Nissan aposta na eletrificação e quintuplica o número de lojas que vendem o Leaf

Da Redação

BAIXA-0602Pedro Bicudo / Nissan / Divulgação

A Nissan vai dar um novo passo para ajudar a consolidar a mobilidade elétrica no Brasil e dar oportunidade a mais brasileiros conhecerem e terem acesso ao seu modelo elétrico, o Nissan Leaf.

A marca japonesa anunciou, hoje, o início da 2ª Fase do Plano de Eletrificação no País, dando continuidade com consistência ao caminho que começou a percorrer em 2019, quando foi lançada a 1ª fase.

A nova fase tem como um dos seus principais marcos a ampliação da rede de concessionárias autorizadas a vender e ter serviços de pós-vendas dedicados aos carros elétricos.

A Nissan vai mais que quintuplicar esta rede especializada e, com isso, passará a disponibilizar o Leafem todas as regiões do Brasil.

Se a primeira fase começou com 7 concessionárias em 5 Estados e no Distrito Federal, em 3 regiões do País, a partir de setembro, a rede passa a ter 44 lojas. Elas estarão distribuídas por 15 Estados e o Distrito Federal.

Esta rede começa agora a ser preparada para ter o atendimento completo, com vendas e serviço de oficina, ou atuar como ponto de vendas.

Em setembro, todas terão completado os treinamentos específicos para atender aos clientes de carros elétricos, feito as adaptações necessárias em suas infraestruturas e recebido as ferramentas e equipamentos para garantir a manutenção seguindo o padrão global da Nissan, no caso das lojas que tiverem serviço de oficina especializada para elétricos.

“Mesmo disponível apenas em 7 lojas, o Nissan Leaf se transformou em um dos carros elétricos mais vendidos do Brasil. Foi um período importante para entendermos melhor as características dos clientes deste segmento ainda em formação e nos deu a base para planejar esse novo passo e decidirmos mais do que quintuplicar a rede. Estamos preparados e com as baterias carregadas para levarmos os elétricos para outro patamar no mercado nacional”, afirmou Tiago Castro, diretor sênior de marketing e vendas da Nissan do Brasil.

Juntamente com a ampliação da rede para disponibilizar o Nissan Leaf, a empresa também integrou o seu carro elétrico no Showroom Virtual Nissan, lançado recentemente.

O recurso digital permite a imersão interativa com os produtos Nissan por meio de realidade virtual, fotos e vídeos que destacam os seus atributos e tecnologias, em um ambiente democrático aos diferentes dispositivos.

A segunda fase do Plano de Eletrificação, porém, vai além e a Nissan está preparando novas ações para reforçar a mobilidade elétrica no País.

Além da expansão das concessionárias credenciadas para a venda do Leaf, o projeto conta com três outros pilares: contribuir com a rede de infraestrutura de recarga, desmistificar dúvidas sobre a utilização e funcionamento dos carros elétricos e formar novas parcerias para reforçar o segmento e permitir que o Brasil desenvolva conhecimento e tecnologia ligados à eletrificação.

“A Nissan tem experiência mundial de mais de 10 anos na comercialização de carros elétricos e já vendeu mais de 500 mil unidades do Leaf em mais de 50 países. No Brasil, estes dois anos de pioneirismo no segmento também nos fizeram conhecer melhor os clientes. Agora, unindo o nosso conhecimento mundial com as particularidades e demandas locais, estamos prontos para a nova fase, que começa agora e vai evoluir rapidamente. Estamos chegando a todas as regiões e teremos muitas outras novidades nos próximos meses”, reforçou Airton Cousseau, presidente da Nissan Mercosul e diretor geral da Nissan do Brasil.

A empresa também vem desenvolvendo esta nova cultura em solo nacional por meio de ações e projetos que incentivem o uso e apoiem o estudo da tecnologia e de soluções ligadas aos automóveis elétricos.

Para incentivar o conhecimento sobre os carros elétricos e desmistificar receios sobre esse tipo de mobilidade, em novembro de 2020, a empresa japonesa e a locadora Movida fecharam uma parceria para disponibilizar o Nissan Leaf para o aluguel tanto para clientes pessoa física quanto jurídica, desde o aluguel eventual até o de longo prazo.

Na área da pesquisa e democratização do conhecimento, desde 2018, por exemplo, a fabricante de veículos tem uma parceria com a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), com o objetivo de estudar soluções para o futuro das baterias usadas de veículos elétricos.

No projeto mais recente desta parceria, estão sendo testadas baterias de segunda vida do Nissan Leaf para armazenar energia de postes de luz equipados com painel solar fotovoltaico. Eles são alimentados por uma combinação de painéis solares no topo e baterias do veículo elétrico na base.

Em parceria com o Parque Tecnológico de Itaipu (PTI) e o Instituto de Tecnologia Aplicada e Inovação (ITAI), a Nissan vem apoiando o desenvolvimento nacional de carregadores bidirecionais.

Esses carregadores criam um novo ecossistema fazendo com que os carros elétricos funcionem como uma solução para compartilhamento de energia com a casa do consumidor, edifícios comerciais e a rede.

A Nissan também desenvolve estudos com o Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN) para o desenvolvimento tecnológico do uso do bioetanol para veículos movidos à Célula de Combustível.

O Leaf, modelo 100% elétrico da Nissan, tem mais de 500 mil unidades vendidas em todo o mundo. A atual geração, a segunda do modelo, é comercializada no Brasil desde 2019.

O modelo é produzido em três países, de três continentes diferentes, e é comercializado em mais de 50 mercados pelo mundo.

O Nissan Leaf está equipado com um conjunto de tecnologias avançadas. Ele conta, por exemplo, com o inovador e-Pedal, que permite o condutor simplificar movimentos na hora de acelerar, desacelerar e parar o carro, pois pode utilizar somente o pedal do acelerador para todas essas ações – algo revolucionário e que representa uma nova maneira de dirigir.

Com um moderno e-powertrain, o modelo conta com uma grande eficiência energética por meio baterias de íon-lítio de 40 kWh. O conjunto oferece um bom desempenho ao entregar potência equivalente a 149 cv (110 kW) e torque de 32,6 kgfm. É desempenho com emissão zero.

Tudo isso com uma economia significativa com recarga/abastecimento. Em um levantamento da Nissan do Brasil com dados médios de mercado para o custo do litro de gasolina e do quilowatt-hora (kWh), a redução de custos de recarga/abastecimento pode chegar a 75% ao se rodar com um Nissan Leaf em comparação com um automóvel de tamanho similar com motor a combustão.

Locais com concessionárias homologadas para vender o Nissan LEAF:

Amapá (Macapá)

Amazonas (Manaus)

Bahia (Salvador)

Ceará (Fortaleza)

Distrito Federal (Brasília)

Espírito Santo (Cachoeiro de Itapemirim)

Mato Grosso (Cuiabá, Rondonópolis e Sinop)

Minas Gerais (Belo Horizonte)

Goiás (Goiânia)

Pará (Ananindeua, Belém e Marabá)

Paraná (Curitiba e Foz do Iguaçu)

Pernambuco (Recife -2)

Rio de Janeiro (Rio de Janeiro – 3)

Rio Grande do Sul (Caxias do Sul, Gravataí, Ijuí e Porto Alegre)

Santa Catarina (Araranguá, Balneário Camboriú e Florianópolis)

São Paulo (Campinas, Cotia, Franca, Guaratinguetá, Indaiatuba, Ribeirão Preto – 2, Santo André, São José dos Campos e São Paulo – 7)

Acesse o nosso site: http://www.diariodocomercio.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s