Audi do Brasil retomará produção local em 2022

Da Redação

Revelação Q3 SportbackAntonio Calcagnotto (Responsável por Assuntos Institucionais e Sustentabilidade na Audi do Brasil), Johannes Roscheck (CEO e Presidente da Audi do Brasil), Ratinho Junior (Governador do Paraná) e Abílio Oliveira (Presidente da Assoaudi).

A Audi do Brasil confirmou, hoje, a retomada da produção em sua fábrica de São José dos Pinhais, no Paraná, a partir de meados de 2022. Os modelos escolhidos para a linha de montagem brasileira são o Audi Q3 e o Audi Q3 Sportback, ambos com motor 2.0 e a tração quattro.

O anúncio foi feito na terça-feira, 14, em São Paulo (SP) com as participações de Carlos Massa Ratinho Junior, Governador do Estado do Paraná, Johannes Roscheck, CEO e presidente da Audi do Brasil, Abílio Oliveira, presidente da Assoaudi, e demais autoridades e representantes da empresa.

Para Ratinho Junior, “o anúncio da retomada da produção da Audi em sua fábrica em São José dos Pinhais vem coroar o bom momento para o Paraná, que se recupera com rapidez dos impactos da pandemia com o crescimento da economia e da geração de empregos. Nos orgulhamos de ser a casa da Audi na América do Sul, o que nos trouxe muitas conquistas nas últimas décadas”.

De acordo com Johannes Roscheck, CEO e Presidente da Audi do Brasil, “estamos muito felizes em anunciar a retomada da produção na fábrica de São José dos Pinhais, a única da marca na América do Sul. Mesmo em um momento desafiador, a empresa sempre trabalhou para viabilizar a fabricação nacional por acreditar no potencial do País e na credibilidade que a marca ganha na visão dos nossos clientes”.

A produção do Audi Q3 com motor 2.0 em suas duas carrocerias será feita em uma linha de montagem exclusiva, a mesma que produziu a geração anterior do SUV até 2019.

Os modelos chegarão no porto de Paranaguá divididos em conjuntos de peças e partes vindos da fábrica de Györ, na Hungria, para a montagem em solo brasileiro.

Audi Q3 Sportback

Além da confirmação da produção local, a Audi do Brasil, em conjunto com suas concessionárias, aproveitaram a ocasião para fazer um segundo anúncio, relacionado à estratégia de eletrificação da marca no País: em uma ação inédita, a empresa das quatro argolas e sua rede de distribuidores se uniram para ampliar a infraestrutura de recarga ultrarrápida brasileira.

A partir de 2022, serão investidos mais de R$ 20 milhões para instalar estações de recarga DC de 150kW em quase todas as concessionárias da marca no Brasil. Nestes carregadores, o 100% elétrico Audi e-tron, por exemplo, recarrega a bateria de 0% a 80% em menos de 25 minutos.

A história de fabricação nacional da Audi no Brasil teve início em 1999 com a inauguração da unidade de São José dos Pinhais, no Paraná, onde foram produzidos os Audi A3 de primeira geração nacionais até 2006.

Em 2012 o governo brasileiro instituiu o Inovar-Auto, Programa de Incentivo à Inovação Tecnológica e Adensamento da Cadeia Produtiva de Veículos Automotores, e com ele a Audi do Brasil decidiu produzir no País novamente.

Para concretizar a decisão, a empresa investiu cerca de 150 milhões de euros, valor próximo de R$ 500 milhões à época, na unidade paranaense.

A produção teve início em 2015 com o A3 Sedan, até hoje o único modelo com motor flex feito pela Audi em todo o mundo, e, em 2016, passou a produzir também o Q3.

Audi Q3Fotos: Audi do Brasil / Divulgação

A fabricação do SUV seguiu até 2019, com o fim do ciclo de vida da geração anterior, enquanto o A3 Sedan foi fabricado até 2020, também com o fim do ciclo de vida da geração.

Após um hiato de pouco mais de um ano, entre fim de 2020 e meados de 2022, a Audi voltará a montar dois modelos na fábrica do Paraná: os novos Audi Q3 e Audi Q3

Sportback.Os Audi Q3 e Audi Q3 Sportback nacionais terão o motor EA888 2.0 TFSI gasolina de quatro cilindros com injeção direta e turbocompressão, que entrega 340 Nm de torque e potência de 231 cv.

Além disso, a produção marcará dois fatos inéditos: será a primeira vez que a Audi montará um modelo com a tração quattro no País e a primeira vez que irá equipar uma transmissão tiptronic de oito velocidades a um veículo com motor transversal.

Os preços dos modelos serão divulgados em breve em conjunto com o início da pré-venda.

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s