Novo Honda HR-V chega ao mercado brasileiro

Da Redação

O Honda HR-V foi lançado em 2015 e se consagrou como o modelo mais vendido da Honda Automóveis do Brasil.

Uma nova página dessa história de sucesso começa a ser escrita com a apresentação do novo HR-V.

Fruto de um projeto 100% inédito, a nova geração do modelo se destaca pelo espaço interno ampliado, com mais conforto e versatilidade, características que fizeram a fama de seu admirado antecessor, e que agora foram redefinidas em patamar superior, segundo a Honda.

Sob o conceito Amp up your life (Amplifique sua vida), os engenheiros da Honda estabeleceram um tripé de características básicas para o novo HR-V: prazer, estilo e confiabilidade se combinam para potencializar o lifestyle de seus clientes, tornando este SUV o parceiro ideal para suas vidas.

O novo Honda HR-V tem quatro versões e duas motorizações.

Honda HR-V Advance

As versões EX Honda Sensing e EXL Honda Sensing são equipadas com o motor 1.5 DI i-VTEC Flex aspirado. As versões Advance e Touring trazem o inédito 1.5 DI VTEC Turbo Flex.

Para ambos, o câmbio é o automático do tipo CVT, ajustado para atender às demandas dos novos motores.

O Honda Sensing, pacote de equipamentos de segurança e assistência ao condutor, é item de série em todas as versões do novo HR-V.

Outra importante novidade do modelo é a introdução do myHonda Connect, inédita plataforma de conectividade da Honda, disponível nas versões Touring e Advance.

Honda HR-V Advance

Preservando o porte de seu antecessor, o HR-V exibe um estilo inovador. A linha de ombros elevada da carroceria une a parte frontal, de forte e inédita personalidade, à traseira, de curvatura acentuada.

A dianteira é fator de diferenciação entre as versões do SUV. Nos modelos Advance e Touring, a grade é composta por múltiplos elementos que parecem flutuar, ressaltando um caráter mais esportivo e robusto, consoante com a maior potência de seus motores.

Já as versões EX e EXL têm grade com filetes horizontais, gerando forte identidade e sofisticação.

Outro elemento de diferenciação está nos faróis full LED (de série em todas as versões), que no HR-V Touring possui acabamento cromado na moldura interna do bloco do facho alto, enquanto nas versões EX, EXL e Advance, a moldura é preta.

Na traseira, todas as versões têm lanternas fumê com LED nas luzes de posição e freio. Elas são unidas por uma barra horizontal de LED que também cumpre a função de luz de posição e, exclusivamente na Touring, tem acabamento fumê.

Honda HR-V Touring

Abaixo deste característico detalhe estão a maçaneta da tampa do porta-malas, luzes de placa e câmera de ré.

O resultado é uma superfície de estilo limpo e elegante, que enfatiza a linha de ombros alta das laterais. A tampa traseira oferece uma abertura alta e ampla, com linha inferior baixa para facilitar a colocação e retirada de objetos no compartimento de bagagem.

Três rodas diferentes (sempre em alumínio e aro 17) equipam o novo HR-V. As versões EX e Touring têm, cada qual, rodas exclusivas, enquanto a EXL e a Advance compartilham o terceiro modelo.

Outro detalhe do projeto é a baixa altura do capô, que favorece a visibilidade à frente, além de retratar o comportamento dinâmico.

O deslocamento dos retrovisores externos para as portas (antes eram fixados junto à base das colunas A) também contribui para a melhora da visibilidade e, consequentemente, da segurança.

Honda HR-V Advance

O projeto do interior exibe o mesmo conceito aplicado ao design externo. Prazer, estilo e confiabilidade foram os parâmetros usados para criar um espaço de convívio agradável, elegante e requintado, onde o conforto estético e físico prevalece, informou a Honda.

A visibilidade foi aprimorada, com a elevação do ponto de visão do motorista em 10 mm, na comparação com a geração anterior.

O quadro de instrumentos e a tela da central multimídia touchscreen de 8 polegadas foram posicionados de maneira a exigir um desvio mínimo do olhar, permitindo ao motorista concentrar seu foco na via.

Assim, todas as informações relativas ao funcionamento do veículo, navegação e demais sistemas podem ser visualizadas sem risco para a segurança.

O posicionamento da alavanca do câmbio e demais controles relativos à condução também foram pensados para evitar que o motorista altere sua postura ao volante ou tenha que desviar o olhar para acionar qualquer dispositivo.

Honda HR-V Touring

Honda HR-V Advance

Na cabine, materiais de alta qualidade, com acabamento e montagem precisos, e revestimentos agradáveis ao tato resultam em um ambiente requintado, mas sem excessos.

Os bancos são dotados do Sistema de Estabilização Corporal, uma tecnologia antifadiga que garante viagens com máximo conforto, uma vez que melhora o suporte do corpo, evitando o esforço constante para a retomada do posicionamento ideal.

O espaço longitudinal para as pernas dos ocupantes do banco traseiro cresceu 35 mm, mesmo ganho notado no espaço para os pés.

Adicionalmente, o encosto ganhou dois graus adicionais de reclinação. O já conhecido Magic Seat, sistema exclusivo de modularidade dos bancos, está presente no HR-V com três modos de utilização (Utility, Long e Tall), que permite a acomodação de objetos das mais amplas dimensões e volumes.

O sistema de ar-condicionado digital traz um novo tipo de difusores, que permitem aos ocupantes escolher entre o fluxo normal de ar e um fluxo disperso, que cria uma cortina de ar fresco entre vidros laterais e teto sem atingir diretamente o corpo, além de minimizar o calor transferido ao interior do veículo pelas superfícies envidraçadas.

Em dias frios, a seleção de aeração mais difusa também atua como uma espécie de isolante térmico com relação à superfície resfriada dos vidros. Outra evolução na climatização é a presença do difusor duplo no console central que atende os passageiros do banco traseiro.

Outra novidade que traz mais praticidade e conforto é a abertura do porta-malas sem o uso das mãos, disponível na versão Touring. Basta simular um chute sob um dos sensores de movimento abaixo do para-choque traseiro para que a tampa abra automaticamente.

Além disso, o porta-malas também tem a função Walk Away Close, inédita na Honda, que permite a operação sem o uso das mãos também na hora de retirar objetos grandes ou pesados.

Antes de pegar a carga, o usuário aperta um botão na moldura inferior da tampa. Após ele retirar o objeto e se afastar do veículo, a tampa do porta-malas se fecha automaticamente. Ambas as funções só funcionam se o usuário estiver levando a chave consigo.

O novo HR-V, como informamos no início, traz duas opções de motor flexíveis em termos de combustível, que podem ser alimentados com etanol ou gasolina.

HR-V EXL Honda Sensing

As versões EX Honda Sensing e EXL Honda Sensing vêm com o motor quatro-cilindros em linha aspirado, todo de alumínio, de 1.5 litro 16V DI DOHC i-VTEC, o sistema que varia a amplitude e duração da abertura das válvulas de admissão.

O mesmo eixo comando de válvulas de admissão tem o VTC (Variable Timing Control), que controla a sincronização, podendo variar (avançando ou retardando) a fase do comando de admissão.

Dotado de injeção direta de combustível, tem potência máxima de 126 cv a 6.200 rpm, tanto com etanol quanto com gasolina. O torque máximo é de 15,8 kgfm a 4.600 rpm (etanol) e 15,5 kgfm a 4.600 rpm (gasolina).

De acordo com o Programa Brasileiro de Etiquetagem (PBE), os HR-V com o motor 1.5 aspirado têm consumo na cidade de 8,8/12,7 km/l (etanol/gasolina) e, na estrada, de 9,8/13,9 km/l.

Nas versões Advance e Touring, o SUV traz um motor inédito e tecnologicamente muito avançado: o quatro-cilindros em linha 1.5 DI VTEC TURBO Flex.

HR-V EXL Honda Sensing

Da mesma maneira que o motor aspirado, ele é totalmente de alumínio e conta com injeção direta de combustível. Informações técnicas detalhadas (como potência, torque e consumo) serão divulgadas posteriormente, segundo a Honda.

O câmbio CVT, de relação continuamente variável, reconhecido pela confiabilidade, robustez e eficiência, oferece simulação de sete (7) marchas por meio dos paddle shifts no volante (equipamento exclusivo das versões EXL, Advance e Touring).

Os sistemas Step shift e EDDB (Early Down-shift During Braking), ambos disponíveis em todas as versões, contribuem para que a experiência de condução seja adequada independentemente do tipo de percurso.

O Step shift é voltado para a condução esportiva ou condições nas quais é exigida a performance máxima do motor. Quando o acelerador é levado ao fundo (kick-down), a central de gerenciamento eletrônico do CVT coordena as trocas nos pontos fixos das marchas, acentuando a sensação da mudança.

O EDDB atua em desacelerações, quando, baseado em inputs de freio e de aceleração longitudinal, o câmbio reduz uma ou mais marchas, mantendo a rotação adequada a cada situação (topográfica e de condução).

Honda HR-V Advance

Na prática, isso se traduz em descidas de serra com auxílio de freio-motor, além de retomadas, frenagens e contornos de curva com dirigibilidade refinada.

As reduções automáticas proporcionadas pelo EDDB também contribuem para os números de consumo do modelo.

Com pontos de fixação mais rígidos, o conjunto de direção proporciona respostas ágeis do carro em relação à aplicação de movimento no volante.

Nas suspensões, além do trabalho de redução do atrito dos componentes para melhorar o comportamento de rodagem sobre piso irregular, há novos batentes de borracha dos amortecedores traseiros e novas buchas.

As melhorias ampliaram o comportamento em curva e aumentaram significativamente o conforto, sobretudo para quem viaja na traseira.

Honda HR-V Touring

O isolamento acústico também evoluiu no novo HR-V por meio da adoção de material fonoabsorvente de maior eficiência, assim como de espuma expansiva de poliuretano em pontos ocos da estrutura.

O modelo traz o Honda Sensing de série em todas as suas versões, um pacote de tecnologias de segurança e assistência ao motorista que se baseia em imagens captadas por uma câmera de longo alcance e de visão grande angular (cerca de 100º) e de um microprocessador de imagem de alta capacidade.

Ele oferece as seguintes funções no HR-V:

  • ACC (Controle de cruzeiro adaptativo): Auxilia o motorista a manter uma distância segura em relação ao veículo detectado à sua frente. Ele conta com o Low Speed Follow, que permite a manutenção da distância do veículo à frente mesmo em baixas velocidades;
  • CMBS (Sistema de frenagem para mitigação de colisão): Aciona o freio ao detectar uma possível colisão frontal, com o objetivo de mitigar acidentes. Ele é capaz de detectar e identificar pedestres e veículos que estejam no mesmo sentido ou no sentido oposto. Bicicletas e motocicletas também podem ser detectadas pela câmera;
  • LKAS (Sistema de assistência de permanência em faixa): Detecta as faixas de rodagem e ajusta a direção com o objetivo de auxiliar o motorista a manter o veículo centralizado nas linhas de marcação;
  • RDM (Sistema para mitigação de evasão de pista): Detecta a saída da pista e ajusta a direção com o objetivo de evitar acidentes;
  • AHB (Ajuste automático de farol): Comutação noturna automática dos fachos baixo e alto dos faróis de acordo com a situação.

Além do Honda Sensing, todas as versões possuem diversos dispositivos de segurança, dentre os quais se destacam: seis airbags (frontais, laterais e do tipo cortina), assistente de estabilidade e tração (VSA), LaneWatch (assistente para redução de ponto cego por câmera no espelho retrovisor do lado do passageiro), assistente de partida em rampa (HSA), sistema de acionamento de luzes de emergência em frenagens severas (ESS), sistema Isofix (fixação de assentos infantis), alerta de baixa pressão dos pneus (TPMS), câmera de ré multivisão e sensores de estacionamento.

Uma novidade no novo HR-V é o controle de descidas em rampas (HDC), que atua em superfícies de baixa aderência e mantém automaticamente a velocidade, permitindo ao motorista se concentrar exclusivamente no controle da direção, sendo desnecessário atuar nos pedais de freio ou acelerador. O sistema funciona entre 3 e 20 km/h.

Fotos: Honda / Divulgação

Uma importante novidade do HR-V é a introdução do myHonda Connect, inédita plataforma de conectividade da marca. Ela foi criada para conectar o motorista ao seu veículo, via aplicativo no smartphone.

Os serviços oferecidos melhoram a vida do cliente, pois aumentam a segurança do motorista e demais ocupantes e a comodidade, com facilidades para o dia a dia.

Algumas das funções do myHonda Connect são: consultar status do veículo, acionar controles remotos (como dar a partida no motor e ligar ar-condicionado para climatização da cabine à distância), encontrar o carro com suporte de mapa, bem como receber alertas, fazer agendamentos de revisões, entre muitas outras funcionalidades.

A tecnologia estará disponível nas versões Touring e Advance.

As versões EX Honda Sensing e EXL Honda Sensnig terão início de pré-venda em 2 de agosto, data em que ocorrerá o lançamento virtual do modelo para o público, pelo canal da Honda Automóveis no YouTube. A chegada nas concessionárias está prevista para o final do mesmo mês.

As vendas das versões Advance e Touring começarão em outubro. A Honda ainda não informou os preços de nenhuma das versões do novo HR-V.

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s