conexão bluetooth), comandos de áudio no volante, entradas USB dianteira e traseira, vidros elétricos traseiros, sensor de estacionamento traseiro e assinatura em LED nos faróis.

FiatCronosSDesign13MT1Fotos: Stellantis / Fiat / Divulgação

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

Avaliamos a Fiat Toro Ranch 2022

Versão com estilo sertanejo está mais reluzente do que nunca

Amintas Vidal*  (Publicado no Diário do Comércio – Edição: 02/07/2021)

DSCN9926

A picape intermediária Toro acaba de bater a casa das 300 mil unidades vendidas no Brasil. Em cincos anos de mercado, ela mantém uma média comercial muito alta para um modelo em sua faixa de preço. Entre suas façanhas históricas, a Toro chegou a emplacar mais unidades em alguns meses do que a Fiat Strada, a picape compacta da marca que é, em média, 50% mais barata que ela.

Mas, sua mais relevante conquista foi bater, em vendas, todas as outras picapes médias disponíveis no mercado, alcançando o posto de segundo colocada entre os veículos utilitários leves vendidos em nosso mercado.

Até o dia 29 de junho, um dia antes do fechamento do primeiro semestre deste ano, a Toro já tinha registrando 33.453 unidades emplacadas. Essa é sua melhor marca para o período, superando em 4.854 unidades as vendas obtidas entre janeiro e junho de 2019, segundo os dados fornecidos pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

O DC Auto recebeu a Fiat Toro Ranch AT9 4×4 Diesel para avaliação. No site da montadora, o preço básico da versão é R$ 185,49 mil na cor vermelha sólida. A branca, também sólida, custa R$ 800,00. As cores metálicas acrescem R$ 2,5 mil e a, branca perolizada, mais R$ 3,5 mil.

DSCN9908

A versão, segunda mais cara da gama, não tem opcionais. Seus principais equipamentos de série são: central multimídia com tela de 10 polegadas na posição vertical, espelhamento sem fio para Apple Carplay e Android Auto, sistema Tomtom de navegação GPS nativo e Wi-Fi embarcado; carregador de celular por indução; ar-condicionado digital de duas zonas; direção elétrica com regulagem em altura e profundidade, múltiplos comandos e aletas tipo borboleta para trocas de marcha; chave presencial; banco do motorista com regulagem elétrica; revestimento interno com material sintético que imita o couro na cor marrom; cluster de 7 polegadas digital; piloto automático com controlador de velocidade; retrovisores externos com fechamento elétrico e tilt dow; vidros elétricos dianteiros e traseiros com antiesmagamento e rodas em liga leve 18 polegadas com pneus 225/60 R18 ATR, de uso misto.

Segurança – Os equipamentos de segurança, além dos obrigatórios, são: airbags laterais, de cortina e de joelhos, totalizando sete bolsas; ASR (controle de tração) e ESP (controle eletrônico de estabilidade); Hill Holder (sistema que auxilia nas arrancadas em rampas); ESS (auxílio em paradas de emergência); faróis, faróis de neblina, DRL (luz de rodagem diurna) e lanternas traseiras em LED; e sensores de estacionamento dianteiro, traseiro e câmera de marcha à ré e iTPMS (Sensor de pressão dos pneus).

A versão também conta com sistemas de auxílio à condução, AEB (frenagem automática de emergência), LDW (aviso e corretor de saída de faixas) e AHB (comutação automática do farol alto), além dos sensores de chuva, crepuscular e retrovisor interno eletrocômico, tudo de série.

Outros equipamentos práticos para picapes contemplam a lista: capota marítima; revestimento e luz de iluminação na caçamba; ganchos para amarração de carga; barra de proteção para o vidro traseiro e barras longitudinais no teto e apoio para escadas.

DSCN9913

O que caracteriza essa versão são os detalhes cromados e os acessórios. Ícones nas picapes com essa tendência country, o santantonio, o estribo e a grade dianteira são as peças que mais se destacam. Capa dos retrovisores, maçanetas e os emblemas também ostentam este material reluzente.

Motor e Câmbio – O motor da Toro Ranch é Multijet II 2.0 turbodiesel de 4 cilindros. Ele tem injeção direta de combustível e duplo comando acionado por correia dentada. Desenvolve 170 cv de potencia às 3.750 rpm e 35,7 Kgfm de torque de às 1.750 rpm.

O câmbio é automático convencional com conversor de torque e tem nove (9) marchas com possibilidade de trocas manuais na alavanca ou por meio das aletas atrás do volante. A tração 4×4 funciona em modo automático e, em condições ideais de aderência, o sistema pode desacoplar a tração traseira deixando a picape em 4×2. Também pode ser bloqueada em 4×4 ou em reduzida, por meio de teclas do novo painel de comando dos equipamentos internos.

Há quinze dias, avaliamos a versão Freedom 1.3 turbo bicombustível, a motorização que estreou em abril no lançamento da Toro 2022. Vamos resumir as mudanças estéticas que toda a linha recebeu, pontuar as diferenças que a só Ranch e a Ultra trazem e comparar o desempenho destes dois conjuntos mecânicos.

IMG_20210628_160249

A Touro estreou em 2016 e fez escola em matéria de design externo. Linhas agressivas, em um conjunto harmônico e proporcional, criaram uma das picapes mais bonitas e premiadas do mundo. Mudando, basicamente, o para-choque dianteiro e o capô, a Fiat reestilizou o modelo sem perder a excelência, algo que acontece em diversas evoluções de automóveis bem desenhados.

Grades, faróis e a barra que simula o quebra mato, peças que fazem parte do grande para-choque dianteiro, foram redesenhadas. O logotipo Fiat sobre a grade, sem o escudo cromado e o fundo vermelho, e a bandeira italiana sugerida em pequenas barras, elementos da atual identidade visual dianteira da montadora foram adotados.

Capô com nervuras laterais mais altas elevaram a frente da picape e deixou seu design mais robusto. Laterais e traseira não receberam modificações, apenas novas rodas para as versões.

As versões Ranch e Ultra, a dupla de topo de linha do modelo, ostentam uma moldura diferenciada na grade dianteira que as distinguem. Ambas apresentam o acabamento padrão para o estilo adotado por cada variante: cromado para a Ranch, all black para a Ultra.

IMG_20210628_154525

Interior – As mudanças internas na Toro foram mais profundas. Painel principal, quadro de instrumentos, saídas de ar, nicho do multimídia, conjunto de comandos dos equipamentos de bordo, console central e os painéis das portas dianteiras foram redesenhados. Segundo a marca, agora, são mais de 40 litros de espaço para objetos diversos, algo que era escasso anteriormente.

O painel principal é dividido em duas partes horizontais: a superior texturizada e inferior imitando madeira no padrão jacarandá (versão Ranch), tudo em plástico rígido, porém, de boa aparência e toque agradável.

Outro detalhe interessante é que o revestimento marrom dos bancos e das portas dianteiras tem um aspecto envelhecido, mais escuro, combinação característica de móveis clássicos confeccionados nessa mesma madeira.

Os botões do ar condicionado e do multimídia foram unificados em uma estreita faixa horizontal. Abaixo deste conjunto foram posicionados diversos controles em forma de teclado. Essa centralização dos comandos de bordo abriu espaço para a tela vertical de 10 polegadas.

IMG_20210628_154912

IMG_20210628_155214

A mudança mais inteligente no interior da Toro foi o novo quadro de instrumentos. Ele conta com uma tela de 7 polegadas centralizada em uma área de, aproximadamente, 11 polegadas. Configurável com diversos lay-outs, suas informações são úteis e aparecem de forma legível em todas as páginas existentes.

O restante do cluster abriga as luzes espia e os marcadores graduais do nível de combustível e da temperatura do motor, porém, esses dispositivos não fazem parte da tela LCD. Como todo o conjunto tem fundo escuro, a aparência é de um painel interiço, 100% digital.

Os novos painéis de porta ganharam puxadores convencionais, uma cavidade no apoio dos braços, mas a área para este apoio foi ampliada, assim como o espaço para garrafas na parte inferior dos mesmos. No mais, tanto na Ranch quanto na Ultra, as colunas e o teto são revestidos no padrão all black.

A Toro Ranch 2020 não sofreu alterações em suas dimensões. Ela tem 4,94 metros de comprimento, 2,99 metros de entre-eixos, 1,84 metro de largura e 1,68 metro de altura. Suas medidas para o fora de estrada são: vão-livre de 202 mm, 24,8° de ângulo de entrada, 29° de ângulo de saída e 21,7° de ângulo central. A caçamba comporta 937 litros e, com essa motorização, 1000 kg de carga. Seu peso é 1.918 kg e o tanque de combustíveis comporta 60 litros.

Contudo, todas as outras características ergonômicas e de uso são as mesmas do modelo antigo. O espaço interno continua sendo bom para quatro adultos e uma criança, sem sobras.  A porta bipartida da caçamba, diferencial do modelo, facilita o uso diário.

O tamanho da carroceria permite agilidade no trânsito urbano, quando comparamos às picapes médias. O diâmetro de giro é grande, dificultando manobras de estacionamento. Janelas estreitas e altura do solo reduzem a visibilidade.

Porém, sensores de aproximação, dianteiros e traseiros, e a câmera de marcha à ré contornam essa limitação com eficiência, pois sua imagem é definida e as guias de orientação são dinâmicas.

Tecnologias – Entre as novidades, a central multimídia merece destaque. Como usamos os aplicativos em celulares, quase sempre na vertical, mesma orientação desta tela, o espelhamento dos dispositivos móveis ficou bem mais próximo da usabilidade que fazemos no dia a dia.

IMG_20210628_154854

Para achar um número a ser discado ou conferir uma rota no navegador, por exemplo, a grande área disponível revela muito mais informações que as telas deste mesmo tamanho, porém, com orientação na horizontal.

O Wi-Fi embarcado e o sistema de navegação nativo são recursos que também fazem diferença. O primeiro conecta os ocupantes do veículo com um sinal mais potente que o 4G dos celulares, pois a antena do carro é mais eficiente.

Já o segundo, um produto da marca Tomtom, utiliza a conexão, apenas, para atualizar os mapas que ficam armazenados em sua memória interna e, assim, permitir a navegação mesmo em regiões sem sinal de celular.

Essa disponibilidade de conexão viabiliza o uso de um aplicativo de celular, o My Uconnect.  Por meio dele, o usuário pode saber inúmeras informações sobre a Toro, como o nível de combustível, a autonomia, a quilometragem, a pressão dos pneus e informações sobre as condições de diversos sistemas mecânicos e de segurança.

IMG_20210628_160040

Também é possível dar partida no motor para pré-refrigerar a cabine, abrir e travar as portas, ligar luzes e acionar a buzina. A localização do modelo pode ser vista em um mapa, assim como um perímetro limitador pode ser demarcado no mesmo. Caso saia desta área restrita, uma notificação é enviada para o aplicativo.

Velocidade máxima, horário de funcionamento e limitações para manobristas são outras funções disponíveis. Todos estes recursos podem ser utilizados de qualquer lugar, deste que o aplicativo e o carro estejam recebendo sinal de celular.

Também estreando na linha Toro, os sistemas de auxílios à condução têm no LDW, aviso e corretor de saída de faixas, o recurso mais avançado entre os três oferecidos. Conservador, ele avisa no painel qualquer disparidade entre o esterço da direção e o raio da curva, por exemplo.

Caso o motorista não reaja e se aproxime da faixa, ele contraesterça para corrigir a trajetória. A AHB, comutação automática do farol alto torna mais prático o uso do excelente conjunto ótico em LED. A AEB, frenagem automática de emergência, age em três estágios: notificação, auxílio à pressão do sistema e frenagem total, quando a colisão é eminente.

IMG_20210628_160115

A Toro é construída sobre a mesma plataforma usada nos Jeep Renegade e Compass. Porém, ela tem um entre-eixos maior na picape. Sua suspensão traseira também é independente como nos SUVs, mas modificada para o modelo suportar até 1.000 kg, no caso das versões a diesel.

Subchassis, molas helicoidais de múltiplos estágios e amortecedores inclinados formam um conjunto capaz de transportar este peso e, ao mesmo tempo, manter o comportamento dinâmico da Toro próximo ao que ela apresenta quando não está com carga.

Motor 2.0 turbo diesel ainda é mais econômico do que o novo 1.3 turbo flex

A dirigibilidade da Toro está mais para a de um SUV do que a de uma picape média. Nem tão confortável como no utilitário esportivo, mas muito melhor que no veículo sobre chassis. Suas suspensões isolam a cabine das irregularidades do piso e não deixam a traseira saltitante como em modelos que usam eixo rígido e feixe de mola.

Para um veículo com essas dimensões e peso, este conjunto mecânico é bem eficiente, tanto em consumo, quanto em desempenho. O motor de apenas 2.0 litros entrega alto torque em uma rotação muito baixa, 1.750 rpm.

DSCN9881

Ele arranca e retoma com vigor, mas apresenta uma pequena demora para reagir às acelerações mais fortes. Provavelmente, o tempo de enchimento da turbina.

O sistema de tração também pesa neste trabalho e não deixa a picape solta, aproveitando o deslocamento por inércia, como acontece na Toro 1.3 turbo 4×2. Este conjunto bicombustível também é mais rápido, com menor atraso no funcionamento da turbina.  Entretanto, ele é menos econômico, suporta menos carga e não entrega o mesmo desempenho off-road das versões 4×4.

O câmbio tem ótima distribuição de relações por suas nove marchas. A primeira é tão reduzida que ele sai da inércia, normalmente, em segunda marcha. As trocas são suaves e as marchas mais longas só são usadas acima dos 100 km/h.

Aos 110 km/h, e de nona marcha, o motor trabalha a baixas 1.650 rpm. Nessas condições, o conforto acústico é surpreendente para uma picape. Apenas um baixo ruído aerodinâmico, proveniente das colunas “A” e da capota marítima, e o som do atrito dos pneus, característica normal em modelos de uso misto, são ouvidos. Mas, tudo muito contido.

DSCN9879

Para andar mais rápido, o motor precisa trabalhar acima das 2.500 rpm e seu ruído invade a cabine. Não é um som estridente, mas pode cansar em viagens mais longas.

Consumo – Em nosso teste padronizado de consumo rodoviário, a Toro Ranch diesel se mostrou bem mais econômica que a versão Freedom 1.3 turbo, abastecida com etanol. No caso do consumo da versão bicombustível, seus números se inverteram, isto é, a média foi melhor na volta mais rápida e pior na mais lenta.

Neste teste, realizamos duas voltas no percurso de 38,4 km, uma mantendo 90 km/h e outra os 110 km/h, sempre conduzindo economicamente. Na volta mais lenta atingimos 15,6 km/l de diesel, contra 9,0 km/l de etanol. Na mais rápida, foram 15,0 km/l de diesel e 10,9 km/l com etanol.

Em nosso teste de consumo urbano a diferença também foi significativa. Em um circuito de 6,3 km realizamos quatro voltas, totalizando 25,2 km. Simulamos 20 paradas em semáforos com tempos entre 5 e 50 segundos.

DSCN9887Fotos: Amintas Vidal

Vencemos 152 metros entre o ponto mais alto e o mais baixo do acidentado percurso. Nessas condições severas, a Toro Ranch finalizou o teste com 8,6 km/l de diesel, enquanto a Toro 1.3 turbo registrou 5,6 km/l com etanol.

 A linha Toro é uma das mais amplas da Fiat. São nove versões, quatro bicombustível e cinco a diesel. As sete versões mais baratas se diferenciam, basicamente, pelos equipamentos que oferecem.

As duas mais caras, Ranch e Ultra, são destacadas das demais pela moldura saliente da grade dianteira, recurso usado nos modelos da Ram, marca exclusiva de picapes que pertence à Stellantis, mesmo grupo da Fiat. O estilo rural da Ranch, ou o urbano da Ultra, irão balizar a escolha por uma dessas duas versões diferenciadas.

*Colaborador

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

Porsche lança o Cayenne Turbo GT

Da Redação

P21_0414_a3_rgb

A Porsche completou a linha de modelos Cayenne com um novo lançamento: o Cayenne Turbo GT.

Seu motor 4.0 V8 biturbo e 640 cv serve de base para características excepcionais de dirigibilidade. Com 90 cv a mais que o Cayenne Turbo Coupé e torque máximo de 850 Nm (um aumento de 80 Nm), a aceleração de 0-100 km/h foi reduzida para 3,3 segundos (0,6 s menos) e a velocidade máxima agora é de 300 km/h (um aumento de 14 km/h).

Com linhas ainda mais desportivas e disponível exclusivamente como Coupé de quatro lugares, o Cayenne Turbo GT vem com todos os sistemas de chassi disponíveis de série e pneus de alta performance desenvolvidos especialmente para este modelo.

P21_0411_a3_rgb

A transmissão e o chassi também têm uma configuração única, especificamente definida para o modelo. O resultado é um conceito geral harmonioso com excelente capacidade para pistas de corrida.

Isso foi comprovado, segundo a Porsche, pelo piloto de testes da marca, Lars Kern, que rodou os 20,83 km de Nürburgring Nordschleife com o Cayenne Turbo GT em um tempo de 7’38”, estabelecendo um novo recorde oficial para SUVs.

Comparado com o Cayenne Turbo Coupé, o Turbo GT roda até 17 milímetros mais baixo. Com base nisso, tanto os componentes passivos do chassi quanto os sistemas de controle ativo foram reprojetados e otimizados para manuseio e desempenho.

P21_0409_a3_rgb

Eles também possuem calibração específica para garantir a interação perfeita entre eles. Por exemplo, a rigidez da suspensão a ar de três câmaras foi aumentada em até 15%, e as características do amortecedor do Porsche Active Suspension Management (PASM) bem como a aplicação do Power Steering Plus e a direção do eixo traseiro também foram adaptadas.

O sistema de estabilização ativa de rolagem Porsche Dynamic Chassis Control (PDCC) agora opera com software de controle orientado à performance. O resultado é uma estabilidade de rolagem e aderência à estrada ainda melhores, e um comportamento mais preciso em curvas dinâmicas em qualquer velocidade.

Alinhado a isso, o sistema Porsche Torque Vectoring permite taxas de polarização de torque mais elevadas. O eixo dianteiro totalmente otimizado também melhora a dirigibilidade.

Porsche AG

Em comparação com o Turbo Coupé, as rodas dianteiras são mais largas em uma polegada e a curvatura negativa foi aumentada em 0,45 graus para proporcionar aos novos pneus de performance Pirelli P Zero Corsa de 22 polegadas, especialmente desenvolvidos para o Turbo GT, uma área de contato maior. As tarefas de frenagem são realizadas pelo sistema Porsche Ceramic Composite Brake (PCCB).

O motor biturbo do Cayenne Turbo GT é, atualmente, a unidade de oito cilindros mais potente da Porsche. As atualizações mais amplas foram realizadas nas áreas de acionamento do virabrequim, turbocompressor, injeção direta de combustível, sistema de indução e intercooler.

O V8 do Turbo GT difere-se do Turbo Coupé em elementos fundamentais, como virabrequim, bielas, pistões, transmissão por corrente de distribuição e amortecedores de vibração de torção.

P21_0416_a3_rgb

Dado o aumento da potência para 640 cv, esses componentes foram projetados para cargas de pico mais altas e dinâmica de direção aprimorada. O câmbio Tiptronic S de oito (8) marchas de mudança mais rápida e o sistema Porsche Traction Management (PTM) também foram modificados.

Também há resfriamento de água adicional para a caixa de transferência. O sistema de escape esportivo de série, com tubos de escape centrais, é exclusivo do Cayenne Turbo GT.

No centro do veículo, o sistema de escape, incluindo o silenciador traseiro, é feito de titânio leve e particularmente resistente ao calor. A omissão do silenciador central o torna mais leve.

Porsche AG

Disponível opcionalmente com pintura na nova cor cinza Ártico, o Cayenne Turbo GT destaca sua capacidade atlética excepcional através das características marcantes de seu design progressivo. Isso inclui uma parte dianteira específica para GT com spoiler marcante e entradas de ar de resfriamento lateral ampliadas, que criam uma perspectiva frontal única.

Um teto de carbono contornado e extensões pretas do arco da roda, junto com rodas GT Design de 22 polegadas em Neodyme, dominam sua lateral. As placas laterais de carbono instaladas longitudinalmente no spoiler de teto são específicas do GT, assim como o aerofólio traseiro adaptável, que é 25 mm maior do que aquele instalado no Turbo.

Isso aumenta o downforce na velocidade máxima do carro em até 40 kg. A vista traseira é arredondada com um painel difusor marcante feito de carbono.

Porsche AG

O caráter desportivo do Cayenne Turbo GT destaca-se pelo equipamento de série de alta qualidade e pelos elementos em Alcantara de seu interior. Conta com bancos dianteiros esportivos de oito posições e um sistema de bancos traseiros esportivos com dois bancos de série.

Cada um deles é projetado especificamente para o GT com painéis centrais do banco em Alcantara, realces contrastantes em Neodyme, ou cinza Ártico, e as inscrições turbo GT em seus apoios de cabeça.

Como é esperado nos carros esportivos da Porsche, o volante esportivo multifuncional apresenta uma marcação em amarelo das 12 horas. Dependendo do acabamento específico, as faixas centrais têm acabamento em preto fosco.

Porsche AG

Com o Turbo GT, a próxima geração do sistema Porsche Communication Management (PCM) é lançada com desempenho aprimorado, uma nova interface de usuário e nova lógica de operação no Cayenne.

Como antes, o PCM 6.0 é totalmente compatível com o Apple CarPlay, mas agora também permite uma integração profunda de Apple Music e Apple Podcasts. Além disso, o sistema de infoentretenimento também inclui o Android Auto, o que significa que todos os smartphones mais conhecidos agora podem ser integrados.

O Cayenne Turbo GT está disponível para encomenda no Brasil com o preço público sugerido a partir de R$ 1,20 milhão.

Porsche AG

Porsche AG

Porsche AGFotos: koslowskiphoto / Victor Jon Goico / Porsche AG / Divulgação

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

Fiat Strada é a líder de vendas do 1º semestre

José Oswaldo Costa

NovaFiatStradaVolcanoCD_externas1Stellantis / Fiat / Divulgação

O ranking de vendas de veículos no Brasil, elaborado pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), separa os Autos (hatches, sedans, utilitários esportivos, por exemplo) dos Comerciais Leves (picapes, furgões, entre outros).

Ocorre que, no 1º semestre de 2021, a líder de vendas no Brasil encontra-se entre os Comerciais Leves. Trata-se da picape compacta Fiat Strada que emplacou, nos seis primeiros meses do ano, 59.942 unidades, cerca de 9.990 unidades/mês.

Uma diferença enorme para o segundo colocado, o Hyundai HB20, este sim, da tabela de Autos. O hatch vendeu, no 1º semestre, 44.238 unidades (cerca de 7.373 unidades/mês).

E mais uma picape, também da Fiat, fez bonito e estaria no 7º lugar do ranking geral de Autos: a Toro. A picape média, que ficou em 2º lugar entre os Comerciais Leves, teve 33.453 unidades comercializadas, ou seja, cerca de 5.575 unidades/mês.

Normalmente, iniciamos esse tipo de matéria com o ranking dos Autos. Porém, devido ao desempenho tanto da Fiat Strada, quanto da Fiat Toro, começaremos com o ranking dos Comerciais Leves mais vendidos do País no 1º semestre de 2021.

AVISO: É muito importante informarmos que a Fenabrave fecha o seu site, com as tabelas de ranking mensais, no último dia de cada mês para a contabilização final. Dessa forma, elas ficam indisponíveis para consulta por até dois dias.

Sendo assim, diante da importância desses números de mercado relativos ao 1º semestre de 2021 para os nossos(as) leitores(as), entendemos que seria possível utilizarmos os números apurados até ontem (dia 29 de junho) sem prejuízo da informação e sabedores de que o ranking não sofrerá alterações significativas com mais um dia de contabilização das vendas (dia 30).

COMERCIAIS LEVES:

1º) Fiat Strada – 59.942 unidades / cerca de 9.990 unidades/mês

2º) Fiat Toro – 33.453 unidades / cerca de 5.575 unidades/mês

3º) Toyota Hilux – 18.755 unidades / cerca de 3.125 unidades/mês

4º) Volkswagen Saveiro – 15.348 unidades / cerca de 2.558 unidades/mês

5º) Chevrolet S10 – 12.290 unidades / cerca de 2.048 unidades/mês

6º) Fiat Fiorino – 10.275 unidades / cerca de 1.712 unidades/mês

7º) Ford Ranger – 9.637 unidades / cerca de 1.606 unidades/mês

8º) Renault Oroch – 5.690 unidades / cerca de 948 unidades/mês

9º) Mitsubishi L200 – 5.646 unidades / cerca de 941 unidades/mês

10º) Nissan Frontier – 4.673 unidades / cerca de 778 unidades/mês

A seguir, o ranking geral de vendas dos Autos. Nesse ranking, o líder de emplacamentos do 1º semestre foi o Hyundai HB20, com 44.238 unidades comercializadas, ou cerca de 7.373 unidades/mês.

É relevante destacar que dentre os quinze Autos mais vendidos no Brasil nos seis primeiros meses do ano, sete são utilitários esportivos (SUV’s). Por outro lado, apenas dois modelos pertencem ao segmento de sedans.

AUTOS:

1º) Hyundai HB20 – 44.238 unidades / cerca de 7.373 unidades/mês

2º) Chevrolet Onix – 41.186 unidades / cerca de 6.864 unidades/mês

3º) Fiat Argo – 40.838 unidades / cerca de 6.806 unidades/mês

4º) Jeep Renegade – 39.952 unidades / cerca de 6.658 unidades/mês

5º) Fiat Mobi – 38.531 unidades / cerca de 6.421 unidades/mês

6º) Volkswagen Gol – 36.525 unidades / cerca de 6.087 unidades/mês

7º) Hyundai Creta – 32.857 unidades / cerca de 5.476 unidades/mês

8º) Jeep Compass – 31.787 unidades / cerca de 5.297 unidades/mês

9º) Volkswagen T-Cross – 28.924 unidades / cerca de 4.820 unidades/mês

10º) Chevrolet Onix Plus – 28.737 unidades / cerca de 4.789 unidades/mês

11º) Renault Kwid – 28.154 unidades / cerca de 4.692 unidades/mês

12º) Chevrolet Tracker – 27.096 unidades / cerca de 4.516 unidades/mês

13º) Volkswagen Nivus – 19.379 unidades / cerca de 3.229 unidades/mês

14º) Toyota Corolla – 19.360 unidades / cerca de 3.226 unidades/mês

15º) Nissan Kicks – 18.834 unidades / cerca de 3.139 unidades/mês

Por fim, mas não menos importante, o ranking dos Utilitários Esportivos (SUV’s) mais vendidos no Brasil no 1º semestre de 2021. Afinal, trata-se do segmento que reúne os modelos mais cobiçados do País.

O Jeep Renegade permanece na liderança (39.952 unidades vendidas) com uma boa margem de diferença para o segundo colocado, o Hyundai Creta (32.857 unidades).

O destaque fica para o recém lançado Toyota Corolla Cross. Mesmo com suas vendas tendo sido contabilizadas somente a partir de março (com meras 37 unidades) o modelo já alcançou o 10º lugar do segmento.

O crescimento nos emplacamentos do modelo vem ocorrendo paulatinamente: Abril – 1.889 unidades; Maio – 3.677 unidades e Junho – 4.128 unidades. Por fim alcançou, ao fim do mês de junho, a soma 9.731 unidades comercializadas.

E isso não é pouco se levarmos em conta que o Corolla Cross encerra o 1º semestre a frente de modelos já bastante conhecidos no nosso mercado como Honda WR-V, VW Tiguan, Renault Captur e Peugeot 2008.

UTILITÁRIOS ESPORTIVOS (SUV’s):

1º) Jeep Renegade – 39.952 unidades / cerca de 6.658 unidades/mês

2º) Hyundai Creta – 32.857 unidades / cerca de 5.476 unidades/mês

3º) Jeep Compass – 31.787 unidades / cerca de 5.297 unidades/mês

4º) Volkswagen T-Cross – 28.924 unidades / cerca de 4.820 unidades/mês

5º) Chevrolet Tracker – 27.096 unidades / cerca de 4.516 unidades/mês

6º) Volkswagen Nivus – 19.379 unidades / cerca de 3.229 unidades/mês

7º) Nissan Kicks – 18.834 unidades / cerca de 3.139 unidades/mês

8º) Honda HR-V – 18.565 unidades / cerca de 3.094 unidades/mês

9º) Renault Duster – 12.580 unidades / cerca de 2.096 unidades/mês

10º) Toyota Corolla Cross – 9.731 unidades / cerca de 2.432 unidades/mês

11º) Citroën C4 Cactus – 6.759 unidades / cerca de 1.126 unidades/mês

12º) Toyota Hilux SW4 – 5.908 unidades / cerca de 984 unidades/mês

13º) Caoa Chery Tiggo 5X – 5.347 unidades / cerca de 891 unidades/mês

14º) Honda WR-V – 4.986 unidades / cerca de 831 unidades/mês

15º) Caoa Chery Tiggo 8 – 3.631 unidades / cerca de 605 unidades/mês

16º) Renault Captur – 3.465 unidades / cerca de 577 unidades/mês

17º) Peugeot 2008 – 3.369 unidades / cerca de 561 unidades/mês

18º) Ford EcoSport – 2.921 unidades / cerca de 486 unidades/mês

19º) Caoa Chery Tiggo 2 – 2.443 unidades / cerca de 407 unidades/mês

20º) Volkswagen Tiguan – 2.325 unidades / cerca de 387 unidades/mês

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

Mercedes-AMG GT Black Series chega ao Brasil

Da Redação

Ab sofort bestellbar: Der neue Mercedes-AMG GT Black Series

Available to order now: the new Mercedes-AMG GT Black Series

A Mercedes-Benz iniciou as vendas do modelo Mercedes-AMG GT Black Series no Brasil. As primeiras unidades do veículo começam a desembarcar no Brasil em junho e todas as unidades já foram vendidas, de acordo com a fabricante, desde o anúncio oficial do modelo em outubro de 2020.

Na Mercedes-AMG, o termo Black Series é sinônimo de um automóvel especial desde 2006. Puramente esportivo, com um design expressivo e com a transferência da tecnologia mais consistente do automobilismo para a produção em série, os modelos dessa linha são raridades automotivas exclusivas e representam o luxo da marca, além de toda a sua performance superior.

amggtblack_051

Produzido com volume extremamente limitado para todo o mundo, o modelo traz várias modificações em relação ao modelo GT de série. Entre essas mudanças estão a carroceria com novos elementos aerodinâmicos (difusor dianteiro exclusivo e um grande aerofólio traseiro ajustável), transmissão AMG DCT 7G ajustada para maior torque, uso de fibra de carbono e alumínio em diversas áreas tanto para reforço estrutural como para redução de peso.

E é embaixo do capô que está a principal modificação: o motor V8 4.0 litros, que equipa as demais versões AMG GT, passa de 585 cv para 730 cv e 800 Nm de torque.

O 0-100 km é de 3,2 segundos e a velocidade máxima é de 325 km/h. Esse incremento de potência e torque só é possível com o uso de tecnologias vindas das pistas nos sistemas de exaustão, do novo virabrequim plano e maiores compressores de ar entre outras modificações.

D605750-Driving-Experience-AMG-GT-BS--AMG-E-53--E-63-Lausitzring-2020

A atenção aos detalhes segue no momento da entrega, com o novo conceito de Unboxing Black Series. Todas as unidades serão entregues por uma equipe de especialistas altamente treinados da própria marca. Em data, hora e local definidos pelo cliente. Esse novo formato de entregas alia exclusividade ao DNA esportivo da Mercedes-AMG.

“Cada modelo Mercedes-AMG GT Black Series é único. Produzimos cada unidade de acordo com os desejos de nossos clientes para que cada momento a bordo de um AMG GT Black Series seja uma experiência marcante, com todos os valores que refletem o luxo e a esportividade de nossa marca” disse Jefferson Ferrarez, presidente e CEO da Mercedes-Benz Cars & Vans Brasil.

Driving Experience AMG GT BS / AMG E 53 & E 63 Lausitzring 2020

Driving Experience AMG GT BS / AMG E 53 & E 63 Lausitzring 2020

Novas unidades podem ser encomendadas no Brasil, mas o preço não foi divulgado. Na época do lançamento do modelo na Europa, no fim de 2020, o preço era de 250 mil euros (cerca de R$ 1,5 milhão). Como cada unidade pode ser personalizada ao gosto do comprador, os preços variam bastante.

maxresdefault

 

Mercedes-AMG GT Black Series schnellstes Serienfahrzeug auf der Nürburgring-Nordschleife

Mercedes-AMG GT Black Series is fastest series production car on the Nürburgring-Nordschleife

Fotos: Mercedes-Benz AG – Global Communications Mercedes-Benz Cars & Vans / Divulgação

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

Mitsubishi ASX e Outlander têm recall por problemas com a pinça do freio traseiro

Da Redação

O Procon de São Paulo (SP) divulgou um comunicado sobre o recall dos veículos Mitsubishi ASX e Outlander devido a uma falha com a pinça do freio traseiro.

Leia, abaixo, o comunicado na íntegra:

O Procon-SP orienta os consumidores sobre seus direitos, no que diz respeito ao recall de veículos Mitsubishi modelos ASX e Outlander abaixo identificados.

A HPE Automotores do Brasil Ltda. deverá apresentar os esclarecimentos que se fizerem necessários, conforme determina o Código de Defesa do Consumidor, inclusive com informações claras e precisas sobre os riscos para o consumidor.

Identificação dos veículos envolvidos:

ASX fabricação 2016 a 2017 chassis finais (ordem não sequencial) de HCH31861 até HCH32438

Outlander fabricação 2016 chassis finais (ordem não sequencial) de GZA02230 até GZA06111

No comunicado a empresa informa que devido a vedação inadequada do eixo da pinça do freio traseiro, poderá ocorrer infiltração de umidade no interior da pinça e consequente oxidação do eixo, o que prejudicará o correto funcionamento do freio de estacionamento.

Nestas condições, o veículo poderá se mover mesmo com o freio de estacionamento totalmente acionado, o que poderá causar danos graves e/ou fatais aos ocupantes e/ou terceiros.

Os proprietários dos veículos envolvidos deverão agendar junto a uma concessionária Mistubishi Motors a inspeção e, se necessária a substituição da pinça do freio traseiro. Para agendamento e mais informações a empresa disponibiliza o telefone 0800 702 0404, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h e o site www.mitsubishimotors.com.br/recall

Fotos: Mitsubishi / Divulgação

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

Novo Peugeot 3008 chega com mudanças no design e ganha mais tecnologia e segurança

Versão topo de linha do SUV, a GT Pack, tem o preço de R$ 250 mil

Da Redação   (Publicado no Diário do Comércio – Edição: 25/06/2021)

ALTA44

A marca Peugeot apresentou, nessa semana, o SUV 3008 reestilizado. O modelo chega com novo design, dianteira redesenhada, lanternas traseiras Full LED e novas cores de carroceria.

Dotado de tecnologias inteligentes, o Peugeot 3008 oferece ajuda à condução de última geração, bem como o painel i-Cockpit 2.0 equipado com um novo quadro de instrumentos com visualização de alta qualidade e uma nova tela sensível ao toque de 10 polegadas de alta definição para a GT Pack e de 8 polegadas para a versão Griffe.

O modelo conta com uma nova estrutura comercial, apresentado em duas versões. A topo de linha foi batizada de GT Pack e ganha equipamentos complementares, batizados de pack com visual mais esportivo e arrojado, e a versão Griffe, também completa e sofisticada.

Design – Na dianteira, destaque para uma nova grade frameless, sem moldura, que consolida um estilo mais suntuoso, ao mesmo tempo em que mantém a fluidez das linhas.

ALTA22

Em um novo efeito de design, suas aletas se prolongam sob os faróis, realizando a fusão de todos os elementos. Finalmente, o emblema do modelo agora está posicionado à frente do capô.

Para acentuar a esportividade, aberturas laterais em preto brilhante e uma placa de proteção inferior integram o para-choque a partir do primeiro nível de acabamento. No GT Pack, uma grade específica evidencia se tratar de outra versão.

Os faróis dianteiros também foram redesenhados para acentuar a agressividade. Eles contam com tecnologia LED nos dois níveis de acabamento, com um prolongamento de DRL (luzes de rodagem diurna) na forma de presa, e com a extremidade cromada. Essa assinatura luminosa está alinhada com o estilo atual da Peugeot, sendo imediatamente reconhecível.

No nível de acabamento GT Pack, os faróis Full LED promovem uma pegada high-tech e diferenciada, graças à extensão da assinatura luminosa e à função de iluminação em curvas (EVS) que otimiza a visibilidade até 90 km/h.

Os faróis de neblina foram substituídos pela função Foggy Mode integrada aos faróis Full LED, que acende os faróis de luz baixa com intensidade reduzida quando as luzes de neblina traseiras são acionadas.

ALTA21

Na traseira, as novas lanternas adotam a tecnologia Full LED (inclusive para a luz de ré), exibindo “garras” 3D que tornam a assinatura luminosa mais incisiva.

As setas de direção são do tipo scrolling, enquanto as lanternas são recobertas com acabamento em black piano, que se estende por toda a largura da tampa do porta-malas de ambos os lados do veículo, aumentando visualmente a largura da traseira.

O Peugeot 3008 será oferecido nas seguintes cores: azul Vertigo (GT Pack), branco Nacré (Griffe), cinza Artanse (Griffe), cinza Platinium (Griffe), preto Perla Nera (Griffe) e vermelho Ultimate (GT Pack)

Interior – O painel denominado i-Cockpit 2.0 evoluiu e ficou mais moderno e sofisticado. Ele conta com cluster digital de 12,3 polegadas, configurável e personalizável.

ALTA53

ALTA57

A nova central multimídia, com tela tátil de 10 polegadas e alta definição, é acompanhada por sete teclas toggles switches, que permitem acesso direto e permanente às principais funções de conforto: rádio, ar-condicionado, navegação 3D conectada com comando de voz, configurações do veículo, aplicativos móveis e pisca-alerta.

As duas versões vêm equipadas de fábrica com o seletor de modos de condução que permite escolher entre os modos Normal, Sport e Eco.

Os novos estofados e acabamentos vêm marcar a subida de gama, contribuindo para a percepção de qualidade e a atratividade do habitáculo: revestimento de Alcantara preto Mistral no GT Pack e revestimento de couro preto com pespontos Tramontane na versão Griffe.  

Tecnologias e Segurança – O sistema Peugeot Driver Assist Plus, que se traduz em “auxílios à condução”, evoluiu e passa a ser de última geração, complementando a oferta de tecnologias embarcadas.

Entre outros, ele conta com: piloto automático adaptativo e inteligente Stop & Go, que acrescenta a reaceleração automática do veículo no caso de paradas inferiores a 3 segundos, caso contrário, a função pode ser reativada com um simples toque no pedal do acelerador ou na extremidade do comando sob o volante; correção e alerta de permanência em faixa (associado ao ACC Stop & Go), no qual o sistema orienta o condutor a permanecer na faixa e o orienta a manter as mãos no volante; Active Safety Brake ou frenagem automática de emergência, que opera a partir de 5 a 140 km/h, detectando carros e pedestres, com alerta de risco de colisão e Leitor de novas sinalizações de velocidade com reconhecimento ampliado das placas (pare, contramão, ultrapassagem proibida, etc.).

Além disso, o SUV oferece uma gama completa de equipamentos de ajuda à condução e de conforto: Visiopark 1 com câmera traseira em 180°; Visiopark 2 com câmeras dianteira e traseira em 360°; Peugeot Park Assist, assistência ativa ao estacionamento em vagas paralelas ou transversais; alerta de atenção do condutor, para monitorar a vigilância do condutor em trajetos longos e a velocidades superiores a 65 km/h, por meio da análise da trajetória em relação às marcações de solo; assistência de farol alto, com comutação automática de faróis altos/baixos; sistema ativo de vigilância de ponto cego (com correção de trajetória), função disponível entre 12 e 140 km/h; tampa do porta-malas com acionamento automático (mãos livres); teto solar panorâmico; bancos massageadores multipontos na versão GT Pack e freio de estacionamento elétrico.

Imprescindíveis no dia a dia, os smartphones também se integram perfeitamente ao modelo. As informações são exibidas na central multimídia graças à compatibilidade com o sistema MirrorScreen que inclui os protocolos de conexão Apple CarPlay e Android Auto.

ALTA76

Para a recarga de seus aparelhos, na parte dianteira do console central há a tecnologia de recarga sem fio, por indução, além da entrada USB. Na parte traseira, duas novas portas USB complementam as possibilidades de recarga.

Para o conforto sonoro dos ocupantes, o 3008 pode ser equipado com o sistema hifi premium de 515 Watts da Focal, marca francesa de áudio de alta-fidelidade. As grades dos alto-falantes (tweeters e saída central) ganham um novo acabamento na tonalidade bronze Belém.

SUV mantém o motor 1.6 turbo de 165 cv de potência

O Peugeot 3008 utiliza o já conhecido, e eficiente, motor 1.6 THP de 165 cv de potência e torque de 24,5 kgfm que surge a apenas 1.400 rpm. Ele trabalha em conjunto com a transmissão automática de seis (6) velocidades.

Para dar o suporte devido ao 1.6 THP, o câmbio automático de seis marchas traz, ainda, o modo manual, possibilitando que as trocas de marchas possam ser feitas pelo motorista através das aletas (paddle shifters).

ALTA321

Com três modos de condução (Normal, Eco e Esportivo) o 3008 consegue transitar entre a esportividade, economia e conforto. O balanço entre boa potência, torque e carroceria moderna resulta em bons números de consumo.

Vale destacar que o 3008 também dará acesso à plataforma de compras Cart, que a Stellantis vai estrear em breve, no início do próximo semestre.

Por meio de um aplicativo compatível com a central multimídia do carro, e com uma solução de pagamento segura e integrada, será possível usufruir de produtos e serviços de várias marcas, sem sair do caminho.

Um dos exemplos de parceria do Cart é com a ConectCar, pela qual os usuários terão uma experiência mais interativa ao passar por pedágios e estacionamentos. O aplicativo permitirá solicitar uma etiqueta (tag) para receber em casa ou qualquer outro endereço. Com ela, o cliente poderá ativar o serviço e habilitar o pagamento automático.

Além de condições especiais e da conveniência de não precisar parar na cancela para pegar o bilhete e passar pelo guichê para efetuar o pagamento, o usuário vai acompanhar as notificações de pagamentos, as transações recentes e realizar a busca por estabelecimentos credenciados mais próximos pela central multimídia do veículo.

Peugeot 3008 em números: 4,45 metros de comprimento; 1,84 metro de largura; 1,63 metro de altura e 2,68 metros de entre-eixos. O porta-malas tem capacidade para 520 litros.

Preços:

Peugeot 3008 Griffe – R$ 229,99 mil

Essa versão conta com controles de estabilidade e tração; seis airbags; controle de cruzeiro adaptativo; seletor de modo de condução; sistema Park Assist; câmera de 360º; frenagem automática de emergência; assistente de permanência em faixa; ar-condicionado digital dual zone com saídas para o banco traseiro; sistema multimídia com tela de 8 polegadas; carregador sem fio para smartphones; teto solar panorâmico; porta-malas com abertura elétrica; quadro de instrumentos digital com tela de 12,3 polegadas; bancos forrados com couro, entre outros.

ALTA17

Peugeot 3008 GT Pack – R$ 249,99 mil

Conta com os mesmos itens da versão Griffe acrescidos de: sistema multimídia com tela de 10 polegadas; sistema de som premium; bancos revestidos em Alcantara com massageador e ajustes elétricos; acabamento black piano na grade frontal, barras do teto e outros acabamentos da carroceria e retrovisor interno sem borda.

ALTA14

ALTA16Fotos: Pedro Bicudo / Stellantis / Peugeot / Divulgação

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br