Royal Enfield inaugura linha de montagem no Brasil

Da Redação

unnamed(6)A linha de montagem em Manaus já está operando (Royal Enfield / Divulgação)

A Royal Enfield inicia, hoje, um novo capítulo na região das Américas, especialmente no Brasil, com a inauguração de uma nova linha de montagem.

Este é um passo importante para os planos da Royal Enfield na América Latina e reforça o compromisso da marca com o País (o mercado brasileiro é o segundo em vendas da marca em todo o mundo, atrás apenas da Índia).

Localizada em Manaus (AM), a nova planta é a quarta operação CKD (Completely Knock Down, ou seja, completamente desmontada) ao redor do globo (depois das unidades na Tailândia, Colômbia e Argentina) além das fábricas localizadas na Índia.

Com capacidade de produção de mais de 15 mil unidades por ano, a linha de montagem em Manaus conta com equipamentos de última geração e estrutura moderna para alimentar a demanda cada vez maior pelas motos da fabricante no Brasil.

Hoje os modelos à venda no Brasil, incluindo a recém-lançada Classic 350, são: Meteor 350, Himalayan e as ‘twins’ Interceptor e Continental GT.

A nova linha de montagem vai acelerar a chegada das motocicletas à crescente rede de concessionárias da marca e reduzir os prazos de entrega para os proprietários.

Durante o discurso na cerimônia de inauguração da linha de montagem em Manaus, o CEO mundial da Royal Enfield, B Govindarajan, destacou os esforços feitos pela marca que culminaram na primeira planta da marca em território brasileiro.

A Royal Enfield tem trabalhado arduamente para crescer no segmento de média cilindrada em todo o mundo. Com o crescimento significativo em mercados como a Europa, o oeste Asiático e, claro, as Américas, nossa estratégia tem sido nos aproximarmos desses locais para ampliarmos nossa participação de mercado. Iniciamos essa jornada há dois anos e inauguramos linhas de montagem na Tailândia e, na América Latina, na Argentina e na Colômbia. O Brasil é um mercado muito forte para nós, rapidamente se tornou o segundo em vendas no mundo todo depois da Índia – vimos um crescimento acima de 100% no Brasil em 2019. Estamos muito felizes em inaugurar nossa quarta operação CKD global aqui no Brasil, o que prova nosso compromisso com o País e com uma região que possui muito potencial de mercado. Estamos confiantes de que esta planta vai impulsionar ainda mais nosso crescimento no mercado de média cilindrada no Brasil e permitir alimentar de forma ainda mais ficiente a crescente demanda por nossas motos”, disse o dirigente.

O mercado brasileiro tem sido de grande importância para a Royal Enfield desde a chegada da marca ao País, em 2017.

Com avanços significativos no Brasil e em toda a região das Américas, a Royal Enfield se estabeleceu entre as cinco primeiras marcas no segmento de média cilindrada em mercados como Brasil, Argentina, Colômbia, México e Estados Unidos, de acordo com a marca.

Com uma base de consumidores que cresce rapidamente e uma rede de concessionárias robusta na região, a nova linha de montagem fornece um impulso crucial para a ampliação dos negócios na região da América Latina.

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s