Novo Honda City Hatchback entra em pré-venda

Da Redação

e44f261b3903cd14eba197a84aac1c1b

A Honda iniciou a pré-venda do New City Hatchback no mercado brasileiro. A partir de hoje, 1º de fevereiro, os clientes já poderão reservar o modelo junto às concessionárias da marca.

A presença do modelo se destaca pela carroceria longa, larga e baixa. Sua versatilidade e espaço interno se originam do chamado Magic Seat, exclusivo sistema de modularidade interna da Honda, com quatro modos de utilização (Utility, Long, Tall e Refresh), que permite acomodar objetos de diferentes dimensões.

No modo Utility, por exemplo, o espaço chega a 1.168 litros de volume, superando os 1.045 litros disponíveis no Fit na mesma condição, modelo que o novo City está substituindo no nosso mercado.

O interior merece destaque pela sofisticação dos materiais e alta qualidade de acabamento e montagem. Em todas as versões, ele é equipado com um painel amplo, de fácil visualização das informações.

As duas versões disponíveis (EXL e Touring) trazem botão de partida do motor, sistema de travamento e destravamento por aproximação da chave (Smart Entry), ar-condicionado digital e automático, espelhos retrovisores com rebatimento automático, central multimídia touchscreen de 8 polegadas com Android Auto e Apple CarPlay sem-fio, câmera de ré multivisão, sensores de estacionamento traseiros, bancos revestidos em material sintético que imita o couro e painel digital TFT de 7 polegadas multiconfigurável.

A versão Touring traz, também, sensores de estacionamento dianteiros.

O New City Hatchback e o New City sedan são os primeiros modelos da marca produzidos no Brasil a embarcarem o Honda SENSING, pacote de equipamentos de segurança e assistência à condução.

Ele tem cinco funções:

  • ACC — Controle de cruzeiro adaptativo — Auxilia o motorista a manter uma distância segura em relação ao veículo detectado à sua frente;
  • CMBS – Sistema de frenagem para mitigação de colisão — Aciona o freio ao detectar uma possível colisão frontal, com o objetivo de mitigar acidentes;
  • LKAS – Sistema de assistência de permanência em faixa – Detecta as faixas de rodagem e ajusta a direção com o objetivo de auxiliar o motorista a manter o veículo centralizado nas linhas de marcação;
  • RDM – Sistema para mitigação de evasão de pista – Detecta a saída da pista e ajusta a direção com o objetivo de evitar acidentes;
  • AHB – Ajuste automático de farol — Comutação noturna automática dos fachos baixo e alto dos faróis de acordo com a situação.

Além do Honda SENSING (disponível na versão Touring), o novo hatch traz diversos outros itens de segurança em todas as versões, como: assistente de estabilidade e tração (VSA), assistente de partida em rampa (HSA), sistema de luzes de emergência (ESS), seis airbags (frontais, laterais e do tipo cortina), estrutura de deformação progressiva ACE, sistema Isofix para fixação de assentos infantis, alerta de baixa pressão dos pneus, câmera de ré multivisão, entre outros.

O LaneWatch, assistente para redução de ponto cego, por meio de uma câmera no espelho retrovisor do lado do passageiro, está disponível na versão Touring.

O novo City é equipado com um motor completamente novo e uma versão otimizada do conhecido câmbio CVT da Honda.

Todo em alumínio (cabeçote, bloco e cárter), o motor que equipa o modelo é o inédito quatro-cilindros aspirado 1.5 16V DI DOHC i-VTEC. Ou seja, conta com injeção direta de combustível e dois comandos de válvulas no cabeçote (um para as oito válvulas de escape e outro para as oito de admissão).

O sistema i-VTEC tem um came (ressalto) especial para priorizar a potência em rotações mais elevadas do motor. O formato destes quatro cames (cada um responsável por um cilindro) resulta na variação da amplitude e duração da abertura das válvulas de admissão.

Na prática, é como se fosse um comando dois-em-um: um com cames otimizados para consumo e outro para desempenho.

O mesmo eixo comando de válvulas de admissão tem agora o VTC (Variable Timing Control), que controla a sincronização, podendo variar (avançando ou retardando) a sincronização do comando de admissão.

Juntos, VTC e i-VTEC permitem ao motor trabalhar de maneira otimizada em toda a sua faixa útil. Na prática, é um carro com consumo de combustível extremamente baixo quando com o motor operado em baixas rotações e com performance empolgante em regimes mais elevados, segundo a Honda.

O sistema de injeção direta de combustível nas câmaras e combustão amplia ainda mais a superioridade técnica do motor. Ele permite maior taxa de compressão e maior otimização da queima da mistura ar/combustível. Isso resulta em muito mais eficiência e potência.

A potência máxima é de 126 cv a 6.200 rpm, tanto com etanol como com gasolina.

De acordo com o Programa Brasileiro de Etiquetagem (PBE), o New City Hatchback tem consumo na cidade de 9,1/13,3 (etanol/gasolina) e, na estrada, de 10,5/14,8 km/l. Com tais números, o modelo obteve classificação A no PBE.

Já consagrado pela confiabilidade, robustez e eficiência, o câmbio CVT traz duas novidades: o Step-shift e o EDDB (Early Down-shift During Braking).

O primeiro atua sob condução esportiva. Com o acelerador pisado a fundo (kick-down), a central de gerenciamento eletrônica do CVT coordena as trocas nos pontos fixos das marchas, acentuando exatamente a sensação da mudança e, consequentemente, de esportividade.

Já o EDDB se apresenta em situações de descida. Ao notar que o motorista está pisando no freio para conter o ganho de velocidade por conta da inclinação, o CVT assume uma relação que resulta em maior aplicação de freio-motor. A ação é automática e amplia a segurança sem afetar o consumo.

Como dissemos, o New City Hatchback será oferecido em duas versões: EXL e Touring.

Fotos: Honda / Divulgação

A paleta de cores é variada: branco Tafetá (pintura sólida); azul Cósmico, prata Platinum e cinza Barium (metálicas); e branco Topázio, preto Cristal, vermelho Mercúrio e a inédita cinza Grafeno (perolizadas). Para todas as cores, o interior será preto.

A pré-venda do New City Hatchback começou hoje. As vendas regulares iniciarão em março.

Os preços são:

EXL: R$ 114,20 mil

Touring: R$ 122,60 mil

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s