Novo carro conceito da Jeep, Wrangler Rubicon 392 ganha motor V8 de 450 cv

Da Redação

Jeep Wrangler Rubicon 392 ConceptDe acordo com a montadora, os apaixonados pela Jeep ​​têm pedido um Wrangler de produção com motor V8 nos últimos anos, e o novo carro conceito Jeep Wrangler Rubicon 392 é uma indicação de que, em breve, os desejos deles podem ser atendidos na América do Norte.

A marca Jeep lançou seu novo conceito Wrangler Rubicon 392, equipado com um motor V8 de 6.4 litros que fornece 450 cv de potência e 62,2 kgfm de torque e um tempo de 0 a 100 km/h em menos de 5 segundos, segundo a montadora.

Entre outros, o conceito conta com eixos Dana 44, transmissão integral de dupla velocidade, diferenciais blocantes elétricos dianteiro e traseiro, pneus de lama de 37 polegadas e um kit de de elevação Jeep Performance Parts 2, da Mopar, melhorias na suspensão e um sistema mais robusto de transmissão de 8 marchas.

Para acomodar seu motor V8 de 6.4 litros e uma transmissão de 8 velocidades mais forte, o conceito Jeep Wrangler Rubicon 392 apresenta suportes de motor aprimorados e uma estrutura modificada.

As atualizações de suspensão incluem novos amortecedores Fox de alumínio e monotubo para um melhor amortecimento e dissipação de calor. Um escape de dois modos altera o som da performance com o toque de um botão.

Jeep Wrangler Rubicon 392 ConceptFotos: FCA – Fiat Chrysler Automobiles / Divulgação

O novo conceito da Jeep conta com uma capacidade ainda maior graças aos eixos Dana 44 de terceira geração, uma caixa de transmissão de duas velocidades de tempo integral Selec-Track, diferenciais de bloqueio elétricos dos eixos dianteiros e traseiros Tru-Lok, pneus de lama de 37 polegadas que se envolvem ao redor de aros personalizados de 17 polegadas com beadlock que prendem os pneus às rodas sob cargas laterais extremas, permitindo uma operação de pressão reduzida e maior tração.

O kit de elevação de fábrica Jeep Performance Parts, de 2 polegadas, permite uma articulação de suspensão adicional e ângulos melhorados de entrada e saída. O novo conceito Wrangler Rubicon 392 também apresenta protetores para pedras Rubicon, para-choques de aço com guincho Warn e uma placa de aço – todos adicionados para ajudar a navegar nos terrenos off-road mais difíceis.

A transmissão automática mais robusta de 8 velocidades e a caixa de transferência 4×4 melhoram a capacidade geral de condução, e enormes quantidades de torque de baixa potência permitem uma relação de marchas de 3,73, que oferece mais eficiência na rodovia e uma maior variedade de capacidade off-road.

Alguns números: capacidade de imersão na água – 34 polegadas, distância do solo – 13,25 polegadas, ângulos de entrada – 51,6 graus, ventral – 29,5 graus e de saída – 40,1 graus.

O novo conceito apresenta pintura externa em Granito Crystal com ganchos de reboque, emblemas, molas, amortecedores e rodas em bronze, além de capota de desempenho elevado com aparência agressiva, meias-portas personalizadas e teto solar Sky One-touch powertop, com painéis laterais removíveis.

No interior, bancos em couro vermelho Rock com costura dourada, além de um volante de alto desempenho.

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

Mercado de usados cresce 69,18% em junho, mas retração no semestre é de 34%

Da Redação

Segundo dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), as transações de veículos usados, considerando todos os segmentos somados – automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas, implementos rodoviários e outros – apresentaram alta de 69,18%, no mês de junho, totalizando 744.643 unidades, contra 440.147 em maio.

Se comparado com junho do ano passado (1.068.013 unidades), a queda foi de 30,28%.

No fechamento do primeiro semestre, ante igual intervalo de 2019, as transações retraíram 34,01%, somando 4.505.981, ante as 6.828.225 unidades vendidas no mesmo período do ano passado.

“Este mercado sofreu durante o primeiro semestre, assim como o mercado de novos, pela retração nos negócios e pela dificuldade dos registros nas transações pelo fechamento dos Departamentos Estaduais de Trânsito (DETRANs), que afetou, diretamente, o segmento de usados. Outro fator relevante foi o período em que as concessionárias permaneceram fechadas, durante a quarentena mais restritiva”, comentou Alarico Assumpção Júnior, presidente da Fenabrave.

Automóveis e comerciais leves – Para os segmentos de automóveis e comerciais leves, as vendas de usados, em junho, somaram 546.538 unidades, 71,79% acima dos 318.150 veículos vendidos em maio.

Em relação a junho de 2019 (805.014 unidades), houve retração de 32,11%.

Do total de automóveis e comerciais leves transacionados em junho, os modelos, com até três anos de fabricação, representaram 13,34% do volume comercializado, e 11,8% do acumulado do ano.

De janeiro a junho deste ano, foram registradas 3.346.928 vendas de veículos, numa queda de 34,67% sobre o primeiro semestre do ano passado, quando 5.123.380 unidades foram transacionadas.

unnamed

Tabela: Fenabrave / Divulgação

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

Novo Land Rover Defender já está em pré-venda no Brasil

Da Redação

Land Rover Defender namibia - 017A Land Rover anunciou a abertura da pré-venda do novo Defender. O SUV chega ao Brasil em sua quinta geração, com lote inicial de 150 carros na configuração 110, com opção de cinco ou sete lugares, propulsionada pelo motor P300 de quatro cilindros a gasolina com 300 cv, com preços partindo de R$400,75 mil (sem opcionais).

Os clientes interessados no novo Defender poderão entrar em contato com a concessionária de preferência para realizar a reserva de sua unidade.

O novo Defender chega ao País na configuração de quatro portas 110, com motor P300 a gasolina de 300 cv e 40,8 kgmf, em três versões: S, a partir de R$400,75 mil; SE, a partir de R$426,75 mil, e a topo de linha, HSE, por R$461,15 mil (preços sem opcionais).

Em todas as versões, a Land Rover oferecerá quatro pacotes de acessórios para o modelo. As combinações são as mais variadas, do Urban Pack, com funcionalidades para uso urbano do dia a dia, ao Explorer Pack, levando o ícone ao extremo, adicionando todos os elementos necessários para enfrentar qualquer terreno e situação com o Defender, sem perder o conforto.

O motor Ingenium 2.0 está combinado a uma transmissão ZF automática de oito velocidades que entrega força ao sistema 4×4, com diferencial central com travamento ativo. O conjunto foi produzido para proporcionar extrema força em situações de reboque ou fora de estrada.

De acordo com a Jaguar Land Rover, o Defender passou por mais de 62 mil testes, realizados pela equipe de engenharia, e o chassi e a estrutura do carro sobreviveram a todos os procedimentos do Evento de Testes Extremos da Land Rover – impactos constantes e repetitivos, indo além dos padrões convencionais para um SUV ou carro de passeio.

Novo Defender_Offroad_Tração 4x4A nova geração do SUV está sendo produzida na fábrica da Jaguar Land Rover em Nitra, na Eslováquia, onde o Discovery também é fabricado.

A nova arquitetura D7x da Land Rover foi feita de uma construção monobloco leve e forte de alumínio, e corresponde à carroceria mais resistente que a Land Rover já produziu. Ela é dez vezes mais rígida do que o Defender anterior, fornecendo bases perfeitas para suspensão totalmente independente.

O Defender 110 é equipado com sistema de suspensão a ar de série, novidade no modelo. Ele traz consigo o sistema Adaptive Dynamics, capaz de monitorar os movimentos do veículo 500 vezes por segundo, e fazer o modelo reagir quase instantaneamente às condições de piso e dirigibilidade, para proporcionar maior controle e conforto ao motorista.

Novo Defender_Interior_Acabamento InteriorEle também detecta condições off-road, otimizando a altura de suspensão automaticamente de acordo com o momento. O sistema de ar pode elevar a carroceria a até 145 mm, quando necessário.

O Terrain Response 2 configurável é outra novidade do novo Defender. O sistema inteligente permite que motoristas experientes de off-road ajustem as configurações individuais para se adequarem perfeitamente às condições, enquanto motoristas inexperientes podem deixar que o sistema detecte a configuração mais adequada para o terreno, usando a função automática.

A nova arquitetura da carroceria oferece 291 mm de distância do solo – 20 mm mais alto do que em qualquer SUV da Land Rover – e ângulos de ataque, partida e saída de 38, 28 e 40 graus (altura off-road), respectivamente.

Novo Defender_Offroad_Atravessando rio 2Sua capacidade de transposição em trechos alagados é de até 900 mm, sustentada pelo novo Wade Programme do sistema Terrain Response 2, que garante aos motoristas total confiança para atravessar águas profundas.

A combinação de carga útil máxima de 900 kg, teto estático de até 300 kg, capacidade de reboque de 3.500 kg, confirmam a resistência do modelo.

A tecnologia ClearSight Ground View ­(o capô transparente) ajuda o motorista a aproveitar a capacidade do Defender, revelando na tela central as áreas normalmente escondidas pelo capô logo à frente das rodas dianteiras.

Também é possível ter uma visão traseira livre de obstáculos no interior do carro com o retrovisor interno ClearSight Rear View.

A Land Rover introduziu o sistema de infotenimento PIVI PRO, que pode ser acessado através de uma nova geração de touchscreen mais intuitiva e amigável. O sistema exige menos passos para executar tarefas freqüentes.

Em combinação com o painel de instrumentos interativo de 12,3 polegadas, o sistema avançado fornece mapeamento 3D de alta definição dentro da instrumentação, deixando a tela sensível ao toque central livre para controlar outros aplicativos.

Em termos de tecnologia em assistência ao motorista o modelo inclui o Controle de Cruzeiro Adaptativo e o Monitor de Colisão Traseiro (de série na versão HSE), que alertam aproximações ao motorista ao piscar automaticamente luzes de perigo, bem como o Blind Spot Assist, o Rear Traffic Monitor e o Clear Exit Monitor (a partir da versão SE).

Novo Defender_Offroad_Atravessando rio 3

Novo Defender_Offroad_Atravessando rioFotos: Jaguar Land Rover / Divulgação

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

Mitsubishi Eclipse Cross ganha as séries limitadas Sport e Outdoor

Da Redação

A Mitsubishi Motors do Brasil apresentou duas séries especiais para a sua linha de SUVs compactos: Eclipse Cross Sport e Eclipse Cross Outdoor.

Segundo a montadora, a primeira reforça ainda mais o aspecto esportivo e arrojado do modelo enquanto, a segunda, tem um apelo mais voltado para o fora de estrada.

Produzidas sobre a configuração topo de linha da gama, HPE-S S-AWC, ambas as versões oferecem elementos exclusivos de design e já estão disponíveis na rede de concessionárias da marca japonesa em todo o País com preços de R$170,99 mil, para o Eclipse Cross Sport, e R$171,99 mil, para o Eclipse Cross Outdoor.

Eclipse Cross Sport_Ambientadas (4)Eclipse Cross Sport – Limitada a 200 unidades, a série especial Sport ressalta a veia esportiva do modelo.

A dianteira do Eclipse Cross Sport troca o acabamento cromado do restante da gama por peças pintadas em preto brilhante. Já a grade frontal, e detalhes do para-choques, trazem acabamento imitando carbono, enquanto a parte inferior da peça exibe um spoiler com a moldura central em prata. Para arrematar o estilo, o capô traz dois extratores.

Eclipse Cross Sport_Ambientadas (2)A temática esportiva segue pelas laterais, com as rodas de liga leve de 18 polegadas em preto brilhante e calçadas com pneus 225/55. O conjunto deixa à mostra as pinças de freio, que no Eclipse Cross Sport são pintadas de vermelho. O tempero esportivo é complementado pelas molduras das caixas de roda pintadas na mesma cor da carroceria.

Atrás, destacam-se o aerofólio e o skid plate pintados em preto brilhante. Outro detalhe são as lanternas com bordas escuras tipo fumê que percorrem toda a tampa, dividindo o vidro traseiro. A barra central traz acabamento imitando carbono, e o toque final fica com as peças em prata fosco, que simulam ponteiras, nas extremidades do para-choque.

Eclipse Cross Outdoor_Ambientadas (3)Eclipse Cross Outdoor – A série especial Outdoor, também limitada à 200 unidades, traz o visual aventureiro realçado por molduras em preto fosco que cobrem para-choques, laterais e caixas de rodas.

Também estão presentes dos dois ganchos, na parte inferior do para-choques, que variam de cor conforme as pinturas disponíveis para a carroceria – são azuis no vermelho Diamond, e verdes no cinza Titanium e no prata Sterling.

Eclipse Cross Outdoor_Ambientadas (4)Nas laterais, a série com estética off-road carrega adesivos nestas mesmas cores com o sobrenome Outdoor e a inscrição 4×4, e as rodas de liga leve de 18 polegadas pintadas em preto brilhante calçam pneus AT de perfil mais alto (235/60), próprios para o 4×4.

A traseira traz, ainda, o aerofólio e uma faixa na parte superior da tampa pintados em preto fosco.

Os modelos são equipados com a central multimídia premium da marca JBL. O sistema adiciona ao painel uma tela capacitiva de 7 polegadas com respostas rápidas, áudio streaming de última geração e conexão WiFi, que permite acessar aplicativos como Spotify e Waze.

Eclipse Cross Sport_EstudioFotos: Mitsubishi Motors do Brasil / Divulgação

O dispositivo também oferece as tecnologias Android Auto e Apple CarPlay, para conectividade com smartphones. O interior é idêntico nas duas versões.

Toda linha Eclipse Cross conta com o motor MIVEC Turbo 1.5 de dupla injeção, 165 cv de potência e 25,5 kgf.m de torque.

Ele trabalha em conjunto com uma transmissão CVT de oito velocidades. Há paddle-shifters na coluna de direção que permitem trocas manuais de marcha. E as séries limitadas Sport e Outdoor oferecem a tração integral nas quatro rodas (4×4).

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

Honda convoca proprietários dos modelos Civic Touring, Accord e HR-V Touring para reparo da bomba de combustível

Da Redação

A Honda Automóveis do Brasil anunciou, hoje, a convocação dos proprietários dos modelos Civic Touring, Accord e HR-V Touring para comparecerem a uma das concessionárias autorizadas da marca para realizar o reparo da bomba de combustível.

No total, são 2.730 unidades envolvidas na campanha de recall.

Segundo a nota da fabricante, algumas unidades podem apresentar falhas no módulo da bomba de combustível, interrompendo o fluxo de combustível até o motor.

Essa interrupção poderá desligar o motor com o veículo em movimento e causar danos materiais, lesões graves e até fatais aos ocupantes do veículo e/ou a terceiros.

A convocação se aplica aos veículos Civic Touring (modelo 2019 a 2020), Accord (modelo 2018) e HR-V Touring (modelo 2020).

A consulta à necessidade do reparo deve ser feita no link www.honda.com.br/recall.

O agendamento pode ser efetuado pelo mesmo endereço eletrônico ou pela central de atendimento: 0800-701-3432 (segunda a sexta-feira, das 08h às 20h e sábado, das 09h às 14h – horário de Brasília).

Para conferir os endereços das concessionárias Honda, os proprietários devem acessar o seguinte site: www.honda.com.br/concessionarias.

unnamedAcesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

Toyota anuncia recall de 341 unidades do Prius

Da Redação

A Toyota do Brasil informou hoje, 10 de julho, sobre a abertura de uma campanha de chamamento preventiva do veículo Prius, fabricado entre os meses de julho de 2014 e setembro de 2015.

Segundo a fabricante, a campanha abrange um total de 341 unidades do modelo híbrido.

Veja a íntegra do comunicado abaixo.

Defeito apresentado: Os veículos envolvidos na campanha de chamamento foram projetados para entrar em modo de segurança caso ocorra alguma falha no sistema híbrido. A Toyota identificou que, em raras situações, o veículo pode não acionar este modo de segurança, conforme planejado.

Riscos e implicações: Caso este fato aconteça, o veículo poderá perder potência e velocidade, com parada total do veículo. Os sistemas de direção e frenagem permanecem operantes, porém, caso o veículo perca potência em condições de alta velocidade, poderá aumentar o risco de acidente, com danos materiais ao veículo e lesões físicas graves ou até mesmo fatais a seus ocupantes.

Medidas corretivas: A partir de 13 de julho de 2020, a Toyota realizará a reprogramação no módulo de controle do sistema híbrido do veículo.

O tempo de reparo é de aproximadamente 1 (uma) hora.

Locais de atendimento e agendamento: O proprietário deverá entrar em contato com a rede de concessionárias autorizadas Toyota, para agendamento prévio. A relação de concessionárias autorizadas para atendimento está disponível no site https://www.toyota.com.br.

A Toyota esclarece que a presente campanha será realizada de forma gratuita ao consumidor.

Para informações adicionais, o cliente pode entrar em contato pelo telefone do S.A.C. Toyota: 0800 703 0206.

Também pode acessar o seguinte site: http://www.toyota.com.br/servicos/recall/

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

Limited é a nova versão para o Hyundai Creta 1.6

Da Redação

Creta Limited_2Dando sequência à ampliação da linha Creta, que no mês de maio passou a contar com a opção Action, a Hyundai lançou, hoje, a versão Limited, com motor 1.6 e câmbio automático.

Ela já está à venda nas concessionárias da rede em todo o Brasil. Com preço sugerido de R$99,99 mil, o Creta Limited chega para ocupar o espaço entre o Pulse Plus 1.6 e o Prestige 2.0, passando a ser a versão topo de gama para a motorização 1.6.

Creta Limited_5“Neste momento em que iniciamos uma retomada das atividades econômicas, quando o consumidor se mostra mais racional e seletivo na hora da compra, trazemos ao mercado a versão Limited, com alto valor agregado em termos de tecnologia, segurança, itens de conforto, luxo e conveniência. Trata-se de um pacote altamente competitivo para um SUV abaixo de R$100 mil, que se junta ao generoso espaço interno para passageiros e bagagens, e ao motor 1.6 com transmissão automática de seis velocidades”, afirmou Angel Martinez, vice-presidente comercial da Hyundai Motor Brasil.

Entre os destaques do Creta Limited estão: sistema Stop & Go de parada e partida automática do motor, seis airbags, bancos em material sintético que imita o couro na cor bege Sahara, faróis com projetor e iluminação lateral cornering lamp, lanternas com luzes em LED, nova pintura na grade frontal e novas rodas em liga leve de 17 polegadas.

Creta Limited_4Completam o pacote: chave presencial em formato de pulseira Hyundai Key Band, chave presencial Smart Key, botão de partida do motor e maçaneta externa cromada.

A versão Limited do Creta está disponível nas cores preto, branco, prata (duas opções), e cinza. As cores azul Sapphire e verde Amazon são oferecidas sob encomenda.

Versões e Preços:

Creta Attitude 1.6 (manual) – R$75,99 mil

Sistema de Multimídia/Áudio blueAudio

Creta Action 1.6 (automático) – R$79,99 mil

Sistema de Multimídia/Áudio blueAudio

Creta Smart 1.6 (automático) – R$86,49 mil

Sistema de Multimídia/Áudio blueAudio

Creta Pulse Plus 1.6 (automático) – R$94,99 mil

Sistema de Multimídia/Áudio blueMedia

Creta Limited 1.6 (automático) – R$99,99 mil

Sistema de Multimídia/Áudio blueMedia

Creta Prestige 2.0 (automático) – R$107,99 mil

Sistema de Multimídia/Áudio blueNav

Creta LimitedFotos: Hyundai / Divulgação

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

Hyundai Creta Limited

Preço sugerido: R$ 99,99 mil

–   Grade frontal hexagonal com contorno cromado e barras horizontais na cor prata

–   Faróis com projetor e detalhes cromados

–   Lanternas Diamond Vision com luzes em LED

–   Retrovisores elétricos e repetidores de seta

–   Maçanetas externas cromadas

–   Rodas de liga leve 17” diamantadas, modelo Grey Sport

–   Bancos e acabamento das portas revestidos em material sintético que imita o couro na cor Bege Sahara

–   Volante revestido em couro

–   Ar-condicionado automático e digital

–   Direção elétrica progressiva

–   Banco do motorista com regulagem de altura

–   Banco traseiro bipartido e rebatível

–   Vidros elétricos dianteiros e traseiros com função one-touch e antiesmagamento

–   Chave presencial Smart Key e botão de partida do motor

–   Computador de bordo

–   Piloto automático com controles no volante

–   Sistema Stop & Go

–   Sensor de estacionamento traseiro

–   Câmera de ré com linhas dinâmicas

–   Acendimento automático dos faróis (sensor crepuscular)

–   Volante com regulagem de altura e profundidade

–   Iluminação no porta-malas

–   Comando interno para abertura do tanque de combustível

–   Controle de tração (TCS), estabilidade (ESP), sinalização de frenagem de emergência (ESS) e assistente de partida em rampa (HAC)

–   Faróis de neblina

–   Luz de condução diurna (DRL) em LED

–   Farol com iluminação lateral cornering lamps

–   Monitoramento de pressão dos pneus (TPMS)

–   Alerta visual de portas e porta-malas abertos

–   Travamento automático das portas e do porta-malas a 20 km/h

–   Limpador e desembaçador do vidro traseiro

–   Airbag frontal duplo, lateral de tórax e de cortina (6 airbags)

–   Isofix com top tether

–   Alarme perimétrico

–   Central multimídia blueMedia com TV digital, touchscreen de 7”, Apple CarPlay e Android Auto, bluetooth, MP3 player, conexão USB/iPod e entrada AUX

–   Comandos de áudio e Bluetooth no volante

–   4 alto falantes

Dodge Durango ganha versão SRT Hellcat de 719 cv

Da Redação

Dodge Durango SRT Hellcat: The refreshed exterior on the DurangoLançada hoje, nos EUA, a linha 2021 do Dodge Durango ganhou a versão esportiva SRT Hellcat.

Utilitário-esportivo para fãs de muscle cars com família, o Dodge Durango se alinha ao Challenger e Charger se tornar o SUV mais potente de todos os tempos, segundo a fabricante.

Equipado com o motor HEMI Hellcat V8 de 6.2 litros, que rende 719 cv de potência e 89,2 kgfm de torque, o Durango SRT Hellcat vai de 0 a 96 km/h (60 mph) em 3,5 segundos e acelera de 0 a 402 metros (quarto de milha) em 11,5 segundos.

A usina de força do SUV é combinada ao câmbio automático de oito marchas TorqueFlite 8HP95.

Dodge Durango SRT Hellcat: Powered by the proven supercharged 6.De acordo coma a fabricante, ele pode chegar aos 290 km/h e ainda é 1,5 segundo mais rápido que a versão SRT 392 em um circuito de 3.379 metros, vantagem equivalente ao comprimento de nove carros.

A Dodge produzirá o Durango SRT Hellcat apenas para o ano/modelo 2021. Assim como no restante da linha do SUV, há design externo mais agressivo, novo interior com cockpit inspirado no Challenger, mais centrado no motorista, sistema Uconnect 5 com tela sensível ao toque de 10,1 polegadas.

As concessionárias Dodge//SRT dos Estados Unidos abrirão os pedidos do Durango SRT Hellcat a partir de outubro e as primeiras unidades deverão chegar no início de 2021.

As melhorias de desempenho começam com o novo design frontal, incluindo o novo defletor, e atualizações do duto do radiador de óleo, guia de ar e snorkel para indução de ar frio.

Dodge Durango SRT Hellcat: The exhaust system has been tuned toUm novo defletor traseiro melhora o equilíbrio com as novas linhas dianteiras, resultando em aumento significativo na pressão aerodinâmica (downforce) de mais de 400% (63,5 kg a 290 km/h).

Os engenheiros da SRT atualizaram o Durango SRT Hellcat para aprimorar a dirigibilidade, incluindo várias tecnologias inspiradas em corridas e freios Brembo de alta performance, com discos ventilados nas quatro rodas, medindo 400 mm de diâmetro na frente e 350 mm atrás.

Comparado com o Durango de maior desempenho até então, o SRT 392, o novo Durango SRT Hellcat tem suspensão atualizada que oferece uma série de vantagens.

São elas: mais conforto no modo Automático e melhor controle no modo Track, respostas mais equilibradas, maior aderência com menos subesterço (saída de dianteira) e mais estabilidade em curvas.

Dodge Durango SRT Hellcat: Powered by the proven supercharged 6.A direção de assistência elétrica do Durango SRT Hellcat conta com ajustes para gerenciar melhor o aumento da aderência, melhorando tanto o desempenho em condução esportiva quanto as sensações ao volante e a facilidade de manobrar em velocidades de estacionamento.

Os modos da direção são acessados por meio da nova tela sensível ao toque de 10,1 polegadas, bem como os outros ajustes de condução SRT, que personalizam a experiência de dirigir controlando as configurações de câmbio, paddle shifters, tração nas quatro rodas (AWD) e suspensão.

Entre as tecnologias inspiradas em corridas estão dois sistemas que atuam em conjunto: o controle de arrancada (Launch Control), que evita as rodas girarem em falso; e o assistente de arrancada (Launch Assist), que usa sensores de velocidade nas rodas para detectar e mitigar o salto da roda na saída, que pode danificar o veículo, modificando o torque para recuperar a aderência total.

2021 Dodge Durango SRT Hellcat: The new interior feels wider and

Dodge Durango SRT Hellcat: Dodge//SRT Introduces the Most PowerfFotos: FCA – Fiat Chrysler Automobiles / Divulgação

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

Kawasaki Z900, 2021, chega ao País com 125 cv de potência e muita tecnologia

Da Redação

2021 Z900 action (9)A Kawasaki apresentou, hoje, a nova Z900, linha 2021. Com 125 cv, ela chega ao mercado nacional repleta de novidades e tecnologias.

A linha 2021 da Z900 conta com a adição de diferenciais como KTRC (Kawasaki Traction Control) e Power Mode (Controle de Entrega de Potência), que podem ser combinados através do Riding Mode, dispondo de 4 opções de escolha: Sport, Road, Rain e Rider (configuração manual).

Conta, ainda, com o exclusivo painel TFT e bluetooth que permite conectar a Z900 ao smartphone. Além da performance, o visual também foi aprimorado e o chassi recebeu melhorias. Todo sistema de iluminação agora utiliza LED e as carenagens foram modificadas

O motor de 948 cilindradas entrega torque de 10,1 kgfm a 7700 rpm e gera potência de 125 cv a 9500 rpm.

2021 Z900 action (15)Com o controle de tração (KTRC) atuando em tempo real, o condutor pode selecionar um dos 3 modos disponíveis, de acordo com o desempenho desejado.

No Modo 1, há menos interferências eletrônicas e mais “tocada” com este recurso que auxilia na pilotagem esportiva com foco em curvas, facilitando o controle da aceleração e aderência.

No Modo 2, as interferências acontecem um pouco antes, oferecendo um misto de esportividade e casualidade na pilotagem, aumentando a confiança do piloto com pequenas correções feitas pelo sistema.

Já no Modo 3, o mais intrusivo, ao detectar que a roda está girando em falso, os sensores enviam sinais para a ECU, que reduz a potência na roda a fim de encontrar o ponto de tração e manter a trajetória sob controle.

Este também é o modo ideal para uso em piso molhado, cascalho e outros de baixa aderência. Há, ainda, a possibilidade de desligar os recursos e sentir o poder do motor de maneira visceral.

Autodesk VRED Professional 2019.2O Power Mode define o mapa de potência. Com o mapa na posição Low, o condutor desfruta de, aproximadamente, 55% da potência total disponível. Se preferir, pode optar pelo mapa Full e ter 100% dos 125 cv produzidos pelo motor.

A seleção Low é ideal para situações de baixa aderência e o nível de potência pode variar conforme as condições de rpm do motor e a posição do acelerador, aumentando a sensação de controle da motocicleta.

E graças à adequação do escapamento a níveis ainda menores de emissão de poluentes (Euro5), com as novas modificações, não importa a faixa de rotação do motor para ouvir um ronco mais encorpado e agradável, além de estimulante para quem gosta de adrenalina.

Autodesk VRED Professional 2019.2Para facilitar o gerenciamento da parte eletrônica por quem pilota a nova Z900, a Kawasaki incluiu o Riding Mode, com 4 opções de escolha: Sport, Road, Rain ou Rider.

No modo Sport o sistema ativa em conjunto o controle de tração KTRC nível 1 e o Power Mode Full.

Já no modo Road são acionados o KTRC 2 com Power Mode Full.

Para manter o controle em pisos de baixa aderência, existe a seleção Rain, que ativa o KTRC 3 e Power Mode em Low.

Com o modo Rider o piloto desfruta da liberdade de combinar quaisquer modos do controle de tração com o controle de potência que desejar, através do joystick no punho esquerdo.

Autodesk VRED Professional 2019.2O conjunto de iluminação foi totalmente atualizado, com luz de placa, setas, lanterna traseira, luz de posição e farol, todos em LED.

A lanterna manteve o já tradicional formato Z, característica da família naked Kawasaki. Também são novos: o desenho do farol, as carenagens, as aletas de proteção, a tampa do tanque de combustível e a traseira.

Painel TFT possui tela de 4,3 polegadas (10,9cm) e permite aos usuários escolher entre 2 cores de fundo com 3 níveis de luminosidade cada.

Ele conta com informações como: velocímetro e conta giros digitais, indicador de marcha, shift light (barra de rpm muda de cor e fica toda laranja, indicando o momento para a troca de marcha), nível de combustível, hodômetros total e 2 parciais, consumo de combustível instantâneo e previsão de distância na reserva, velocidade média, tempo total, relógio, temperatura do líquido de arrefecimento, voltagem da bateria, lembrete da agenda de manutenção, de troca de óleo, indicadores dos sistemas atuantes (Riding Mode, KTRC, ABS), notificação de e-mail e chamadas do smartphone, bluetooth e indicador de modo ECO.

Algumas áreas do chassis, como a articulação do braço oscilante, passaram por revisão, e as suspensões, invertida de 120 mm na dianteira e monoamortecedor a gás de 140 mm na traseira, receberam novos ajustes para acomodar essas modificações.

Os freios ABS utilizam discos de 300 mm na dianteira e disco único de 250 mm na traseira.

 O preço público sugerido da Kawasaki Z900, 2021, é de R$47,99 mil mais o valor do frete.

Amanhã (08/07) começa a ação de pré-venda, com preço especial, que segue até o dia 31 de julho deste ano, com unidades, limitadas, pelo preço de R$45,99 mil mais o valor do frete.

Autodesk VRED Professional 2019.2A nova Z900 estará disponível nas rede Kawasaki, a partir de agosto, nas cores: Metallic Graphite Gray / Metallic Spark Black ou Metallic Spark Black / Metallic Flat Spark Black

2021 Z900 action (7)Fotos: Kawasaki / Divulgação

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

Mitsubishi ASX ganha nova frente e muda de nome

Da Redação

380344_939766_mitsubishi_outlander_sport_2021___foto_leo_sposito__6_A Mitsubishi Motors apresentou seu mais “novo” modelo: o Outlander Sport. As aspas na palavra novo devem ser explicadas. Na verdade, o SUV nada mais é do que um facelift do conhecido ASX. Foram feitas mudanças na dianteira, no para-choque traseiro e nos elementos internos das lanternas, nada mais.

Para tentar distanciar um produto do outro, o ASX, com o visual atual, continuará a ser produzido em Catalão (GO), passando a ser o modelo de entrada da marca no Brasil.

O ASX permanecerá sendo vendido em versão única, a GLS, com o preço de R$112,99 mil.

CXz8hxBwDisponível nas versões GLS, HPE 2WD e HPE AWD, o Outlander Sport já está disponível na rede de concessionários da marca em todo o Brasil com preço inicial de R$119,99 mil.

A maior gama de opções, especialmente no segmento de SUVs compactos, um dos que mais cresce na indústria automobilística brasileira, permitirá à marca atingir um número maior de consumidores com os mais diferentes perfis, desde os amantes da condução off-road até aqueles que rodam mais sobre o asfalto.

O Outlander Sport  é equipado, de série, com o sistema de entretenimento da JBL. Compatível com as interfaces Apple CarPlay e Google Android Auto, a central multimídia oferece tela sensível ao toque de 7 polegadas e total integração com smartphones, rodando aplicativos que se tornaram essenciais no dia a dia, como Waze, Google Maps e Spotify. Na versão de topo HPE AWD, a tela do sistema é maior, com 9 polegadas.

380344_939769_mitsubishi_outlander_sport_2021___foto_leo_sposito__12_(1)Chamado de Advanced Dynamic Shield, o estilo traz uma dianteira agressiva, com para-choque redesenhado e grade dianteira prateada. O visual mais moderno do modelo, muito semelhante ao do Eclipse Cross, é complementado pelas duas peças em formato de bumerangue, que conectam grade, faróis, para-choques e luzes auxiliares.

Outro elemento estético marcante na dianteira fica por conta dos faróis de neblina agrupados com as luzes de direção em cubos verticais.

O modelo conta com iluminação Full LED nos faróis e lanternas e rodas com acabamento diamantado, de série,  de 18 polegadas.

Desde a versão de entrada, GLS, o Outlander Sport é equipado com: direção elétrica, ar-condicionado automático, duplo airbag frontal, controles eletrônicos de estabilidade e de tração, freios a disco nas quatro rodas com ABS, distribuidor eletrônico de frenagem (EBD), assistente de emergência (BAS), Brake Override System (BOS), que atua nos pedais durante as frenagens, assistente de saída em rampas (Hill Start Assist System – HSA), ancoragem Isofix para cadeirinhas infantis, ajuste de altura do facho principal dos faróis, vidros elétricos nas quatro portas, travamento automático das portas, sistema de monitoramento da pressão dos pneus (TPMS) e câmera de ré.

As versões HPE incluem a chave presencial, botão de partida do motor, bancos em couro (com opção bicolor nas cores preto e bege), aquecimento dos assentos dianteiros, ajustes elétricos para o motorista, grade frontal prateada com acabamento em preto brilhante, detalhes cromados nas fendas laterais, sensores de chuva e crepuscular, full airbags (bolsas frontais, laterais, de cortina e para os joelhos do motorista) e retrovisores com rebatimento elétrico, luzes de seta integradas e desembaçador.

Todas as versões do Outlander Sport saem de fábrica equipadas com o motor 2.0 16V flex de quatro cilindros com bloco em alumínio, dotado de duplo comando de válvulas com abertura e fechamento variáveis na admissão e no escape.

Xa8BnlXgO propulsor produz 170 cv de potência com etanol e 160 cv com gasolina a 6.000 rotações (com ambos os combustíveis). Já o torque fornecido às rodas é de 23 kgfm com etanol, e de 22 kgfm com gasolina, sempre a 4.250 rpm.

Em todas as versões, o motor é conectado ao câmbio automático CVT que conta como o sistema Sport Mode, em que o câmbio simula seis marchas e permite trocas manuais por meio dos paddle-shifters no volante.

A versão topo de linha conta com sistema AWD (All-Wheel Drive) com tração integral. Para a maior comodidade do condutor, o sistema opera eletronicamente de forma automática e adapta o veículo às condições de momento, alternando, quando necessário, a distribuição da energia entre os eixos dianteiro (4×2) e traseiro (4×4).

380344_939776_mitsubishi_outlander_sport_2021___foto_leo_sposito__15_Em situações off-road, essa distribuição chega a ser de 50/50, ou seja, igualmente repartida, para que o veículo possa superar obstáculos mais difíceis. Há ainda o modo Lock, que ajusta o sistema para ficar no 4×4 o máximo de tempo.

Confira cada um dos modos:

2WD: Modo para condução em rodovias normais, secas e asfaltadas; tração nas rodas dianteiras.

4WD Auto: Modo padrão que controla automaticamente a distribuição de torque para as 4 rodas, de acordo com as condições de direção.

4WD Lock: Modo para condições escorregadias, quando o veículo trafegar por vias de areia, terra ou neve. A grande quantidade de torque aplicado aos pneus traseiros permite sair de áreas escorregadias, e a força de tração possibilita atravessar trechos off-road mais exigentes.

ThlDWXRQFotos: Leo Sposito / Mitsubishi Motors / Divulgação

O novo Outlander Sport já está disponível nas concessionárias de todo o País em diversas cores. São elas: azul perolizado, branco perolizado, cinza perolizado, preto perolizado, marrom, vermelho e duas tonalidades de prata.

O SUV tem três anos de garantia sem limite de quilometragem, além da MitRevisão com preços fixos e o programa de recompra garantida da rede Mitsubishi.

Versões e Preços:

Outlander Sport GLS 2WDR$119,99 mil

Outlander Sport HPE 2WDR$132,99 mil

Outlander Sport HPE AWDR$138,99 mil

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br